Frsase sobre Brasa

Cerca de 112 frases e pensamentos: Frsase sobre Brasa

"Com os corpos ardentes como brasa, dormir juntos seria como o Álcool e a Fogueira."

Felipe Lima de Andrade

Sinto como se uma brasa queimasse meu coração.
Como se uma espada afiada cortasse meu ser.
Palavras que magoam, olhares penetrantes que congelam,
Suspiros de sufocamento.
Meu coração está doente e não há cura para doenças
terminais

Érwelley C. de Andrade ALBDF

Fogo do Amor

Quero ser a brasa acesa
Que em meio a carvões apagado
possa fazer a vida voltar
Serei um fogo contagiante
Que tirará das cinzas
Esse apagão constante
Onde surgirá uma chama, tão forte
Que o amor vai se irradiar
Serei como uma célula de fogo
Multiplicando o calor
Um dia essa chama, pode até se apagar
Mas nunca faltará em mim
Esse fogo, que se chama, amor

Reff Carvalho

O mundo só será mundo quando o ultimo careta morrer queimado pela brasa do meu baseado.

J. Owner

Esse amor tão grande por ti essa brasa a consumir meu sentimentos o meu amor por você jamais iri se apagar
por que a brasa sempre estará a procura de consumir a minha espereça de ter você aqui comigo.

Victor de Lima

Nao sei se oque eu sinto é amor, ou apenas uma brasa passageira mas se você me ajudar posso torna em um amor especial pra mim e pra você

Leandro Dyas

Vamo aumentar a chama da fogueira,
E o sistema ve que nao é brincadeira
Porque eu to com a brasa acesa, o fumo vai queimar
O time ta na casa e o bicho vai pega.

Pentagono

Quem sabe não sai uma brasa dessas cinzas, as vezes o incêndio não foi completamente apagado.

Dayane Peixe

Te toco como ferro em brasa
na esperança de ficar na sua pele
marcado
molhado
machucado.

Heitor Nunes

Lula; não se esqueça dos seus fieis companheiros, metalúrgico da tão conhecida marca, ferro em brasa. Valentes que participaram com vivas e vaias, da maior greve do século vinte, a de mil novecentos e oitenta. Quando sua pessoa foi para os que lhes confiaram como, o mais feroz vaqueiro daquele rebanho éramos tal qual uma boiada humana, onde nós tangedores ou melhor porque não dizer até dominadores de certos novilhos metidos a furões. Novilhos que preparamos para participação da grande festa de oito anos. Lá na Republica Federativa desse nosso querido. Brasil.
Francisco Moreira de Freitas – François.

Francisco Moreira de Freitas. François

A ignorância é como uma brasa, ao arremessá-la você pode até atingir alguém, mas sempre irá se queimar!

Erich Lauer

Baiao de Sao Sebastiao

Vim do Norte
O quengo em brasa
Fogo e sonho do sertão
E entrei na Guanabara
Com tremor e emoção
Era um mundo todo novo
Diferente meu irmão
Mas o Rio abriu meu fole
E me apertou em suas mãos

Ê Rio de Janeiro
Do meu São Sebastião
Pára o samba três minutos } bis
Pra cantar o meu baião

Ai meu São Sebastião
Te ofereço este baião } bis

No começo eu tive medo
Muito medo meu irmão
Mas olhando o Corcovado
Assusseguei o coração
Se hoje guardo uma saudade
É enorme a gratidão
E por isso Rio amigo
Te ofereço este baião

LUIS GONZAGA

Quem Mastiga brasa... Queima a lingua.

Eder Savighago

Guardar rancor é como segurar um carvão em brasa para jogá-lo em outra pessoa; você é o único que se queima.

larissa alves

QUASE


Um pouco mais de sol — eu era brasa.
Um pouco mais de azul — eu era além.
Para atingir, faltou-me um golpe de asa...
Se ao menos eu permanecesse aquém...

