Ironia

Cerca de 506 frases e pensamentos: Ironia

Irônia é você querer esquecer uma pessoa, e do nada cada detalhe se tornar um motivo para lembra-la.

Débora Verneque

A ironia faz parte quase que integralmente,da vida de algumas pessoas.As quais não se permitem fazerem o que tem vontade,pelo simples fato de se arrependerem de alguma coisa que ainda nem fizeram,então como tem essa certeza do que vira.
O importante e o curioso da vida de todo nós é viver,se permitir fazer o que dar na telha,não adianta conselhos,ou dizer não faça!É preciso correr riscos,é preciso fazer e só assim crescer,tirar proveito de situações futuras,é com os erros que se aprende.
Com os erros é que se vive.A vida é uma mistura de momentos,ora bons ora ruins,é bom olhar pra trás e dizer:como pude fazer aquilo,ou porque tive aquela atitude,é nesse exato momento de reflexão que está crescendo,que você sai do seu mundinho e se olha como se estivesse em frente a um espelho.Viva,permita-se e depois com uns 70,80 anos dÊ risada de tudo,a vida é curta sim,senhor então,viva.

Geiziane Pereira

Seja sábio, desprende-te da ironia e a preguiça, tão logo verás o caminho que deveis seguir.

Ageu

Talvez eu não seja o que pareça para a maioria,mais e que ironia é essa de pensar o que não sou?

Richard Figueira

Silvane
Por ironia da vida não somos
da mesma família.
mas nossa amizade é tão complexa
que nos ententemos como ninguém
uma amizade que ira muito
além do finito
agora vivemos a distancia
mas isso apenas fortalece
esse sentimento e
a vontade de te ter aqui
perto .

Cleber Fontana de Mello

Há vezes em que eu insisto em te ver...mas por ironia, sempre estás em mim!

Yonne Moreno

Gosto de não gostar. Amo não amar. Odeio não odiar.
Quanta ironia.

Camila Godoy

A ironia que ora me acompanhava conseguira, novamente me driblar Concomitantemente, fazendo - me repensar...

Vinicius Prates

IRONIA

Dia abafado, o calor faz-me suar pelas têmporas e sentir meu corpo e meus braços úmidos, como se pequenas gotículas de água o cobrissem. Não há Sol, está nublado, mas a claridade ainda assim machuca meus olhos que acordaram há menos de duas horas e tanto, por isso estou de óculos escuros e com os vidros do carro abertos. O trânsito não está muito barulhento. Paro naquela esquina, no farol. Na padaria de esquina há um mendigo quase deitado, recostado sobre a parede branca, um velho imundo, barba grande que está brigando com seu chinelo rosa. No meio da discussão recosta a cabeça na parede e fecha os olhos, que estavam há todo tempo estavam semiabertos. Não sei se é a bebedeira, a ressaca ou o peso da vida.



Neste exato momento, ao seu lado, pela porta da padaria desce aquela velha senhora na pequena rampinha, amparada pela sua neta. Elegante batom vermelho nos lábios, blusa branca de mangas longas, uma calça meio social, sapatos baixos, colar de ouro no pescoço e alguns anéis do mesmo metal nas mãos. Exibe com orgulho sua cabeça totalmente careca e carrega em um dos braços uma sacolinha.



A sacolinha cai e a latinha de Coca-Cola sai rolando pela rampinha, acompanhada pelo grito de surpresa da senhora e parando despretensiosamente no meio da calçada, entre a velhinha e o mendigo. Este, abre bem o olho até que fique novamente semicerrado e fixa-se na latinha. A senhora também e, com ajuda da neta acelera o passo para pegá-la. O mendigo se inclina cambaleante em direção a sacolinha também, mas não tem muita força, nem velocidade para alcança-las. Neste exato momento os olhares se cruzam, velhinha e mendigo. Ficam assim por alguns segundos. Segundos que parecem eternos. Olhos cansados, velhos, que já viram e passaram muita coisa em todos esses anos, mas, os olhares, não são de afronta, são de mútuo respeito.



A neta daquela senhora pega o saquinho e a latinha e guia o braço da velha para o sentido oposto ao do mendigo. Os olhares se descruzam e perdem a atenção. Um com saúde e sem dinheiro, o outro com dinheiro e sem saúde. Cada um segue sua vida, no sentido oposto. O momento é ordinário, o dia é comum; mas cada um segue o seu rumo, pensando que daria de tudo na vida para ter, em apenas um momento, o que o outro tem.

VivianDelamo

Seria ironia de minha parte dizer que tudo percorre minhas veias como fluidos cristalinos. Tudo dói, tudo pulsa e tudo dói.

E eu me sinto tão... tão... ahhh!
Um vazio aloja-se em meu ventre.

Carolina Pires

Veja que ironia, os ditos mestres da razão, nos convidam para sermos analíticos, para desenvolvermos um senso filosófico, trouxeram o pensamento novo, porque ousaram e questionaram os pensamentos existentes, e no entanto se a gente faz o mesmo... Vira um alvoroço...
Qual é a verdade !?!...
Façam o que eles mandam, mas não pense por si mesmo!!!...

Marise Muniz

A MORTE NUM BAILE DE MÁSCARAS; SE VESTE DE VIDA. SÓ POR IRONIA.
(Nepom Ridna)

NEPOM RIDNA

Mas tem uma grande ironia; como pode se tornar diferente dos montes, os homens. A sua alma?

Lucius Scarabotolus Gattalis

Ás vezes eu alcanço o auge da minha depressão. Agora que reparei que isso é um paradoxo. Que ironia. Enfim, quando isso acontece, é tão ruim. Acho que é um dos piores sentimentos que se pode sentir. É aquele sentimento que te faz lembrar de todas as coisas ruins que você já viveu, que você já viu e ouviu. Pessoas que você ama vem á sua memória e lhe dizem novamente as piores coisas do mundo. Não há sentimento pior pra se sentir.

Sabrina Niehues

Vamos as três palavrinhas.
Pra mim...

Ironia: não dá pra usar com qualquer um, não são todos que a entendem, e por isso pode te causar transtornos.

Cinismo: é algo irritante, de tirar do sério, não suporto e não me atrevo.

Sarcasmo: Eu adoro, eu me amarro, e não economizo com quem merece.

Gabriela Stacul

A ironia é um artifício sigiloso que só afeta os culpados!

Valmir Mizio

Depois que conheci o seu Sarcasmo e a dona ironia, as pessoas acham que eu to sendo engraçado, mas na verdade estou sendo sincero.

Bruno Noblet (Darkyn)

“Sou a ironia que a tristeza necessita todo dia. A realidade sádica, onde é preciso ter maldade até pra colocar bondade em prática. Onde o humo-sarcástico estafa argumentos sensatos, que no irônico talvez não alcaçasse este singelo aflorar pela vida,[...] pelas coisas.”

—By Coelhinha

(Abnizia) By Coelhinha

Grande ironia do destino me presentear.
Agente nunca se entendeu muito bem, por isso ainda é difícil acreditar.

O Dejávu de já ter vivenciado o momento, crescia cada vez que eu me aproximava e quando me abriu aquele sorriso, nada mais me importava.

A sua voz, as caricias enquanto eu cochilava, tudo me encantava. Foi ai que eu percebi como tudo perfeitamente se encaixava.

O diferencial era apena a chama da vela, que me tornou de dentro pra fora especial. E a chuva que caia lá fora, me fez ver o quão lindo pode ser um temporal.

Nanda Oliveira