Homenagem aos Colegas

Cerca de 343 frases e pensamentos: Homenagem aos Colegas

Ser humilde com os superiores é obrigação, com os colegas é cortesia, com os inferiores é nobreza.

Benjamin Franklin

Combater e morrer, é pela morte derrotar a morte, mas temer e morrer é fazer-lhe homenagem com um sopro servil.

William Shakespeare

Homenagem às mães

Mãe, amor sincero sem exagero.
Maior que o teu amor, só o amor de Deus...
És uma árvore fecunda, que germina um novo ser.
Teus filhos, mais que frutos, são parte de você...

És capaz de doar a própria vida para salva-los.
E muito não te valorizam...
Quando crescem, de te esquecem.
São poucos, os que reconhecem...

Mas, Deus nunca lhe esquecerá.
E abençoará tudo que fizerdes aos seus...
Peço ao Pai Criador que abençoe você.
Um filho precisa ver o risco que é ser mãe...
Tudo é cirurgia, mas ela aceita com alegria.
O filho que vai nascer...

Obrigado é muito pouco, presente não é tudo.
Mas, o reconhecimento, isso! Sim, é pra valer...
Meus sinceros agradecimentos por este momento.
Maio, mês referente às mães, embora é bom lembrar...
Dia das mães, que alegria é todo dia.

J.Bernardo

Há poucos homens capazes de prestar homenagem ao sucesso de um amigo, sem qualquer inveja.

Ésquilo

DIA DA MÃES - HOMENAGEM ESPECIAL

Ela tem a capacidade de ouvir o silêncio.
Adivinhar sentimentos.
Encontrar a palavra certa nos momentos incertos.
Nos fortalecer quando tudo ao nosso redor parece ruir.
Sabedoria emprestada dos deuses para nos proteger e amparar.

Sua existência é em si um ato de amor.
Gerar, cuidar, nutrir.
Amar, amar, amar...
Amar com um amor incondicional que nada espera em troca.
Afeto desmedido e incontido, Mãe é um ser infinito.

(Trecho do livro Minha mãe, meu mundo)

Anderson Cavalcante

Os ciúmes de um namorado são uma homenagem; os de um marido são um insulto.

Carmen Sylva

A hipocrisia é uma homenagem que o vício presta à virtude.

François La Rochefoucauld

Assisti a algumas imagens do velório do Bussunda, quando os colegas do Casseta & Planeta deram seus depoimentos.

Parecia que a qualquer instante iria estourar uma piada.
Estava tudo sério demais, faltava a esculhambação, a zombaria, a desestruturação da cena.

Mas nada acontecia ali de risível, era só dor e perplexidade, que é mesmo o que a morte causa em todos os que ficam.

A verdade é que não havia nada a acrescentar no roteiro: a morte, por si só, é uma piada pronta. Morrer é ridículo.

Você combinou de jantar com a namorada, está em pleno tratamento dentário, tem planos pra semana que vem, precisa autenticar um documento em cartório, colocar gasolina no carro e no meio da
tarde morre. Como assim? E os e-mails que você ainda não abriu, o livro que ficou pela metade, o telefonema que você prometeu dar à tardinha para um cliente?

Não sei de onde tiraram esta idéia: morrer.
A troco? Você passou mais de 10 anos da sua vida dentro de um colégio estudando fórmulas químicas que não serviriam pra nada, mas se manteve lá, fez as provas, foi em frente. Praticou muita educação física, quase perdeu o fôlego, mas não desistiu.
Passou madrugadas sem dormir para estudar pro vestibular mesmo sem ter certeza do que gostaria de fazer da vida, cheio de dúvidas quanto à profissão escolhida, mas era hora de decidir, então decidiu, e mais uma vez foi em frente.

De uma hora pra outra, tudo isso termina numa colisão na freeway, numa artéria entupida, num disparo feito por um delinqüente que gostou do seu tênis.

Qual é? Morrer é um cliche.

Obriga você a sair no melhor da festa sem se despedir de ninguém, sem ter dançado com a garota mais linda, sem ter tido tempo de ouvir outra vez sua música preferida. Você deixou em
casa suas camisas penduradas nos cabides, sua toalha úmida no varal, e penduradas também algumas contas. Os outros vão ser obrigados a arrumar suas tralhas, a mexer nas suas gavetas, a apagar as pistas que você deixou durante uma vida inteira.

Logo você, que sempre dizia: das minhas coisas
cuido eu.

