Eu tenho Nojo de Vc

Cerca de 4703 frases e pensamentos: Eu tenho Nojo de Vc

"Aceito apenas porque toda a lama, toda a raiva, todo o nojo e toda a indignação se calam para ver você passar."

Tati Bernardi

Não posso dizer que odei o mundo dos homens e das mulheres, mas eu sentia um certo nojo que me separava dos artesãos e dos comerciantes, dos mentirosos e dos amantes, e agora, décadas mais tarde, sinto esse mesmo nojo.

Charles Bukowski

Quando eu te tenho me sinto bem Você me fez sentir de novo Você me fez sentir o que, já não me importava mais Você me faz, você me faz tão bem

Vc me faz tão bem - Detonautas

Eu apenas sinto nojo das pessoas, quando elas começam a pensar que por causa das novas companhias e roupas, serão melhores. Como se isso construísse caráter.

Prefira Borboletas (Mariana Lobo)

As pessoas não deviam ter nojo das baratas, pq pelo menos elas são o que são !!!

Nenê Altro

Como um pouco de saliva quotidiana
Mostro meu nojo à Natureza Humana.
A podridão me serve de Evangelho...
Amo o esterco, os resíduos ruins dos quiosques
E o animal inferior que urra nos bosques
É com certeza meu irmão mais velho!

Augusto dos Anjos

Que nojo!
Tanta injustiça, tanta agressividade.
As pessoas estão cada vez mais intolerântes e insignificantes.
Ninguém respeita ninguém,
não respeitam o espaço do outro.
É como nós, humanos, nos igualássemos à animais irracionais.
Agimos sem pensar,
é como se vivessemos em outro tempo,
outra vida,
sem normas de educação e de sociedade.
O mundo tornou-se um buraco negro, sem fundo,
e pequeno demais para tantos,
causando tanta desavenças;
O que me resta apenas,
é respeitar e seguir minha índole...
Pois respeito se ganha com respeito!
Espero que essa atitude seja seguida,
espero que um dia as pessoas voltem-se para si próprios e parem de cuidar dos outros!

Leticia Bueno

Ela diz que não sente mais nada. Nada, entende? Só raiva, desprezo, nojo. Ou seja, só arrumou um novo jeito de gostar

Gabito Nunes

Tenho repulsa a falsidade, nojo de mentira e aversão a julgamentos.

Ariadne Motta

Tenho nojo de quase todos , as pessoas são estranhas , não vejo graça em nenhuma , eu até gostaria de achar pessoas interessantes e legais , mais é tão impossivel , que eu até me acustumei com a ansia que tenho toda vez que olho para elas.

Laura Lyn

Sou desorganizada, paranoica ,dramática, ciumenta, bipolar e tenho nojo de quase tudo. Sou desastrada, indecisa, não tenho o corpo perfeito, me esqueço muito rápido das coisas e me apego muito fácil as pessoas. Sou romântica quando quero, sou carente, animada, mau humorada e são poucas pessoas que já me viram chorar. Ando sempre com um sorriso no rosto, mas muitas vezes a minha vontade é de chorar, quando estou brava não converso com ninguém pra não mandar todo mundo para aquele lugar. Machuco quem não deveria e me decepciono com aqueles que eu mais amo. Não me importo tanto com o que os outros falam de mim, tenho maus hábitos, Sou irritante, implicante e teimosa. Não faço meus deveres e não presto atenção na aula. Sou orgulhosa, frágil, pessimista, preguiçosa, enjoo fácil das coisas, tenho medo de escuro e me sinto sozinha a maioria das vezes. Sei convencer os outros quase sempre. Odeio que me obriguem a fazer as coisas ou que me cobrem algo. Sou tão complicada, mais as vezes tão simples.

Ingrid Fontes

E eu ainda tinha esperança. Tinha amor. Tinha vontade. Agora tenho ódio. Tenho nojo. Tenho vergonha.

Carla Fernandes

A hipocrisia do ser humano é algo que me dá nojo e me faz pensar o porquê de agir assim... as vezes eu me sito diferente e estranha por não me encaixar no sistema.

Íses Soares

Tenho nojo de acomodação, mas tenho apreço pelos acomodados que precisam apenas ouvir a palavra certa na hora certa para mudarem de direção.

Flavio Augusto

Bipolaridade em frasco.
Eu te amo,mas eu te odeio. Eu te quero,mas tenho nojo de cada palavra que sai da sua boca. Eu sinto sua falta,mas eu te quero o mais longe possivel.
Quem consegue suportar todos esses sentimentos ao mesmo tempo? Eu. Eu consigo ter todos esses sentimentos ao mesmo tempo. Minha confusão que complica se descomplicando.

Marília Daniel

Um nojo úmido, umas flores.



