Hoje aqui Deitada

Cerca de 131 frases e pensamentos: Hoje aqui Deitada

Deitada em minha rede com o livro sobre meu colo
em extâse purrissímo...não sou mais aquela menina
com seu livro,mas uma mulher com seu amante..!!

Clarice Lispector

Na cama está deitada a deusa, a soberana dos sonhos. Mas como é que ela veio aqui? Quem a trouxe, que poder mágico a instalou neste trono de fantasia e de volúpia?

Charles Baudelaire

Sobre as estrelas

Deitada na grama, o céu empoeirado de estrelas. Passei o dedo e - curioso - algumas vieram grudadas na ponta. Olhei para cima e assoprei. Foi tanta estrela caindo que agora eu mal consigo enxergar de tanta esperança.

Rita Apoena

Hoje eu cansei da vida...
Ficar deitada sem fazer nada parecer ser a melhor coisa a se fazer.
Se não fossem as obrigações,
Não me levantaria da cama o dia inteiro.
Hoje, ficar deitada, sem fazer nada, é com certeza o melhor a se fazer.
Nem comer, nem dançar, nem fazer compras, nem mesmo cantar.
Hoje o melhor do dia é mesmo dormir.
É fechar os olhos e simular que a noite dura uma semana ou dura para sempre.
E ficar apenas deitada,
Sem fazer nada,
Apenas deitada.

Germana Facundo

"Nos dias seguintes ao dia em que estivera deitada no ombro dele tão proximamente nu também, no fundo de um sonho, conseguia reencontrá-lo. Pois havia outros detalhes, semanas depois ainda tentava lembrar. Havia um cheiro, por exemplo. Tênue, quase perverso. Intimidade úmida, limpa, nas dobras da carne suada, preservada na própria pele."

Caio F Abreu

Já esta de manha e ainda não dormi, um tumulto de pensamentos desorganizados. Deitada agora no sofá depois de me revirar na cama a noite inteira, liguei a tv e fiz um chá na esperança do sono chegar e me livrar dos gritos desse silêncio tão barulhento. A solidão as vezes é bem vinda, me faz pensar na vida e procurar saidas para os tormentos que parecem por tantas vezes não ter fim. Os dias andam passando rapido demais e os finais estão cada vez mais frequentes. Hoje em dia é dificil segurar alguma coisa por muito tempo, num mundo onde os valores estão invertidos. E lá vou eu, perdida, vagando outra vez pelo meu inconsciente, com pensamentos eloquentes, na louca fé de que um dia isto vai passar.

Brunna Luisa - Bruna Luisa

E também às vezes, quando estou deitada o medo volta a assaltar-me, o terror profundo do silêncio e do que me poderá sair desse silêncio para me atingir.
Eu então bato nas paredes, no chão, para acabar com o silêncio. Bato,canto, assobio com persistência até mandar o medo embora.

Anaïs Nin

Deitada. Com todas as listas cheias e um coração vazio. Murcho, pra falar a verdade.
Murcho como uma laranja que teve o seu sumo extraído.

Sayonara T.

Às vezes, quando eu to deitada, quieta, não escuto barulho nenhum, e eu tenho a impressão de que se eu continuar assim, um milagre vai acontecer e eu vou ser consertada, como se nunca tivesse sido quebrada e remontada; como se nunca tivesse saído da caixa.
Mas sempre quebra.
Sempre na mesma emenda.

Sayonara T.

"Deitada aqui no frio da madrugada adormeço para que meus sonhos me dominem e façam de mim uma pessoa cada dia melhor pois é sonhando que se tem fé e é quando se tem fé que se realiza.
A lua traz o enorme ceu negro e frio que me cobre e me enche de magia me fazendo voar em minha propria imaginaçao onde posso tocar o mar, a lua e acreditar que fora dessa imaginaçao sem limites posso sim ser feliz e que mesmo voando distraidamente nada nem ninguem irá me derrubar."

FoxMusic

Deitada em sua cama ela esperava seu celular tocar, mas ele nunca tocava, diferente de seu ipod que sempre tocava as músicas que faziam lembrar "dele" como em um ritual de masoquismo.. A noite vai ser longa.

