Filho Triste

Cerca de 8069 frases e pensamentos: Filho Triste

Não chores, meu filho;
Não chores, que a vida
É luta renhida:
Viver é lutar.
A vida é combate,
Que os fracos abate,
Que os fortes, os bravos
Só pode exaltar.

Gonçalves Dias

Ferir quem você ama pelo próprio bem dele, é como dar a luz a um filho... A dor é imensa, porém a felicidade de gerar uma nova vida é maior!

Mara Chan.

Se aceitarmos que uma mãe mate seu filho dentro do próprio ventre, como poderemos impedir que as pessoas matem umas as outras???

Madre Teresa de Calcuta

nãO sou nenhum anjO sou filhO da vida ....

rObert nesta marley

Um amigo é como um irmão que não é filho do seu pai e da sua mãe, mas que você ama tanto como se fosse!

Jhony Rodrigues

O instrutor de pássaros,

Certa vez, um pai e seu filho admiravam uns pássaros no jardim.

-Aquilo são pássaros?

-Sim! Responde o pai.

-Eu também sou pássaro?

-Sim! Tu vais se tornar um belo e sonhador pássaro!

-Eu vou voar igual a eles?

-Vai sim, filho! A vida é uma espécie de orquestra na qual somos pássaros batendo as asas e assobiando.

-Mas eu não tenho bico para cantar, papai. Se eu agitar minhas mãos, eu vou voar?

-Deves aprender a cantar com os olhos e voar com a mente.

- O que é a mente?

- Nossa maior aliada. Ela dispõe de uma caixinha na qual são guardados todos os nossos sonhos.

- Para que servem os sonhos?

- Para voarmos.

- Como que eu aprendo a cantar com os olhos?

- Amando.

- Veja pai! Aquele filhotinho não conseguiu voar! Vai cair no chão! A mente dele está com defeito?

- Só se ele não tentar de novo.

- Mas todos eles estão retornando para o alto da árvore e tentando voar de novo.

- Pois é. Cumprir nossa missão na Terra deveria ser instintivo. Mas os homens se apavoram diante do fracasso. Ou simplesmente não sabem lidar com ele.

- Não quero ser homem! Quero ser passarinho! Pai, quando eu crescer, posso ser um passarinho?

- Tu vais poder ser o que quiseres!

- Estou notando que a aquele pássaro maior ali na árvore está empurrando os pequeninos. O senhor também vai mim empurrar de cima do nosso telhado?

- Humanos não devem se empurrar, filho. Devem se abraçar. São os abraços dos pais que impulsionam os filhos a entender seus medos e a superar os fracassos.

- Não entendo direito o que o senhor fala. Porém, sinto que todas as vezes que cometo um erro, não fico muito tempo triste. Você conversa comigo e de repente, uma sensação de sufoco desaparece daqui do meu peito. A partir daí tudo fica mais fácil dentro de minha cabeça. Fico sentindo uma alegria muito grande dentro mim.

- É que no momento que erraste, eu ti amei.

- Já sei! Você cantou uma cantiga com os olhos!

- Exatamente filho! Cantei uma melodia tão bela quanto esta que estamos ouvindo dos pássaros.

- Pai! Aquele passarinho, bem ali, não está mais conseguindo retornar ao ninho! Não está conseguindo voar! Ele caiu e parece que está machucado!

- Às vezes filho, a gente se machuca. Quando nos ferimos, precisamos de repouso, assim como aquele pássaro que vai ficar um pouco em terra firme.

- Por que ele precisa ficar na terra? Ela não é a mãe dele.

- Não! Mas algumas páginas do manual dos céus estão na terra.

- Como assim?

- Tu vais ser um corajoso pássaro. Vais expressar tuas habilidades através de teu canto e vôo. Porém, algum dia tu vais se machucar.

- Por quê?

- Porque meninos-passarinho sempre se machucam.

- Vou ficar caído no chão?

- Viver no solo não deve ser o propósito de vida de um pássaro.

- Então eu vou voltar a voar?

- Sim!

- Mesmo que minhas asinhas se quebrem?

- As asas da emoção são as responsáveis pelo nosso retorno aos céus.

- E elas são muito fortes?

- É na terra que encontramos materiais resistentes para reforçarmos as asas da emoção.

- Então a terra não é tão ruim. Não existem perigos aqui embaixo.

- Pássaros podem se tornar vítimas das serpentes da terra.

- O que elas fazem?

- Aprisionam nossa emoção. Lançam um veneno que enfraquece as asas dos pássaros.

- E esse veneno tem cura?

- Sim. Podemos curar os ferimentos com música e cores.

- Então vou começar a bater meu tambor e pintar o sete!

