Hoje aqui Deitada

Cerca de 136 frases e pensamentos: Hoje aqui Deitada

Deitada em minha rede com o livro sobre meu colo
em extâse purrissímo...não sou mais aquela menina
com seu livro,mas uma mulher com seu amante..!!

Clarice Lispector

Não tenho nenhuma vontade de existência, seja de vaidade ou gula. Só quero ficar deitada, mas ficar deitada também dói. O mundo não tem posição confortável pra mim, aonde vou, essa merda de dor horrível vai junto. Chorar não adianta, eu seco de tanto chorar e não passa. Ver TV, falar ao telefone, dançar, gritar, escrever, abraçar minha mãe, tomar suco de manga… nada adianta.

Tati Bernardi

Na cama está deitada a deusa, a soberana dos sonhos. Mas como é que ela veio aqui? Quem a trouxe, que poder mágico a instalou neste trono de fantasia e de volúpia?

Charles Baudelaire

"Nos dias seguintes ao dia em que estivera deitada no ombro dele tão proximamente nu também, no fundo de um sonho, conseguia reencontrá-lo. Pois havia outros detalhes, semanas depois ainda tentava lembrar. Havia um cheiro, por exemplo. Tênue, quase perverso. Intimidade úmida, limpa, nas dobras da carne suada, preservada na própria pele."

Caio F Abreu

Sobre as estrelas

Deitada na grama, o céu empoeirado de estrelas. Passei o dedo e - curioso - algumas vieram grudadas na ponta. Olhei para cima e assoprei. Foi tanta estrela caindo que agora eu mal consigo enxergar de tanta esperança.

Rita Apoena

Hoje eu cansei da vida...
Ficar deitada sem fazer nada parecer ser a melhor coisa a se fazer.
Se não fossem as obrigações,
Não me levantaria da cama o dia inteiro.
Hoje, ficar deitada, sem fazer nada, é com certeza o melhor a se fazer.
Nem comer, nem dançar, nem fazer compras, nem mesmo cantar.
Hoje o melhor do dia é mesmo dormir.
É fechar os olhos e simular que a noite dura uma semana ou dura para sempre.
E ficar apenas deitada,
Sem fazer nada,
Apenas deitada.

Germana Facundo

A realidade é uma prostituta deitada, estuprada e morta, coberta de moscas na esquina.

Hiago Rodrigues Reis de Queirós

Fantasias e Segredos Femininos

Deitada na minha cama
Com as tuas costas nuas
E teus olhos fechados
Aproximo-me de ti

Toco o teu corpo
Com toda a calma
Acompanhando a sua reacção

Beijo-te o pescoço
E as orelhas
E vejo no teu rosto
Um sorriso

E vou descendo
Beijando e dando
Pequenas lambidelas
Nas tuas costas

Chego ao fim
E subo só com a língua
Pelo meio das tuas costas

O teu corpo vibra
A tua respiração acelera
E suspiras

Viro-te de frente
E beijo-te a boca

Desço pelo queixo
E paro a meio
Do teu peito

Passo os dedos pelo teu peito
Brincando com os mamilos
Até eles estarem erectos

Aí começo a lamber
E a beijar teus seios
Mordiscando teus mamilos

Tua respiração acelerou
Teu peito enche de ar
Aumentando o volume dos teus seios
E eu começo a sentir
Uma pequena excitação

Desço com a língua
Pela barriga
Beijando-a
E paro no teu umbigo
Aí brinco com a língua
Enquanto as mãos
Vão mexendo teu peito
E puxando os mamilos

Desço até a linha da cintura
E olho para ti

Continuas com os olhos fechados
Mas teu corpo pede mais

Desaperto-te as calças
Beijando tua cintura
E ponho uma mão
Por cima das tuas cuecas

Sinto-as molhadas
E começo a passar a mão
Pelo teu clítoris

Dás um pequeno gemido
E ponho a mão por dentro
Começando a te masturbar

Teu corpo vibra mais
Começas a arfar
E aí dispo-te

Lambo-te a vagina e o clítoris
Sentindo a minha saliva misturar-se
Com a tua humidade
Sem conseguir perceber
Qual é qual

Minha língua fica pelo teu clítoris
E começo por enfiar um dedo
Na tua vagina

Começas a perder o controle
E enfio outro
Acelerando os meus movimentos

Teu corpo já não consegue
Parar de vibrar
Tua respiração acelera ainda mais
Teus gemidos são mais altos

Aí volto a subir teu corpo
Beijando-o e lambendo-o
Até a tua boca

Abres os olhos
E eles falam por ti
Pedindo algo mais
Beijo teus lábios
E enquanto fechas os olhos
Meu pénis penetra-te

Prendes-me com as pernas
E com os braços
Apertando-me contra ti
Acompanhando meu ritmo

Mordes-me o pescoço
Expiras contra as minhas orelhas
E dizes ao ouvido
Que queres mais

