Filho dentro do Ventre

Cerca de 24 frases e pensamentos: Filho dentro do Ventre

QUERIDA MAMÃE

Tu que nos guardaste em teu ventre aquecido e do mundo fomos protegidos...
Tu que nos trouxeste para a vida, o que mais poderiamos querer?
Nos deste um cantinho dentro de ti e já crescidinhos nascemos para te conhecer...
Em teus braços fomos acalentados com teu amor e dedicação.
Nosso coração por ti, todos os dias acariciado...
Te conhecer por fora é só uma forma de nos fortalecer para o mundo, mas o que há de mais profundo vem do teu íntimo Ser...
Oh!maravalhosa Criatura...Nascida do Amor Divino
que nos ampara a todos os momentos de nosso Viver!
O que mais poderiamos querer?
Rogar com todas as forças que Deus abençoe a todas as mães e se nem sempre ao nosso lado podemos te ter até tua lembrança nos faz reviver...que maravilha ...
você nunca estará sozinha Querida Mamãe!

José Guilherme S. Filho

Homenagem ao meu filho, dentro de meu ventre...

Mal te sinto e já te amo...
Mal te sinto e já te quero tanto...
Tanto que nem sei como explicar...
Simplesmente sinto...
E sinto e sinto esse amor tão grande...
Que é simplesmente amar...
Nem sei como será seu rosto,
Nem a cor de seus cabelos, dos olhos...
Nem o sexo eu sei...
Mas, mesmo assim, já te quero e te amo tanto...
Que, de repente, até esqueci de mim e, agora...
Só em você eu penso...
E sinto, e amo, e cuido, desde o primeiro momento...

Nilza Rodrigues

Se aceitarmos que uma mãe mate seu filho dentro do próprio ventre, como poderemos impedir que as pessoas matem umas as outras?

Madre Teresa de Calcutá

mãe é aquela que carrega seu filho nove meses no ventre, dois anos no colo e o resto da vida no coração.

Desconhecido

A memória é o leito onde repousa a esperança e o ventre onde semeia-se a fé.

Salgado Filho

Porque é que os filhos julgam que por saírem do ventre das mães têm que mandar nelas?

Mãe filho

“A espera de um filho é a sensação mais sublime que podemos sentir, desde sua geração no ventre, um grande amor brota no coração dos seus pais, é o mais verdadeiro dos sentimentos, é algo instintivo e natural que transforma para sempre a vida de um casal, pois a partir desse momento, o seu filho se torna o seu céu, seu mundo, seu tudo ."

Gabriel Fonsêca

Mãe...

Que é abençoada por DEUS de receber em seu ventre um ser tão pequeno e chamar de filho
Mãe
Que cuida e nutri essa criança de amor surpreendente
de até mesmo querer guardá-lo de todos os males do mundo
Mãe
Que traz beleza e luz aos dias mais difíceis
Que divide sua alma em duas
Para carregar tamanha sensibilidade e força
Que ganha o mundo com sua coragem
Que traz paixão no olhar
Mãe,
Que luta pelos seus ideais,
Que dá a vida pela sua família
Mãe
Que ama incondicionalmente
Que se arruma, se perfuma
Que vence o cansaço
Mãe,
Que chora e que ri
Mãe que sonha...

Tantas Mães, belezas únicas, vivas,
Cheias de mistérios e encanto!
Mães que deveriam ser lembradas,
amadas, admiradas todos os dias...

Para você, Mãe tão especial...

Feliz Dia das Mães!

Suélen Azevedo Cândido

O preconceito é um filho sem pai...gerado no ventre da ignorância.

Jose Ap Barcelos

NASCE, CRESCE, FILHO DA RUA

Desde o ventre da minha mãe que conheço as ruas. Minha mãe é zungueira de profissão, já desde o ventre que tenho acompanhando-lha nas suas zungas. Presenciou as caminhadas que ela faz para nos sustentar, as muitas corridas que faz e sofre dos fiscais e os senhores policiais para não perder o negócio que nos é rentável. Outras vezes ela não escapa e é nos cassumbulado o negócio, fonte do nosso sustento. Muitas vezes chicoteada por reivindicar que até sinto a dor da chicotada.
Fui gerado na rua porque até aos nove meses a minha mãe zungava a necessidade é enorme, para completar o enxovalhe e a panela em casa não entrar em greve. Esqueceu-se do dia, mês, hora que vinha ao mundo, acabei por ser gerado na rua e assim me familiarizei com a rua.
Três, quatro mês depois comecei a gatinhar minha mãe decidiu que já era o momento oportuno de acompanhar-lha na zunga, não há dinheiro para mim, ir a creche e ela não pode ficar parada ou seja ficar em casa. Apesar de requerer ainda muitos cuidados materno, porque se não morremos de fome.
Passo toda a minha infância na rua ao lado da minha mãe, sem crianças a minha volta porque as deixei todas no bairro em que vivemos e assim vou crescendo.
Sou da rua, alimentam-me, tomo banho, vestido na rua ao céu aberto ou seja ar livre.
Deste modo vou familiarizando com a rua, conhecendo-as do musseque à cidade. Quando completo os meus 5, 6 anos. Já sei fazer o mesmo trajecto me é familiar. Conheço-o tão bem que perco o medo de andar sozinho, criança que só. Esquecendo que as ruas são tão violentas e perigosas, criança e inocente. Mas como posso ter medo se presenciei as mesmas muito antes de andar nelas, sozinho.
Com os meus 10, 12 anos as ruas adoptam-me e passo a vida a lavar carros. Os grandes jipes, carros que só via nos filmes. Hoje tenho o prazer de os lavar e ver o seu interior fico fascinado com o que vejo, lavo para ganhar algum trocado.
Se puder depois vou para à escola aprender alguma coisa, de momento aprendo mesmo aqui, na rua mal ou bem. Essa é a vida que levo, prioridade para mim, agora é mesmo kumbo. Porque tenho que ajudar a velha com as despesas no cúbico.
Tenho os meus irmãos, mas novinhos que precisam encontrar outro cenário, talvez estudem para saberem alguma coisa para contornarem o caminho que segui. Terem um futuro, destino diferente do meu. Porque se tivesse escolha talvez não é esse o destino que queria para mim.

