Meditacao

Cerca de 91 frases e pensamentos: Meditacao

Existem mil e uma idéias errôneas a respeito da meditação, predominantes em todo o mundo. A meditação é muito simples: nada mais é do que consciência. Ela não é entoar salmos, não é usar um mantra ou rosário. Esses são métodos hipnóticos; eles podem lhe dar um tipo de repouso – e nada há de errado com esse repouso; tudo bem, se estivermos simplesmente tentando relaxar. Qualquer método hipnótico pode ajudar, mas, se você desejar conhecer a verdade, então ele não será suficiente.

Meditação simplesmente significa transformar sua inconsciência em consciência. Normalmente, apenas um décimo de nossa mente está consciente, e nove décimos estão inconscientes. Apenas uma pequena parte de nossa mente tem luz, uma fina camada; fora essa parte, toda a casa está imersa na escuridão. E o desafio é ampliar tanto essa pequena luz que toda a casa fique repleta de luz, sem deixar um único recanto no escuro.

Quando toda a casa está repleta de luz, a vida é um milagre, tem a qualidade da magia. Então, ela não mais é comum – tudo se torna extraordinário. O mundano é transformado no sagrado e pequenas coisas começam a ter um imenso significado, jamais imaginado. Pedras comuns parecem tão belas quanto diamantes... toda a existência se torna iluminada. No momento que você se ilumina, toda a existência se ilumina. Se você estiver na escuridão, toda a existência estará na escuridão. Tudo depende de você.

Osho

"Não se trata de um negócio. Se trata de uma conquista, algo que requer esforço, meditação, força de vontade e acima de tudo paciência."

Nátaly Seckler

“Se os budistas meditam no silêncio em busca do vazio, a minha meditação é no barulho da música em busca de tudo”.

Varpechowski

O pensamento é o veículo da alma; a meditação é a condutora; a reflexão é o caminho e a ideia, o destino.

Juahrez Alves

Um velho monge se deparou na beira de um lago, quando em meditação, com um jovem guerreiro que se desgarrara de seu pelotão.
Olhar vidrado, roupas em desalinho, movimentos bruscos e ansiosos. Bebia água sofregamente.
Enquanto enxugava o suor da fronte com a manga da tosca indumentária, se deu conta da presença discreta do velho monge.
Olhou desconfiado para os lados e caminhou em sua direção, com a expressão crispada e raivosa de quem acabara de sair de uma batalha ferrenha.
- Olha ai velho que estás ai parado, inutilmente, a beira do lago. O que tens para comer? Tenho fome e pressa.
O monge, acostumado à sobriedade e a vida comedida, vendo aquele guerreiro afoito, com a mão direita no sabre, se aproximando, disse:
- Porque a pressa, meu jovem? Sente-se e descanse. Sacie a sede com calma, e prometo lhe arranjar o que comer.
- Não tenho sua sorte, velho. Tempo é o que me falta. Tenho que voltar para a batalha. Matar nossos inimigos.
Respondeu o monge:
- Alguns minutos a mais não farão diferença para seu propósito. Após o repouso você estará com a força redobrada e a cabeça mais lúcida para a batalha.
- Como você é ingênuo, velho. Não posso parar. Se derem por minha falta no campo de batalha posso ser condenado por deserção.
- Não vejo aqui nenhum inimigo a te acossar e nenhum comandante para te cobrar empenho.
- Não vê, mas eles estão por aí, em toda parte. Não me dão sossego, Não me deixam descansar.
O Monge fez ao jovem guerreiro uma proposta:
- Sente-se ao meu lado e medite comigo. Prometo-te que depois, te levo até meu templo e te dou toda a comida que puder carregar.
Diante da proposta o jovem guerreiro cedeu e sentou-se ao lado do monge, que o foi conduzindo em sua meditação.
Depois de um tempo o guerreiro, exausto, adormeceu. O velho monge ficou ao seu lado o tempo todo, e passadas algumas horas o guerreiro acordou, espreguiçou e ainda sonolento disse que não dormia a muitas e muitas noites.
Lembrou-se que precisava voltar para a batalha, ao que o monge respondeu:
- Não precisa mais. A batalha se foi. Ela estava apenas na sua cabeça.
Só então o guerreiro se deu conta que estivera aquele tempo todo prisioneiro de sua batalha pessoal. Há anos que a paz já se instalara no Reino. Ele estivera então perseguido apenas pelas sombras do passado. Acordava finalmente, dos seus pesadelos para o sonho da vida real.

