Fria

Cerca de 1400 frases e pensamentos: Fria

Vai Chover...

Ventania, fria...
Ondas verdes, copas.
Cheiro de vida...

Francismar Prestes Leal

Minha inspiração

Em uma noite fria,a lua foi minha guia
Inspirou meus pensamentos,desatou meus sentimentos
Clareou o que tinha por dentro
E a partir daquele momento esqueci todo sofrimento
Passei a pensar em o que a vida podia me proporcionar

Descobri minha musa inspiradora
Que é a luz do luar
E acompanhada pelas estrelas
Todas noites vem me encantar

Quando estou triste uma brisa vem me tocar
Sinto que ela esta me abraçando
Para não me ver chorar
Por trás dela a um enigma,que gostaria de desvendar
Pois mesmo ao mudar de fase,nunca deixa de brilhar

Abro a janela e deixo seu reflexo entrar
Parece que fica me sorrindo,só para me agradar
Quando estou dormindo,fica a me vigiar
E se abro os olhos a vejo imóvel,no mesmo lugar
Que os anjos me perdoem,pois é ela que de mim cuidará

Até que um dia adormeci,e não a vi chegar
Mais em meus sonhos ela apareceu,para me encantar
O dia passou,a noite chegou,nebulosa e sem luar
Em sua ausência a senti,e naquele instante percebi
Que mesmo sem ve-lâ,ela sempre estará lá

Letícia Marya

Atentos os olhos escutam as palavras,
os ouvidos fadigam,
o gosto da sombra fria queima,
faz-se pó...

Há um chão sobre meus pensamentos.
perguntas respondem dúvidas
aleatoriando respostas.

No início do fim
a ausência de sentimentos
fez todo sentindo.

Não entende-se os sentidos
tão pouco sentimentos
subentende-se,
sente-se...

Dona Geo

Quero madrugada fria, mais não quero cobertor nenhum pra me esquentar, quero teu abraço apertado bem quentinho pra me esquentar a madrugada inteira. Quero teu abraço e teu beijo logo ao amanhecer, quero acordar com um sussurro teu dizendo "eu te amo pequena". Quero dormir com um simples beijo na bochecha. Quero teu sorriso logo ao amanhecer. Mas sabe qual é meu maior sonho? Te ver no altar e eu entrar na igreja de branco. Quero te ver no altar de palito e gravata e ouvir da tua boca "eu aceito". Quero por em teu dedo uma aliança e sentir tu por em meu dedo outra aliança. Depois de tempos de casados quero ver crianças circulando pelo meio de nossa casa. Nosso pequeno vai ter teu nome e teu sobrenome e nossa pequena agente decide mais na frente. Quero ser feliz ao teu lado e quero te fazer feliz assim como ninguém nunca fez.

Carlinha Barros

Toma cuidado! Porque eu também sei machucar, sei ser fria, sei ignorar, sei esquecer, sei ser indiferente, sei fingir, sei brincar com o coração de alguém, sei como fazer ciúmes, sei ser grossa, sei demorar de responder, sei como ignorar, sei errar feio, aliás, essa é minha especialidade, mas digo errar propositalmente. Eu sei tudo, sei ligar pra um garoto e ficar horas no celular elogiando o sotaque dele, a voz, o jeito de falar, assim como você faz com suas amigas. Sei fazer ciúmes, sei provocar, sei como matar aos pouquinhos, sei torturar. Cuidado, eu sei como machucar um coração, pisar, maltratar, assim como você faz comigo. Assim como eu também sei cansar e ir embora, e meu bem, se eu cansar é tarde demais, eu não volto mais.

Brenda G.

Aprendi que para ser uma mulher bem resolvida não é preciso ser fria, insensível ou irônica. Basta eu me amar em primeiro lugar e valorizar quem me ama e me respeita!

Desconhecido

Depois de ler Mário Quintana em uma manhã ensolarada e fria,
Defino-me,
[olhando no reflexo do sol em um lago]
ser alguém incerto para viver um relacionamento duradouro.

Um ser como eu não está apto para ser companheiro de vida.
Sou chamado a ser companheiro para viver uma paixão grande
[daquelas que não se esquece.
regada à palavras em versos,
[beijos abraços e gestos.

