Lobos

Cerca de 219 frases e pensamentos: Lobos

"Podem me atirar aos lobos...
Que eu voltarei liderando a matilha...."

Wenner Áli

Sinceramente...
numa era onde até os lobos uivam friamente
ao precentir que a morte está a sua frente
acho que não preciso ter sentimento suficiente
pra ver o lado sensível e comovente
de um musuculo independente
que sobrivive por si só diariamente...

edéltoN

"POR MIL ANOS"

"Depois de tanto tempo escondendo o meu coração dos lobos,
Descobri a razão de tê-lo protegido até então.
Sem perceber, você dissolveu o que mantinha as minhas portas fechadas.
Todo aquele medo se esvaiu;
Deu as costas pelo corredor sem luz,
Fazendo com que todo o ar puro que rondava lá fora entrasse pela minha janela.
E o que é o medo?
Já não conheço mais o seu sabor.
Hoje eu tenho mil motivos para amá-lo,
Por mil anos...
Sem medo...".

Mais em lavinialins.blogspot.com

Lavínia Lins

Lua cheia é para os lobos, os famintos estão nas ruas esperando emprego e comida.

Anderson Carmona Domingues de Oliveira

Dizem que dois Lobos vivem e lutam dentro do coração de um homem,um se chama amor e o outro se chama ódio.Qual dos dois vencerá????
Simples!
Aquele que você mais alimentar!!!
Jean C. De Andrade-

Jean Carlos de Andrade

No mundo hoje, policial mata cidadão de bem, médico fere, lobos vestem-se de ovelha, e justiça cobre o errado. O mundo está inverso, e ofusca a beleza da primeira criação. Onde está a lei principal? O amor não impera mais? Fim dos tempos.

Lanne Garcez

No Meio de Lobos...


quero apenas ganhar uns trocadinhos,
no futuro que nem me preocupo imaginar.
Viver perdido por ai
dormir um dia ali, outro aqui,
amar de igual para o igual, as pessoas,
beijá-las com a ponta gelada do nariz,
me esforçar o máximo para continuar ser fiel a mim
e utopicamente feliz.

alexandre morais

E mais uma noite sombria me espera
mais uma vez tenho lobos a minha porta
os ouço uivarem de fome
Sinto que eles sentem o mesmo medo que eu
Acredito que tem os mesmos anseios que tenho
Posso ouvi-los conspirarem com o vento que faz tremer minhas janelas
Eles me dizem com uma voz instigante para deixá-los adentrar
em meu falso e frágil lar construído de palha
onde apenas o medo do que há dentro dessa casa os impedem de entrar
Apenas o receio de encontrar algo tão assustador quanto eles
O céu vermelho lá fora combinando com seus olhos os deixam apenas mais instigados
Seus dentes brancos como pérolas me hipnotiza de medo e afeição com sua perfeição
Seu pelo todo preto se contrasta brevemente apenas com o brilho de cada raio que cai nessa tempestade
as quais todas essas descrições são apenas fruto da minha imaginação de tanto que os ouço arranharem minha porta
Seus uivos de fome me causa certa forma de compaixão
assustadores ao ponto de não agüentar tanta tortura
ao ponto de não agüentar de tanto medo
e no qual certo momento, eu sinto forçado pela minha própria compaixão
e o cansaço de fugir deles me obriga a abrir minha porta
e enfim cessar sua fome, e matar o meu medo instantaneamente
Porem minha tentativa sempre tão falha se torna mero martírio
quando vejo que ao invés de me devorarem totalmente com suas presas
de mim eles apenas arrancam um pequeno e dolorido pedaço cada
e simplesmente vão embora com breve aviso de que voltarão na próxima noite
mais famintos do que chegaram nessa noite gélida e escura
e vejo que apenas me resta limpar toda bagunça que fizeram em meu quintal
para então esperá-los na próxima vez com um novo tapete escrito ‘Bem vindo’ em minha porta
Pelo menos sei que são tão lindos quanto minha imaginação pode criar em minha mente sua imagem
mas no final valeu a pena o vislumbre dessas criaturas que eu mesmo dei vida
e que mantenho vivas dentro de mim

Neto Pinheiro

E a gente sempre tem que ficar esperto , há muitos lobos vivendo na pele de cordeiro.