João Drummond

Meditação traz sabedoria; a falta de meditação deixa-o na ignorância. Saiba bem o que o conduz para a frente e o que o prende atrás, e escolha o caminho que o guie à sabedoria.

Buda

SABEDORIA
"Creio que o saber... podemos aprender sozinho fazendo reflexões, meditação e observações. Também podemos procurar o saber com os mestres e bons livros. Agora para obtermos a sabedoria precisamos praticar no nosso dia a dia."

Sílvia Ferreira (SFS)

Uma vida normal é aquela em que sobra tempo para tudo...hora para meditação;hora para estudar;hora para orar; hora para falar e hora para calar;hora para o trabalho e hora para o lazer e, até mesmo, a hora para morrer...mas devemos, em tudo, usar de ponderação,evitando-se os excessos;pois é, em razão dos mesmos, que nos descontrolamos e que nos perdemos e que deixamos de ter uma vida normal...nesta vida tudo precisa ter freios.

Adelmar marques marinho

" A fé desperta na meditação, renova-se na oração e se fortalece no estudo. "

Irmão Silvino

Meditação
Feche seus olhos e repense sua vida. O que vale a pena de fato? O que deve ser levado adiante e o que deve ter um basta?
Energia negativa atrai energia negativa e energia positiva atrai energia positiva. Não precisa crer para sentir que isso é verdade. Sou como Tomé, só creio no que vejo e no que posso tocar, mas algo me aconteceu e eu senti que meu corpo recebeu algo divino num momento de dor, que chamo de energia positiva emanada de um amigo que desejava muito o meu bem e ele conseguiu me transmitir isso e aliviar minha dor.
Energia atrai energia e por este motivo hoje cheguei em casa decidida a melhorar algumas coisas e esse simples desejo me deu forças para mudar um mínimo aqui dentro e já estou tendo retorno pela energia que desprendi. Retorno positivo.
Um passo de cada vez. Hoje progredi e amanhã eu sei que o farei novamente porque eu quero que assim o seja.
Busco apenas minha felicidade.
Fecho os olhos e imagino que a paz me habita e neste momento isso é suficiente.
Quanto a amanhã, só quando ele chegar eu saberei o que fazer para torná-lo tão prazeroso quanto este meu fim de noite e início de dia.

Veronica Rodrigues Guimarães

Na solidão se faz a melhor reflexão, pois o silêncio é a essência para a meditação.
(Siby)

Sibylla Ignês

O reino da quietude que os sábios conquistam pela meditação é também conquistado pelos que praticam ações; sábio é aquele que compreende que essas duas coisas – a consciência mística e a ação prática – são uma só em sua essência.

A Sabedoria do Desapego Bhagavad Gita

Meditação

"Chuva fria cai sem parar
e me põe aqui a pensar.
Lá fora, a água acumula na terra
e cá dentro, trava-se uma guerra...
Razão e coração:
quem vencerá?
Quem afinal me dominará?
A razão ordena que me aprume
enquanto o coração,
ah, este quer mais é atiçar o lume
e manda eu seguir com esta paixão!!"

Elciana Goedert (ciça)

Imperfeição: A Marca de Todos os Perfeitos

Por John Piper

Meditação sobre Hebreus 10.14:

"Porque, com uma única oferta, aperfeiçoou para sempre quantos estão sendo santificados."

Duas coisas são bastante encorajadoras em nossa condição imperfeita como pecadores salvos.

Primeira, observe que Cristo aperfeiçoou seu povo, e esse aperfeiçoamento já está completo. “Porque, com uma única oferta, aperfeiçoou para sempre quantos estão sendo santificados”. Ele o fez; e o fez para sempre. O aperfeiçoamento de seu povo está completo, para sempre. Isso significa que os crentes não pecam? Não ficam doentes? Não fazem erros matemáticos na escola? Já somos perfeitos em nosso comportamento e atitudes?

