Frases Célebres

Cerca de 5896 frases Célebres

Quando não somos inteligíveis é porque não somos inteligentes.

Victor Hugo

Quarenta anos é velhice para a juventude, e cinqüenta anos é juventude para a velhice.

Victor Hugo

A riqueza e a pobreza são convenções.

Victor Hugo

Os infelizes são ingratos: isso faz parte da sua infelicidade.

Victor Hugo

A verdade é como o Sol. Ela permite-nos ver tudo, mas não deixa que a olhemos.

Victor Hugo

A alma humana é uma vaga que pensa.

Victor Hugo

O que caracteriza as pessoas que exibem exageradamente a sua virtude é que, quanto menos ameaçada está a fortaleza, mais guardas lhe põem.

Victor Hugo

A franqueza não consiste em dizer tudo o que se pensa, mas em pensar em tudo o que se diz.

Victor Hugo

O mal é como as mulas: teimoso e estéril.

Victor Hugo

Guarda estes versos que escrevi chorando como um alívio a minha saudade, como um dever do meu amor; e quando houver em ti um eco de saudade, beija estes versos que escrevi chorando.

Machado de Assis

Há coisas que melhor se dizem calando.

Machado de Assis

Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho,
Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas!

Machado de Assis

Não precisa correr tanto, o que é seu às mãos lhe há de vir...

Machado de Assis

A arte de viver consiste em tirar o maior bem do maior mal

Machado de Assis

Defeitos não fazem mal, quando há vontade e poder de os corrigir.

Machado de Assis

Pois o silêncio não tem fisionomia, mas as palavras muitas faces...

Machado de Assis

Para as rosas, escreveu alguém, o jardineiro é eterno.

Machado de Assis

Não gosto de lágrimas, ainda em olhos de mulheres, sejam ou não bonitas; são confissões de fraqueza, e eu nasci com tédio aos fracos. Ao cabo, as mulheres são menos fracas que os homens,ou mais pacientes, mais capazes de sofrer a dor e a adversidade...

Machado de Assis

Por que sinto falta de você? Por que esta saudade?
Eu não te vejo mas imagino suas expressões, sua voz teu cheiro...

Machado de Assis

Mas o tempo, o tempo caleja a sensibilidade.

Machado de Assis