Meno o real (Angola)

Interpreto a felicidade dessa forma...
Felicidade é como um filho que a gente
carrega no ventre ... Ao passo que nos
cuidamos , cuidamos também dele...
Cativamos coisas boas só pra ele sentir o
bem que nos proporciona também...
Fechamos os olhos para a magoa só pra
não passar a dor pra ele também... E assim
caminhamos na vida... Juntando coisas
boas para compartilhar sorrisos ... Os dias
vão passando... Os meses vão passando... E
tudo só vai acrescentando mais ... O amor
vai ficando tão grande que ja não cabe
mais só no coração , nem na barriguinha
da gente , daí chega a hora tão esperada ,
a FELICIDADE nasce , e é bem assim mesmo
que a gente senti , como se algo muito
puro e superior a qualquer outro
sentimento nascesse da gente , e somente
Deus pode medir e calcular o tamanho de
tanta felicidade nascendo da gente !
Ser feliz nada mais é que , subtrair as
tristezas e multiplicar as alegrias , deixar
sempre o que é bom, os momentos bons
ganharem destaque na sua vida para que
assim a tristeza passe rápido e
despercebida , sorrir é sempre o melhor
remédio pra tudo , e mesmo que o sorriso
seja tímido e meio choroso ele ainda
carrega vestígios de felicidade , e graças a
Deus felicidade é algo contagiante e todo
mundo gosta !

Jossy Barros.

Mãe..
Um filho você carrega no ventre nove meses...
Não, não, um filho só nove meses?
apenas nove meses...não..
mas um coração para o resto da vida...

..

Sonia Solange da Silveira ssolsevilha Poetisa do Cerrado

O ventre de uma mãe é feito de ternura e o filho que este ventre carrega é rodeado de conforto, proteção, intimidade. Ninguém em vida foi mais íntima de Jesus do que Maria.

gilberto angelo begiato

Deus e a Ciência são como uma mãe com um filho no ventre, neste caso o filho ainda ligado pelo cordão umbilical nega a existência da mãe que o criou, mantém e o protege.

Wellerson Luiz

MÃE, palavra forte e doce...
MÃE, amor intenso! desde a concepção em seu ventre; ou filho de coração, amor incondicional e permanente.
MÃE, um ser supremo! única com capacidade de possuir dois corações em seu corpo, pulsando, vivente!... e com perícia de amar um filho concebido de outra mulher, mas que a vida lhe trouxe de presente.
MÃE, a mulher que cria, luta, acalenta, protege, ensina, incessantemente.
MÃE, colo, aconchego, cheiro, carinho, sorrisos, mão amiga, fiel confidente.
MÃE, ser divino! um anjo na terra. Poção mágica do amor de Deus que foi entregue pra gente.
NN
Feliz dia das MÃES a todas as MÃEZINHAS.
Em especial a minha. Te amo MÃE.

NARA NUBIA ALENCAR QUEIROZ

Se fossemos seres feitos para ser individualistas não viríamos ao mundo dentro do ventre de nossas mães e não teríamos como maior exemplo de amor aquele que é filho de Deus e mesmo assim precisou de 12 apóstolos ao seu lado para levar luz e amor para o mundo

Luis Ricardo Teiga Ramalho

Mãe,

Maior que gerar dentro do teu ventre este novo ser…

É o amor que Tu demonstras no olhar,

No jeito de amamentar,

Na forma de segurar nos teus braços,

No brigar com o mundo por teus filhos…

Na imensidão de teus abraços…

Esta és tu!

Maior que tudo que se tente imaginar!

É infinito este verbo amar

Que conjugas a cada dia…

Apesar das pirraças,

Das manhas e das tantas manhãs

De dores e preocupações, com as noitadas,

As novas namoradas e noras…

Apesar dos filhos e genros mal humorados…

Ainda assim, conjugas e repetes: Eu te amo!!!!

Por isso e por tudo mais que eu não sou capaz de dizer nestas
palavras bobas

É que os filhos aprendem a conjugar, ainda que de maneira falha
e egoísta…

Mãe, eu te amo!!!

Que possamos amar a ti como somos amados…
E que possamos passar este amor aos nossos rebentos…

Viviane Dick

O melhor ano da minha vida, foi aquele que passei 9 meses dentro do ventre da minha mãe e os outros 3 meses em que ela cuidou e me amou como seu mais precioso diamante a ser lapidado.

Iuri Dantas