Neste versículo, há uma razão evidente que nos faz saber que essa não é a nossa situação. Qual é essa razão? É a última frase. Quais são as pessoas que foram aperfeiçoadas para sempre? Aquelas que “estão sendo” santificadas. A ação contínua do tempo presente do verbo grego é importante. Aqueles que “estão sendo santificados” ainda não estão completamente santificados no sentido de não pecarem mais. Do contrário, eles não continuariam sendo santificados.

Portanto, temos a combinação que nos deixa perplexos: aqueles que Cristo “aperfeiçoou” são aqueles que “estão sendo santificados”. Podemos também pensar nos capítulos 5 e 6 de Hebreus e recordar que esses crentes eram qualquer coisa, exceto perfeitos. Por exemplo, em Hebreus 5.11, o autor sagrado diz: “A esse respeito temos muitas coisas que dizer e difíceis de explicar, porquanto vos tendes tornado tardios em ouvir”. Podemos, então, dizer com certeza que “aperfeiçoou”, em Hebreus 10.14, não significa que somos aperfeiçoados a ponto de não pecarmos mais nesta vida.

O que isso significa? A resposta é dada nos versículos seguintes (15 a 18). O autor bíblico explica o que pretendia dizer, ao citar Jeremias referindo-se à nova aliança, ou seja, que na nova aliança, que Cristo selou com seu próprio sangue, há perdão total para todos os nossos pecados. Os versículos 17 e 18 dizem: “Também de nenhum modo me lembrarei dos seus pecados e das suas iniqüidades, para sempre. Ora, onde há remissão destes, já não há oferta pelo pecado”. Portanto, ele explica a perfeição presente em termos (pelo menos) de perdão.

O povo de Cristo é aperfeiçoado agora no sentido de que Deus remove todos os nossos pecados (Hebreus 9.26), perdoa-os e nunca mais se lembra deles como base para condenação. Neste sentido, permanecemos diante dEle como pessoas perfeitas. Quando Deus olha para nós, Ele não nos imputa qualquer de nossos pecados — passado, presente ou futuro. Deus não lança mão de nossos pecados, novamente, para usá-los contra nós.

Agora observe, em segundo lugar, em favor de quem Cristo fez esta obra de aperfeiçoamento, na cruz. Hebreus 10.14 nos diz: “Porque, com uma única oferta, aperfeiçoou para sempre quantos estão sendo santificados”. Você pode afirmá-lo de modo significativo nestes termos: “Cristo aperfeiçoou para sempre aqueles que estão sendo aperfeiçoados”. Ou: “Cristo santificou completamente aqueles que estão sendo santificados”.

Isto é o que o autor sagrado realmente diz no versículo 10: “Nessa vontade é que temos sido santificados, mediante a oferta do corpo de Jesus Cristo, uma vez por todas”. Assim, no versículo 10, nós fomos “santificados”. O versículo 14 diz que estamos “sendo santificados”. Isto significa que você pode saber que mantém uma posição de perfeição aos olhos de seu Pai celestial, se está se movendo de sua imperfeição presente e se encaminhando em direção a mais e mais santidade, pela fé em sua graça futura. Permita-me dizer, novamente, que, por causa de seu encorajamento para pecadores imperfeitos como nós e de sua plena motivação à santidade, Hebreus 10.14 significa que você pode ter certeza de que permanece perfeito e completo aos olhos de seu Pai celestial, não porque você é perfeito agora, mas exatamente porque você não é perfeito agora e está sendo santificado — sendo tornado santo.

Você pode ter certeza de sua posição como pessoa perfeita diante de Deus, porque, pela fé nas promessas de Deus, você está se movendo de suas imperfeições hesitantes em direção a mais e mais santidade. Nossa imperfeição remanescente não é uma evidência de nossa desqualificação, e sim uma marca de todos aqueles que Deus “aperfeiçoou para sempre” — se estamos no processo de sermos transformados (2 Coríntios 3.18).

Anime-se. Fixe seus olhos naquela obra de aperfeiçoamento que Cristo fez para sempre. E resista a todo pecado conhecido.
John Piper

John Piper

É o Zelo pelo Bem Louvado ou Perseguido?

Por John Piper

Meditação em 1 Pedro 3:13-16

(13) Quem é o que vos fará mal, se fordes zelosos do bem?

