Legendas para Fotos

Cerca de 131862 frases e pensamentos: Legendas para Fotos

Eu sou essa mesmo: sem máscara, sem arma, sem retoque, sem nada. Tenho incontáveis defeitos, mas me ofereço inteira: com minhas partes estragadas e boas. Se quiser vem logo pra cá.

Clarissa Corrêa

Se eu choro agora não é que eu sou fraco
É que eu tô me desmontando para depois juntar cada caco

Projota

Mas não ignore o que eu sou por não ter forças em me decifrar, não fuja antes de saber o que eu posso fazer pra ter dar uma vida. Seu medo é de ser feliz? Então dividimos esse pavor doentio da alegria, podemos partilhar pânico de sorrir até que a depressão não faça mais sentido a dois.

Verônica H.

Eu vou pagar a conta do analista para nunca mais ter que saber quem eu sou.

Cazuza

33 MINUTOS

Eu sou assim mesmo:
Eu choro muito e rio pouco
E pouco falo, mas muito ouço
Sou de apanhar e não dar o troco
Eu quase nem grito e já fico rouco
Só mais um pouquinho
E eu fico louco.

Eu sou assim mesmo:
Muita música e pouca dança
O peso mais leve de toda balança
Sou quem chora e nunca descansa
Sou quem, quando ri, logo se cansa
Não sou de sonhos nem tenho esperança
Não sou do agora, sou de lembranças
Não sou de otimismo, de perseverança
Eu fico calado, não dou confiança.

Eu não peço nada
Mas não sou de negar
Eu não tenho pressa
Ando devagar
Eu falo mansinho
Sei bem meu lugar
Eu ando famoso
E nem sei desfilar
Eu não obedeço
E não sou de mandar
Eu só dou as caras
Pra me apresentar.

Eu gosto de ler
Mas não de falar
Não sei escrever
Só sei rabiscar
Não peço perdão
E nem sei perdoar
Não dou meu perdão
Eu não vou perdoar!
Eu faço inimigos
Amigos não há...
Eu guardo as mágoas
Mas não vou me vingar
Eu bebo veneno
E não sei vomitar
Eu morro aos poucos
Mas não vão me enterrar.

Eu carrego o ódio
Mas também sei amar
Crescem minhas unhas
Mas não sou de arranhar
Não tomo emprestado
Pra não estragar
E o que eu empresto
Você pode quebrar
Eu como calado
Não sei reclamar
Não peça desculpas
Não vou desculpar
E não compre outro
Eu vou recusar
Só me entregue limpo
E sem macular
Só acordo tarde
Não sei madrugar
E verde não gosto
Tem que madurar

Se me vir calado
Não tente animar
Sou contraditório
Vou contrariar
Não conte piada
Ou posso chorar
Me fale de dramas
E vou gargalhar
Não mexa comigo
Não sou mungunzá
Dirija depressa
Nem ouse frear
Bem a sua frente a morte está
Avance o sinal
Pode atropelar
Acelere... acelere!
Pode acelerar...

Daniela Oliveira

Eu sou um homem ridículo. Agora eles me chamam de louco. Isso seria uma promoção, se eu não continuasse sendo para eles tão ridículo quanto antes. Mas agora já nem me zango, agora todos eles são queridos para mim, e até quando riem de mim - aí é que são ainda mais queridos. Eu também riria junto - não de mim mesmo, mas por amá-los, se ao olhar para eles não ficasse tão triste. Triste porque eles não conhecem a verdade, e eu conheço a verdade. Ah, como é duro conhecer sozinho a verdade! Mas isso eles não vão entender. Não, não vão entender.

Fiódor Dostoiévski

"Quero ser melhor do que fui ontem. Melhor do que eu sou, não melhor do que você. Só o melhor que eu possa ser."

