Fundo Poço

Cerca de 3667 frases e pensamentos: Fundo Poço

Pesos desnecessários causam sempre dores desnecessárias. Esvaziei a mala, olhei no fundo dela, limpei, e estou indo preenchê-la com coisas novas. Sensações novas, situações novas, pessoas novas. Tudo novo.

Caio Fernando Abreu

Primeiro você cai num poço. Mas não é ruim cair num poço assim de repente? No começo é. Mas você logo começa a curtir as pedras do poço. O limo do poço. A umidade do poço. A água do poço. A terra do poço. O cheiro do poço. O poço do poço. Mas não é ruim a gente ir entrando nos poços dos poços sem fim? A gente não sente medo? A gente sente um pouco de medo, mas não dói. A gente não morre? A gente morre um pouco em cada poço. E não dói? Morrer não dói. Morrer é entrar noutra. E depois: no fundo do poço do poço do poço do poço você vai descobrir por quê.

Caio Fernando Abreu

Você não sabe conversar e eu sou um poço infinito de palavras, jogadas na sua cara, mostrando que a falta de conteúdo pode sim te afetar.

Verônica H.

O que torna belo o deserto, é que ele esconde um poço nalgum lugar...

O Pequeno Príncipe

"Uma alma, quando vazia,
É cheia de carência,
Um poço inesgotável
De tristeza e frustrações."

Agamenon Troyan

L'amore è un atto di fede e che ha poca fede avrà anche poco amore.

Erich Fromm - Karla Santiago Silva

Ela é um poço de qualidade e defeito, e cada jeito
Dela é uma emoção

Projota

“A veces, nuestros sueños caen al suelo
Como pedacitos de estrellas que poco a poco se apagan
Nuestro corazón, llora en silencio,
Y cuando las lágrimas caen, hielan todo el cuerpo
Y el corazón de tanto amar se convierte en hielo
Para no sufrir más, para ya no llorar,
Pero se volteas al cielo,
Te darás cuenta que quedan millones de estrellas
Y cada una es un sueño por cumplir,
Y la fuerza en tu interior,
Derretirá el hielo en tu corazón.
Solo nunca dejes de creer,
Porque el amor
Y tus sueños
Son la única puerta hacia la eternidad."

Dulce María

Essa moça é um poço de mistérios, escuridão e caos. Ela se esconde, ela se perde, ela é egoísta e odeia chorar porque adora a pose de forte e transmitir aos demais que é durona. Todos julgam ela. Ela diz que não se importa. As pessoas riem. Ela sorrir, mas logo depois chora. Ignoram a coitada. Ela se isola. Inventam padrões. Ela se encaixa em nenhum. A sociedade fofoca. Ela observa. E assim ela se vai para cada vez mais longe de tantos julgamentos. Ela se vai para longe aos poucos porque prefere se afastar e se fazer de forte ao ter que conviver com utopias. Ela se esconde, se perde em si mesma e sorrir flertando com a solidão. No fundo ela sabe que sua personalidade e seu interior são bonitos demais para ter que demonstrar a essa perversidade que chamam de mundo.

As Vantagens de Ser Invisível

A vida,o tempo e o vento

Às vezes,rosa formosa
em outras,poço de tormentos
Igual é à água da chuva
às vezes traz muita alegria
ou outras a chuva só molha
Existência que o tempo desfolha
e a vida gira a ciranda
e um dia desfaz-se a roda
Um traço na linha do tempo
Um ponto na rosa-dos-ventos
e o vento carrega os momentos
porém,nunca estamos atentos
depois nós sentimos saudade
da pequena eternidade
Uma chama distraída
A qual nós chamamos de vida
Apagada pelo tempo
carregada pelo vento

edson ricardo paiva

— Não há gradações de perversidade? Será o mal um imenso e perigoso poço onde se cai ao primeiro pecado, mergulhando até o fundo?
— Sim, acho que é. — respondi. — E não é lógico, como você tenta aparentar.
— Mas não está sendo justo — disse, com o primeiro vislumbre de emoção na voz. — Certamente atribui grandes graus e variações à bondade. Existe a bondade da criança, que é inocência, e há a bondade do monge que abriu mão de tudo e vive uma existência de auto-privação e trabalho. A bondade dos santos, a bondade das donas-de-casa. São todas iguais?
— Não. Mas igualmente e infinitamente diferentes do mal — respondi.
— E como se atinge o mal? — perguntou. — Como se sai da graça e de repente se fica tão cruel quanto o júri popular da Revolução ou o mais sádico imperador romano? Basta simplesmente faltar à missa aos domingos, ou cuspir a hóstia? Ou roubar um pedaço de pão... ou dormir com a mulher do próximo?
— Não... — sacudi a cabeça.
— Não. — Mas se o mal não tem gradação, e existe este estado de maldade, então basta um único pecado. Não foi- isso que disse? Que Deus existe e...
— Não sei se Deus existe — falei. — E pelo que sei ... Ele não existe.
— Então os pecados não importam — retrucou. Nenhum pecado atinge o mal.
— Isto não é verdade. Pois se Deus não existe, somos as criaturas mais conscientes do universo. Só nós compreendemos o passar do tempo e o valor de cada minuto da vida humana. E o que constitui o mal, o verdadeiro mal, é tirar uma única vida humana. Não importa se um homem vai morrer amanhã, depois, ou eventualmente... Pois se Deus não existe, esta vida... cada segundo dela... é tudo o que temos.

