Homenagem a quem Morreu

Cerca de 887 frases e pensamentos: Homenagem a quem Morreu

HOMENAGEM AO SEU DIA, “PAI”...

Creio em você, “filho”!

Creio no seu sorriso,
janela aberta do seu ser.

Creio nos seus olhos,
espelho de sua honestidade.

Creio em suas mãos,
sempre abertas para dar e receber...

Creio na sua alma,
acolhimento sincero de seu coração.

Creio na sua palavra,
exposição sincera do que você é!

Creio em você, filho amado,
na eloquência do seu silêncio!

Maria de Lourdes M. Abrahão
15/08/2009

Miguel M. Abrahão em blog do autor

Homenagem para filho!
Feliz aniversário meu amor, quero homenagear você, porque hoje é o dia de comemorar seu nascimento. E é um dia muito importante pra mim, é como se neste dia eu tivesse conquistado um grande prêmio no passado. É como se neste dia eu tivesse realmente conseguido mostrar ao mundo porque tenho tanto orgulho de você.
Você não é um troféu, vc é um presente de Deus nas nossas vidas! meu coração se alegra ao ver vc feliz, se entristece quando vc está triste, e se orgulha quando vc cresce como pessoa, como ser humano, vc é um menino lindo, que não canso de "corujar" , sem contar que inevitavelmente por onde vc passa deixa um bom exemplo, um bom perfume, uma saudade, um "quero mais" !! Filho que todos os seus sonhos se realize, e que a alegria seja constante na sua vida, na sua linda e abençoada vida! TE AMO

Mirian Campanha

Homenagem a Charles Baudelaire

Ah!Baudelaire, então qual seria sua obra majestosa ?
Que me deslumbra de sentimentos lúgubres
e logo afana as dores que há em Paris
pois em moral pública vos digo meu irmão ,
não há obra sua mais simbolista e eterna
que nos arredores de uma imensa derrisão.

Um alento se vai, a cada verso escrito,
as pétalas das flores do mal são ásperas,
porém com uma brevidade e serenidade que nem os
deuses parnasianos poderiam conter,
arde a chama do espírito boêmio
ao escrever sua homenagem por verbetes simples
pensando em sua morte sem esmorecer.

Não quero mais escrever obras fátuas,
quero navegar no rio da poesia,
conhecer as feições mais geniais
e fazer amor com as sacerdotisas
mais perfeitas do monte parnaso.

Gabriel Silva Corrêa Lima

Gabriel SIlva Corrêa Lima

Homenagem póstuma,

Quantas manhãs de domingo já ocorreram? Esta chuva, fina, vista por tantos olhos. Através de tantas janelas. Ouço o ranger de minha alma através, não mais do castanho, mas do novo branco de meus olhos, que não refletem nem mais a sombra de minhas lágrimas, já com sabor de sal sem doce. A expectativa do ranger da porta de meu quarto é a maior de todas as torturas. A dor que aguarda para ser arrebatada. Impressionante, o costume ao som do silêncio. Tornei-me uma escritora. A tua ausência me obriga a escrever como uma forma de me calar. Por anos estive livre em sua prisão. Verdades e mentiras convivendo na mesma sela. As minhas demandas, hoje, estão me sufocando no pavilhão da solidão. E eu acreditando na sua ressurreição. Recebes esta homenagem póstuma, da desgraçada, com quem conviveste por 47 anos, e que sofre implorando a Deus, todos os dias, pelo último suspiro.

Augusto Vicente

.Mãe
Esta homenagem é para todas as mães de um filho que agradece. MÃE é amor, MÃE e carinho, MÃE e um abraço fraterno que recebemos, MÃE e o aconchego como o perfume da manha que nos desperta para um novo dia, MÃE não e somente genitora e nossa rainha e heroína, MÃE que nos dia de hoje enfrentam grandes dificuldades para dar o que tem de melhor e que esteja ao seu alcance.
MÃE de perfeita bondade, que com a força que nosso senhor lhe dá consegue dividir o pão, até mesmo com aquele filho agregado que chega a sua porta e o acolhe com muito carinho. MÃE que não enxerga a deficiência de teu filho, mas sim, o vê com grande potencial de lutar com bravura para vencer na vida.
MÃE, que mesmo nos momentos de dor, não demonstram seus sofrimentos, MÃE que se segura para não derramar uma lagrima perante ao seu filho. MÃE que encoraja e diz: siga enfrente meu filho, vença na vida, mas não se esqueça , faça por merecer! MÃE quando ver seu filho partir para uma viagem diz: que o senhor o proteja e guie os seus passos onde quer que vá.
MÃE que também vê seu filho partir, mas desta vez não para uma viagem de volta e sim para seu desencarne, e diz: Senhor meu filho retorna ao pai, que tanto me deste forças, sei que és pai, mas também sois MÃE, seja na alegria ou na tristeza. Sempre Sereis Mãe !

