Início de Namoro

Cerca de 81 frases e pensamentos: Início de Namoro

Se vai tentar
siga em frente.

Senão, nem começe!
Isso pode significar perder namoradas
esposas, família, trabalho...e talvez a cabeça.

Pode significar ficar sem comer por dias,
Pode significar congelar em um parque,
Pode significar cadeia,
Pode significar caçoadas, desolação...

A desolação é o presente
O resto é uma prova de sua paciência,
do quanto realmente quis fazer
E farei, apesar do menosprezo
E será melhor que qualquer coisa que possa imaginar.

Se vai tentar,
Vá em frente.
Não há outro sentimento como este
Ficará sozinho com os Deuses
E as noites serão quentes
Levará a vida com um sorriso perfeito
É a única coisa que vale a pena.

Charles Bukowski

POR QUE VOCÊ NÃO ARRUMA NAMORADO?
Você não entende como não começa um relacionamento, como não se apaixona novamente, como não muda de vida. Reclama da ausência de opções. É bonita, inteligente, divertida.
Minha hipótese é que não abandonou o passado. Mantém flertes com o ex indiferente, ou continua saindo com sujeito que jamais assumirá o romance. Raciocina que, enquanto não vem o escolhido, o príncipe, pode se entreter com velhas paixões. Mas todos pressentem quando uma mulher está enrolada, todos intuem o caso mal resolvido, e não se aproximam. Não virá ninguém para espantar os corvos e dissolver essa atmosfera pesada de Prometeu. É trabalho em vão soterrar o precipício. Mulher desinteressada é impossível. Ninguém ousará quebrar o monopólio de sua dor.
Você cheira a encrenca, cheira fidelidade a um terceiro. Seus ouvidos estão lentos, sua boca paira em distante lugar, seus olhos se distraem seguidamente. Não tem brilho na pele, porém tensão nos ombros. Sua respiração é um poço de suspiros.Vive ansiosa por notícias, por reatos, mensagens. Não presta atenção, não se entrega para as casualidades.
Quem enxerga fantasmas não vê os vivos.Não dá para começar um novo amor sem abandonar os anteriores. Errada a regra que a gente somente esquece um amor antigo por um novo. Está com o corpo fechado, costurado, mentindo que já não sofre mais com as cicatrizes.Espera herança, não sai para trabalhar ternuras. Mendiga retornos, não cria memória. Sua nudez não responde ao pedido da curva. Nem balança com a música favorita.
Está tomada do carma, do veneno, do ressentimento.
Pensa que está bem, mas está em luto. Uma mulher em luto não permite arrebatamentos, afasta-se na primeira gentileza que receber, recusa a prosperidade das pálpebras piscando nos bares e restaurantes.Você nunca vai encontrar seu namoro, seu casamento, sua paz, se não terminar de se arrepender. É preciso guardar o máximo de ar, ir ao fundo, descer na tristeza e nadar para longe dela.
Não amará outro alguém sem solucionar pendências, sem recusar o homem que não a merece, o homem que não vai embora e tampouco fica.
Não amará outro alguém sem abandonar algumas horas de alívio em motéis.
Não amará outro alguém se não bloquear as recaídas, se insistir em ressuscitar as promessas. Uma mulher nunca será inteira se mantém romances quebrados.
Nunca estará presente. Nunca estará aqui.
Entenda, minha amiga, só ama quem está disposta a ser amada.

Fabrício Carpinejar

O PRIMEIRO BEIJO

Os dois mais murmuravam que conversavam: havia pouco iniciara-se o namoro e ambos andavam tontos, era o amor. Amor com o que vem junto: ciúme.
- Está bem, acredito que sou a sua primeira namorada, fico feliz com isso. Mas me diga a verdade, só a verdade: você nunca beijou uma mulher antes de me beijar? Ele foi simples:

- Sim, já beijei antes uma mulher.

- Quem era ela? perguntou com dor.

Ele tentou contar toscamente, não sabia como dizer.