Projota

Eu sou o tipo de pessoa que, quando quero bem, quero muito. Se não, esqueça. Não desejo mal a ninguém, pode apostar. Mas não tire meu sossego. Meu sono. Não tire minhas palavras. Não roube o que é meu. Eu só tenho um coração. Sou bondade, vontade, e, às vezes, sou leal se quiser. Mas não me confunda: sou boa. Boazinha, jamais! Ah, não mesmo. Tenho cara de menina, mas minha intuição já foi e voltou enquanto você planejava e se distraía com meus cílios grandes. Quer saber? Só não entendo o motivo de tanto esforço. Eu só queria descobrir o que você pretende. Você quer me entender? Eu não sou de entender. Eu sou de amar. De matar. De morrer. Por que você sente prazer em descobrir minha vida? Você não cabe nela. Desculpe, não mesmo. E tudo o que falo pra você é mentira. Sabia? É. Minhas verdades são, para você, deliciosas mentiras que ensaiei.

Fernanda Mello

Eu sou feita de versos, palavras, rimas...eu sou e sempre fui composta por letras!

Nathalia Mi

Quem Eu Sou?

Querem saber como vivo?
Lhes direi...
Vivo do vento que me mantém lúcida e acordada para que eu não adormeça na caminhada.
Vivo do mar que me limpa do cansaço da luta e me recompõe para que eu continue.
Vivo das cores que me ensinam os remédios e os alimentos para que eu sobreviva forte para trabalhar.
Vivo da riqueza do meu melhor esforço, meu amor.
Planto-o por onde passo, não perco nem mesmo a terra de um vaso quebrado, pois ali a semente germina.
E sou feliz assim.
Sou simples, pois preciso de pouco.
Sou calma, pois aprendi a esperar.
Tudo vem.
E o campo arado e adubado produz coisas melhores, que valem a pena ser
preservadas.
Falo pouco, pois optei por grandes ocupações, como um trabalho escolhido de ouvir e por isso não me sobra tempo para as palavras.
Penso muito, mas corretamente.
Desejo só o necessário, ocupo pouco espaço e por isso não sofro por possuir. Sou feliz, sou abençoada, sou reconfortada e apreciada.
Querem saber quem sou eu, já que sabem como vivo?

Eu Sou...
" A Paz "

Fênix Faustine

Sua Estrela Sou Eu

Sou um pequeno grão de areia
Sou o canto da sereia
E canto pra enfeitiçar
Sou uma luz no infinito
Sou o sonho mais bonito
E sonho com você acordar

Vem
Sentir minha paixão
Ouvir meu coração
Que ele bate por você
E chama só por você
Na minha solidão
As nuvens de ilusão
Derramam tua chuva em mim
Te quero assim

Vem
Que a lua já acendeu
Que a tua estrela sou eu
O céu coberto de amor
Nos ilumine... então
Vem
Que o tempo passa por nós
Minha saudade é a voz
Que faz eu me convencer
A esperar por você

Eu quero, eu quero...
Eu quero, eu quero você
Eu quero, eu quero...
Eu quero então (você)
Vem...

Michael Sullivan e Dudu Falcão

Eu não tenho inimigos...
Apenas concorrentes invejosos que gostariam de ser como eu sou e fazer o que eu faço...
Por isso me hostilizam tanto e tentam distorcer minha imagem, fazendo dela o que certamente nao condiz com o real...
Eu apenas lamento...
Porque ainda não fiz um terço do que sou capaz!!!

Polly Barros

Quem eu sou? Um gago mudo e um cego daltônico.
Crendo no Buda Católico, no Maomé Protestante e no Jesus do Islã, vivo uma paz nervosa!
Basicamente vestido com roupa preta clara, porque o branco escurece - o contraste evidencia meu lado negro.
Acho que sou um clichê inédito e um plágio criativo! Um ET terráqueo de improviso planejado com entretenimento monótono e uma tristeza feliz...

