Carlos Imperial: A Praça. Hoje eu acordei com saudade de ...

A Praça.

Hoje eu acordei com saudade de você

Beijei aquela foto que você me ofertou

Sentei naquele banco da pracinha só porque

Foi lá que começou o nosso amor

Senti que os passarinhos todos me reconheceram

Pois eles entenderam toda minha solidão

Ficaram tão tristonhos e até emudeceram

Aí então eu fiz esta canção


A mesma praça, o mesmo banco

As mesmas flores, o mesmo jardim

Tudo é igual, mas estou triste

Porque não tenho você perto de mim

Beijei aquela árvore tão linda onde eu

Com meu canivete um coração desenhei

Escrevi no coração meu nome junto ao teu

E meu grande amor então eu jurei


O guarda ainda é o mesmo que um dia me pegou

Roubando uma rosa amarela pra você

Ainda tem balanço, tem gangorra, meu amor

Crianças que não param de correr


Aquele bom velhinho pipoqueiro foi quem viu

Quando envergonhado de amor eu lhe falei

Ainda é o mesmo sorveteiro que assistiu

Ao primeiro beijo que lhe dei


A gente vai crescendo, vai crescendo e o tempo passa

E nunca esqueci a felicidade que encontrei

Sempre eu vou lembrar do nosso banco na praça

Foi lá que começou o nosso amor

Carlos Imperial
Postar no Facebook