O que fazer com pessoas como eu?
[acho que vou me aposentar como poeta;
pagarei em versos]

Paulo Henrique Lima

O relógio, cinco e meia, manhã fria, olhar profundo.
A cama, o tapete, roupas pelo chão. O silêncio.
A maçaneta gelada, a porta, o corredor escuro.
A escada,
uma
descida
cautelosa.
A cozinha. O copo, o café, a janela embaçada.
O amanhecer, e é claro, a saudade.

Sean Wilhelm

Solidão

A solidão é algo que nos faz refletir sobre a importância de um abraço numa manhã fria. É uma dor que não se pode disfarçar, pois, escorre pelos olhos. É um espelho que nos mostra o que nos fere e faz sangrar por dentro.Por diversas vezes ela me fez ressuscitar velhas lembranças, que pensei não fazer mais sentindo algum. Mas, que continuam bem guardadas dentro de mim.

São momentos assim, que eu me vejo negando para meu próprio coração, sentimentos que se apossam de mim com uma velocidade impressionante. E quando percebo já é tarde demais para fugir. Mas, a solidão que estou falando não é somente a de está sozinha em um lugar qualquer. É a escassez de sentimentos bons, que me façam amar sem receio algum.

Eu sinto um medo terrível de acabar com essa solidão e perceber que meu mundo era mais seguro, quando ela fazia parte de mim. Por isso, muitas vezes quando ela chega forte demais, eu me afogo em velhas recordações, desbotadas, escondidas no meu mundo interior. Tentando fugir de uma realidade feliz que depois poderá se transformar em agonia, numa mágoa profunda.

Espero um dia me livrar dela para sempre. Pois, às vezes, perdemos a chance de vivermos algo novo, pelo simples fato de nos acostumarmos a sermos felizes por completo e depois percebermos que era tudo uma ilusão. Afogando-nos novamente no abismo mórbido da solidão.

Luzia Medeiros

Outrora doce, outrora amarga. Outrora sua, outrora nada. Outrora quente, outrora fria. Outrora noite, outrora dia. Outrora, outra hora, outra alma, outro alguém. Outro dia, outro não. Outro amor, quem sabe, outro coração? Outrora amada, outra hora desarmada. Outrora desejada, outra hora despejada. Outrora loucura, outrora amargura, outra hora viver, outra hora existir. Outrora querida, outra hora esquecida… Outrora já fora alguém, hoje apenas um ninguém, outrora já sorriu com alma, Hoje apenas com os lábios. Outrora corria perigo. Mas quem sabe se salve outra hora?

Giulia Staar

Ela é intrigante, inconstante, incógnita. Hora sensata - hora descontrolada, hora doce – hora fria. Um gênio incapaz de entender as coisas que quero. É uma confusão de sentimentos que acaba me prendendo em seus pensamentos. Então começo a entender que a sua essência é ser estranha e agora já não sei se isso me causa alegria ou pavor.

Cyelen Veloso

A amor é como a astucia das tulipas, quando a noite mais fria e escura chega ela se fecha, como o amor que se apaga com a tristeza. Mas quando o dia vem, ela se abre, pura, e onipotente, sua beleza a faz rara, como o amor, raro depois de uma decepção mas puro e onipotente como uma Tulipa.

Alan Júnior dos santos

Talvez aquela garota não seja meio grossa, antipática e fria à toa. Talvez ela tenha bons motivos pra ter poucos amigos, não se apaixonar e desconfiar dos homens em geral. Talvez ela tenha sofrido demais no passado e não quer cometer os mesmos erros bobos no presente e futuro, só isso.

luanna

Se sou fria eu machuco as pessoas. Se sou sensível elas me machucam.