Que pegadinha macabra: você sai sem tomar café e talvez não almoce, caminha por uma rua e talvez não chegue na próxima esquina, começa a falar e talvez não conclua o que pretende dizer. Não faz exames médicos, fuma dois maços por dia, bebe de tudo, curte costelas gordas e mulheres magras e
morre num sábado de manhã. Se faz check-up regulares e não tem vícios, morre do mesmo jeito.
Isso é para ser levado a sério?

Tendo mais de cem anos de idade, vá lá, o sono eterno pode ser bem-vindo.
Já não há mesmo muito a fazer, o corpo não acompanha a mente, e a mente também já rateia, sem falar que há quase nada guardado nas gavetas. Ok, hora de descansar em paz. Mas antes de viver tudo, antes de viver até a rapa? Não se faz.

Morrer cedo é uma transgressão, desfaz a ordem natural das coisas. Morrer é um exagero. E, como se sabe, o exagero é a matéria-prima das piadas.

Só que esta não tem graça.

Pedro Bial

Vaidade: homenagem de um palerma ao primeiro imbecil que aparece.

Ambrose Bierce

A dúvida é uma homenagem prestada à esperança.

Isidore Lautréamont

A experiência é como uma mulher a quem todos rendem homenagem sem tratar de averiguar se o seu passado é irrepreensível.

Carmen Sylva

O elogio é um meio muito usa­do, mas sempre novo, de render homenagem à vaidade alheia.

José de Alencar

“Se a hipocrisia é a homenagem que o vício presta à virtude, o cinismo é a afirmação ostensiva do vício como virtude.”

Olavo de Carvalho

Nunca confunda sinceridade com grosseria,
falsidade com educação e amigos com colegas.

Mallu Moraes

A solidão
A solidão é você não ter amigos
e sim colegas.
A solidão não é você estar sozinho,
é estar entre milhares de pessoas e sentir
falta apenas de uma.
A solidão não é você chorar sozinho e
sim você não ter com quem sorri.
A solidão não é você estar com quem não te ama
e sim estar com quem você não ama e que te ama.
A solidão não é falta de alguém que te faça feliz
e sim ter alguém e não ser feliz.
A solidão é você gritar o nome de alguém
que não quer te ouvir.
A solidão é você sentir frio,
mesmo em dias quentes.
A solidão não é você não amar,
mas sim amar e não ser amado.
A solidão, a verdadeira solidão você sente
naqueles momentos mas díficieis da sua vida
quando você olha para o lado e ver todos menos quem você quer,
menos quem você ama.
A solidão é você escutar o silêncio da pessoa amada,
escutar o frio das palavras não ditas, a solidão é absolutamente
o nada da sua vida e você sentir o vazio do viver.
A solidão é definitivamente o meu nome, Eterno solitário, um vazio em meu viver...

Alexandre oliveira

Colegas? Eu tenho 20; Amigos? Eu tenho 6; Que eu vejo sempre? Só 4; Que eu posso contar? Só 3!

Projota

Oração do Ariano!!!

Senhor!!!
Senhor peço por mim e meus colegas arianos para que sejamos mais calmos, mansos e prudentes com as pessoas e com todas as coisas, que possamos transmitir aos outros a paz que tanto queremos e lutamos para conquistá-la (do nosso jeito), rsrsrs... e também o grande amor existente em nossos corações. Que sejamos pessoas agradáveis e que todos possam compreender essa insatisfação constante. Se não for pedir demais, nos conceda a alegria de viver.
Papai do céu, ajude também a não ser tão impulsivo, ansioso, inprudente, irreponsável, egoísta, egocentro, impulsivo e por aí adiante.
Senhor, não me deixe planejar mil coisas pra acontecer um imprevisto e acabar com tudo.
meu Pai, me ajude a não ser tão ingenuo, acreditar nos outros tão cegamente...
que possamos encontrar uma maneira de mostrar a todos que não somos pessoas arrogantes, que não queremos mostrar que sabemos e podemos fazer qualquer coisa melhor do que todo mundo, que possamos aprender um dia que existem coisas impossíveis e que não somos os salvadores do mundo porque jesus cristo já fez isso por nós...
E que se alguma coisa não sai como esperavamos não fiquemos de bico o resto do dia....pois somos pessoas super pra cima, mas contrariados viramos bomba relógio.
Senhor,que eu consiga pensar antes de falar, para que todas as "saias justas" sejam evitadas,e faça de mim um ser mais paciente
Deus AJUDE-ME A DEIXAR DE SER ORGULHOSO..TEIMOSO...E CONVENCIDO tire um pouco do ego q habita em todo o meu ser.
Meu Deus me dê paciência, ajude me ser mais compreensivo, e tolerante pois detesto esperar, gosto das coisas na hora então senhor me ajude ser menos inpaciente
Papai do céu, por favor me ajude a ter mais paciência...por favor...AGORA...Eita eu tenho q esperar tanto assim pra isso acontecer pois se for demorar nem precisa mais eu me viro sozinho!!!"
Amém.

