Tony Fraga: Como Será o Meu Amanhã? Que dia lindo...

Como Será o Meu Amanhã?

Que dia lindo será o de amanhã!
Eu ainda não sei se será ensolarado; talvez seja chuvoso e eu nem mesmo possa contemplar o brilho do sol, nem sentir seu calor. Ainda assim eu tenho motivos para acreditar que será lindo.
Hoje eu pude caminhar pelas ruas da cidade e ver muitas pessoas. Muitas delas passavam apressadas, mas ainda assim pude ver algo de especial em cada uma delas. Dentre elas haviam pessoas brancas, negras, loiras, amarelas, pardas, orientais e tantas outras; mas cada uma com sua peculiaridade. Também vi pessoas que não podiam ver, que não podiam andar, não podiam falar; entretanto o que mais me chamou a atenção foram as pessoas que não queriam ver, nem andar, nem falar.
Como é triste ver pessoas que preferem não enxergar seu semelhante, nem mesmo entender o quão maravilhoso é o que cada uma tem a oferecer.
Como é triste ver pessoa que já esqueceram de sorrir e que carregam no lugar do sorriso um misto de tristeza, amargura, desencanto e dor.
Então eu penso: como é triste deixar de ser criança e entrar neste mundo conturbado dos adultos?
Chega o momento em que obrigatoriamente eu tenho que ser adulto, mas nunca o momento que exija que eu deixe de ser criança.
Eu posso fazer com que o meu amanhã seja melhor se eu aprender ou reaprender a sorrir.
Se eu não tiver vergonha de ser criança, ainda que os meus dias não tenham sol, eu terei diante dos meus olhos o mais intenso brilho. Ainda que não haja o calor do sol para aquecer meu corpo, eu serei aquecido pelo respeito, fraternidade, compreensão, amizade e dedicação do meu semelhante.
Assim eu posso dizer sem nenhum medo de errar: que dia lindo será o de amanhã!

Tony Fraga
Postar no Facebook