Silvano F Dias

Homenagem às mães

Bem cedinho,
ao orvalho da manhã,
colhi esta flor,
devagarinho,
a mais bonita do jardim,
para dizer,
no silêncio da beleza,
porque as mães
são assim:
frágeis e poderosas,
sonhadoras na tristeza,
pequenas grandiosas,
energia e leveza,
na pobreza generosas...
mães sofrem nas alegrias,
perdoam filhos ausentes,
pedem como presente
orações todos os dias.

Ivone Boechat

Minha homenagem ao Dia das Mães vai para essas três pessoas que me ensinaram o que é ter e ser uma mãe de verdade! Minha avó, que sempre esteve do meu lado, me ensinou tudo, me amou acima de qualquer outra coisa. Minha mãe que fez o que pôde e ainda faz, que também sempre esteve ao meu lado em todos os momentos, que sempre mostrou que eu podia contar com ela, pra sempre. E minha filha que me deu uma força absurda pra que eu mudasse a minha vida e me enxergasse uma pessoa especial. Depois que ela nasceu, eu soube o que era amor verdadeiro! Eu soube quem era eu! Sou uma pessoa melhor e abençoada por tê-la na minha vida! Amanhã, será o primeiro dia das mães sem minha avó, vou seguir o exemplo dela e fazer deste dia, um dia mais que especial ao lado de todas as pessoas que amo!

Érika Ribeiro Pinheiro

Clarice Lispector
(homenagem)

Clarice é a clareira
Que meu dia ilumina
Sua escrita hermética
É paixão e fascina

Lispector nem sempre
Compreende-se tão fácil
Pois instiga o pensamento
A não pensar o pensado

Clarice que é Lispector
Nos convida à dança
Muitas vezes inventada
Com amor e esperança

Dizer de Clarice
É desafio na certa
Pois Lispector não brinca
Quando o assunto é desperta

Desperta... Desperta... Desperta...
Desperta...Desperta...
Desperta...
...

Andrea Paiva

Homem não merece nem dia nem homenagem.
Homem não merece nada.
Homem só merece fazer de todo o dia,o dia de sua mulher amada!

Jota Junior Cantor

O procurado e o inalcançável


Qual homem que não gosta de uma homenagem?
Homem que é homem não sai por ai dizendo que é homem,
Homem que é homem mostra o verdadeiro significado de ser homem!
Homem que é homem não procura o amor eterno,
Homem que é homem tenta eterniza o máximo de momentos possíveis!
Homem que é homem nunca se sentiu só,
Pois sua mente sempre será sua aliada e por mais que ele pense em está com você,
Ele sempre irá acreditar, com sua mente trazendo o eco de sua voz!
Ao em vez de querer acreditar, ele vai querer te buscar.
Pra tentar eterniza seus momentos amorosos,
Se caso você não o ajudar, ele vai te convencer a não desistir.
Quem desiste, emite um som não muito agradável,
Mas homem que é homem nunca desiste de ser homem.

Hudson Charles

Deixo aqui minha homenagem a única mulher que eu corri atrás, em toda a minha vida: Carmen Sandiego

Unkowviski Morgado

Em homenagem aos estagiários. 1º direito do estagiário(estagiário não tem direito) e 2º direito do estagiário(não pode reclamar do 1º direito).

Daiane Benevides

UMA HOMENAGEM AO POETA FAJUTO




Oh! Tu poeta fajuto,

que de rima nada entendes,

então porque tu pretendes,

vestir a arte de luto !



Larga disto vai embora,

cuida do simples agora,

pois poesia tem sua hora.