Desconhecido

Era 8 de julho, às 7:00 am de uma manhã fria e gélida de inverno acompanhada pela sinfonia da chuva, molhando lá fora os sapatos esquecidos. As pessoas nas ruas andando com pressa pro seus trabalhos e afazeres, agasalhadas e com seus guarda chuvas, era um festival de cores, sombrinhas floridas, coloridas, pretas, de todos os gostos. Mas naquela mesma manhã, a mesma chuva que molhava as sombrinhas e as pessoas, também molhava o telhado alaranjado de uma velha casa no centro da cidade, de gota em gota caindo no chão e batendo na janela, fazia um barulho suave e embalava o sono da menina, dentro de casa só se ouvia o barulho do relógio, tic tac sem parar, a respiração fraca da garota. Embrulhada pelos lençóis brancos, sonhando com o único que trazia a ela uma esperança, rolava pela cama, espreguiçava-se, e notou que na cama havia uma ausência, ele não estava lá.Podia ver tranquilamente, o tempo fechado, as nuvens nubladas, caindo cada vez mais a chuva, dessa vez um pouco mais forte, a garota, apertando o travesseiro contra o corpo, enrolada nos lençóis, começou a chorar, seu rosto pálido, branco e a pela macia, o cheiro de camomila ainda estava nos lençóis, o frescor da felicidade poderia ser encontrado, mas não, tudo era solidão. Seus pensamentos voltados para ele, voltando a lembrar dos beijos embalados e carregados de sentimentos, de paixão, dos abraços daquela noite envolvida por amor, a garota não conseguia se conter, os soluços ecoando pela casa fazia, chorava ainda mais, lágrimas e lágrimas caindo sem parar dos seus olhos serenos cheios de amor, de tristeza, de solidão. Lembrou-se daquela tarde ensolarada, daquele verão que passaram juntos, deitados na areia da praia, as ondas indo e vindo, as gaivotas pelo ar, a praia deserta, os chinelos jogados, os corpos contra a areia fina, o único barulho era das ondas, eles se olhavam, admirando cada vez mais, desejando ser a única da vida dele, imaginado com tanta força quase se tornando real. Sim, ela o amava, não pouco, mas muito, um amor tão surreal, impossível de descrever, de explicar, só quem sentia poderia entender. A chuva quase parando, ouvindo apenas o gotejar banhando o jardim florido por pequenas rosas murchas, o cabelo loiro recém pintado, bagunçado, as mãos forçando as bochechas rosadas e as unhas pintadas de anil, quebrou o silêncio, saiu em busca de algo ou alguém, vestiu-se com o vestido verde florido desbotado pelo tempo, delicado, cheio de botões rosas, calçou a sandália preta perdido em meio a revistas e roupas no canto do armário, quase esquecido, enxugou o rosto, ignorou o frio e a tristeza e saiu a procura.

Lá fora, quase não havia mais chuva, as pessoas andando se debatendo um contra o outro, cada um com seus pensamentos em algo, nos problemas, nos filhos, nas tarefas, as lojas cheias, pessoas comprando, gastando, ganhando ou comendo, era assim uma manhã monótona, as pessoas fazias as mesmas coisas quase todos os dias, mas não era uma manhã qualquer para a garota. Mas do meio da multidão estava saindo alguém com o rosto conhecido, o cabelo loiro, os olhos negros, vestido uma jaqueta preta, com uma bandeja na mão, cheio de frutas e copos, ela não aguentou a felicidade, os olhos cheios de lágrimas, feliz por vê-lo, por amá-lo. Ele indo ao encontro dela, chegando cada vez mais perto, olhou fixamente aqueles olhos magníficos e perguntou: - Você prefere achocolatado ou café?.

Era apenas uma manhã qualquer, mas os dois ficaram no meio da multidão, se amando, se beijando e se abraçando, eles se amavam, se amavam muito, até demais por sinal e nada poderia separar aqueles dois corações unidos, batendo juntos, em um só palpitar. A chuva voltou a cair forte, molhando os dois abraçados, mas ninguém se importava, eram eles, era amor, era tudo.

Layara Sarti

Me explica?!
... como não se apaixonar por algo tão delicado, como uma gota fria e confortável, que mola seu rosto com todo o cuidado...

Tatiana Morais

A imaginação é o áureo cordel a tecer a fria realidade que nos cerca, talvez o nada que nos espera.

Afonso Duarte de Barros

Às vezes ser fria, rude e fingir que nada me atinge seja a melhor maneira de dizer que estou aqui, que eu ligo, e que isso me atinge mais do que qualquer coisa.

Desconhecido

Naquela manhã fria ela olhava para o céu e sorria, via que havia uma razão maior para ela estar ali de pé, olhando para aquele céu azul, com o vento em seu rosto, e essa razão maior era Deus.

Juliana Souza - Ao cair da noite

O nublado do céu, não me assusta mais. Porque as decepções, me deixaram mais leve, e mais fria, eu não sei o que eu devo fazer, e nem quero saber.

Geovanna Oliveira Carneiro