- O instrumento é teu, filho, mas a música deve ser cantada por outro pássaro. Devem estar bem afinados.

- E as cores?

- Tu deves usar uma aquarela.

- Eu até tenho uma que o senhor mim deu uma vez. Mas as tintas estavam duras!

- Deves então amolecer as tintas. Tu podes aparar água em teus olhos.

- Vou ter que chorar?

- Não. Tu podes usar a água de um poço. A entrada dele são teus olhos. Mas alguém vai precisar guiar um recipiente até o líquido.

- Estou um pouco confuso! Mas entendo que todas as vezes que mim interesso em conhecer alguém, ou quero aprender alguma coisa nova, mim sinto nas nuvens. Isso sim é que é voar!

- Vamos entrando passarinho?

A criança retorna para o lar e de repente o pai se sente iluminado e leve. Ouve então uma voz:

- Um maestro talentoso percebe certos valores nas pessoas, os quais são inerentes à singularidade e são o pólo de desenvolvimento dos papeis na vida, sejam eles o de pai, mãe, profissional, não importa. O maestro, bom mesmo, é dotado da harmonia gerada do caos que rege a orquestra interna pela qual se faz existir de elementos vivos, lembranças e instrumentos que tocam no inconsciente. Esses maestros reproduzem boas ações, reconhecendo em nós, músicos já não tão errantes, o gérmen do seu trabalho.
Maestro! Aplaudimos-te, não de pé, mas de coração, pois é respeitoso esse teu comportamento.

Augusto Vicente

Meu filho, se Deus o chamou para o ministério, não se rebaixe ao ponto de ser rei em qualquer país.

Charles Spurgeon

O Fazendeiro, seu Filho e o Burro

"Um fazendeiro e seu filho viajavam para o mercado, levando consigo um burro. Na estrada, encontraram umas moças salientes, que riram e zombaram deles:
- Já viram que bobos? Andando a pé, quando deviam montar no burro?
O fazendeiro, então, ordenou ao filho:
- Monte no burro, pois não devemos parecer ridículos.
O filho assim o fez.

Daí a pouco, passaram por uma aldeia. À porta de uma estalagem estavam uns velhos que comentaram:
- Ali vai um exemplo da geração moderna: o rapaz, muito bem refestelado no animal, enquanto o velho pai caminha, com suas pernas fatigadas.
- Talvez eles tenham razão, meu filho, disse o pai. Ficaria melhor se eu montasse e você fosse a pé.
Trocaram então as posições.

Alguns quilometros adiante, encontraram camponesas passeando, as quais disseram:
-A crueldade de alguns pais para com os filhos é tremenda! Aquele preguiçoso, muito bem instalado no burro, enquanto o pobre filho gasta as pernas.
- Suba na garupa, meu filho. Não quero parecer cruel, pediu o pai.
Assim, ambos montados no burro, entraram no mercado da cidade.

- Oh!! Gritaram outros fazendeiros que se encontravam lá. Pobre burro, maltratado, carregando uma dupla carga! Não se trata um animal desta maneira. Os dois precisavam ser presos. Deviam carregar o burro às costas, em vez de este carregá-los.

O fazendeiro e o filho saltaram do animal e carregaram-no. Quando atravessavam uma ponte, o burro, que não estava se sentindo confortável, começou a escoicear com tanta energia que os dois caíram na água."

(Quem a todos quer ouvir, por ninguém é ouvido)

Esopo fabulista da Hélade

"Palavrão, meu filho, é condomínio, palavrão é fome, palavrão é a maldade que estão fazendo com um colírio custando 40 mil réis, palavrão é não ter cama nos hospitais"

Dercy Gonçalves

Você já amou? Não estou me referindo a pai, mãe, filho, irmão...Já amou?
Se respondeu que sim, nunca amou, pois amor nem deveria ser conjugado no passado, é a palavra mais próxima do eterno.
É incrível como atualmente o sentimento maior está tão banalizado. No primeiro mês de namoro, “eu te amo”, no segundo, “te amo para sempre”, no quinto mês, o lindo romance chega ao fim. Estas pessoas que se dizem amar tanto, por que não falam “eu te amo sinceramente”? Simplesmente porque não amam.
Eu admito, nunca amei. Não por incapacidade, pelo contrário, por capacidade de classificar meus sentimentos e acreditar na verdadeira força do amor. Não pense que nunca disse a tal frase, mas a bendita é teimosa, involuntariamente é expelida pela boca nos momentos de euforia e paixão, e nada seria da paixão sem o “eu te amo”, perderia sua impulsividade e encanto.
Como julgo saber tanto se nunca o senti? Pois desejá-lo é filosofar diariamente sobre seu poder, e concluir que tal é o que há de mais completo e bonito. Intenso, sem deixar de ser constante, e nunca cego, a paixão é cega, o amor nos permite ver as qualidades e defeitos, aceitar e gostar de conviver com ambos. É uma luz que emana da alma.
Repito, se passou, não é amor. Não tenha pressa e não se esqueça de querer amar, mas jamais menospreze o real sentido de TUDO que o amor representa.
E quando realmente encontrar o dono do seu “eu te amo”, primeiro diga “eu te amo sinceramente, e ai sim estará pronto para dizer: “eu sempre te amarEI”.

