Frases de Amor de Fernando Pessoa

Cerca de 395 frases de Amor de Fernando Pessoa

Todos os dias, quando acordo, vou correndo tirar a poeira da palavra amor..."

Clarice Lispector

A melhor cura para o amor é ainda aquele remédio eterno: amor retribuído.

Friedrich Nietzsche

Amor será dar de presente ao outro a própria solidão? Pois é a última coisa que se pode dar de si.

Clarice Lispector

Amor é quando é concedido participar um pouco mais.
Amor é a grande desilusão de tudo mais.
Amor é finalmente a pobreza.
Amor é não ter inclusive amor.
É a desilusão do que se pensava que era amor.
Amor não é prêmio por isso não envaidece.

Clarice Lispector

E o amor, em vez de dar, exige. E quem gosta de nós quer que sejamos alguma coisa que eles precisam.

Clarice Lispector

O chão é cama

O chão é cama para o amor urgente,
amor que não espera ir para a cama.
Sobre o tapete ou duro piso, a gente
compõe de corpo e corpo a úmida trama.

E para repousar do amor, vamos à cama.

Carlos Drummond de Andrade

Amizade: quando o silêncio a dois não se torna incômodo.
Amor: quando o silêncio a dois se torna cômodo.

Mario Quintana

Boa é a vida, mas melhor é o vinho.
O amor é bom, mas é melhor o sono.

Fernando Pessoa

Oh, não se assuste, às vezes, a gente mata por amor, mas eu juro que um dia a gente esquece, juro

Clarice Lispector

Espalhe que o amor não é banal. E que, embora estejam distorcendo o sentido verdadeiro dele nos tempos modernos de hoje, ele existe e é o ingrediente mais importante da vida, a própria porção mágica da Felicidade.
Menino...desejo seus desejos como meus desejos...

Mario Quintana

Carlos, sossegue, o amor
é isso que você está vendo:
hoje beija, amanhã não beija,
depois de amanhã é domingo
e segunda-feira ninguém sabe
o que será.

Carlos Drummond de Andrade

"Não me lembro mais qual foi nosso começo.
Sei que não começamos pelo começo.
Já era amor antes de ser."

Clarice Lispector

Fere de leve a frase... E esquece... Nada
Convém que se repita...
Só em linguagem amorosa agrada
A mesma coisa cem mil vezes dita.

Mario Quintana