O ônibus da excursão subia lentamente a serra. Ele, um dos garotos no meio da garotada em algazarra, deixava a brisa fresca bater-lhe no rosto e entrar-lhe pelos cabelos com dedos longos, finos e sem peso como os de uma mãe. Ficar às vezes quieto, sem quase pensar, e apenas sentir - era tão bom. A concentração no sentir era difícil no meio da balbúrdia dos companheiros.

E mesmo a sede começara: brincar com a turma, falar bem alto, mais alto que o barulho do motor, rir, gritar, pensar, sentir, puxa vida! como deixava a garganta seca.

E nem sombra de água. O jeito era juntar saliva, e foi o que fez. Depois de reunida na boca ardente engulia-a lentamente, outra vez e mais outra. Era morna, porém, a saliva, e não tirava a sede. Uma sede enorme maior do que ele próprio, que lhe tomava agora o corpo todo.

A brisa fina, antes tão boa, agora ao sol do meio dia tornara-se quente e árida e ao penetrar pelo nariz secava ainda mais a pouca saliva que pacientemente juntava.

E se fechasse as narinas e respirasse um pouco menos daquele vento de deserto? Tentou por instantes mas logo sufocava. O jeito era mesmo esperar, esperar. Talvez minutos apenas, enquanto sua sede era de anos.

Não sabia como e por que mas agora se sentia mais perto da água, pressentia-a mais próxima, e seus olhos saltavam para fora da janela procurando a estrada, penetrando entre os arbustos, espreitando, farejando.

O instinto animal dentro dele não errara: na curva inesperada da estrada, entre arbustos estava... o chafariz de onde brotava num filete a água sonhada. O ônibus parou, todos estavam com sede mas ele conseguiu ser o primeiro a chegar ao chafariz de pedra, antes de todos.

De olhos fechados entreabriu os lábios e colou-os ferozmente ao orifício de onde jorrava a água. O primeiro gole fresco desceu, escorrendo pelo peito até a barriga. Era a vida voltando, e com esta encharcou todo o seu interior arenoso até se saciar. Agora podia abrir os olhos.

Abriu-os e viu bem junto de sua cara dois olhos de estátua fitando-o e viu que era a estátua de uma mulher e que era da boca da mulher que saía a água. Lembrou-se de que realmente ao primeiro gole sentira nos lábios um contato gélido, mais frio do que a água.

E soube então que havia colado sua boca na boca da estátua da mulher de pedra. A vida havia jorrado dessa boca, de uma boca para outra.

Intuitivamente, confuso na sua inocência, sentia intrigado: mas não é de uma mulher que sai o líquido vivificador, o líquido germinador da vida... Olhou a estátua nua.

Ele a havia beijado.

Sofreu um tremor que não se via por fora e que se iniciou bem dentro dele e tomou-lhe o corpo todo estourando pelo rosto em brasa viva. Deu um passo para trás ou para frente, nem sabia mais o que fazia. Perturbado, atônito, percebeu que uma parte de seu corpo, sempre antes relaxada, estava agora com uma tensão agressiva, e isso nunca lhe tinha acontecido.

Estava de pé, docemente agressivo, sozinho no meio dos outros, de coração batendo fundo, espaçado, sentindo o mundo se transformar. A vida era inteiramente nova, era outra, descoberta com sobressalto. Perplexo, num equilíbrio frágil.

Até que, vinda da profundeza de seu ser, jorrou de uma fonte oculta nele a verdade. Que logo o encheu de susto e logo também de um orgulho antes jamais sentido: ele...

Ele se tornara homem.

Clarice Lispector

Relacionamentos

Sempre acho que namoro, casamento, romance, tem começo, meio e fim. Como tudo na vida.

Detesto quando escuto aquela conversa:
- Ah, terminei o namoro...
- Nossa, estavam juntos há tanto tempo...
- Cinco anos.... que pena... acabou...
- é... não deu certo...

Claro que deu! Deu certo durante cinco anos, só que acabou. E o bom da vida, é que você pode ter vários amores.

