Legado

Cerca de 117 frases e pensamentos: Legado

Não tive filhos, não transmiti a nenhuma criatura o legado de nossa miséria.

Machado de Assis

Eu quero deixar um legado, de quem deu a vida e teve a honra de um soldado, história de conquista e trabalho suado.

É triste dizer isso, porém, tem que existir gente em cima pros de baixo querer subir também. Objetivo claro é o que há! E só cabe a você escolher onde quer ficar.

Foco na missão, não falo em tamanho, falo em dimensão. Conseguir com determinação.

Eu não vou apagar minha história igual muitos fizeram, não vou me dar por vencido igual muitos se deram. Não é questão de ser convencido, é que se não fosse pra ser assim preferia nem ter nascido.

Não adianta olhar para o céu com muita fé e pouca luta!

Bob Marley

Não penso muito em legado para as próximas gerações. Penso apenas em acordar de manhã e trabalhar com pessoas brilhantes para criar coisas que, espero, sejam tão apreciadas por outras pessoas como são apreciadas por nós.

Steve Jobs

Homem escolhido por Deus

Alguém que hora com fé
Legado não lhe será negado
Bons exemplos à família têm dado
Espelhado em um Deus verdadeiro
Repetindo isto ao mundo inteiro
Todos nós que cremos seremos salvos
Onde cristo é adorado.

Inspirado por nosso senhor
Sempre protegido onde for
Será lembrado por seus amigos
Amando a todos de coração
Mudam sem esquecer o irmão
Unindo casais e filhos a Jesus.

Homem escolhido por Deus
Onde quer que ele se encontre
Nunca se esquece dos seus
Depois de mostrar-lhes o caminho
Acompanha e os conduz a Cristo.

Antonio Bezerra

Legado de um coração

Amor, hoje eu pensei tanto em ti...
Desejei tanto de dar o céu para que tu pudesses está segura e feliz;
As estrelas, para que elas brilhassem para ti todo o tempo que quisesses;
O sol, para que tu tivesses o domínio sobre ele e o fizesses aquecer segundo a tua vontade;
A lua, para que tu e ela disputassem o maior concurso de beleza do universo e tu saisses vencedora;
As nuvens, para que tu as fizesses destilar suas gotas frescas sobre o teu corpo;
O vento, para que tu o fizesses soprar o teu corpo quando o calor te importunasse;
Todas as flores, para que o perfume delas impregnasse teu corpo.

Como eu gostaria de fazer tudo isso, mas não posso.
Eu tenho um legado a te deixar:
Um pequeno pote contendo um pó branco chamado carinho;
Uma pequena pepita dourada que se chama lealdade e fidelidade;
Um pequeno vaso contendo um líquido cristalino que se chama compreensão e companheirismo;
Uma pequena caixa contendo algumas sementes de amor que se regadas se multiplicarão abundantemente.

Te deixo todo o meu amor como legado para uma vida feliz, segura e de paz.

Tony Fraga

“ Ainda que eu seja enganado inúmeras vezes, nuca deixarei de acreditar que em algum lugar alguém mereça minha confiança.”

MINISTERIO UNÇÃO E LEGADO

Kathryn Kuhlman

Em um mundo marcado pela doença e a escuridão espiritual, Kathryn Kuhlman ofereceu Esperança às pessoas. Com seus serviços de ministração, desde os anos 1950 até sua morte em 1976, milhares de pessoas entregaram suas vidas a Jesus Cristo.

Kathryn nasceu em 9 de maio de 1907, em uma fazenda fora de Concordia, Missouri, nos Estados Unidos e converteu-se em uma reunião quando tinha 14 anos. Dois anos mais tarde, saiu da casa com sua irmã e cunhado, Myrtle e Everett Parrott, pregando em tendas de avivamento no noroeste e no Midwest. Permaneceu com eles até completou 21 anos, o ano onde iniciou um trabalho evangelístico por conta própria.

Embora seu primeiro sermão fosse em um salão pequeno e sujo, Kathryn construiu um nome forte como pregadora de tendas em Idaho, Utá, e Colorado.

