Fria

Cerca de 1404 frases e pensamentos: Fria

Não gosto de ser uma pessoa fria, de ignorar meus sentimentos ou fazer pouco caso de quem eu quero bem. Mas dói muito menos agindo assim.

Carlos Adriano

Atrás de uma pessoa fria, sempre tem um coração quebrado. Cabe a você decidir se vale a pena consertá-lo ou não.

Desconhecido

"SENHOR"

Senhor, nesta noite fria e chuvosa.
Tudo o que eu sou devo-te a ti.
Nas tuas mãos eu descansarei a minha alma
O meu coração eu vou entregar-te
Meu mundo está bem seguro nas tuas mãos
E eu sou tua agora e para sempre
Sim eu creio em ti, eu pertenço-te a ti.
Tu és razão do meu viver e a razão do meu louvor
Tudo o que sou é para, adorar-te Senhor.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca.

Não, eu não sou uma pessoa fria e sem sentimentos. É que no passado eu amei muito um certo alguém que me deixou em pedaços. E hoje em dia eu só escolho bem com quem eu vou dividir o restinho de sentimento bom que restou em mim.

Desconhecido

"A pessoa fria de hoje, é a apaixonada de ontem."

Eva

"Você não faz ideia de como eu me sinto quando eu penso nos seus olhos, na sua pele fria, palavras vazias, sentimentos máximos e mínimos, na sua loucura perfeita, nas suas mãos sobre as minhas, nos papos descontraídos, no amanhecer do seu sorriso, de todas as cores do mundo você foi a mais bela, a mais cruel e a mais singela, e a mais difícil de esquecer"

Tatyane Nicklas

Infelizmente vivemos uma política fria e calculista onde a minoria é esmagadora e a maioria é dominada pelo medo e a sensação de impunidade

Walmont di Castro

Se sou fria eu machuco as pessoas. Se sou sensível elas me machucam.

Desconhecido

Sexta-feira, 13, fria e cinzenta. Sol não tem, só nuvens! E uma tramolhada e uma chuva nojenta, que me atormenta, com seus trovões que mugem.

Kara Ystúpido (Thúlio Jardim)

Meu primeiro pensamento do dia foi ser feliz, então joguei água fria no corpo e prendi meus cabelos para cima de modo que meu rosto ficasse visível. Coloquei minha melhor roupa e passei do meu melhor perfume. Tirei a noite para dançar, havia ali rapazes belos porém sem nenhum pedigree e também moças deslumbrantes que se davam por tão pouco. A partir desse momento percebi que estava enganando á mim mesma, eu não fazia parte desse grupo irracional. Acabei retrocedendo ao início.

Clementine

Naquela manhã fria ela olhava para o céu e sorria, via que havia uma razão maior para ela estar ali de pé, olhando para aquele céu azul, com o vento em seu rosto, e essa razão maior era Deus.

Juliana Souza - Ao cair da noite

Era 8 de julho, às 7:00 am de uma manhã fria e gélida de inverno acompanhada pela sinfonia da chuva, molhando lá fora os sapatos esquecidos. As pessoas nas ruas andando com pressa pro seus trabalhos e afazeres, agasalhadas e com seus guarda chuvas, era um festival de cores, sombrinhas floridas, coloridas, pretas, de todos os gostos. Mas naquela mesma manhã, a mesma chuva que molhava as sombrinhas e as pessoas, também molhava o telhado alaranjado de uma velha casa no centro da cidade, de gota em gota caindo no chão e batendo na janela, fazia um barulho suave e embalava o sono da menina, dentro de casa só se ouvia o barulho do relógio, tic tac sem parar, a respiração fraca da garota. Embrulhada pelos lençóis brancos, sonhando com o único que trazia a ela uma esperança, rolava pela cama, espreguiçava-se, e notou que na cama havia uma ausência, ele não estava lá.Podia ver tranquilamente, o tempo fechado, as nuvens nubladas, caindo cada vez mais a chuva, dessa vez um pouco mais forte, a garota, apertando o travesseiro contra o corpo, enrolada nos lençóis, começou a chorar, seu rosto pálido, branco e a pela macia, o cheiro de camomila ainda estava nos lençóis, o frescor da felicidade poderia ser encontrado, mas não, tudo era solidão. Seus pensamentos voltados para ele, voltando a lembrar dos beijos embalados e carregados de sentimentos, de paixão, dos abraços daquela noite envolvida por amor, a garota não conseguia se conter, os soluços ecoando pela casa fazia, chorava ainda mais, lágrimas e lágrimas caindo sem parar dos seus olhos serenos cheios de amor, de tristeza, de solidão. Lembrou-se daquela tarde ensolarada, daquele verão que passaram juntos, deitados na areia da praia, as ondas indo e vindo, as gaivotas pelo ar, a praia deserta, os chinelos jogados, os corpos contra a areia fina, o único barulho era das ondas, eles se olhavam, admirando cada vez mais, desejando ser a única da vida dele, imaginado com tanta força quase se tornando real. Sim, ela o amava, não pouco, mas muito, um amor tão surreal, impossível de descrever, de explicar, só quem sentia poderia entender. A chuva quase parando, ouvindo apenas o gotejar banhando o jardim florido por pequenas rosas murchas, o cabelo loiro recém pintado, bagunçado, as mãos forçando as bochechas rosadas e as unhas pintadas de anil, quebrou o silêncio, saiu em busca de algo ou alguém, vestiu-se com o vestido verde florido desbotado pelo tempo, delicado, cheio de botões rosas, calçou a sandália preta perdido em meio a revistas e roupas no canto do armário, quase esquecido, enxugou o rosto, ignorou o frio e a tristeza e saiu a procura.

