Frases de Helena Kolody

Cerca de 21 frases de Helena Kolody

arco-íris no céu.
está sorrindo o menino
que há pouco chorou

Helena Kolody

tão longa a jornada!
e a gente cai, de repente,
no abismo do nada

Helena Kolody

Pintou estrelas no muro
e teve o céu
ao alcance das mãos.

Helena Kolody

Não ando na rua.
Ando no mundo da lua,
falando às estrelas.

Helena Kolody

A esperança engana, mente o sonho, eu sei. Que mentiras lindas eu mesma inventei e contei para mim..

Helena Kolody

Que importa a nuvem no horizonte,
chuva de amanhã?
Hoje o sol inunda o meu dia.

Helena Kolody

Quem é essa
Que me olha
De tão longe
Com olhos que foram meus?

Helena Kolody

O que você escolhe?

Dizia Helena Kolody,
Deus da a todos uma estrela.
Uns fazem da estrela um sol.
Outros nem conseguem vê-la.
Eu digo,
Deus da a todos uma vida.
Uns fazem da vida a glória.
Outros fazem dela o inferno.

Gabriela Oliveira Marengão

Deus dá a todos uma estrela.
Uns fazem da estrela um sol.
Outros nem conseguem vê-la.

Helena Kolody

A MIRAGEM NO CAMINHO

Perdeu-se em nada,
caminhou sozinho,
a perseguir um grande sonho louco.
(E a felicidade
era aquele pouco
que desprezou ao longo do caminho).

Helena Kolody

Oculta na roupagem metafórica
palpita a essência real.

Helena Kolody

Do longo sono secreto
na entranha escura da terra
o carbono acorda diamante

Helena Kolody

SEMPRE MADRUGADA

Para quem viaja ao encontro do sol,
é sempre madrugada.

Helena Kolody

POETA

O poeta nasce no poema,
inventa-se em palavras.

Helena Kolody

PRISÃO

Puseste a gaiola
Suspensa dum ramo em flor,
Num dia de sol.

Helena Kolody

FELICIDADE

Os olhos do amado
Esqueceram-se nos teus,
Perdidos em sonho.

Helena Kolody

Oh! lágrima cristalina,
Tão salgada e pequenina,
Quanta dor tu não redimes!
Mesmo feita de amargura,
És tão sublime, tão pura
Que só virtudes exprimes.

Helena Kolody

MERGULHO

Almejo mergulhar
na solidão e no silêncio,
para encontrar-me
e despojar-me de mim,
até que a Eterna Presença
seja a minha plenitude.

Helena Kolody

ÂMAGO

Quem bebe da fonte
que jorra na encosta,
não sabe do rio
que a montanha guarda.

Helena Kolody

ABISMAL

Meus olhos estão olhando
De muito longe, de muito longe,
Das infinitas distâncias
Dos abismos interiores.
Meus olhos estão a olhar do extremo longínquo
Para você que está diante de mim.
Se eu estendesse a mão, tocaria a sua face.

Helena Kolody