Mayara Teixeira: Ah, se esse sorriso que trago, estampado...

Ah, se esse sorriso que trago, estampado em minha face, revelasse o que trago na essência de minh'alma...
Ah, se meus olhos transparecessem as intimidades do meu coração...
Ah, se as pessoas pudessem enxergar tudo o que está guardado aqui, dento de mim...
Se, todas as vezes, que eu soltasse uma daquelas gargalhadas estrondantes as pessoas ouvissem o choro do meu peito... certamente, todos tapariam os ouvidos e me acompanhariam em um interminável coral de prantos!

Mayara Teixeira
Postar no Facebook