Anne Rice

Sou extremante arrogante com quem merece minha arrogância, sou o poço da humildade com quem merece minha humildade.

Cello Vieira

Feliz é aquele que descobre que a beleza de um deserto é que ele esconde um poço!”

O Pequeno Príncipe

Eu sou assim mesmo, um poço de segredos. Uma carta gigantesca e tediosa que poucos querem ler. Tão complicada quando se diz há respeito do que sinto e ao meu jeitinho de ser. Ora feliz. Ora triste. Sou uma caixa fechada cheia de mistérios e surpresas. Sempre vou surpreender-te com alguma atitude inesperada. Sempre vou ser essa caixa difícil de abrir. Aprendi ser assim, difícil. Porque percebi que as pessoas gostam do difícil, gostam de querer ter o que não tem, e também dão mais valor ao que foi difícil de se conquistar. Gosto de inovar, o igual é cansativo demais. Não uso roupas de marca e nem a que está na moda. Uso apenas roupas e combinações que me agradam. Meu guarda-roupa contém mais shorts e calças jeans do que vestidos. Sei ser fria com quem merece, sei ser legal com quem me respeita, sei ser má com quem quer se fazer de espertinho perto de mim. Quando é para falar, eu falo mesmo e algumas vezes falo até o que não devia. Mas quando é para falar sobre o que sinto, sou um túmulo. Deixo tudo guardadinho bem no fundo para que ninguém veja, e se perguntarem, vão ter o meu silêncio como resposta. Não porque eu não quero dizer, - mesmo que em algumas vezes eu não queira - é que às vezes não sei como, me faltam palavras para descrever tanto sentimento acumulado, provocando tanta desordem neste meu coração mais que bagunçado e teimoso. Sim, teimoso. Quantas vezes avisei para não se apaixonar? Quantas e quantas vezes te disse para não se iludir? Várias, várias e várias vezes. Mas é como eu sempre digo, ninguém me ouve, nem mesmo meu próprio coração. Todos fingem serem surdos para não ouvir o que tenho à dizer. Já me acostumei com esse fato. Mas só porque eu não digo, não quer dizer que eu não sinta. Eu sinto, sinto mais do que deveria. Sinto pena, sinto vontade, sinto raiva, dor, saudade e sinto um amor enorme por uma certa pessoa que não posso ter por perto. Levo minha vida fazendo minhas maiores obrigações, respirando, sobrevivendo. E principalmente, fazendo todos a minha volta rirem. Porque isso é o que eu sei fazer de melhor, fazer quem amo feliz. Meu jeito sempre foi assim desde pequena, sempre tive esse jeito engraçado que fazia todos felizes. Quem me vê em alguma rodinha de amigos conversando, nunca irá imaginar que escondo um coração quebrado. E mesmo tendo esse coração quebrado nunca deixei de sorrir. Nunca deixei de sair para festas e me divertir. Gosto de diversão e bagunça, menos a bagunça dos meus sentimentos.

Desconhecido

Para Sthephen, aquele acento arrastado do Sul era inteiramente novo, jamais cuidando que fosse tão agradável .A idéia lhe veio de que aquela mulher era inefável - assim como uma flor esquisita crescida na sombra, uma flor pálida, muito rara, sem mácula nem defeito.

O poço da solidão

Nos dias seguintes ao dia em que estivera deitada no ombro dele tão proximamente nu também, no fundo de um sonho, conseguia reencontrá-lo. Pois havia outros detalhes, semanas depois ainda tentava lembrar. Havia um cheiro, por exemplo. Tênue, quase perverso. Intimidade úmida, limpa, nas dobras da carne suada, preservada na própria pele.

Caio Fernando Abreu

Eu sei que fico em você. Eu sei que marco você. Marco fundo.
Eu sei que, daqui a um tempo, quando você estiver rodando na roda, vai se lembrar que, uma noite, sentou ao lado de uma mina louca que te disse coisas, que te falou no sexo, na solidão, na morte.

Caio Fernando Abreu

A amizade nem mesmo a força do tempo pode destruir, quero chorar o teu choro quero sorrir seu sorriso, valeu por vc existir, amigo...

Fundo de Quintal

Não me abandone, pediu para dentro, para o fundo, para longe, para cima, para fora, para todas as direções.

Caio Fernando Abreu