Memória

Cerca de 1551 frases e pensamentos: Memória

ATÉ QUE AMANHEÇA

Embrulho a vida,
Momentos doces e amargos,
Lembranças pesadas ou leves passagens,
A suavidade de um beijo
Ou agruras quaisquer na viela do esquecimento
Empacoto o presente...
Ou os mais íntimos toques
Que eu não consigo reprimir
E vigio...
Vigio a melancolia didática,
Toda aspereza da mais simplória estrofe
Que eu escondo no fundo do arquivo
Contudo arranha-me a sensibilidade...
Vigio fantasmas que me empurram da escada
Ou penduram cordas nos caibros
Como um sinistro convite
Vigio a porta, que um forte vento teima em abrir
A campainha que nunca toca...
O telefone que nunca chama
Para confidencias durante a madrugada
Vigio a Remington num esquisito toque-toque
Como um estranho soneto de um enredo obsoleto...
O gotejar incessante de alguma torneira

No mais profundo silencio
Ou passos pelas dependências da minha ânsia
Vigio pilhas de livros sobre a minha ignorância
Vultos atrás da cortina
Sussurros no hall superior
E uma gargalhada estridente, efeito de aguardente
Que vem do corredor...
Vigio a madrugada com seus enigmas
Que conduz o seu perfil ao meu subconsciente
E me transporta a este estado de tensão e medo...
Até que amanheça e me autopsiem...

Tadeu memoria

FABIAN

Desenhe um cara sem face,
Desenhe um cara sem rosto,
Desenhe um cara sem voz,
Desenhe um cara que não pode ouvir...
Desenhe o mar,
Multiplique por dez...
Isso é a metade da metade
Da minha saudade,
Desenhe uma mentira,
Esta é a minha verdade...

Olhe os morcegos, feche as vidraças...
Desenhe uma pipa, o Zeppelin
Uma dúzia de vassouras turbinadas...
Estou do outro lado da parede
Cantando parabéns pra você...

Tadeu memoria

Não queria achar nada que de mim tivesse memória. Mas há tanto a fazer antes de me esquecer que por tal desfeita me atirei sem volta. Como pode alguém com tantos pensamentos passar despercebida pela vida na Terra? Como posso me conformar em ser apenas eu? Tenho tanto a ser, tenho tanto a lembrar...

Verônica H.

Lembrar de você me aquece:
é feito um pé de sol que eu cultivo na memória.

Ana Jácomo

Há saudades que caminham comigo aconchegadas num lugar gostoso que a memória tem. São porta-jóias que guardam encantos que não morrem. Caixinhas de música, que, ao serem abertas, derramam melodias que me fazem dançar com elas de novo. São saudades capazes de amenizar o frio de alguns instantes com os seus braços de sol.

Ana Jácomo

Remexa na memória, na infância, nos sonhos, nas tesões, nos fracassos, nas mágoas, nos delírios mais alucinados, nas esperanças mais descabidas, na fantasia mais desgalopada, nas vontades mais homicidas, no mais aparentemente inconfessável, nas culpas mais terríveis, nos lirismos mais idiotas, na confusão mais generalizada, no fundo do poço sem fundo do inconsciente: é lá que está o seu texto. Sobretudo, não se angustie procurando-o: ele vem até você, quando você e ele estiverem prontos. Cada um tem seus processos, você precisa entender os seus. De repente, isso que parece ser uma dificuldade enorme pode estar sendo simplesmente o processo de gestação do sub ou do inconsciente.

E ler, ler é alimento de quem escreve. Várias vezes você me disse que não conseguia mais ler. Que não gostava mais de ler. Se não gostar de ler, como vai gostar de escrever? Ou escreva então para destruir o texto, mas alimente-se. Fartamente. Depois vomite. Pra mim, e isso pode ser muito pessoal, escrever é enfiar um dedo na garganta. Depois, claro, você peneira essa gosma, amolda-a, transforma. Pode sair até uma flor. Mas o momento decisivo é o dedo na garganta. E eu acho — e posso estar enganado — que é isso que você não tá conseguindo fazer. Como é que é? Vai ficar com essa náusea seca a vida toda? E não fique esperando que alguém faça isso por você. Ocê sabe, na hora do porre brabo, não há nenhum dedo alheio disposto a entrar na garganta da gente.

Caio Fernando Abreu

Memória fantástica é a minha, que nunca lembrou de te esquecer e nunca esqueceu de te lembrar.

Alessandra Souza

Saudade verdadeira não precisa nem de memória:
dói antes mesmo de lembrar.

Fabrício Carpinejar

Teu sorriso na memória me faz bem
Teu olhar me encanta como ninguém
Teu falar pra mim é doce feito o mel
Eu vou amar você, presente de Deus
Se eu pudesse
Contaria as estrelas para te dar
O universo pararia só pra ver você passar
Te amo, te espero o tempo que for preciso
Meu sonho mais lindo
Meu amigo, meu amor
Eu sei que nada apaga
O que existe entre eu e você
Vou gritar pro mundo inteiro
Meu coração é teu
O meu amor, oceano
Sentimento que não vai Ter fim
Deus arquitetou
Passo a passo desenhou você
Pra mim.

Rayssa e Ravel

O Monte

Guardo o Teu Beijo, Eterno Beijo, na Memória.
No Outono cinzento, a Despedida, Último Adeus,
Porque Foste sem Deixar-me uma Esperança..
De Reviver o Teu Carinho e os Lábios Teus!

Amargurando o teu Partir, Restou-me o Beijo.
Sonho Desfeito, nem as Folhas Esqueceram,
Em Dias de Chuva, de Relembrá-lo ao pé do Tejo,
Brincando Algures Junto às Brisas que Passavam!

As Estações se Sucederam Desde Então!
Alma Enfraquecida, Olhar Perdido no Horizonte,
Encontrei na Escrita o que Precisava o Coração,
Um Mentor para me Levar ao Cimo Deste Monte..

Trago a Utopia de Uma Espera que me Emadureceu!
Cedo o Destino e a Vida; ao Tempo, Entrego a Morte,
Mas na Esperança de Beijar-te uma Outra Vez a Olhar o Céu..
Porque Em cima daquele Monte eu Acredito que Voltarei a ter Sorte.

Prophet

Os nostálgicos que me perdoem (ou não), mas a minha memória é tão pequena quanto a vontade de olhar pra trás.

Maria Paula Fraga

Momentos de grande alegria, momentos que ficarão na minha mémoria para sempre.
Aventuras, amores impossiveis, sofrimentos, amores apenas amores...
Nada me faz mais lembra, do seu beijo doce, sua voz mansa, seus carinhos.
Momentos que vou guardar para sempre, por onde eu passar.
Você faz parte dos meus sonhos e mora nos meus pensamentos.
Momentos, belos momentos...

Géssica Monique

Você pode tentar se desapegar de todas as lembranças. Mais os bons momentos guardados na memória, sempre se repassarão como um filme.

Camylla Gonçalves Cantanheide

Eu não quero ser prisioneira da eterna lembrança de que estarei para sempre em sua memória...

Eliane Azevedo

"O que eu fui ontem, anteontem, já é memória.
Escada vencida degrau por degrau,... mas o que eu sou neste momento é o que conta!
Minhas decisões valem somente para agora...
Hoje é o meu dia, nenhum outro".

Martha Medeiros