Não acredito em pessoas que se complementam. Acredito em pessoas que se somam.
Às vezes você não consegue nem dar cem por cento de você para você mesmo, como cobrar cem por cento do outro?
E não temos essa coisa completa.

Às vezes ela é fiel, mas é devagar na cama.
Às vezes ele é carinhoso, mas não é fiel.
Às vezes ele é atencioso, mas não é trabalhador.
Às vezes ela é muito bonita, mas não é sensível.
Tudo junto, não vamos encontrar.

Perceba qual o aspecto mais importante para você e invista nele.
Pele é um bicho traiçoeiro. Quando você tem pele com alguém, pode ser o papai com mamãe mais básico que é uma delícia.

E às vezes você tem aquele sexo acrobata, mas que não te impressiona...
Acho que o beijo é importante... e se o beijo bate... se joga... se não bate... mais um Martini, por favor... e vá dar uma volta.

Se ele ou ela não te quer mais, não force a barra. O outro tem o direito de não te querer.

Não brigue, não ligue, não dê pití. Se a pessoa tá com dúvidas, problema dela, cabe a você esperar... ou não.

Existe gente que precisa da ausência para querer a presença.
O ser humano não é absoluto.

Ele titubeia, tem dúvidas e medos, mas se a pessoa REALMENTE gostar, ela volta. Nada de drama.
Que graça tem alguém do seu lado sob pressão?

O legal é alguém que está com você, só por você. E vice-versa. Não fique com alguém por pena. Ou por medo da solidão. Nascemos sós. Morremos sós.

Nosso pensamento é nosso, não é compartilhado. E quando você acorda, a primeira impressão é sempre sua, seu olhar, seu pensamento.

Tem gente que pula de um romance para o outro. Que medo é este de se ver só, na sua própria companhia?

Gostar dói. Muitas vezes você vai sentir raiva, ciúmes, ódio, frustração... Faz parte. Você convive com outro ser, um outro mundo, um outro universo.

E nem sempre as coisas são como você gostaria que fosse... A pior coisa é gente que tem medo de se envolver.

Se alguém vier com este papo, corra, afinal você não é terapeuta. Se não quer se envolver, namore uma planta. É mais previsível.

Na vida e no amor, não temos garantias.
Nem toda pessoa que te convida para sair é para casar. Nem todo beijo é para romancear.
E nem todo sexo bom é para descartar... ou se apaixonar... ou se culpar...

Enfim...quem disse que ser adulto é fácil ????

Arnaldo Jabor

Ela: Comecei a namorar ontem.

Ele: Fiquei sabendo, você entrega essa carta para o seu namorado?

A carta: “Cuida dela. Cuida quando ela falar que tá triste, faça a ficar feliz nem que você tenha que usar um nariz de palhaço. Ela vai dizer que te odeia quando ela quiser ouvir que você a ama. Preste atenção nela, no jeito que ela sorri primeiro de um lado quando tá sem graça e comente sobre a cor do esmalte dela. Ela gosta de te dar mordidas, mas não a deixe morder. Comece uma briga pelo qual é mais forte, mais alto, mais bonito e depois diga que a ama. Deixe ela sem graça e por favor, ela gosta de coca e de tênis. Diga a ela que eu ainda a amo e diga a ela que ela fica linda de blusa roxa e sinceramente? Toda infelicidade do mundo pra vocês. Com amor, o cara mais feliz do mundo só por ter visto ela sorrir.”

Pequena Sereia

Depois que você termina um namoro longo,
você começa a selecionar demais,
não entrega seu coração
como um dia já entregou.
Procura erros em todo mundo.
ao invés de valorizar as qualidades.

