Murilo Melo: Nenhuma multidão me consegue fazer sorri...

Nenhuma multidão me consegue fazer sorrir, nenhum chá de camomila me tranquiliza, nenhuma gracinha de amigos me faz melhor, nenhum porre nos finais de semana já me faz bem. E por tudo isso, por tudo que eu idealizei esse tempo todo, sinto que adoeço aos poucos. Por parcela. São parcelas relativamente pequenas, mas intensas, raivosas. São como agiotas. São parcelas de momentos, memórias, sentimentos, coisas que eu jurei e pensei ser para sempre e não foi.

Murilo Melo
Postar no Facebook