É riso da alegria,

lágrima de quem chora.



Pra poetar manda a regra,

tem compasso e harmonia,

além do som que a integra,

tem alma tem poesia.



segue ...


Fala de algo profundo,

tirado bem lá do fundo



tirado bem lá do fundo,

da alma do seu autor,

em que o ódio e cantado

ou é louvado o amor.



O poeta nasce feito,

quem não é não tem jeito.



Quem não é não tem jeito,

junta palavras vazias,

não sabe fazer direito,

ou só compõe porcarias...



Disse um tolo autor: *

" O poeta é um fingidor "



Aquele que sente a dor,

e que " deveras" a sente,

se sente logo não mente,

pois sente a dor realmente !!!

segue...






Versos são os pedaços,

tirados do coração



tirados do coração,

de quem sabe versejar.

O músico faz a canção,

o poeta vem então,

com o seu verso completar.



E depois de construído,

a obra que lhe aprouve,

é doce para o ouvido,

é arte para quem ouve.



E não adianta tentar,

só pode quebrar a rima,

aquele que vem de cima,

e que sabe versejar ...



* Fernando Pessoa

Paulo Porphirio

Celebre o lindo dia que de hoje...Ele foi feito em sua homenagem!

Lu Freitas

Contrariando de Cazuza
Eu fiz um blues em tua homenagem
O inverno é amanhã,
Baby Maçã...
Eu vou rimar em você minhas ultimas bobagens
É que talvez não tenha se tornado um fruto proibido...
Teria entrado em meu quarto
Assim como aquele disco entrou no meu ouvido.

Leandrah Caramori

Na política brasileira as pessoas se vendem pelos seus próprios direitos.

Em homenagem ao meu professor Anibal.

Felipe Santana Lima

De Todas a Marias - Homenagem a amada Maria Goreti.
Segunda, 07/07/2008 - 02:17 — Sirlei Passolongo
12login Maria Goreti

Toda menina por nome Maria
Trás na essência a luz da Paz
Toda mulher por nome Maria
Trás no olhar a força do amor
Mas existem as Marias ainda mais especiais
Marias que encantam almas...
Marias que lutam em todas as batalhas
Sem desanimarem jamais...
E existem Marias que presenteam sorrisos
Embora por dentro lágrimas esvaiam...
São almas reluzentes porém nunca iguais
e você é Maria Goreti...
Iluminada por todos os anjos Celestiais
Maria Poeta, Maria Mulher
Maria Amiga... Te conhecer foi bom demais.

Com Carinho

Sua Sempre amiga e parceria:

Sirlei Passolongo

Sirlei Passolongo

NOSSA AMAZÔNIA –Minha homenagem

Nossa Amazônia é "fantástica"!. Seus habitantes estão inseridos nela como um órgão do nosso corpo. Não vivemos sem ela, pois dela se extrai tudo que necessitamos para sobreviver. É amada por todos os que têm bom senso em preservá-la, é sinal de inteligência desse povo da floresta. Povo que nasceu em seu berço. Povo que de sua água bebe, que de seu alimento se nutri, que de sua beleza fez encanto e se apaixonou perdidamente entre seus rios, lagos e igarapés. Basta olhar pra cima e avistar suas copas altas e frondosas, basta olhar pros lados e observar os animais a se alimentar dela e para baixo, bem embaixo, suas riquezas minerais como quem guarda sua herança aos seus herdeiros como uma mãe-natureza.
mustafa (2014)

Mustafa2014

HOMENAGEM (HOMENS AGEM)


Uma salva de palmas aos lixeiros

As costureiras e cozinheiras

Aos famintos e aos marmiteiros

Também a todas as enfermeiras

Parabéns aos nordestinos

Aos copeiros e feirantes

As prostitutas e aos Argentinos

Também a todos os imigrantes

Um luxo estes motoqueiros

Chique estes sacoleiros

Quem dirá os plaqueiros

Sem palavras aos marreteiros

Um brinde a estes e aos demais

Discriminados por nossa sociedade

Um dia verão que somos todos iguais

A diferença está na liberdade

Ulisses Andrade

ECT lança selo em homenagem ao inventor do rádio
Publicado em 21.01.2011, às 13h52

Selo em homenagem ao padre Landell de Moura, inventor do rádio
Divulgação/Agência Estado
A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) colocou nesta sexta-feira (21) em circulação um selo em comemoração aos 150 anos do padre Landell de Moura, inventor do transmissor de ondas.