Viramo-nos
E ficas por cima de mim

Teu corpo marca o ritmo
E vou mexendo no teu clítoris
Enquanto passas as mãos
Pelo teu peito

Agarras as minhas mãos
E aceleras teus movimentos

Deitas-te por cima
E dizes ao ouvido
Que queres anal

Enfio um dedo no teu ânus
E gemes de prazer

Pedes-me mais
E enfio outro

Dizes que estás quase
E aí ponho-te de gatas

Meu pénis entra devagarinho
Pelo teu ânus

Teu corpo já é meu
Tua respiração não a controlas
Teus gemidos falam por ti

Puxo-te para mim
Mordo teu pescoço
E orelhas
Beijo-te a cara
E a boca

Uma mão mexe no clítoris e na vagina
Outra mão mexe teu peito
E puxa os mamilos

Digo-te ao ouvido
Que vai ser agora

Empurro teu corpo contra a cama
Agarro-te pela cintura
E vou acelerando
Meu movimento
Batendo nas tuas nádegas

Entras em êxtase
Teu corpo estremece todo
Gemes alto
E acabamos por
Atingir o orgasmo

Deito-me por cima de ti
Ainda com o meu pénis
No interior do teu ânus

Encosto a minha cara
À tua
E ficamos assim
Olhos nos olhos
Beijando-nos
Sentindo o nosso suor
Esperando que a respiração
Volte ao normal

Homem Carente

Mas não importa o que estivesse acontecendo nas nossas vidas, eu podia me imaginar deitada ao lado dele na cama no fim do dia, abraçando-o enquanto nós conversávamos e ríamos, perdidos nos braços um do outro.

Dear John

E esses dias me encontrei sorrindo quando imaginei a tua felicidade,
quando me imaginei deitada ao seu lado,
quando imaginei seu toque em meio a meu rosto,
quando me imaginei passando meus lábios nos teus,
quando imaginei sua língua penetrando meu ouvido,
quando me imaginei de mãos dadas contigo,
quando imaginei nossa respiração uma só,
quando imaginei o abraço apertado,
quando imaginei a mordida incisiva,
quando imaginei meus cabelos puxados,
quando imaginei que estaria aqui,
quando me dei conta de que estou,
quando sorrimos e vimos por onde caminha
e quando minha testa beijou,
quando aos seus pés me debrucei e meu coração palpitou,
quando descobri que sou sua,
entregue e confiante,
quando me vi preocupada com alguém que me importa.
Sorri quando me acalentou,
sorri quando me causou arrepios,
quando sussurrou que fui adorável,
quando me acendeu um cigarro,
sou sua, por só por ti eu lembrar dos detalhes.

Thalita Marangon

Já esta de manha e ainda não dormi, um tumulto de pensamentos desorganizados. Deitada agora no sofá depois de me revirar na cama a noite inteira, liguei a tv e fiz um chá na esperança do sono chegar e me livrar dos gritos desse silêncio tão barulhento. A solidão as vezes é bem vinda, me faz pensar na vida e procurar saidas para os tormentos que parecem por tantas vezes não ter fim. Os dias andam passando rapido demais e os finais estão cada vez mais frequentes. Hoje em dia é dificil segurar alguma coisa por muito tempo, num mundo onde os valores estão invertidos. E lá vou eu, perdida, vagando outra vez pelo meu inconsciente, com pensamentos eloquentes, na louca fé de que um dia isto vai passar.

Brunna Luisa - Bruna Luisa

Deitada no chão do quarto, fecho os olhos e tudo em minha volta parece não existir, me encontro em um mundo novo
Que eu criei... só pra acreditar que você estar perto. Nos meu sonho posso te ter ... + pra quer ? quando acordar dele só vai me fazer sofrer.... não quero pensar, não quero te ver, quero fugir de tudo que envolve você... + nada parece adiantar pra qualquer lugar q eu fujo bato sempre de cara com as lembranças, tudo faz lembrar você. Hoje estamos em caminhos opostos, minha vida esta muito diferente, não sei se é isso mesmo que eu quero, mas e daí!! Se o que eu mais queria pra minha vida ficou no passado, muito sofrimento, tudo ficou perdido e afogado em lagrimas de dor...
Hoje guardo comigo somente o que me faz bem, guardo o amor que mesmo em meio a tantos sofrimentos, erros e derrotas ele nunca deixou de existir... por isso hoje tenho a certeza que realmente amei e nunca vou deixar te amar você.
Guardo comigo... o amor que foi um SÓ e ÚNICO... um SÓ e ÚNICO porque somente eu amei

Aloma_op

Insonia e pranto
deitada ,ao canto,
cinzeiro vazio,
travesseiro frio,
ninguem ao lado,
enrolado,
sem uma palavra,
sem um toque,
sono conturbado,falante,
vezes elucidante...
saudades,quanta saudade!
afinal,que falta me fêz?
o cheiro?
esse ficou,
na dor e no amor,
é passado?
talvez.