Estabeleceu-se em 1933 e abriu um trabalho avivalista no altamente bem sucedido Tabernacle de Denver de Colorado. As pessoas atravessavam o país para ouvir Kathryn, e evangelistas de renome vieram pregar em seu púlpito. Por cinco anos, o ministério floresceu e promoveu um avivamento grande na área. Seu ministério promissor foi comprometido quando o Evangelista Burroughs Waltrip veio pregar.

Waltrip divorciou-se de sua esposa e abandonou seus dois filhos novos logo após a reunião de Kathryn. Mudou-se para Iowa, iniciou um programa de rádio e uma igreja e manteve seu passado em segredo. Quando ele e Kathryn casaram-se em 18 de outubro de 1938, iniciou suas pregações em torno de Midwest. Entretanto, os líderes das igrejas descobriram seu passado e pediram que saísse.

Kathryn ao perceber as circunstâncias que lhe fizeram parar de pregar, resolveu deixar Waltrip em 1944. Kathryn disse que “morria a cada dia por ter posto de lado os desejos de seu coração para assim poder servir inteiramente a Deus”.

Encontrou finalmente um “paraíso” seguro da bisbilhotice e com pessoas famintas de se alimentar com o Evangelho quando chegou em Franklin, Pensilvânia, em 1946. Kathryn começou um programa de rádio popular e uma igreja e construiu um ministério que foi seguido por milagres, por sinais, e por maravilhas. Era em Franklin que ela veio compreender o poder do Espírito Santo e dos milagres.

Kathryn mudou-se para Pittsburgh em 1948, onde viveu até o fim de sua vida. Prestava seus famosos cultos de milagres no Carnegie Hall por 20 anos, lotando a capacidade do grande auditório em todos os cultos. Pessoas de todo o mundo vinham às suas reuniões de milagres e assistiam seus programas de rádio e de televisão.

Kathryn Kuhlman morreu em 20 de fevereiro de 1976 após complicadíssimos problemas no coração. Seu ministério não terminou, pois ela deixou um legado na pregação e ministração de milagres, amor e do poder do Espírito de Deus.

MINISTERIO UNÇÃO E LEGADO

Os grandes estão partindo.
Mas seu legado continua através de seus aprendizes cujas vidas tocadas por eles foram.
E novos grandes surgirão, para viver, ensinar e partir novamente plantando sementes em mentes pequenas.
E elas crescerão.
Enquanto houver mestres e discípulos ainda há esperança.

Pelicano

Quanto mais aduladores o vil precisa, mais mentira ele acumula em seu legado, mais tiranias comete, mais injustiça distribui.

Jean Carlos Sestrem

Não vivo de sonhos,
Eu vivo de conquistas!
Esse é meu legado.

Itolon Batista

Meu legado é meu coração

Marcos T.C.P.

Todo caminho que você toma, você está deixando seu legado.- History

MIchael Jackson

Se o amor pode nos deixar a cegueira como herança,
uma cabeça sem olhos será o legado da paixão.

Laplace Rodrigues

Não sei se deixarei algum legado aos meus descendentes, mas sei que tentei.

Washington rocha

Ainda que os dias passem, os anos corram, um legado preservarei pela eternidade, transporei os limites e as barreiras do compreensível para faze-lo ouvir, de como é grande minha amizade por você.
Ainda que sinta seus problemas eclodirem repentinamente, não te preocupes, eu estarei ao teu lado. Estarei aqui quando precisar. Não precisa dizer nada. Somente chegar com seu sorriso, com sua alegria, que estarei aqui para te ouvir.
Ainda que não venhas sorrindo, não importa, o importante é que venha. Sempre estarei esperando.
Ainda que o tempo e as circunstâncias nos faça mudar de hábitos, de lugares, não importa, o importante é saber que você acredita e confia em mim, da mesma forma que eu confio em você.
Ainda que o mundo nos faça sofrer, lembre-se que juntos temos a força necessária para vencermos os obstáculos.
Ainda, meu amigo, que não nos vejamos mais, lembre-se que é imensa minha amizade, e que a porta aberta vou deixar, quando quiser, pode voltar.