Cristãos deveriam ser "zelosos do bem". Você pode fazer algo bom por alguém? Pode ajudá-los? Você pode mudar algo mal e torná-lo bom? Então faça isto. E faça isto com zêlo!

Se você será prejudicado? No final das contas, não. "Se Deus é por nós, quem será contra nós?" (Romanos 6:31). "O Senhor é o meu ajudador, e não temerei o que me possa fazer o homem." (Hebreus 13:6). "Não se vendem cinco passarinhos por dois ceitis? E nenhum deles está esquecido diante de Deus. Não temais os que matam o corpo e, depois, não têm mais que fazer... E até os cabelos da vossa cabeça estão todos contados. Não temais pois; mais valeis vós do que muitos passarinhos."(Lucas 12:6,4,7).

(14a) Mas também, se padecerdes por amor da justiça, sois bem-aventurados.

Sim, haverá oposição, mesmo que sejais zelosos pelo que é bom e reto. Mas nunca esqueça das bem-aventuranças: "Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus" (Mateus 5:10).

(14b-15a) E não temais as suas ameaças, nem vos turbeis; antes santificai em vossos corações a Cristo como Senhor.

Você trata com respeito o que você teme. Então se acovardar em medo diante de homens é o oposto de se curvar em reverência diante do Senhor da glória.

(15b) Estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a todo aquele que vos pedir a razão da esperança que há em vós.

Porque eles perguntariam sobre a esperança? Porque a ânsia por felicidade no coração humano é tão forte que a única explicação para nossa disposição de sofrer por amor a justiça deve ser alguma esperança do outro lado. Isto é exatamente o que Jesus disse: "Alegrai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus" (Mateus 5:12). A esperança sustenta o zelo pelo bem durante a perseguição. Pessoas sabem disso intuitivamente.

(16) Tendo uma boa consciência, para que, naquilo em que falam mal de vós, como de malfeitores, fiquem confundidos os que blasfemam do vosso bom porte em Cristo.

Existe um atraso entre a boa obra e o reconhecimento da obra como boa pelos nossos oponentes. Primeiro eles "insultam" a nossa obra. Algum tempo depois eles são "envergonhados". Quanto tempo depois? Talvez não até o julgamento algumas pessoas verão as coisas como elas realmente são. Mas para alguns talvez mais cedo.

"Tendo o vosso viver honesto entre os gentios; para que, naquilo em que falam mal de vós, como de malfeitores, glorifiquem a Deus no dia da visitação, pelas boas obras que em vós observem." (1 Pedro 2:12) Assim, por um tempo eles nos caluniarão como malfeitores. Mas depois glorificarão a Deus pelas mesmas boas obras que eles, um dia, insultaram.

O que faz a diferença? Uma consciência limpa e uma resposta gentil e reverente.

Você tem zelo por alguma causa? Por qual coisa boa você tem sido mal falado? Ou a sua rotina é tão inofensiva neste mundo que vai bem com o jeito que as coisas andam?

Orando por mais zelo pelo que é bom,

Pastor John

John Piper

Imperfeição: A Marca de Todos os Perfeitos

Por John Piper

Meditação sobre Hebreus 10.14:

"Porque, com uma única oferta, aperfeiçoou para sempre quantos estão sendo santificados."

Duas coisas são bastante encorajadoras em nossa condição imperfeita como pecadores salvos.

Primeira, observe que Cristo aperfeiçoou seu povo, e esse aperfeiçoamento já está completo. “Porque, com uma única oferta, aperfeiçoou para sempre quantos estão sendo santificados”. Ele o fez; e o fez para sempre. O aperfeiçoamento de seu povo está completo, para sempre. Isso significa que os crentes não pecam? Não ficam doentes? Não fazem erros matemáticos na escola? Já somos perfeitos em nosso comportamento e atitudes?

Neste versículo, há uma razão evidente que nos faz saber que essa não é a nossa situação. Qual é essa razão? É a última frase. Quais são as pessoas que foram aperfeiçoadas para sempre? Aquelas que “estão sendo” santificadas. A ação contínua do tempo presente do verbo grego é importante. Aqueles que “estão sendo santificados” ainda não estão completamente santificados no sentido de não pecarem mais. Do contrário, eles não continuariam sendo santificados.