Pablo Brasil

Estória de nós dois

Diz-se que um jovem casal começou a namorar, ele um conquistador nato, daqueles que pegam fila só pra poder passar uma cantada, ou simplesmente ter a oportunidade de arrancar um sorriso de uma garota bonita. Ela romântica de chorar ao ler um romance ou assistir um filme, mas do que romântica ela era difícil, difícil é pouco, ela era o tipo de pessoa que não falava nem oi pros caras, para que eles não achassem que estavam levando vantagem. Quis o destino que esses dois começassem a namorar, e no primeiro encontro o namorado disse frases românticas, lhe comprou coisas, a acariciou como ela gostava, tudo que se pode pensar ele o fez, achando que estava sendo o cara, que já havia ganho todo o seu afeto, que já havia conquistado aquela garota. Já na casa da namorada, o rapaz perguntou quase que convicto, já esperando uma resposta positiva:
- Hoje eu te conquistei?
Ela o olhou bem nos olhos e disse com desdém:
- Não chegou nem perto.
Ele ficou surpreso, nunca tinha ouvido aquela resposta em sua vida, feito isso ele disse prometendo:
- Hoje eu não te conquistei, mas amanhã é outro dia, eu prometo te conquistar amanhã.
Dito isso ele foi embora, nem um beijo a garota lhe deu, nem tão pouco um tchau.
Por mais incrível que possa parecer, a garota ficou um pouco sem graça, na verdade ela tinha sido conquistada naquele momento em que ele disse que não ia desistir, só não queria dizer pois sabia que se o fizesse o rapaz perderia o interesse nela e talvez os dois nunca mais se veriam, como ele tinha feito com tantas outras. Passado o momento de fúria do rapaz ele começou a pensar “é melhor que seja assim, ela não perde por esperar amanhã eu vou conquistá-la custe o que custar”.
Na outra noite, ele foi mais afetuoso que antes, tanto o fez que acabou por ganhar um beijo, ele até tentou fazer com que aquele beijo durasse mais tempo mas não conseguiu, crente que tinha conseguido conquistar a garota, voltou a perguntar no final da noite:
- Hoje eu te conquistei?
Ela queria dizer que sim, mas se conteve e respondeu:
- Desculpe, mas não, ainda falta muito pra você me conquistar.
O rapaz se conteve e foi embora, ainda tentou dar um beijo de boa noite na namorada, mas foi em vão, ela virou o rosto e ele teve que se contentar em lhe beijar a maçã do rosto. Lhe beijou o rosto e disse:
- Amanhã eu tenho certeza que eu vou te conquistar.
Depois de dito isso virou as costas e foi embora.
Ele voltou todas as noites que se seguiram, durante 3 anos, a cada vez que perguntava a garota se já a havia conquistado, mesmo que a noite tivesse sido inesquecível ela dizia a mesma coisa, que ainda não, a verdade é que depois de 3 anos ele já não esperava ouvir ela dizer que sim, era até melhor assim pois ele começava a nutrir um sentimento, ele não reconhecia, mas começava a gostar daquela garota que a toda noite esperava cada vez mais dele, e por mais que fizesse não conseguia fazê-la dizer aquela frase que talvez seria o fim de tudo, que sim ele a tinha conquistado. Nesses 3 anos ela tinha se tornado ainda mais bela que no começo, antes uma menina, agora uma mulher, assim como ele, ela não reconhecia mas sim, estava amando-o.
A cada dia ele chegava mais cedo em sua casa, queria ficar o maior tempo possível com ela e talvez assim a conquistar, ela adorava isso gostava de sua companhia mesmo não reconhecendo que o amava, ele era inteligente, bonito, engraçado, tudo que esperava de um cara.