Bruno Raphael da Cunha Dobicz

Comentário de II Timóteo – Capítulo 4 – Parte 2

O testemunho que foi deixado como um legado à Igreja pelos apóstolos; e pelos chamados pais da Igreja depois deles, foi de grande valor especialmente para arrancar o povo de Deus do seu estado de ignorância, em períodos, por exemplo como o da Idade Média.
Depois deles nos foi também deixado o testemunho dos reformadores, dos puritanos, e de muitos outros grandes homens de Deus, de maneira que Deus tem usado este testemunho para nos firmar nestes nossos dias difíceis da predominância da Igreja morna de Laodiceia, citada no livro de Apocalipse.
Devemos seguir o exemplo deles, e sermos muito gratos a Deus pelos conselhos de Paulo a Timóteo de se apegar à Palavra para fazer valer o testemunho da verdade nestes dias difíceis em que as pessoas se recusariam a dar ouvidos à sã doutrina.
Elas se recusam a dar ouvidos à sã doutrina, principalmente porque não suportam ouvir o antigo evangelho da cruz que chama o homem a negar-se a si mesmo e a carregar a sua cruz a cada dia.
Isto significa renunciar à própria vontade para fazer a vontade de Deus, e numa época em que o humanismo prevalece e o homem se autoproclama o centro de todas as coisas, dificilmente admitirá que lhe seja pregado que deve viver para a exclusiva glória de Deus negando-se a si mesmo.
Nenhuma ciência de caráter humanista admitirá o evangelho da cruz em seus preceitos.
Os seus adeptos afirmarão que é necessário separar a ciência da religião como forma de argumento para rejeitarem completamente a verdade evangélica da submissão à Palavra de Deus e prestar a ela a devida honra e obediência.
Isto leva consequentemente a uma espécie de vergonha de Cristo e de tudo o que é verdadeiramente santo.
Não admira portanto que na própria Igreja não se encontre tantos cristãos que estejam dispostos a sustentar o testemunho do amor deles a Cristo em qualquer lugar e circunstância.
Isto é um sintoma destes dias difíceis aos quais Paulo se referiu, nos quais as pessoas não suportariam ouvir as coisas relativas a Deus e à Sua vontade.
Apesar do que lhe aguardava, Paulo se sentia como um valoroso guerreiro de Deus que havia combatido o bom combate da fé e cumprido completamente a sua carreira, em defesa da fé, que ele tão corajosamente havia guardado.
Ele contemplava a coroa de justiça que lhe estava reservada para ser recebida no dia em que Jesus voltará para distribuir galardões aos Seus servos, segundo as obras que eles fizeram neste mundo.
A recompensa é chamada de coroa porque os vencedores nos combates atléticos eram coroados com um coroa de louros, entretanto a destes cristãos vencedores que guardaram a sã doutrina, não é uma coroa de louros, mas de justiça, porque Deus não é injusto de esquecer as obras que os Seus servos fizeram para Ele, não amando a própria vida.
Esta coroa recompensará todos os sofrimentos e lutas em prol do evangelho.
Veja bem que são estes sofrimentos por causa da justiça do evangelho que são dignos de galardões, e não meramente o fato de sofrermos e lutarmos neste mundo.
Como Timóteo era um evangelista e não o pastor fixo de uma determinada congregação local, Paulo lhe pediu que viesse ter com Ele em Roma, porque somente Lucas se encontrava com ele naquela ocasião.
A prova de que a obra do evangelho e os interesses de Cristo vinham na frente de tudo o mais para Paulo, ele cita que havia liberado para a obra todos os que estavam com ele, e dentre estes cita Crescente que havia ido para a Galácia, Tito para a Dalmácia, e Tíquico que ele havia enviado a Éfeso.
Somente um dos que se encontravam com Ele havia se retirado não por um motivo aprovado, porque havia retornado ao mundo, e recuado na fé, indo para Tessalônica, cujo nome, Demas, ele deixou registrado nesta epístola para a desonra eterna que merecem aqueles que voltam as suas costas para Deus.
O motivo de Paulo ter solicitado a presença de Timóteo fazendo-se acompanhar de Marcos, não foi por capricho ou para ser consolado pessoalmente, mas para dar prosseguimento, enquanto ele estivesse vivo, às muitas coisas necessárias para serem providenciadas em relação às Igrejas que haviam sido fundadas por ele em várias partes do mundo gentílico.
A referência que fez a João Marcos no verso 11, dizendo que lhe era muito útil para o ministério comprova isto que acabamos de afirmar, porque certamente estava solicitando a sua presença para lhe dar encargos ministeriais para serem cumpridos.
