Fecho os Olhos

Cerca de 502 frases e pensamentos: Fecho os Olhos

Quando penso em você, fecho os olhos de saudade.

Fagner

Canteiros

Quando penso em você fecho os olhos de saudade
Tenho tido muita coisa, menos a felicidade
Correm os meus dedos longos em versos tristes que invento
Nem aquilo a que me entrego já me traz contentamento
Pode ser até manhã, cedo claro feito dia
mas nada do que me dizem me faz sentir alegria
Eu só queria ter no mato um gosto de framboesa
Para correr entre os canteiros e esconder minha tristeza
Que eu ainda sou bem moço para tanta tristeza
E deixemos de coisa, cuidemos da vida,
Pois se não chega a morte ou coisa parecida
E nos arrasta moço, sem ter visto a vida.

Fagner

Porque quando fecho os olhos, é você quem eu vejo; aos lados, em cima, embaixo, por fora e por dentro de mim.

Caio Fernando Abreu

Porque quando fecho os olhos, é você quem eu vejo; aos lados, em cima, embaixo, por fora e por dentro de mim. Dilacerando felicidades de mentira, desconstruindo tudo o que planejei, abrindo todas as janelas para um mundo deserto. É você quem sorri, morde o lábio, fala grosso, conta histórias, me tira do sério, faz ares de palhaço, pinta segredos, ilumina o corredor por onde passo todos os dias. É agora que quero dividir maçãs, achar o fim do arco-íris, pisar sobre estrelas e acordar serena. É para já que preciso contar as descobertas, alisar seu peito, preparar uma massa, sentir seus cílios. “Claro, o dia de amanhã cuidará do dia de amanhã e tudo chegará no tempo exato. Mas e o dia de hoje?” Não quero saber de medo, paciência, tempo que vai chegar. Não negue, apareça. Seja forte. Porque é preciso coragem para se arriscar num futuro incerto. Não posso esperar. Tenho tudo pronto dentro de mim e uma alma que só sabe viver presentes. Sem esperas, sem amarras, sem receios, sem cobertas, sem sentido, sem passados. É preciso que você venha nesse exato momento. Abandone os antes. Chame do que quiser. Mas venha. Quero dividir meus erros, loucuras, beijos, chocolates… Apague minhas interrogações. Por que estamos tão perto e tão longe? Quero acabar com as leis da física, dois corpos ocuparem o mesmo lugar! Não nego. Tenho um grande medo de ser sozinha. Não sou pedaço. Mas não me basto.

Caio Fernando Abreu

‎"Sim dói, principalmente quando fecho os olhos e ainda
te vejo com aquele sorriso que parecia tão meu..."

Tati Bernardi

-Soneto XLIII -
Quanto mais fecho os olhos melhor vejo;
o dia todo vi coisas vulgares;
mas quando durmo em sonho te revejo;
pondo no escuro luzes estrelares;
tu, cuja sombra faz brilhar as sombras;
pois tanto brilho no negror produzes.
Como podem meus olhos abençoados;
assim te ver brilhar em pleno dia;
quando na noite escura deslumbrados;
dentro de fundo sono eu já te via?
Meu dia é noite quando estás ausente;
e a noite eu vejo o sol se estás presente.

William Shakespeare

Quanto mais fecho os olhos,
melhor vejo...
Meu dia é noite quando estás ausente...
E à noite eu vejo o sol
se estás presente...

William Shakespeare

Porque quando fecho os olhos, é você quem eu vejo; aos lados, em cima, embaixo, por fora e por dentro de mim. É você quem sorri, morde o lábio, fala grosso, conta histórias, me tira do sério, faz ares de palhaço, pinta segredos, ilumina o corredor por onde passo todos os dias. É agora que quero dividir maçãs, achar o fim do arco-íris, pisar sobre estrelas e acordar serena. É para já que preciso contar as descobertas, alisar seu peito, preparar uma massa, sentir seus cílios. Não quero saber de medo, paciência, tempo que vai chegar. Não negue, apareça. Seja forte. Porque é preciso coragem para me arriscar num futuro incerto. Não posso esperar. Tenho tudo pronto dentro de mim e uma alma que só sabe viver presentes. Sem esperas, sem amarras, sem receios, sem cobertas, sem sentido, sem passados. É preciso que você venha nesse exato momento. Abandone os antes. Chame do que quiser. Mas venha. Quero dividir meus erros, loucuras, beijos e chocolates. Apague minhas interrogações.

Caio Fernando Abreu

Há tantas outras coisas. Quando fecho os olhos, vejo seu rosto; quando caminho, é quase como se conseguisse sentir sua mão na minha. Estas coisas ainda são reais para mim, mas onde uma vez elas me trouxeram conforto, hoje provocam dor.

Savannah Curtis

Sem pensar em mais nada, fecho os olhos para esquecer. Dorme, menina, repito no escuro, o sono também salva. Ou adia.

Caio Fernando Abreu

Porque quando fecho os olhos, é você quem eu vejo; aos lados, em cima, embaixo, por fora e por dentro de mim. Dilacerando felicidades de mentira, desconstruindo tudo o que planejei, abrindo todas as janelas para um mundo deserto. É você quem sorri, morde o lábio, fala grosso, conta histórias, me tira do sério, faz ares de palhaço, pinta segredos, ilumina o corredor por onde passo todos os dias.