Vicente Leal

O Reino da Nostalgia
Deitada em minha cama, ouço os barulhos minuciosos do silêncio. Aqui, presa nesse mundo, perdida nessa solidão, sendo guiada por essa nuvem negra acima de minha cabeça, estática e sem ação.
Nesse mundo não há oxigênio e ele nem sequer tem movimento. Tudo é escuro e não há cores, nem vida. Estou a beira de um abismo e posso sentir o vento frio do abandono. Aqui não há dia, as trevas são eternidade. Não há música, sorrisos, nem mesmo sabores ou abraços. Há apenas espaços vagos, há falta de amor e inexistência de esperança. Aqui, nada tem brilho e eu já não consigo ficar de pé.
Abrir os olhos e contemplar o vazio do meu ser é uma dolorosa rotina, a tristeza é minha fiel companheira e a amargura fala aos meus ouvidos, me cobrando uma razão para continuar acordada.
Olho no espelho mas já não tenho reflexo, meus lábios estão vedados e meu corpo imóvel, mas isso não me traz o mínimo espanto ou desespero. O descaso no meu olhar cansado e o vazio do meu sombrio coração são a impressão do desgosto, da dor, do sofrimento, de tudo de ruim e de pior que habita minh' alma. Se é que ela ainda existe...
Recolhida em minha mediocridade, permaneço completamente inerte. Tudo que eu tenho é nada. Eu desisti, me rendi e estou entregue à esse sentimento malévolo que reina tão predominantemente nesse mundo. Mundo que devorou minha lúcidez, mundo do qual eu sou a única habitante.
A atmosfera está me matando lentamente, como que se deliciando com meu martírio. Atmosfera pesada, criada especialmente para me sufocar.
A nostalgia é a estrela do meu mundo escuro e já não é difícil reconhecer e aceitar minha infelicidade.
Morrer não faz diferença pois eu não existo. Ninguém sentirá minha ausência porque não há ninguém.
Mas a minha causa é uma razão digna: Não sou capaz de suportar o meu próprio peso. Esse fardo sempre foi bem mais pesado do que eu posso assumir.
Ainda com todos os fatores, a verdade sempre será que eu não resisti a uma overdose de mim.

Evelyn Rebecca, Repare-se.

Lagrima transparente
deitada na folha verde
delicada
desde ontem
Gota de cristal

Iris Borges

" Por vezes antes de dormir, enquanto eu já terminara minhas atividades diárias, já deitada sobre a cama no silêncio do meu quarto escuro, começo a ouvir meus pensamentos, a relembrar das minhas saudades, quando por segundos uma lágrima acanhada percorre sobre meu rosto, um breve sorriso talvez, enquanto ao mesmo tempo sinto, ouço as batidas do meu coração tão devagar, sinto como se ele fosse parar, acho que é essa tal de saudade que o anda desgastando um pouco ..."

Júh Mello ...

- Daqui de cima tudo é tão pequeno! Nossa, pareço estar deitada em algodão.
Tudo é tão azul e tão imenso quanto ao coração.
Percebeu que os sorrisos andam de mãos dadas e entrelaçam com a canção?
Perguntava a moça enquanto abria os olhos, sentada na grama ainda respingada de orvalho.

- É Percebi! Como é bom viajar! Sabe Moça, a maior viagem é sem passagem, bagagem ou qualquer intenção.
É a arte do (re)encontro. De "si" encontrar.
Como dizia o poeta: "Chegamos de muito longe, de alma aberta e coração cantando"
Respondia ele enquanto pegava impulso para levantar, com resquícios de galhos secos grudados em sua camiseta.
Chegava então o fim da tarde, era hora de voltar!

Tabata Costa

Amo amanhecer vendo você deitada ao meu lado, mesmo sabendo que você queria que eu já estivesse dormindo. Aquele som dos pássaros cantando nas sombras. Aquela escuridão começando a clarear. Aquela paz e tranquilidade, onde os nossos problemas são solucionáveis. Me sinto completo, sabendo que ela fica me esperando deitar ao seu lado. Sorrio, sabendo que logo mais ela vai me acordar e eu vou olhar pra ela, dizendo que to morrendo de sono, que quero dormir mais um pouco. Vale a pena, mesmo sabendo que você vai brigar por eu não ter ido dormir cedo. Mas, são essas coisas sabe? Esses momentos são inexplicáveis... Amanhã nada disso pode se repetir, mas eu vou sempre saber que teve momentos, que eu senti... e sei onde reside, perante a imensidão do universo, a minha completa felicidade.

Roni Nogueira

Chuva...

Indescritível o som da chuva...

Deitada em minha cama em meio ao lençóis...

Sinto o frio em minha pele, a tocar os lençóis ...

A chuva cai lá fora , me hipnotiza , como dejavu , lembranças veem ...

Ninguém consegue entender o porque a chuva me faz chorrar e sorrir tudo ao mesmo tempo, misto de emoções e razão...

Com uma força que não tem como resistir , me levanto ...

Saio para chuva... Meu proposito é dançar...

Dançar ...

Sorrisos bobos ...

Vozes a dizer : Dance , dance ...

Rodopiando como um pião , vou rodando , rodando ...

Caio pelo chão , a chuva me obriga a fechar os olhos...

Vozes novamente, gritam ...

Amo te , amo te ,amo te...

Permaneço ali por alguns segundos, minutos , horas não sei...

Só entendo que chuva me faz isso , miragem em um deserto , castelos de areia , mas como?

A chuva tem esse poder de fazer nascer devaneios em mim...

Sera que um dia esse casulo se quebra e saiu para sentir na pele a chuva de verdade?

Não sei, não sei só sei que neste momento quero mais que tudo a chuva...

PAtriciaFreitasA

Eu passei tanto tempo deitada na minha cama que eu acho que nas vidas passadas eu era um colchao.

daniela nogueira rodri

Deitada no sofá,
Enquanto tentava organizar meu amanhã,
Nem percebi o vento chegar...

Quando dei por mim
Ele já havia tirado a cortina pra dançar...

Lembro-me de ter ficado a observar
E como não consigo mais pensar
Acho que ele trocou de par...

Katja Fuxreiter