Nayara

Homenagem a nós

Que vida louca levamos nós, mães modernas, mães do século 21, mães de filhos únicos, ou de muitos filhos que se tornam únicos pelo pouco tempo que conseguimos ter para cada um...
Que vida louca temos nós, que acordamos ao raiar do dia e saímos para o trabalho delegando a outras, que em casa deixam seus filhos também, que sejam as mães que nossos pequenos não tem ...
Que vida louca temos nós que somos mães por telefone em tempo integral, que fazemos de nosso horário de almoço um momento para checar a lancheira, arrumar uniforme, fazer “Maria chiquinhas” e ter tempo de lembrar as antigas mães e mandar seu filho escovar os dentes...
Que vida corrida temos nós, cheia de horários marcados com momentos de ser mulher, mãe, amiga, esposa, profissional, namorada... somos muitas e as vezes não conseguimos ser tudo...
Vivemos uma rotina que rotina mesmo quase não tem , pois o dia é sempre um mistério para aquelas que tem filhos, afinal nunca sabemos se o dia que começou é o dia marcado para a dor de garganta chegar, ou para a prova surpresa de matemática, ou para briga com o amiguinho na escola, ou para pesquisa sobre o relevo que ele esqueceu de te avisar...
Sabemos apenas que vivemos assim....
Acordar... trocar de roupa para o trabalho, esperar pacientemente que sua secretária do lar não falte, olhar seu filho dormindo por mais alguns minutos e ter vontade de ficar com ele só por hoje um dia inteiro, sair de casa, despedir-se do filho e dar muitas ordens a empregada que a deixam perdida... ir para o trabalho, ser profissional, ser mulher moderna, ser guerreira, lutar pra vencer, fazer a diferença no mundo profissional...
Ligar ao longo do dia para marcar pediatra, fugir correndo do serviço para assistir a apresentação da escola no dia das mães, procurar alguém para buscar seu filho na escola porque hoje apareceu uma reunião e não tem como ir, e sempre acabar contando com a sua mãe para te fazer esse eterno favor...
Correr, preocupar-se, desdobrar-se vencer o dia, e ainda chegar em casa checar a tarefa, supervisionar o banho, fazer mil e uma perguntas sobre o dia de seu filho, sentir-se culpada por não ser mais presente, brincar, dar atenção, cantar uma música, ler uma história, assistir pela bilionésima vez o filminho da Disney e acabar adormecendo ali, na caminha de solteiro ou do lado do berço, cansada, mas realizada por ter sido por mais um dia MÃE...

Juliana Nunis

HOMENAGEM AO CADAVER DESCONHECIDO
VOCÊ

De todos os caminhos que a vida nos deu
No pior deles voce viveu
E não creio que de fato
Voce o escolheu...

Roupas surradas, os pés quase sempre no chão
Não tinhas identidade
E sem ter um caminho certo
Perambulavas pela cidade...

Sua pele de frio ardia
Seu estomago de fome doia
Mas seu coração insistia e batia
E sem rumo e sem destino, voce sofria...e vivia...

Sofrestes amarguras, fôras enxotado, humilhado
Em seu rosto o olhar cansado
Já sem esperanças...desanimado
Pois fôra por poucos ajudado...

Como suportavas viver seu dia a dia?
Se quando entardecia...sem ter moradia
Entre jornais e papelões...voce adormecia...

Tiveste um dia familia? Éras um ser humano
Mas da maneira que viveu, ate disso se esqueceu
Sofrias...possuias sentimentos
Afinal...éras composto como eu...

Porque afinal vivêstes assim?
Seria destino, carma ou fraqueza?
Hoje já não mais importa...és "peça" de um laboratorio
Em baldes ou sobre a mesa...

És admiravel pela nobreza
Seja quem tivestes sido
Vivêstes na pobreza e sem ter sido sua escolha
Hoje és cortado como folha...

A toda sociedade
Que não conseguiu te enchergar
Que por muitas vezes chegou a te desrespeitar
E é a essa mesma sociedade que hoje voce vem ajudar

À voce desconhecido
Só temos que agradecer
Pois a ciência não teria êxito
Caso não existisse " VOCÊ "...

Celia Piovesan