O fato de ter dito que havia enviado Tíquico a Éfeso comprova que apesar de estar preso aguardando o seu martírio, ele continuava no pleno exercício de suas atividades ministeriais, e não havia aproveitado a oportunidade para descansar, lamentar ou se aposentar.
É admirável também o fato de que Paulo continuava se aplicando em seus estudos.
Ele não se descuidaria disto até o último momento de sua vida.
Ele estava muito disposto a deixar um exemplo para todos os seus cooperadores não somente quanto a esta necessidade como também em relação a tudo o mais que deve ocupar o tempo de um ministro fiel.
Por isso ele pediu a Timóteo que trouxesse juntamente com ele, não somente a capa que havia esquecido em Trôade, como também os livros, e fez menção especial aos pergaminhos.
Ele já havia exortado antes a Timóteo em sua primeira epístola a se dedicar à leitura e ao ensino, e agora ele está dando a ele e aos seus demais cooperadores, o seu próprio exemplo pessoal, de que este é um dever que deve ser levado a efeito pelos ministros do evangelho durante todo o curso de suas vidas.
Paulo alertou Timóteo a se acautelar de Alexandre, o latoeiro, que havia resistido muito às suas palavras e que lhe havia feito muito mal, o qual receberia a justa retribuição do Senhor pelas suas obras.
A partir do verso 16, Paulo deu a Timóteo um relato das suas condições presentes em Roma.
Ele havia sido chamado a comparecer diante do imperador de Roma e ninguém se levantou juntamente com ele em sua defesa para testemunhar em seu favor.
Nenhum dos muitos cristãos de Roma teve coragem suficiente para se apresentar não apenas em sua defesa, mas para testemunhar o destemor deles por amor a Cristo na defesa da causa da justiça.
Foi isto que entristeceu Paulo e não propriamente o fato de ter-se sentido desamparado, porque sabia que o Senhor estava ao seu lado.
Por isso orou em favor destes que lhe haviam abandonado para que Deus não lhes imputasse nada em conta por causa disso.
Quão poucos são os cristãos que se dispõem a sofrer e a morrer por Cristo.
Por isto os mártires serão cumulados de grandes honras na glória que não serão concedidas a outros que não foram capazes como eles de não amarem suas próprias vidas diante da morte, para que o nome do Senhor fosse glorificado.
Timóteo não deveria interpretar a presente condição de Paulo como um tipo de abandono da parte de Deus, assim como tantos lhe haviam abandonado.
Por isso o apóstolo fez questão de afirmar que o Senhor esteve ao seu lado durante todo o seu ministério e que lhe havia fortalecido para que pudesse pregar o evangelho a todos os gentios, sendo livrado da boca do leão, Satanás, que anda em derredor buscando a quem possa tragar, e que tantas vezes havia se levantado contra Paulo nas perseguições e tentações que ele sofreu.
Assim como o Senhor lhe havia livrado de sucumbir ao mal, Paulo tinha a certeza de que Ele lhe continuaria livrando e o levaria em segurança para o seu reino celestial, e por este motivo é digno de receber glória para todo o sempre.
Paulo pediu a Timóteo que saudasse a Priscila e a Áquila e à casa de Onesíforo, isto é, os seus familiares, e como vimos antes, Onesíforo encontrava-se com Paulo em Roma.
Ele havia deixado por um certo tempo os da sua casa para poder servir ao Senhor atendendo às necessidades de Paulo, e por isso Paulo saudou os seus familiares pelo desprendimento deles em terem consentido com a partida dele para assisti-lo em Roma a serviço do evangelho.
Paulo citou também os nomes de Erasto e de Trófimo, não para que fossem saudados por Timóteo, mas para justificar a ausência deles naquele momento, porque Erasto havia ficado em Corinto, e Trófimo encontrava-se doente em Mileto, cidade próxima de Éfeso.
Finalmente ele enviou saudações de cristãos da Igreja de Roma a Timóteo, e dentre estes destacou os nomes de Êubulo, Prudente, Lino e Cláudia.
Ele pediu ainda que Timóteo procurasse viajar antes da chegada do inverno, porque a viagem seria mais difícil e perigosa.
As últimas palavras de Paulo nesta epístola foram:
“O Senhor seja com o teu espírito. A graça seja convosco.”.
Porventura há maior e melhor necessidade do que esta, de que o próprio Senhor Jesus esteja em comunhão com o nosso espírito, formando nós uma unidade com Ele, de maneira que a sua graça possa fluir plena e livremente em nós?
Esta foi a experiência de Paulo durante todo o curso do seu ministério, e deve ser também a experiência de todos os ministros do evangelho.
Eles não têm nenhuma outra necessidade além do Senhor mesmo e da Sua graça operando nos seus espíritos.