Lá fora, quase não havia mais chuva, as pessoas andando se debatendo um contra o outro, cada um com seus pensamentos em algo, nos problemas, nos filhos, nas tarefas, as lojas cheias, pessoas comprando, gastando, ganhando ou comendo, era assim uma manhã monótona, as pessoas fazias as mesmas coisas quase todos os dias, mas não era uma manhã qualquer para a garota. Mas do meio da multidão estava saindo alguém com o rosto conhecido, o cabelo loiro, os olhos negros, vestido uma jaqueta preta, com uma bandeja na mão, cheio de frutas e copos, ela não aguentou a felicidade, os olhos cheios de lágrimas, feliz por vê-lo, por amá-lo. Ele indo ao encontro dela, chegando cada vez mais perto, olhou fixamente aqueles olhos magníficos e perguntou: - Você prefere achocolatado ou café?.

Era apenas uma manhã qualquer, mas os dois ficaram no meio da multidão, se amando, se beijando e se abraçando, eles se amavam, se amavam muito, até demais por sinal e nada poderia separar aqueles dois corações unidos, batendo juntos, em um só palpitar. A chuva voltou a cair forte, molhando os dois abraçados, mas ninguém se importava, eram eles, era amor, era tudo.

Layara Sarti

A vingança é um prato que se come frio, e quando é servido, é melhor ainda. É engolida, fria, seca e se duvida as vezes pode até sufocar.
Então Cuidado! quem ver cara não ver coração.

Luana Kimbelly

Eu ando sendo uma pessoa tão fria, amarga em quase todos os momentos ! ja sou assim .. mais desta vez esta cada vez mais comum me tornar arrogante com as pessoas.

Rafaela Luise Mello

As vezes eu gostaria de ser tão fria e amarga com as pessoas, assim como elas são comigo!

Vanderléia Menezes

Sofredora

Cobre-lhe a fria palidez do rosto
O sendal da tristeza que a desola;
Chora - o orvalho do pranto lhe perola
As faces maceradas de desgosto.

Quando o rosário de seu pranto rola,
Das brancas rosas do seu triste rosto
Que rolam murchas como um sol já posto
Um perfume de lágrimas se evola.

Tenta às vezes, porém, nervosa e louca
Esquecer por momento a mágoa intensa
Arrancando um sorriso à flor da boca.

Mas volta logo um negro desconforto,
Bela na Dor, sublime na Descrença.
Como Jesus a soluçar no Horto!

Augusto dos Anjos

E lá vou eu, passar mais uma noite fria, pensando em você.

Sintoma De Amor (Laura Fernandes)

Às vezes ser fria, rude e fingir que nada me atinge seja a melhor maneira de dizer que estou aqui, que eu ligo, e que isso me atinge mais do que qualquer coisa.

Desconhecido

As veses você usa pra mim adjetivos como CRIANÇA e IMATURA, mais não sou eu a incensivel e fria! Mais o pior é que por tras dessa máscara que finge não se importar e nao ligar pro que acontece você
chora, se fere e no fim se sente sozinho! Queria poder partilhar desses teus momentos tristonhos, e também dos alegres, mais pra isso você tem que se permitir, abrir as portas do teu coração e saber esperar por algo bom!

Nina Manzoni

Eu sou fria, estúpida, grossa, chata, implicante... Mais mesmo assim, ainda não conheci ninguem mais sensível que eu!

Ariellen Soares