A barreto

Mãe deitada em teu colo;
Jamais senti nesta vida
Tanta ternura!

Jak Reis

Saio à sua procura
quando não te encontro
eu vou à loucura

Deitada na grama
olhando para a lua
pergunto se me ama
como se eu fosse sua

Me lembro que sentei
bem do seu lado
olhei e pensei
este sim é meu amado

Então tentei te esquecer
mas foi impossível
aconteceu por merecer
o amor é inesquecível

Jéssica Bittencourt

Meu querer
Quero que ao amanhecer
Você em nosso quarto deitada sobre nossa cama
Possa sentir o cheiro do café quente
Vindo da cozinha
Quero que sintas o cheiro do pão fresco
Que fui bem cedinho comprar na padaria da esquina
Quero vê-la entrar na cozinha
Espreguiçando-se toda
Bocejando dizendo-me ''bom dia amor''
Quero um tocar de lábios
Quero afagar seus cabelos
Ajeitando-os atrás de suas orelhas
Quero abraçá-la
Quero sentar-me a mesa contigo
Enquanto vamos tomando café
Falamos sobre o que faremos no nosso novo dia
Enquanto eu vou ajeitando alguns documentos
Que precisarei levar no trabalho
Você da uma organizada rápida na cozinha
Prepara o lanche dos pequenos
Para levarem ao colégio
Quero que quando chegar a tarde
Possamos sentar juntos no sofá da sala
Ou em cadeiras que manteremos na pequena área
Que fará frente a um jardim
Quero junto contigo ouvir o canto dos canários
Que você os mantem como estimação
Quero que coloque suas pernas cansadas sobre as minhas
Quero acaricia-las como se pudesse as dores tirar
Quero que em um outro dia
Quando eu chegar em casa
Depois de um dia difícil de trabalho
Você me receba com sorriso no rosto
Me de um abraço apertado
Acarinhe meus cabelos suados
Me de um beijo no rosto ou na testa
Pois será assim que sempre te receberei
E quando eu tiver que ficar até mais tarde no trabalho
E de cansaço você não puder me esperar
Deixe um copo de leite fresco sobre a mesa
Para que eu possa tomar antes de deitar ao seu lado
E quando eu me deitar
Que você se vire sobre a cama
Em minha direção
E mesmo você de olhos fechados da fadiga do dia
Num pequeno gesto de carinho
Jogue um de seus braços sobre meu corpo
Num querer abraçar
E diga-me ''oi amor''
Quero um longo beijo
Quero que faças amor comigo
Quero que depois da exaustão
Encoste sua cabeça sobre meu peito
Quero que diga o quanto me amas
E o quanto te faço feliz
Enquanto acarinho seus cabelos
Deixamos o sono nos levar.

evandro monteiro

Passei um ano deitada à espera que o céu me caísse na cabeça, não caiu, queria dizer que estava viva, então fui à luta e encontrei pessoas que me aceitavam com todos os defeitos e qualidades. Esses, são os nossos verdadeiros amigos, entendem-nos por aquilo que somos e o que podemos dar.

Carlisa Gadim

Devaneios Noturnos 2

Deitada sob o céu estrelado
Penso...
O que sentem quando escrevo?
Esclareço ou escureço?

Sou como as estrelas
Brilhantes e distantes
O mistério da natureza.

Sou como as nuvens
Próximas e complexas
A omissão da verdade.

O que posso dizer?
Não sei!
Apenas acredite.

O poeta escreve o que sente
Na esperança de ser compreendido.

Sou uma poetisa diferente
Escrevo sentir o que não sinto
Complico o que é simples
E não espero sua compreensão
Quero sua conclusão

Como se sente
Ao tentar sentir
O que estou sentindo?

Consegue responder?

O que realmente sente?
É isso que eu quero.
Esqueça o que eu senti
Não procure saber.

Observe seus sentimentos.
O que minhas palavras causam?

Mergulhe no poço dos sentimentos
E carregue apenas o que

Verdadeiramente sente.

Rafaella Santana

Devaneios Noturnos I

Deitada.
Olhando a escuridão do meu teto branco.
O vento frio que entra pela janela.
E afogo – me no mar de cobertor.

Fecho os olhos.
Não durmo.
Apenas penso.

A nuvem que esconde a lua que tenta brilhar.
É a mesma que esconde a minha dor.
A estrela que acaba de apagar.
É a mesma que se apaga em meu olhar.

O sorriso que já não existe.
É aquele que você levou.
Não peço que me devolva.
Apenas guarde o que restou.

O rancor de seu coração.
É maior que o amor que sentiu.
Embora seja justo.
Perdoe-me! Mas nem tudo é o que ouviu.

Fiquei no esquecimento.
Ou na parte ruim de sua vida.
Resta – me seguir.
Ou terá outra saída?!

Caso ainda lembre.
Amei-te eternamente.
Cumpri minha promessa.

Guardei o que ainda me resta.

Rafaella Santana