Houve um dia em que a namorada acordou mais cedo, estava cantando, na verdade sempre cantava, só quando o namorado estava na sua casa é que ela se mantinha séria, pra não estragar o plano de fazê-lo a conquistar toda noite, nesse dia ela pensou, que talvez fosse melhor que seu namorado soubesse que já havia conquistado nesses três anos não uma vez e sim centenas de vezes, mas a cada vez de uma forma diferente. Em seu trabalho o namorado pensou que ele podia ficar com ela todo sempre, mesmo sabendo que não a conquistaria nem em 100 anos, essa noite ia ser especial ele iria pedir para casar com ela. Saiu de seu trabalho, a velocidade do seu automóvel era demais, ele dava graças a Deus por ter um carro tão rápido, tamanha era a felicidade e a velocidade em seu automóvel que numa curva do caminho até a casa de sua futura esposa, ele acabou por bater seu automóvel, e perder sua vida. A namorada em casa foi avisada, no mesmo momento caiu em prantos por perder o amor de sua vida, nas circunstâncias em que ocorreram as coisas, e o pior sem dizer a ele que ele a havia conquistado, desde a primeira noite, desde quando ele prometeu que a conquistaria, mas agora era tudo em vão a única coisa que lhe restou fazer foi chorar, o pranto daqueles que amam, e por algum motivo não podem estar com quem se gosta.
O namorado abriu os olhos tudo era tão claro, tão bonito como nunca tinha visto, foi recebido por um rapaz, melhor, um anjo, ele não tinha reparado em suas asas, o anjo lhe perguntou:
- Como você está?
Ele disse:
- Bem, mas que lugar é esse, porque eu não cheguei na casa da minha namorada?
O anjo lhe olhou com uma tristeza e respondeu:
- Infelizmente você estava indo muito rápido, não calculou direito uma curva no seu caminho e morreu vitimado por um acidente, uma colisão de seu automóvel em um poste.
Nesse momento ele ficou triste, e começou a chorar, em sua mente se perguntava porque tinha acontecido aquilo, porque, ele estava tão feliz, ia fazer outra pessoa tão feliz.
Então ele fez a pergunta:
- Como está aquela que eu amo?
O anjo lhe disse que ela estava profundamente deprimida, chorava muito, convulsivamente, e assim como ele não entendia porque ele partiu tão cedo, a deixando sozinha.
Nesse momento ele olhou bem nos olhos do anjo e pediu:
- Você pode fazê-la feliz pelo menos mais uma vez para que eu possa ficar em paz? Esse é um daqueles últimos desejos, já que eu não pude pedir enquanto estava com vida talvez eu possa pedir agora.
O anjo respirou fundo, acho que anjos não respiram mas tudo bem, e falou:
- Para que ela tivesse mais um momento de felicidade você precisaria estar vivo, ela ia dizer hoje que desde o primeiro encontro que vocês tiveram, você a tinha conquistado e que todos os dias posteriores também, mas de formas diferentes, e cada vez mais e mais, e pra sua felicidade ela ia aceitar ficar com você pro resto da sua vida.
O rapaz ficou pensando e pensando, e falou:
- Porque tinha que acabar assim, porque eu não pude dizer a ela o que sentia, é só isso que eu quero saber?
O anjo não demorou muito e com toda a calma do mundo disse:
- Vocês tiveram tempo o suficiente pra dizer o que sentiam um pelo outro e mesmo assim não o fizeram, por mais que eu queira pensar que vocês diriam isso hoje, eu sei que não e mesmo que isso acontecesse pense em quanto tempo vocês já perderam até então com essa brincadeira, que só acabou por fazer mal a você e a ela, talvez se você não fosse tão metido a conquistador não estivesse aqui, e ela se tivesse lhe dito o que sentia desde o começo não faria você correr feito louco, dia após dia em busca de uma resposta, vocês perderam tempo é tudo que eu tenho a dizer, e agora está na hora de você buscar seu descanso final.
O jovem, ainda sem entender disse:
- Bom, já que não tenho outra alternativa.
Assim ele foi, conheceu o paraíso, e esperava dia após dia que ela fosse a seu encontro, enquanto isso não acontecia, ele soprava beijos ao vento, torcendo para que o vento entregasse àquela que um dia ele tinha conquistado e amava mais que a vida pois se tudo tivesse que acontecer de novo, ele faria, só mudaria o fato de nunca ter dito em vida que a amava.

