Inveja no Trabalho

Cerca de 16 frases e pensamentos: Inveja no Trabalho

Inveja-se a riqueza, mas não o trabalho com que ela se granjeia.

Marquês de Maricá

Aqueles que não fazem nada estão sempre dispostos a criticar os que fazem algo.

Oscar Wilde

Inveja é o que o outro desdenha em seu coração aquilo que o próximo conseguiu com trabalho, inteligência e superioridade de seus conhecimentos.

Helgir Girodo

Está com inveja da minha vida, ela é resultado de trabalho e estudo, temperada com anos de dedicação e perseverança e força de vontade, regada com muito suor.

Waldirene Paiva

O trabalho que apresenta qualidade desperta a admiração
ou a inveja dos homens.

Helgir Girodo

Inveja-se a riqueza,a fartura em bonança porem não se inveja o trabalho com qual ela se gerou.#vaitrabalhar.:)

jô vieira

Não sinta Inveja de mim, não sou rico apenas Trabalho

Thiago Moisés

Se alguém te inveja, terás que dobrar o trabalho para conseguir sucesso

andre silva

"O TRABALHO DIGNIFICA O HOMEM, A INVEJA SOLIDIFICA A METÁSTASE DA CATÁSTROFE"

Nicola Vital

Não fique com inveja de mim porque estou trabalhando e você aí se divertindo na praia. Olhe por este ângulo; na praia você tem a areia, tem o vento, tem o mar com suas ondas umas maiores que as outras, tem porquinho frito, batata frita, tem os vendedores e vendedoras ambulantes trazendo-lhe produtos e serviços à sua escolha, tem água de coco, e eu, o que tenho aqui? - Trabalho. Viu? Então, alegre-se. Não fique triste. Divirta-se!

Gil Nunes

Menosprezar o trabalho alheiro, por pura ignorância é muito facil. O difícil sempre será fazer melhor.

WarLorD

Fruto do Trabalho

Muitos querem o que eu tenho, e até querem ser quem eu sou. Mas voz digo que o que eu tenho é fruto do meu trabalho... e quem eu sou é simplesmente o reflexo das minhas ações.
Não me invejem, apenas trabalhem!

Lenilson Xavier ( 22/05/2016 às 01:56 da madrugada)

Lenilson Xavier (lexgrafia)

Há pessoas que transformam o azul em cinza. Que só olham para o próprio umbigo. Que não são capazes de um gesto de gentileza. Que tem olhos de inveja. Que pensam que são muito melhores do que são. Que não dão valor ao trabalho. Que não tem uma palavra de elogio ao próximo. Há pessoas que vieram ao Mundo achando que são seu Centro. E por isso dão valor ao acessório, nunca ao principal!

Jorge Rodini

Não inveje os que os outros têm; mas trabalhe com o que pode fazer e isto lhe fará feliz.

Helgir Girodo

Quer que os outros lhe invejam? Trabalhe!

Helgir Girodo

Andei pensando na minha vida e depois de muito tempo tive vontade de escrever. Mas não sabia sobre o que escrever ou sobre quem escrever e isso me faz pensar infinitamente em milhares de coisas aleatória e aparentemente sem sentido. Desconfio que esse sentimento ainda não tenha nome. Às vezes é muito estranho, para não dizer difícil conviver com algo que não tem nome. Compreendo perfeitamente que muitas coisas não tem nome. Talvez não tenha sido descobertas ou não foi classificada importante para receber uma etiqueta.
Vejo meus amigos fazendo muitas coisas nessa vida. Tudo muito rápido. Geralmente essa velocidade me causa estranheza. Sim... O mesmo sentimento do início.
Muitas fotos, vídeos, viagens, casamentos, festas, realizações, filhos e família.
Tudo isso em um turbilhão de coisas que afeta até mesmo uma pessoa como eu que não está “Webmente” socializada. Por incrível que pareça não as invejo e não me sinto desapontado por não fazer, poder ou não querer isso tudo. Certo dia me foi dito que sou preguiçoso demais e por isso não realizo muita coisa. Em um primeiro momento quase acreditei nisso. Mas logo percebi e sou grato a Deus por isso não ter colado na minha alma.
Acredito no trabalho e na minha grande responsabilidade para com ele. De vez em quando até parecer fácil.
Na verdade é sempre o mesmo jogo de sombras que faz o engano das aparências.
Há dias que acordo muito cedo, outros nem tão cedo assim. Mas, o mais importante é sempre está feliz por acordar. A gente se esquece de estar feliz. E quando se lembra. Está velho de mais e o que sobra é a nostalgia de um tempo que não se viu passar por conta da correria e do vento. Não quero ter saudades de nada.
Esse final de semana por pura surpresa de encontrar comprei um pacote de Jelly Beans.
Havia me esquecido como eu odiava aquela balinha azul. Também sei que não sou o único.
Falando em vento... Hoje no final da tarde quando estava voltando do trabalho. Parado no semáforo eu vi uma pipa que certamente foi cortada bailando lentamente até chegar à sarjeta da Avenida Maruípe.
Por alguns instantes enquanto o transito não andava fiquei observando para ver se alguém apareceria para resgatar o premio proporcionado por um infeliz cerol. Não vi ninguém...
Ainda tentei observar pelo retrovisor. Mas o transito começou a andar lentamente e só me sobrou o sentimento que aquela pipa não seria resgatada por nenhuma criança ligeira e sim atropelada por algum veículo.
Quer saber o que me deixa apreensivo nessa história?
É que em Vitória ainda se pode ver pipas, mas já não existem crianças.

Renilmar Fernandes