Pablo de Queiroz

Eu quero, na verdade, eu quero que ele leia meus textos, tente me descobrir. Até porque, hoje eu sou isso, amanhã aquilo e a mutação é constante. E, pra ser meu, ele vai precisar me descobrir todos os dias, me convencer e me encantar.
Eu quero me apaixonar todos os dias por aquele cara alto, nem magro, nem gordo, de olhos escuros, de abraço apertado, de encaixe perfeito, de barba cerrada, de amor sincero que me traz flores com um bichinho de pelúcia em plena quinta-feira, depois que eu chego do trabalho descabelada e me jogo no sofá. Que me entrega as flores com um sorriso enlouquecedor e ri quando eu quero morrer por estar horrível e que me cala com um beijo quando eu vou brigar com ele por ele não ter me avisado que viria.
Eu quero viver o que ninguém me permitiu que eu vivesse. Que ninguém me fez conhecer e que eu só conheço por que sonho, porque tenho uma mente incrivelmente fértil. Eu quero sentir falta na segunda mesmo depois de passar o sábado e domingo com ele e saber que o verei na terça. Eu quero enlouquecer de saudade, e quero que essa saudade me faça correr atrás dele onde quer que esteja só pra eu abraçá-lo e voltar correndo para o escritório.
Eu quero ser a irresponsável da relação, eu quero ser a maluca, a que não tem limites e não a que precisa se manter centrada sempre pra que nada saia dos conformes, pra que tudo fique bem e não acabe em discussão. Eu não quero ser a que presta atenção nos detalhes, que vive se preocupando exageradamente, perguntando se tudo está bem, se sentindo incapaz de fazer alguém feliz.
Eu quero ser feliz e quero ter a certeza de que ele é feliz porque me ama e porque ele me faz feliz. Que por causa dele eu deixei de me trancar num casulo pra voar ao lado dele. Que eu não preciso dele pra andar nem ser feliz, mas que é muito melhor andar e ser feliz ao lado dele.
Eu quero alguém assim... Que não tem forma, nem nome, nem cheiro... Mas que está vivo em meus sonhos e que um dia vai renascer pra mim e vai me encontrar em algum lugar, um lugar onde jamais eu espero encontrar o amor da minha vida. A vida me reserva surpresas, e a melhor delas será o dia em que ele se tornar real pra mim e eu puder sentir o cheiro, ver a forma, e pronunciar o nome.

Mayara Freire

Reputação é o que as pessoas pensam ao meu respeito. Caráter é o que eu sou quando ninguém está me olhando.

D. L. Moody

Não confunda minha personalidade com as minhas atitudes… Minha personalidade é quem eu sou. E minhas atitudes depende de quem Você é.

Mallu Moraes

Eu sou assim... Duas de mim...
Às vezes três... Quatro... Cinco... Seis...
Sou uma por mês, me diversifico.
Tem horas que grito vivo num conflito, mostro ao mundo minha dor;
Outras horas, só sei falar de amor, a mais romântica, melodramática, estática, chorosa e nervosa, carente e decadente, vingativa e inconseqüente!
Aí, quando menos percebo, me transformo em mulher cheia de medo, cheia de reservas, coberta de sutilezas, séria ou sem defesa;
No minuto seguinte, no papel de mulher fatal viro logo a tal... Sou dona do mundo, segura e destemida, altiva e atrevida, rasgo meus segredos ao meio e exponho num roteiro de poesia ou texto...
Agrido, inflamo , conto o que ninguém tem coragem de contar, explico detalhes que é bom nem lembrar...
Sou assim... Várias em mim, sorriso por fora, angústia toda hora, por dentro um tormento, no rosto algum sofrimento, no corpo uma explosão de prazer, nos olhos, meu desejo deixo perceber.
Melhor nem me conhecer, fique com minhas letras, com as minhas palavras, na vida real sou bem mais complicada.
Sou mil em mim e quem tentou, descobriu que viver ao meu lado é viver dentro de um campo minado...
Quem esteve nele... quis fugir...
E quem ficou... viu tudo explodir!
Passei pelo nascimento e pela morte, alegria e sofrimento, céu e inferno; e no final eu reconheci que estou em tudo e que tudo vive em mim.

Elaine Bettini de Souza