Acordar depois das dez tem suas vantagens. Menina do dia que sempre fui, descobri isso tarde. O dia, sem dúvida alguma, passa mais rápido. E quando esse dia é domingo, a gente apenas comemora, certo? Odiosa de finais, fechamento de ciclos, detesto o último dia da semana. Mas hoje, não. O sol aberto, o céu brilhante, as nuvens escassas. Nada deixou com que eu detestasse esse dia. Em família, como tantos que gradualmente vem se configurando, nessa categoria. Porém, aquilo foi me cansando. Como quando tudo vai bem demais, explodi. Não dá pra ver um castelo de areia bonito, e construído, não? Piso com força, sem medo; destruo sem dó. Piedade? O que é isso? Eu quis a paz, mas não essa calmaria. E depois tento construir com pressa e perfeccionismo, dois adjacentes. Não dá. Explodo, estrago tudo, e é por amor. Amor demais. Minha família me ama muito. Tanto, que eu não sei aceitar. Certa vez, construí toda uma teoria sobre o assunto. Meus pais e irmãos gostam de mim de forma tão intensa e gratificante, que não dão espaço para outras pessoas me amarem. Isso mesmo. Penso que, todos recebemos a mesma dose diária, semanal ou mensal, - que seja - de amor. E quando você recebe tanto, mas tanto amor de uma dessas vertentes, a outra fica corrompida. E que toda essa superproteção, essa paixão indomável, me davam amor fraternal - e eu ficava escassa de amor carnal. Típico pensamento chave pra encaixar na fechadura da minha má sorte amorosa.
E então você sente um nojo dessa hipocrisia toda. Dessas pessoas que prometem, e não cumprem. Desses tipos que fingem, e não são. De tentar ser feliz, e conseguir muito raramente. Com intensidade, mas em poucas ocasiões. Você vê pouca realidade, nos sonhos que a sua cabeça fraca e o seu coração burro construíram.Você dá segundas, terceiras e quartas chances, e as pessoas rasgam fora. Depositam no lixo, toda a sua nuvem de algodão, o seu cetim e seus paetês emocionais. Ninguém te conforta, e os erros são os mesmos. Te avisei, alguns dizem. Eu já sabia, eu já sabia, eu já sabia, respondo. E pior: não saem do pé. Sarna pra se coçar, que eu mesma fiz questão de selecionar. Mesmo que chacoalhe, perseguição é a resposta. E quinta chance, é complicado. Melhor não. Papel de palhaça é o destino. E não entendendo muito dessa vida, querendo que alguma coisa (boa) aconteça com urgência, você vai vivendo. Sem muita esperança, e como a vida ordena. Com aquela velha vontade de viajar e sumir, sem volta, no bolso. Pra ver se os seres se tocam, as coisas tomem rumos certos. E apenas decepção. Um nojo úmido, um vazio incompleto e a mesma vontade de ser dura, de incorporar a rude, que na maioria das vezes, não consigo. Karma que é ser toda boazinha e coração, e perdoar desculpas inúteis e gente desmerecedora.
Volto pra minha cama, meu momento de solidão facultativa. Quero ficar sozinha, apenas. Meus três livros, bolsa no final da cama. O armário bagunçado, superlotado. Entre um amor tão grandioso, e vibrante, e gente que me cansa, quebras-cabeças incompatíveis, minha companhia própria e inconfundível. Sabendo que, descendo a escada, o amor está ali. Carnal ou fraterno, amor. Flores do meu cotidiano, entre tantas poças de limo, lama e o nojo dessa umidade cinzenta. Obrigada.

Camila Paier

Eu travei uma luta diária, onde eu era a vilã, quis me reafirmar o tempo todo, tinha nojo do meu lado homem e no entanto não conseguia me livrar dele. Eu precisava de um homem de verdade pra despertar em mim a vontade de querer ser mulher de verdade. Mulher com frescuras, mulher frágil, mulher carente. Mulher. E mais, eu precisava ser mulher pra mim e achar isso bonito, como eu tenho achado. Desde o perfume que eu me esquecia de passar até as gírias idiotas que eu tenho me controlado pra não falar. Tem sido mais fácil agora, bem mais fácil. Eu não quero mais ser o que eu não posso ser. Porque, finalmente eu aceitei que “justo a mim me coube ser eu!”
(trecho entre aspas são das tirinhas da Mafalda)

Taila Ueoka

Para mim falsidade e q nem barata,n tenho medo,tenho nojo

Eduarda Abreu

Há sempre um gosto de fel na boca de quem vê beleza onde só existe nojo.

Ilzy Souza

Não vejo mais você faz tanto tempo
Que vontade que eu sinto
De olhar em seus olhos, ganhar seus abraços
É verdade, eu não minto

E nesse desespero em que me vejo
Já cheguei a tal ponto
De me trocar diversas vezes por você
Só pra ver se te encontro

Você bem que podia perdoar
E só mais uma vez me aceitar
Prometo agora vou fazer por onde nunca mais perdê-la

Agora, que faço eu da vida sem você?
Você não me ensinou a te esquecer
Você só me ensinou a te querer
E te querendo eu vou tentando te encontrar
Vou me perdendo
Buscando em outros braços seus abraços
Perdido no vazio de outros passos
Do abismo em que você se retirou
E me atirou e me deixou aqui sozinho

Agora, que faço eu da vida sem você?
Você não me ensinou a te esquecer
Você só me ensinou a te querer
e te querendo eu vou tentando me encontrar

E nesse desepero em que me vejo
já cheguei a tal ponto
de me trocar diversas vezes por você
só pra ver se te encontro

Você bem que podia perdoar
E só mais uma vez me aceitar
Prometo agora vou fazer por onde nunca mais perdê-la

Agora, que faço eu da vida sem você?
Você não me ensinou a te esquecer
Você só me ensinou a te querer
E te querendo eu vou tentando te encontrar
Vou me perdendo
Buscando em outros braços seus abraços
Perdido no vazio de outros passos
Do abismo em que você se retirou
E me atirou e me deixou aqui sozinho

Agora, que faço eu da vida sem você?
Você não me ensinou a te esquecer
Você só me ensinou a te querer
e te querendo eu vou tentando te encontrar
Vou me perdendo
Buscando em outros braços seus abraços
Perdido no vazio de outros passos
Do abismo em que você se retirou
E me atirou e me deixou aqui sozinho

Agora, que faço eu da vida sem você?
Você não me ensinou a te esquecer
Você só me ensinou a te querer
E te querendo eu vou tentando me encontrar


Você não me ensinou a te esquecer (letra)

Música Caetano Veloso- Vc não me ensinou a te esquecer