Sivas e a hiperatividade cerebral

Quase sem querer nos conhecemos,quase sem querer namoramos,quase sem querer comecei a gostar demais de você.
E quase sem querer,aprendi a te querer tanto que nem sei mais viver sem você.

Desc 1

“Bastou você dizer que estava com saudades do tempo que agente namorava, e os meus olhos já começou a brilhar de tanta alegria que senti naquele momento.
Eita, coração teimoso já falei com ele não dar para fica de brincadeira, ele chega como quem não quer nada, e do nada, ele faz você se apaixona outra vez, ele morde e leva com um pedaço do meu coração, levar também a alegria da alma, O beijo mais doce da sua boca e lhe deixa apenas o que Ele já não deixa mais que é sua vida cheia de esperança para ter ele por inteiro algo que jamais poderia acontecer, pois seu coração é vagabundo, sua vida é no mundo, e a mulher que se apaixona por ele sofre muito!”.

Carol Monteiro

Queria ter um namorado que começasse com a letra F, daí eu fazia uma tatuagem com o F e quando a gente terminasse eu completava com FDP.

Isabela Freitas

Eu descobri qual é o problema. O problema é querer fazer de um namoro um conto de fadas. Um inicio sem mais nem menos, um meio mágico e um fim trágico; na esperança de que tudo ira ser “feliz para sempre” depois de tudo.

Daniely Rocha

É mais conveniente iniciar uma amizade, que se acabe em namoro, do que iniciar um namoro que se acabe numa amizade.

Maxsuel Júnio

A possibilidade de você começar namorar antes da maior idade e viver com essa pessoa até a vida adulta e construir uma família com ela é de uma em cem. Só namore se você acreditar que pode ser essa uma chance, porque a outra pessoa pode estar acreditando.

Fellipe Leão

O começo de um namoro é bom para selecionarmos quem realmente são nossos verdadeiros amigos! É incrível como uma pessoa que você mal conhece pode fazer com que o restante do mundo desapareça pra você! Preserve suas amizades, pois as paixões e os amores são repentinos!

Tuca Neves

Assim como o Facebook é o motivo de muitos namoros começarem, ele também é o motivo de muitos deles terminarem.

Douglas Michell

- A verdade é que eu já te namorava , antes mesmo de começar a te namorar ...

Alexandre França

Hoje namoro com ele mas no começo não gostaa dele achava ele feio e vivia brigando com ele mas hoje poço perceber q as aparencias enganam...Hoje amo ele mas q tudo e meus pais não sabem disso graças a deus.

Thais e Lucas

Quando o dia começa sem sol, na verdade, ele ainda está, no céu da lua, namorando, entrelaçando e refletindo de forma poética nossos corações lá de cima. À lua saudosa, não o terá assim, que “ele” entrar na cena de nossas vidas, “ela” é ciumenta e faz noite chover!
Um dia de sol ou sem sol, é pura contemplação, o que prevalece é a nossa constância de vida, nosso sabor escandaloso pelos aperitivos, pelos doces e amargos...
Façamos lua, sejamos sol, embaralhamos sol e lua e percebemos que basta dançarmos em nossos próprios pensamentos que, coisas acontecem...
Faz verão nas flores de dentro, outono nas folhas desamparadas, inverno no tédio e muita primavera no impulso entre tomar fôlego e à próxima respiração!

Simone Resende

Você pode ter 10 ou 100 anos, pode ser experiente ou iniciante, pode ter namorado 1 ou 100, mas você sempre vai sofrer, pouco ou muito, por alguém.

William Barreto

Começo de namoro é tão bom, mil maravilhas, mil amores, mil carinhos, mas e depois ? Depois terminamos ? Não nos vemos mais ? Não, depois nós nos conhecemos, somos íntimos, somos uma única pessoa, um único ser, precisamos um do outro para viver, mas já vivemos longe um do outro, somos inseparáveis, mas já nos separamos, somos insaciáveis, mas já saciamos nossas vontades, temos desejos afinal quem não tem, temos planos, mas não sabemos se vamos realiza-los, somos um só, mas somos um muito diferente, uma mistura de sofrimento e angustia, com alegria e paixão, somos a mistura do bem e do mal, do doce e do amargo, do branco e do preto, e juntos nos tornamos cinza... Um pouco dos dois, que fica perfeito !

Joana Justto