Assombro ou paz? Em vão... Tudo esvaído
Num baixo mar enganador d'espuma;
E o grande sonho despertado em bruma,
O grande sonho — ó dor! — quase vivido...

Quase o amor, quase o triunfo e a chama,
Quase o princípio e o fim — quase a expansão...
Mas na minh'alma tudo se derrama...
Entanto nada foi só ilusão!

De tudo houve um começo... e tudo errou...
— Ai a dor de ser-quase, dor sem fim... —
Eu falhei-me entre os mais, falhei em mim,
Asa que se elançou mas não voou...

Momentos de alma que desbaratei...
Templos aonde nunca pus um altar...
Rios que perdi sem os levar ao mar...
Ânsias que foram mas que não fixei...

Se me vagueio, encontro só indícios...
Ogivas para o sol — vejo-as cerradas;
E mãos de herói, sem fé, acobardadas,
Puseram grades sobre os precipícios...

Num ímpeto difuso de quebranto,
Tudo encetei e nada possuí...
Hoje, de mim, só resta o desencanto
Das coisas que beijei mas não vivi...

...........................................
...........................................

Um pouco mais de sol — e fora brasa,
Um pouco mais de azul — e fora além.
Para atingir, faltou-me um golpe de asa...
Se ao menos eu permanecesse aquém...

(Paris, 13 de maio de 1913)




7


Eu não sou eu nem sou o outro,
Sou qualquer coisa de intermédio:
Pilar da ponte de tédio
Que vai de mim para o Outro.

(Lisboa, fevereiro de 1914)





FIM

Quando eu morrer batam em latas,
Rompam aos berros e aos pinotes —
Façam estalar no ar chicotes,
Chamem palhaços e acrobatas.

Que meu caixão vá sobre um burro
Ajaezado à andaluza:
A um morto nada se recusa,
Eu quero por força ir de burro...

(Paris, 1916)

Mário de Sá-Carneiro

Um pouco mais de sol - eu era brasa,
Um pouco mais de azul - eu era além.
Para atingir, faltou-me um golpe de asa...
Se ao menos eu permanecesse aquém...

Mário de Sá-Carneiro

Sinto falta
De casa...
Da minha vida aventurada...
Dos beijos que me deixavam em brasa...
Dos contos inacabados...
Dos lugares que conheci...
Do perfume roubado...
Dos amigos que fiz...
Dos abraços apertados...
e dos amores que perdi!

David P. Guimarães Thomé

Joaquim Maria

Azevedo limão mel cana caldo aposta carneiro
Brasa coalho João partida dado dinheiro
Suzana cafuza lava prato avental farinha paliteiro
Chega Chico facão pé quente escarra bigode brejeiro
Dança do lado Joana seu macho toca Dedé Tonho sanfoneiro
Zé cochila baba madruga na barca pesca robalo inteiro
Fiado de novo Santana busca Manél bebo queda levanta ligeiro
Seu Joaquim balcão caneta casa no fundo poço terreiro pato cercado galinha poleiro.
Reza no quarto Maria seis filho estante retrato santo padroeiro

Tiago landeira

Sombras

Antiga brasa...
Socorro estou congelando!
Antes uma brasa incandescente,
Agora um cristal de gelo.
Estou indo para o outro lado,
E lá, já não há volta...
Temo ser frio, mas já não sou mais
como antes, quente.
Ontem eu disse que te amava,
Hoje já não sei mais,
Amanhã provavelmente te odiarei.
Não me conheço mais, ou talvez agora
eu esteja realmente me conhecendo.
Em todos os casos as sombras são tentadoras
e agradáveis, para quem realmente as conhece...

Marcos H. R. da Rosa

Nossa relação pode ter esfriado , mas meu amor continuara sempre na mais alta brasa , as lembranças boas continuaram SEMPRE ao me lado ,me fazendo companhia , enquanto eu não posso te ver e lhe tocar.

Rafaela Ap Romano