Leão

Cerca de 1701 frases e pensamentos: Leão

Questão resolvida!
Dormirei,
o sono da beleza,
até porque, não haveria outro que eu pudesse dormir.

Milena Leão

Uma mulher inteligente sabe que inteligência é um bem adquirido e não um acessório de fábrica.

Milena Leão

Advogado é uma raça!
Acho que existe uma disciplina no curso de direito chamada: Imbecil I.

Não não deve ser optativa!

Milena Leão

Se quando você sobe na mesa e tira a roupa o problema é seu, então cure-se da sua bebedeira e volte pra casa sozinha, "A-MI-GA"!!

Milena Leão

Cuidadetuavida

Não queira saber de mim se não me amas,
se não me tens nenhum apreço.
Peço, com carinho, que me deixes de lado,
esquece-me e seja feliz.
Se quiseres ser falso, ignore-me, por favor.
Não fazes idéia do quanto tento ser anônimo, em vão.
Desejo-te o dobro do que me desejas
e de joelhos me revisto em proteção.

Milena Leão

Não tenho medo de compartilhar conhecimento.
Essa é a unica coisa que as pessoas não poderão roubar de mim, pois ninguém nunca sabe igual, mesmo que saiba a mesma coisa.

Milena Leão

Trate a todos com igualdade.
Se você não sabe onde estará daqui a 5 minutos, que dirá sobre os outros.
Lembre-se de que o mundo dá voltas e a memória negativa é algo inacreditavel.

Milena Leão

Acho que eu to com problema de encosto. Esse aqui ta machucando minhas costas!

Milena Leão

Minha visão periférica brinca de Sherlock Holmes, minha intuição de Jesus Cristo, meus pensamentos de Jackie Chan, meus olhos de Louis Braille, minha mão de playmobil... Meu eu lírico é mutante.

Dani Leão

Podem subestimar até minha inteligência, mas meu sexto sentido... JAMAIS.

Dani Leão

Já dizia minha Vó; Mulher oferecida, ou ta podre, ou ta vencida.

Dani Leão

Construir carreira é como construir um prédio. Você não o faz sem investimento, sem começar por baixo e sem por a mão na massa.

Milena Leão

Confiar em Deus é colocar os nossos problemas em Suas mãos e fazer a Sua vontade, ainda que não entendamos as respostas d'Ele, naquele momento."

danilo leão

Particular

De uma pequena fresta surge um universo de sentidos. Como numa fenda algo pode se instalar ou invadir, e até mesmo se espaçar? É um número que só o amor pode conjeturar. De grão em grão em meio à cumplicidade são construídos alicerces sentimentais que ao final de tudo, fica o espaço criado pelo amor ou o vazio deixado por ele. Um mutuado de expectativas e esperanças desliza em nuvens de sonhos enquanto milhares de pesadelos limpam o céu de quimeras. A realidade é a carta de anuência para o efêmero cotidiano. Seria um nó do acaso improvisado por um laço em falso a busca por patentear os sentimentos a outrem. São tantas paredes testemunhas das insônias, tantos sorrisos estampados de plenitude, tantos equilibristas da razão e emoção, tanto amor surgido, “morrido”, “matado” e renascido, tanto amor, tanta dor. Que de aprofundar-se, cicatriza; que de esvaziar-se, transborda; que de dilacerar-se, sossega. E os pontos de cada nó rompido se tornam laços, e cada laço dado é um nó que se deu. Um ato que desata quanta dor que vira dó. Caberia no mesmo lugar o esmagamento e a liberdade gerada por amar, ou romperiam fitas de tanto entrelaçar a convivência e sua pluralidade? É, o amor é mesmo singular!

Dani Leão

“Sem lenço, sem documento”

E de repente chega à maturidade. Sem idade, sem passado, sem futuro. Despretensiosa no andar, carregada de conceito, cheia de malas que a vida a presenteou. Impregnada de tolerância, abastecida do sofrer, repleta de vontades e dona do saber. A maturidade é calmaria, perdão, dever cumprido, humildade e querer. É saber respeitar o tempo, as coisas e, sobretudo as pessoas do jeito que elas são. É colorir o mundo e descolorir, gritar e silenciar, sorrir e chorar de cabeça erguida e face lavada. Por mais pesada que seja uma lágrima, mais pesado é o orgulho que sentencia nas costas o fardo ecoado do vazio atemporal. Maturação não vê vantagem, faz escolhas. Com ar de mistério e olhar escavado analisa as superfícies sem deixar influenciar. Aproxima-se e faz morada no contraditório por não ver desafio em demonstrar afetos. Revela a leveza de ser e grita aos quatro cantos o sabor de sentir. Porque amadurecimento é saber apreciar uma brisa, mesmo quando o desejo é de um banho de chuva. A generosidade é o sustento da maturidade.

Dani Leão

João Sem-Braço

Não nasci para cálculos. Não meço palavras, perco os sentidos e os centímetros, avalie os sentimentos. Para os fardos da atualidade e a busca incessante do ser, a reciprocidade não anda de vento em poupa. Pasmem! O cenário frio e calculista dos tempos modernos é retrógrado e vago. É veemente o traço da fugacidade encontrado nas projeções de vida e sua conjuntura folclórica. O romance foi assassinado. Na prática, a luta entre os sexos, é vista burlando a boa-fé da espontaneidade. E o que se assemelha a um personagem poético, é dotado de uma inocente ingenuidade. “Sabe de nada inocente”. Porque nada disso é verdade! Tudo é calculado. A aptidão para os números é multiplicada pelos corpos, subtraída pelo vácuo e somada ao descaso. Desejam praticar o desapego, apegados ao passageiro. Olha o passeio! Dar as mãos é coisa do passado, estão passando é a mão mesmo. A flor da pele fica os nervos com a falta de senso, raros são os arrepios em meio aos poros sufocados de desdém. Os beijos efusivos tornaram-se tentativas do chamado “forçar a barra”. Parece que as pessoas hoje em dia são maquetistas deste cenário onde o dissabor acarreta uma aptidão para esquivar-se do romance. A frase clichê “quer romance, compra um livro”, virou música popular complementada pelo filósofo Mr. Catra “quer fidelidade compre um cachorro e quer amor volta pra casa da mamãe”. A tendência é esta! Os espertinhos (as) de plantão implantaram nas mentes estéreis a ideia de poder como meta sem baldrame para conquista. Nada se ganha sem o devido mérito. “Bonito isso, né? Eu li num livro”.

Dani Leão

Não eo dinheiro, eo conforto, a liberdade, o respeito, a saude, o amor verdadeiro.. Todas essas coisas que o dinheiro pode comprar, conbinados com minha liderenca.

Kaio leao