Homenagem a Alguém que Morreu

Cerca de 6 frases e pensamentos: Homenagem a Alguém que Morreu

Combater e morrer, é pela morte derrotar a morte, mas temer e morrer é fazer-lhe homenagem com um sopro servil.

William Shakespeare

Minha homenagem a Eduarda Mello Queiroz, minha doce e amada aluna que morreu jovem sem dizer adeus.
Morrer jovem é muito esquisito. É de uma ironia sem graça. De um espanto em que não cabem argumentos. Morrer jovem é muito estranho. Mesmo porque juventude é coisa relativa, num mundo em que Einstein já não está aqui para explicar.
Morrer jovem é como interromper uma música. É como cortar um filme ao meio, rasgar as páginas de um livro pra não se saber o final. É roubar de cena um ator em seu momento mais fantástico, em seu grande ato, sua cena mais brilhante. Porque morrer jovem é injusto. Injusto com as leis da natureza. Injusto com os que partem. Muito mais injusto com os que ficam. Pois saudade é morte lenta, passo-a-passo, emudecida, olhos cerrados, quase sem respirar.
Quem morre jovem não tem o que dizer. Vai calado, sem dizer palavra, num silêncio intrigante. Não tem quase história pra contar, não tem quase passado, não terá futuro. Quem morre jovem, seja qual for a forma, tem morte súbita. Porque é de repente se morrer jovem. Fica aquela sensação de poder ter feito mais. Poder ter dito mais. Aquela frustração de quem perdeu o jogo de sua vida.
Morrer jovem é contabilizar ao contrário. É descontar, é subtrair somente. É contar os abraços que deixou de abraçar, os beijos que não deu, as obras que não realizou, os sonhos que não viveu, a formatura que não aconteceu, o carro que queria e não veio, o namorado que amava demais da conta e que não deu conta de que você se foi. Morrer jovem é mais triste, porque a velhice é o que se espera e a juventude apenas vai acontecendo e a gente sempre se achando bem, se sentindo forte, audaz, capaz, feliz. Quando se morre jovem, se desdiz tudo o que tinha de haver. É a contramão da história. A volta de uma viagem que nem sequer chegou a existir.
Morrer jovem é não ter tempo. Não conseguir conhecer a beleza, não dar satisfação, não explicar, não dar até logo, ir direto ao adeus. Morrer jovem é mal educado, é nem pedir licença para levantar e sair. Morrer jovem é não aparecer no compromisso, é marcar a reunião e não ir. É fazer todo mundo de bobo. Dar um drible nos amigos, nos parentes, no cachorro. Morrer jovem é faltar a tudo que estava na agenda e se perdeu no ar. Morrer jovem é deixar para trás. É uma ida sem volta. Uma deslealdade. É ir a uma guerra e nunca mais voltar. É esperar por quem não vem. Morrer jovem é uma traição da vida em conluio com a morte. É uma armação para desesperar mães. É um desafio. Um fustigo. Morrer jovem é um deboche abominável.
Uma sacanagem sem noção.

Professor Galvão

Quem desejar homenagear alguém ou falar palavras de elogios, faça-o em vida, porque depois da morte, nada desta vida terrena tem o mesmo valor.

Prof Lourdes Duarte

Amanha, 2 de novembro.
Muitas famílias homenageiam seus familiares que partiram com flores e orações.

Visitam seus túmulos,
numa tentativa de uma ultima conversa,
um ato de carinho a alguém que tanto amaram...

Amaram?
Nunca deixamos de amar.
A ferida da partida sangra a cada lembrança.

Sinto falta de minha mãe e de minha avó todo santo dia.
Não há despertar que não me venha à memória
as ausências de suas presenças.

Não sei se irei ao cemitério amanha.
Talvez fique em casa, com minha família,
homenageando essas mulheres que forjaram quem sou, cuidando dos que amo.

Dói cada vez que tiramos a casca dessa ferida.
Rezarei pelos amigos que partiram e, principalmente,
por suas famílias que aqui ficaram.

Estamos de passagem,
mas como nos apegamos a essa estação terrena...
Somos carnais demais.
Particularmente, sou.

A percepção desse meu apego a matéria
me faz pensar o quanto tenho que evoluir em minha Fé.

Quem tem Fé, Confia.
Confio no Soberano Árbitro dos Mundos.
Acredito em sua ação nossas vidas.
Mas como temo estar longe de seus planos.
Senhor, meu Deus, perdoe minha pouca Fé.
Que seja sempre feita a Tua Vontade.
Amém.

Emerson Castro

Amigos de verdade é aqueles que nem a morte os separa... Eternos.
Homenagem ao meu eterno amigo Leonardo Stvenson +

Bruno Olhares

"" AGUILHÃO DA MORTE ""

Temos medo do desconhecido, do monstro da nossa incógnita!....
Dos arremedos que tem sido, a incompreensão abalável e inóspita!...
Medo da morte, do irreversível corte, umbilical, do simples cordão...
Medo do escuro, neste grande furo, cicatriz que condiz com este aguilhão.

.........""MORRE-SE TODO O DIA, QUANDO SE DORME E DEPOIS SE IRRADIA, PARA O ALVORECER QUE NOS BATE À PORTA!..... MORRER, É VIDA QUE PRINCIPIA, OUTRA MORADA EM NOVA DIMENSÃO, QUANDO O AMOR QUE NOS EXORTA, ROMPE O CORDÃO, E DELICADAMENTE O CORTA!"".......................shell

MarceloShell