Nay

Nem tudo é fácil

É difícil fazer alguém feliz, assim como é fácil fazer triste.
É difícil dizer eu te amo, assim como é fácil não dizer nada
É difícil valorizar um amor, assim como é fácil perdê-lo para sempre.
É difícil agradecer pelo dia de hoje, assim como é fácil viver mais um dia.
É difícil enxergar o que a vida traz de bom, assim como é fácil fechar os olhos e atravessar a rua.
É difícil se convencer de que se é feliz, assim como é fácil achar que sempre falta algo.
É difícil fazer alguém sorrir, assim como é fácil fazer chorar.
É difícil colocar-se no lugar de alguém, assim como é fácil olhar para o próprio umbigo.
Se você errou, peça desculpas...
É difícil pedir perdão? Mas quem disse que é fácil ser perdoado?
Se alguém errou com você, perdoa-o...
É difícil perdoar? Mas quem disse que é fácil se arrepender?
Se você sente algo, diga...
É difícil se abrir? Mas quem disse que é fácil encontrar
alguém que queira escutar?
Se alguém reclama de você, ouça...
É difícil ouvir certas coisas? Mas quem disse que é fácil ouvir você?
Se alguém te ama, ame-o...
É difícil entregar-se? Mas quem disse que é fácil ser feliz?
Nem tudo é fácil na vida...Mas, com certeza, nada é impossível
Precisamos acreditar, ter fé e lutar
para que não apenas sonhemos, Mas também tornemos todos esses desejos,
realidade!!!

(Nota: este texto não é de Cecília Meireles)

Glácia Daibert

Da minha decepção só nasce dureza
Do meu Amor Só nasce Tristeza
Não sei o que quero
Mas sei o que não posso ter

Florabela

É triste amar tanto e tanto amor não ter proveito. Tanto amor querendo fazer alguém feliz.
Tanto amor querendo escrever uma história, mas só escrevendo este texto amargurado.É triste
saber que falta alguma coisa e saber que não dá pra comprar, substituir, esquecer,implorar.
É triste lembrar como eu ria com ele.

Tati Bernardi

Eu escrevi um poema triste

E belo, apenas da sua tristeza.

Não vem de ti essa tristeza

Mas das mudanças do Tempo,

Que ora nos traz esperanças

Ora nos dá incerteza...

Nem importa, ao velho Tempo,

Que sejas fiel ou infiel...

Eu fico, junto à correnteza,

Olhando as horas tão breves...

E das cartas que me escreves

Faço barcos de papel!

Mario Quitana

"Amanhã fico triste,
Amanhã.
Hoje não.
Hoje fico alegre.
E todos os dias,
por mais amargos que sejam,
Eu digo:
Amanhã fico triste,
Hoje não.
Para Hoje e todos os outros dias!!"

Encontrado na parede de 1 dormitório de crianças do campo de extermínio nazista de Auschwitz.

É triste...

É triste saber que um dia você me amou
É triste saber que aquele beijo não tem possibilidade de se repedir
É triste te ver com outra e não poder fazer nada
É triste nem ao menos ser vista
É triste tentar te esquecer e não conseguir de maneira alguma
É triste chorar sem nem ao menos conseguir definir um motivo
É triste estar perto e me sentir mais longe do que nunca
É triste sentir-se um nada, sentir-se culpada por algo que nem sei definir
É triste sentir a areia sair pelos vãos dos dedos
É triste cair e não ter forças pra levantar sozinha
É triste sentir o mundo inteiro levando a vida e não dando a mínima pra minha tristeza
Ahhh... ultimamente tudo é tão triste!

Regina

O triste de ouvir musicas românticas é não ter em quem pensar.

Daniele Gonçalves

Antes conhecida com cubo de gelo,
Agora chora ao ver um filme triste,
Ao ouvir músicas que contem sua história...
Não desaba.
Derruba apenas algumas lágrimas.
Buscando resposta sem saber as perguntas...
Ela está triste.
Sua vida está desmoronando.
Mas ela nunca esteve tão bem consigo mesma...

Karoline Genova

A pátria é como a mãe, de quem o filho não pode falar como se tratasse de outra mulher.

Carlo Cattaneo