Frases de Monteiro Lobato

Cerca de 31 frases de Monteiro Lobato

Quem mal lê, mal ouve, mal fala, mal vê.

Monteiro Lobato

Um país se faz com homens e livros.

Monteiro Lobato

Loucura? Sonho?
Tudo é loucura ou sonho no começo. Nada do que o homem fez no mundo teve início de outra maneira - mas tantos sonhos se realizaram que não temos o direito de duvidar de nenhum.

Monteiro Lobato

Seja você mesmo, porque ou somos nós mesmos, ou não somos coisa nenhuma.

Monteiro Lobato

A natureza criou o tapete sem fim que recobre a terra. Dentro da pelagem deste tapete vivem todos os animais respeitosamente. Nenhum o estraga, nenhum o rói, exceto o homem.

Monteiro Lobato

Erro pensar que é a ciência que mata uma religião. Só pode com ela outra religião.

Monteiro Lobato

A natureza só permite aos gênios uma filha: sua obra.

Monteiro Lobato

Quem tem força, abusa.

Monteiro Lobato

Nada de imitar seja lá quem for (...) Temos de ser nós mesmos (...) Ser núcleo de cometa, não cauda. Puxar fila, não seguir.

Monteiro Lobato

E quem acredita em alguma coisa sempre acaba levando na cabeça.

Monteiro Lobato

A consciência do homem comum mora no bolso, eis tudo...

Monteiro Lobato

Tudo vem dos sonhos. Primeiro sonhamos depois fazemos.

Monteiro Lobato

Assim como é de cedo que se torce o pepino, também é trabalhando a criança que se consegue boa safra de adultos.

Monteiro Lobato

A mim me salvaram as crianças. De tanto escrever para elas, simplifiquei-me.

Monteiro Lobato

Talento não pede passagem, impõe-se ao mundo.

Monteiro Lobato

Quem escreve um livro cria um castelo, quem o lê mora nele.

Monteiro Lobato

Há dois modos de escrever. Um, é escrever com a idéia de não desagradar ou chocar ninguém (...) Outro modo é dizer desassombradamente o que pensa, dê onde der, haja o que houver - cadeia, forca, exílio.

Monteiro Lobato

Foi pelas ruas da vida que andei descalço e esfolei meus pés de amores vãos.

Monteiro Lobato

Para querer ter bons amigos, é preciso saber se você tem um.

Monteiro Lobato

Coleiras...meus netos...o mal do mundo é simplesmente este: coleiras!

Monteiro Lobato