Roni Alves

O mundo ta um carnaval
Ovelhas vestidas de Lobo e Lobos vestidos de Ovelha

Derciosimao

Senhor, livrai-me de todo o mal...
Te toda inveja, desses "lobos" em pele de "cordeiros"

Amém!!!


#Xô, olho gordo!

Rachel Daher

As Ovelhinhas brancas, negras, amarelas e róseas de olho no pastorzinho falastrão enquanto os lobos as cercam.
Sinceramente?
Não sei qual a relação do lobo com o pastor, mas com certeza as ovelhas serão devoradas em breve.

Rogério Nascimento

Hoje eu noto que alguns cordeiros eram nada mais,nada menos que lobos desfarçados.

Rafael Soares Muniz

Nesse mundo de lobos...as ovelhas e que devem andar disfarçadas

Salomão Ferreira

Não duvide da minha capacidade..

Me jogue aos lobos..
E eu voltarei liderando a matilha.!

Ney Forever

Me jogaram aos lobos...
Retornei como líder da matilha.

Angélica Pinheiro de Souza

Ovelhas revoltadas que fogem do aprisco, acabam sendo devoradas por lobos.

Maycon Barroco

Me jogue aos lobos e eu voltarei liderando a alcatéia

Rafael Assis

Na floresta duas alcateias disputam território.
A dos lobos saciados
e a dos lobos famintos.
Enquanto isso nós símios nas árvores
seguimos a grunhir
mastigando insípidas
bananas terra.

Raniere Gonçalves

LOBOS

Na única doce visão que eu trago na lembrança, ela caminha numa manhã ensolarada, entre rosas, acácias e gardênias, aquela ingenuidade e castidade me seduzira, todavia, isso, foi algo que ficou bem distante, muito longe, quase inalcançável como o horizonte. Caminho hoje sob neblinas frias, ou chuvas torrenciais, sentindo a fúria desta natureza implacável e insaciável, neste inverno que habita em mim; mas só essa lembrança, essa única lembrança, acalma os lobos. Procuro ainda entender o que eu sou nessa alcatéia, o que não se perde nessa vereda, nesse labirinto, o que pode persistir em mim depois das trevas; uivar é próprio dos lobos, dos solitários, mas isso não faz de mim um lupino. Eu sei que a lua me fascina, e lá no meu intimo, lá no côncavo do meu ego, eu sou um predador, nos meus delírios crescem dentes caninos proeminentes, pelos em abundancia e um pântano com árvores altas de copas espessas, mas é um delírio ou um pesadelo, aquele adolescente ainda procura no jardim, aquela candura, a castidade entre as flores; isso é um raio de luz num horizonte cinzento, espantando esta alcatéia, este lobo; o meu temor pelo desconhecido. A luz persiste á escuridão, aliás, há um elo entre ambas, um equilíbrio, e, este equilíbrio traz o alvorecer, trazendo as luzes e campos imensos, deixando o pântano pra trás, então percebo um rio caudaloso com águas cristalinas, ali está ela, à margem do rio, agora uma mulher feita, curvas generosas, adorno à uma natureza profícua e cheia de luz. Sabemos o que queremos, caminhamos juntos, sei que nos conhecemos de outros tempos... muito antes das tranças e das flores. O silencio é cúmplice de algum enigma. Na tarde , afora o barulho da correnteza das águas e seus movimentos graciosos na praia, tudo é muito silente. Ela caminha à margem do rio, altiva como uma princesa, soberana como uma diva, depois de uma manhã cheia de êxtases e prazeres quando ela se entregou como uma loba, na casinha de palha entre os coqueirais, nas proximidades do rio... mas, agora o silencio... e, o silencio é cúmplice de algum enigma. Ela caminha soberba pela praia, imagino um rastro de sangue a cada passada sua; ela não explicou aquela cova cheia de ossos no quintal da cabana. Vejo uma alcatéia ao seu redor; acho que deveria pegar a canoa e descer o rio, aproveitar o crepúsculo e fugir; mas, longe os lobos uivam, a lua se insinua com os primeiros raios, denunciando uma lua cheia; espero, impassível, lembrando momentos de prazer durante a tarde, esqueço fêmures e crânios que eu vi na cova, esqueço evidências incontestáveis; a lua cheia desponta no horizonte com promessas de sangue e muito prazer...



L

tadeumemoria