Caio Fernando Abreu

Creia

Enxugando as lágrimas,
Tomo frente e desafio o impossível.
Fecho os olhos,
E escondo o medo, meu segredo,
E sonho onde talvez nem, precisa-se ir,
E vou vivendo o que vejo,
Na certeza que nada mais pode impedir,
O meu sonho, meu desejo,
Minhas vontades, o que vejo.
E construo meus passos,
Mesmo que duvidem de mim.
Posso ser solitário do que creio,
Onde todos me vêem,
Como mais um sonhador escondido,
Mas sei que consigo mostrar,
O que espero que todos enxerguem.
Sei por que posso ampliar,
A visão de um mundo que se ergue,
Um mundo que talvez só eu tenha,
Um mundo que,
Não é visto só de tristeza, sofrimento e dor,
Um mundo que pode sim, ter saída, se tiver amor.
Porém forçado a acreditar,
Que esse mundo um dia não existirá mais,
Me vejo a concordar,
Que isso é o que o homem faz.
Mas ciente estejam,
Que jamais desistirei,
Mesmo que tudo diga: pare, tu não vais conseguir.
Eu prefiro surdo ficar, me silenciar,
E olhar apenas para frente.
Prefiro ver o caminha que me leva a vitória,
Do que fracassar, em meio a tanta gente.
Prefiro deixar lições que incentive
Pessoas a nunca desistirem,
De ensinar que a vida pode ser diferente,
Se assim quisermos que ela seja,
E que nada pode roubar nossos sonhos,
Se vivermos sua essência, sua beleza.
E que você será um sábio,
Quando aprender a enfrentar,
Seus medos, seus fracassos,
Seus sofrimentos, seus desabafos;
Enfrentar seus desafios, o que sente,
Vivendo apenas o momento, o presente,
Esquecendo de olhar para trás,
Ou tentando descobrir o que virá pela frente.
E que você só encontrará o sentido da vida,
Quando perceber que ela é muito mais do que se imagina,
Muito mais do que se pode ver,
E muito mais do que se ensina.
E que você será o que desejar,
Desde que a sabedoria em ti seja usada, para viver e sonhar,
Desde que você seja você mesmo em tudo,
Nos erros e nos acertos,
Nas vitórias e nas derrotas,
Aprendendo a aprender,
O que a vida te mostra, o que a vida quer dizer:
Há esperança, enquanto houver vida,
Enquanto existir o último suspiro,
Enquanto o último sinal ainda se confirmar,
Há uma chance,
Um alvo, um alcance,
De superar meu medo,
De romper meu próprio limite,
E meus sonhos conquistar;
De fazer crer, quem duvide; quem desconfiar.
E mostrar que não será em vão a vida que vivo,
Por que sou um guerreiro destemido,
E um sonhador confiante, e mesmo diante dos problemas,
Dos desafios e do impossível,
Há uma saída, uma força, uma chance.

Antonielson Kleverisk (Sousa)

Quando fecho os olhos me vem na lembrança seu rosto,se eu pudesse estaria para todo o sempre ao seu lado. te amo

Maykel Lacerda

Fecho meus olhos,
me sinto um pássaro
na beira de um penhasco
Liberdade de voar
O vento bate no rosto
Apenas um pássaro
sentindo a leveza do corpo
Plainando
Um medo invade
a chuva molha,
misturando-se as lágrimas
que teimam em rolar
Apenas um pássaro
Sem pousa
Sonhando
Lutando com a saudade
mostrando que há
alguém em algum lugar

Patricia Tieko

Fecho os olhos na tentativa de esquecer, mas o som do rock invade meus ouvidos, em músicas que nunca havia ouvido.

Dayse Araújo

''Fecho os olhos, faz tanto bem, você não sabe. Suspiro tanto quando penso em você, chorar só choro às vezes, e é tão freqüente.''

Caio Fernando Abreu

Olha só você, dormindo ao meu lado. E mesmo assim eu fecho os olhos e você está em meu pensamento. Hoje eu me peguei pensando em você.

Vanessa Cristina Cardelli Soares

Cara a cara e de coração para coração
Estamos tão perto e tão distantes
Eu fecho meus olhos, eu me afasto
Isso é só porque eu não estou bem
Mas eu permaneço firme, fico forte
Me perguntando se ainda pertencemos um ao outro
Será que algum dia vamos dizer as palavras que estamos sentindo?
No fundo, por baixo
Derrubam todas as paredes
Será que alguma vez teremos um final feliz?
Ou será que vamos sempre fingir?
Estaremos sempre fingindo
Quanto tempo eu fantasio
Faço de conta que ainda está vivo
Imagine que eu sou bom o suficiente
Se pudermos escolher aqueles que amamos
Mas eu permaneço firme, fico forte
Me perguntando se ainda pertencemos um ao outro
Será que sempre mantendo segredos seguros
Cada movimento que fazemos
Parece que ninguém está abrindo de mão
E é uma vergonha
Porque se você sente o mesmo
Como eu vou saber
Será que algum dia vamos dizer as palavras que estamos sentindo?
No fundo, por baixo
Derrubam todas as paredes
Será que alguma vez teremos um final feliz?
Ou será que vamos sempre fingir?
Será que iremos sempre fingir?

Glee

Sinto o vento do mar soprar em meu rosto

Fecho os olhos para senti-lo tocar minha pele.

Seria este vento invisível a mão de Deus?

Acho que sim...

Todas as grandes mudanças na minha vida

Foram precedidas por um vento vindo não sei de onde,

Como quem sopra as velas de um barco

Que precisa ir mais longe...

Seria o vento o destino?

Levando este barco para novos lugares?

Talvez eu seja o próprio vento,

Porque nem todos vêem o vento

Assim como não vêem a mim,

Mas me alcançam pelas palavras,

nesta busca infinita

De mim mesma...

Talvez o vento venha para juntar meus retalhos,

Para depois contar histórias de vida,

De vidas tantas que suavizam o cansaço, e

Que me protegem feito manta colorida,

Embalando sempre meus sonhos.

sonia schmorantz