Portanto, temos a combinação que nos deixa perplexos: aqueles que Cristo “aperfeiçoou” são aqueles que “estão sendo santificados”. Podemos também pensar nos capítulos 5 e 6 de Hebreus e recordar que esses crentes eram qualquer coisa, exceto perfeitos. Por exemplo, em Hebreus 5.11, o autor sagrado diz: “A esse respeito temos muitas coisas que dizer e difíceis de explicar, porquanto vos tendes tornado tardios em ouvir”. Podemos, então, dizer com certeza que “aperfeiçoou”, em Hebreus 10.14, não significa que somos aperfeiçoados a ponto de não pecarmos mais nesta vida.

O que isso significa? A resposta é dada nos versículos seguintes (15 a 18). O autor bíblico explica o que pretendia dizer, ao citar Jeremias referindo-se à nova aliança, ou seja, que na nova aliança, que Cristo selou com seu próprio sangue, há perdão total para todos os nossos pecados. Os versículos 17 e 18 dizem: “Também de nenhum modo me lembrarei dos seus pecados e das suas iniqüidades, para sempre. Ora, onde há remissão destes, já não há oferta pelo pecado”. Portanto, ele explica a perfeição presente em termos (pelo menos) de perdão.

O povo de Cristo é aperfeiçoado agora no sentido de que Deus remove todos os nossos pecados (Hebreus 9.26), perdoa-os e nunca mais se lembra deles como base para condenação. Neste sentido, permanecemos diante dEle como pessoas perfeitas. Quando Deus olha para nós, Ele não nos imputa qualquer de nossos pecados — passado, presente ou futuro. Deus não lança mão de nossos pecados, novamente, para usá-los contra nós.

Agora observe, em segundo lugar, em favor de quem Cristo fez esta obra de aperfeiçoamento, na cruz. Hebreus 10.14 nos diz: “Porque, com uma única oferta, aperfeiçoou para sempre quantos estão sendo santificados”. Você pode afirmá-lo de modo significativo nestes termos: “Cristo aperfeiçoou para sempre aqueles que estão sendo aperfeiçoados”. Ou: “Cristo santificou completamente aqueles que estão sendo santificados”.

Isto é o que o autor sagrado realmente diz no versículo 10: “Nessa vontade é que temos sido santificados, mediante a oferta do corpo de Jesus Cristo, uma vez por todas”. Assim, no versículo 10, nós fomos “santificados”. O versículo 14 diz que estamos “sendo santificados”. Isto significa que você pode saber que mantém uma posição de perfeição aos olhos de seu Pai celestial, se está se movendo de sua imperfeição presente e se encaminhando em direção a mais e mais santidade, pela fé em sua graça futura. Permita-me dizer, novamente, que, por causa de seu encorajamento para pecadores imperfeitos como nós e de sua plena motivação à santidade, Hebreus 10.14 significa que você pode ter certeza de que permanece perfeito e completo aos olhos de seu Pai celestial, não porque você é perfeito agora, mas exatamente porque você não é perfeito agora e está sendo santificado — sendo tornado santo.

Você pode ter certeza de sua posição como pessoa perfeita diante de Deus, porque, pela fé nas promessas de Deus, você está se movendo de suas imperfeições hesitantes em direção a mais e mais santidade. Nossa imperfeição remanescente não é uma evidência de nossa desqualificação, e sim uma marca de todos aqueles que Deus “aperfeiçoou para sempre” — se estamos no processo de sermos transformados (2 Coríntios 3.18).

Anime-se. Fixe seus olhos naquela obra de aperfeiçoamento que Cristo fez para sempre. E resista a todo pecado conhecido.

John Piper

Em Meditação, e Sincronia com o Rei Altíssimo.

MalakaHB

Uma meditação suprema se baseia em seus pensamentos milenares.

MalakHB

É a simples meditação que nos conduz a um terreno quase que real.

Francisco Lindovan

Busco entre o silêncio, a meditação e a música o equilíbrio da minha loucura, pois inocente é, aquele que se acha normal.

Em cada um de nós há um segredo, uma paisagem interior com planícies invioláveis, vales de silêncio e paraísos secretos.

Eduardo Costa