A arte do selo é de Lídia M. Hurovich Neiva, com colaboração de Marco Aurélio Cardoso Moura, e retrata Landell de Moura falando ao microfone em sua invenção. Ao fundo, são reproduzidas a patente obtida em 1904, nos Estados Unidos, e a planta do aparelho. No lado esquerdo inferior, uma onda de rádio modulada em amplitude (ou AM, do inglês Amplitude Modulation, transmissão da voz humana a longas distâncias sem utilização de fios).

O selo tem valor facial de 1º Porte Carta Comercial (R$ 1,05), tiragem de 300 mil exemplares e poderá ser adquirido na loja virtual, na Agência de Vendas a Distância ou nas agências dos Correios.

O padre Roberto Landell de Moura, considerado o inventor do rádio, nasceu em Porto Alegre no dia 21 de janeiro de 1861.

Guglielmo Marconi levou a fama, mas a obra do italiano foi o telégrafo sem fio, ou seja, pontos e traços do Código Morse sendo enviados pelo espaço. Já o padre Landell fez as primeiras experiências de transmissão da voz humana em 1893, antes de Marconi e de Nicolá Tesla, gênio nascido na Croácia, que desenvolveu grandes experimentos e que é reconhecido nos Estados Unidos como o inventor do rádio.

A existência das ondas eletromagnéticas foi teorizada pelo escocês James Maxwell em 1873. O alemão Heinrich Hertz fez a primeira demonstração prática do fenômeno em 1888.

A década de 1890 fervilhava com a ideia da transmissão de mensagens a distância sem a necessidade de fios, fossem elas em código Morse, sons ou imagens.

Mas, mesmo que sejam desconsideradas as experiências pioneiras de Landell de 1893 e seja levada em conta apenas a transmissão de 3 de junho de 1900, na Avenida Paulista, em São Paulo, testemunhada e registrada na imprensa, vê-se claramente que o padre porto-alegrense foi o primeiro a levar a palavra do homem à distância sem o uso de fios. Só seis meses depois, em dezembro de 1900, haveria notícia de um feito semelhante, do canadense Reginad Fessenden, nos Estados Unidos.

O rádio nasceu pelas mãos de Landell. Apesar de ter obtido patentes para seus inventos no Brasil e nos Estados Unidos, no Brasil ele foi considerado louco e féis da igreja como alguém que tinha pacto com o demônio.

Landell trabalhou com recursos próprios. O interesse do padre pela ciência já o havia colocado em contato com dom Pedro II, ainda durante o império. Pedro II foi um homem de visão e aficcionado pelas novidades científicas. No entanto, mais tarde, em 1904, já sob o regime republicano, quando Landell procurou o presidente Rodrigues Alves para obter auxílio em seus experimentos, foi visto como doido. Ele chegou a dizer que, futuramente, seu invento possibilitaria a comunicação interplanetária.

Landell estava certo. Existem hoje as espaçonaves não tripuladas Voyager, lançadas pela Nasa em 1977, saindo do sistema solar e enviando imagens e sons para a Terra.

Outro episódio marcante na vida de Landell foi a invasão e destruição de seu laboratório, construído a duras penas. Fiéis da igreja invadiram o local de trabalho e destruíram tudo.

Por volta de 1910, com outros cientistas estrangeiros levando as experiências adiante e ganhando as glórias pelo invento do rádio, Landell de Moura abandonou a ciência. Levou sua vida até 1928 apenas no exercício do sacerdócio.

Muito da sabedoria de Landell se perdeu por causa do descaso ou pela ação do tempo. Mas o jornalista Hamilton Almeida, maior pesquisador e autor de dois livros sobre o inventor brasileiro, registra que Landell tinha outras investigações científicas. Abordava até a possibilidade de comunicação entre as pessoas diretamente pelo que chamava de logus, ou "verbo mental". São mistérios que, como o próprio Landell disse, teria que levar para o túmulo.

Fonte: Agência Brasil

Agencia Brasil