“1 Conjuro-te diante de Deus e de Cristo Jesus, que há de julgar os vivos e os mortos, pela sua vinda e pelo seu reino;
2 prega a palavra, insta a tempo e fora de tempo, admoesta, repreende, exorta, com toda longanimidade e doutrina.
3 Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo grande desejo de ouvir coisas agradáveis, ajuntarão para si mestres segundo os seus próprios desejos,
4 e não somente desviarão os ouvidos da verdade, mas se voltarão às fábulas.
5 Tu, porém, sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério.
6 Quanto a mim, já estou sendo derramado como libação, e o tempo da minha partida está próximo.
7 Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé.
8 Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda.
9 Procura vir ter comigo breve;
10 pois Demas me abandonou, tendo amado o mundo presente, e foi para Tessalônica, Crescente para a Galácia, Tito para a Dalmácia;
11 só Lucas está comigo. Toma a Marcos e traze-o contigo, porque me é muito útil para o ministério.
12 Quanto a Tíquico, enviei-o a Éfeso.
13 Quando vieres traze a capa que deixei em Trôade, em casa de Carpo, e os livros, especialmente os pergaminhos.
14 Alexandre, o latoeiro, me fez muito mal; o Senhor lhe retribuirá segundo as suas obras.
15 Tu também guarda-te dele; porque resistiu muito às nossas palavras.
16 Na minha primeira defesa ninguém me assistiu, antes todos me desampararam. Que isto não lhes seja imputado.
17 Mas o Senhor esteve ao meu lado e me fortaleceu, para que por mim fosse cumprida a pregação, e a ouvissem todos os gentios; e fiquei livre da boca do leão,
18 E o Senhor me livrará de toda má obra, e me levará salvo para o seu reino celestial; a quem seja glória para todo o sempre. Amém.
19 Saúda a Prisca e a Áquila e à casa de Onesíforo.
20 Erasto ficou em Corinto; a Trófimo deixei doente em Mileto.
21 Apressa-te a vir antes do inverno. Saúdam-te Êubulo, Pudente, Lino, Cláudia, e todos os irmãos.
22 O Senhor seja com o teu espírito. A graça seja convosco.” (2 Timóteo 4)

Silvio Dutra

Legado

Quero aprender com a história de quem se foi
Deixar um legado, ver além da imagem
Quero fazer uma história de riscos, acertos
Agir consciente e amar, sim, amar.

Tantos exemplos que posso imitar
Nuvem de testemunhas, sinais do céu
Vidas que são mais do que suas simples ações
São seres humanos, valem muito mais.

Nesta história de recordações
Difícil é dizer quem está certo ou errado
Mas como o que vale são relacionamentos
Quero aprender com todos e com cada um.

Mas não quero criar ambientes artificiais
Nem relações de troca tão somente
Não procuro nem exijo alvos ideais
Quero aprender com o elevado e com o decadente.

Não posso assegurar onde está cada um
Dos que já se foram deste mundo vil
Posso torcer e lutar por quem ficou
Convivendo, amando, sendo exemplo de paz.

Por isso quero aprender com tudo e com todos
Armazenando as lições no tesouro do meu coração
Quero viver e também produzir um bom tesouro
Que em breve estará disponível à próxima geração.

– reflexão por ocasião da morte da artista Hebe Camargo

Angela Natel

Se a história me absolverá não sei, mas deixarei meu legado.

RobertinhO

Legado

navegar o centímetro do gesto
no mar infinito do verbo

é teu o que te for dado:
o olhar cansado preso à teia,
o medo já domado da fera,
o beijo.

tudo o mais
entrega.

Mariana Botelho

E que seja o maior legado do Natal a permanência definitiva de Cristo Jesus em nossos convertidos corações!

Reinaldo Ribeiro - O Poeta do Amor