Estrela

Cerca de 1897 frases e pensamentos: Estrela

Podem rir por eu colocar uma estrela no final, toda vez que eu assino meu nome,mas é uma metáfora, e metáforas são importantes, significa que sou uma estrela

Glee

Andava à deriva, sem afetos, sem ambições, como uma estrela errante no sistema planetário de Úrsula.

Gabriel García Márquez

Sua estrela guia é minha fonte de energia, onde surge toda a magia de inspiração, que ilumina minha mente e me faz um vencedor.

Rahvok

Sou estrela de Luz própria,
não preciso menosprezar ninguém para ser feliz.

Lúúh Henry

Primeira estrela que vejo, lembrei, realiza o meu desejo.
Pedi sete vezes em voz alta, não havia ninguém por perto para olhar e talvez rir.
Força e fé, que tinha perdido, eu pedi.

Desconhecido

A certeza do meu amor por ti é como de nós termos escolhido uma estrela, a estrela mais brilhante lembras-te? Para guiar e fazer durar o nosso amor, a estrela é a prova de amor para ti e sei que ela nunca se apagara tal como tudo o que sinto por ti. Por isso quando tiveres triste ou pensares que não te amo olha para o céu… e observa a estrela mais brilhante a “nossa” estrela e lembra-te que há alguém neste mundo que te ama e que te quer bem e a estrela ira-te ajudar a enfrentares esses problemas e a viveres tal como eu que apesar de ser teu namorado também sou teu amigo e quero que sejas feliz porque eu sei que mereces.

Luis Marques (Mantorras)

A Estrela


Passa o tempo, passa a vida
fugaz que só ela
efêmera como a estrela que cai
porém pode ser eterna
como a beleza da estrela que se foi
perdeu-se o brilho
ficou a luz
a luz da lembrança
daquela estrela que jamais se esqueceu
daquela que nunca se foi!
Ò! Mais uma caiu!
Mas aquela eu nunca esqueci!

Túlio Rivadávia

Puro amor de nossa alma.Estrela linda e brilhante.Razão do nosso viver.De rostinho fascinante...Es toda a felicidade.Na nossa vida meu filho.Razão de todo amor.Iluminando nossos dias.Que Deus te abençoe pra sempre.Um anjo em forma de gente..Nós te amaremos para sempre.Infinita admiração.Suave riso inocente.Luz divina e reluzente. Voce meu filho querido,Amor,pulsar do nosso coração!!!

Desconhecido

Última estrela a desaparecer antes do dia,
Pouso no teu trêmulo azular branco os meus olhos calmos,
E vejo-te independentemente de mim;
Alegre pelo critério que tenho em Poder ver-te
Sem "estado de alma" nenhum, sonho ver-te.
A tua beleza para mim está em existires
A tua grandeza está em existires inteiramente fora de mim.

Alberto Caiero

Por isso não se espante se numa noite bela
Aquela estrela brilhante em sua janela bater

Vander Lee

À noite,no céu brilhava
Uma estrela de luz amarela
Impossível haver estrela
Que brilhasse mais que aquela
E a noite,escura moldura
Tão sem cor,era aquarela
E eu buscava alguma pista
Que indicasse qual artista
Que criou tão bela tela
Quando chega a luz do dia
Saudades da noite fria
Da noite que permitia
Gostar do brilho que eu via
Essa amiga tão antiga
Estrela da minha infância
Divide comigo a saudade
Comigo divide a distância
Compartilha da tristeza
De não ter mais a esperança
Que eu tinha,quando era criança
Quando a noite,como cortina
Se abria pra bailarina
Na sua amarela dança

edson ricardo paiva

Perdão Amigo


Quisera tanto te chamar de amor.
Quisera tanto ser tua lua, estrela e ser para você o universo.
Sonhei que era tua princesa. Sonhei que era tua....tão somente..
Vivi de sonhos...
Vivi de ilusão...
O que eu não via era que já me pertencia.
Era meu amigo. Não um amigo qualquer, o melhor que uma mulher pode querer.
Eu, num desespero louco....coloquei tudo a perder.....
Se pudesse apagar meus atos inconseqüentes...
Se eu pudesse voltar no tempo.
Mas não posso.
Vou viver... ou sobreviver...
Carregando a culpa de nunca ter de verdade te compreendido.
Carregando a tristeza de não ter seu perdão.
Meus olhos demonstram que minha alma chora.
Minha boca amarga.....as palavras secam...
Não existe água que possa refrigerar esse sofrimento.
Q que possa acabar com o deserto em que se encontra meu coração...
A única fonte que poderia por fim a esse desespero é o oásis do teu perdã

Rafaea vsl

Rebento
subtantivo abstrato
O ato, a criação, o seu momento
Como uma estrela nova e o seu barato
que só Deus sabe, lá no firmamento
Rebento
Tudo o que nasce é Rebento
Tudo que brota, que vinga, que medra
Rebento claro como flor na terra,
rebento farto como trigo ao vento
Outras vezes rebento simplesmente
no presente do indicativo
Como as correntes de um cão furioso,
ou as mãos de um lavrador ativo
às vezes mesmo perigosamente
como acidente em forno radioativo
Às vezes, só porque fico nervosa, rebento
às vezes, somente porque estou VIVA!
Rebento, a reação imediata
a cada sensação de abatimento
Rebento, o coração dizendo: Bata!
a cada bofetão do sofrimento
Rebento, esse trovão dentro da mata
e a imensidão do som nesse momento

Gilberto Gil

Estrela dos Olhos Verdes

Hoje, mas uma noite passada..
Uma noite de sofrimento, eu revirava na cama, a cada minuto que passava, me enfiava por debaixo dos lençóis e dos cobertores, escondia a minha
cabeça por debaixo das almofadas. e isso tudo, porque estava
sofrendo por vc. Lembrava de vc a toda a hora, só olhava para a janela, para as estrelas, a ver qual delas seria vc ..
- Seria aquela á direita brilhante? ou Aquela á esquerda reluzente?
Me perguntava isso tudo, porque eu queria te olhar, e te dizer bem baixinho Te Amo!
Queria estar contigo, Queria te dar a mão, Queria te abraçar, Queria te beijar, resumindo, queria TUDO, porque vc é perfeita, aquela mulher mais linda do mundo, que é tudo, tudo mesmo!
Aquela deslumbrante que eu procurei em toda
a minha vida, aquela que me faz feliz, aquela que é a mais simpática, aquela que eu amo!
Deixa me ser feliz contigo, Me deixe viver contigo uma história de amor!

Lucas Roschel Rodrigues

Lucifer

Quem és tu? Serás eu ou nós?
Flho da Alva, Estrela da Manhã
Centelha de Luz, que do Criador surgiu...
Mais amado e mais belo,
a nós deixou-nos as árvores...
a Gabriel, deixou o incompreensível e,
a ti mesmo, deixaste a dúvida...
Por que perguntastes? Por que questionastes?
Ilusão da vida, dúvida da humanidade,
incerteza do nascer,
És tu realmente, o que dizem?
És realmente, a existência da maldade?
Pensei, que fôssemos nós, humanos, os destruidores do que foi criado...
Lux veritas, lux liberabiti,
deixe-nos a compreensão, já que incompreendido fostes...
Dê-nos a tranquilidade, já que nela não pode viver...
Lux, Lux, Lux,,,,,
Addo mihi beatitas....

João Francisco da Costa

BAILARINA – A ESTRELA QUE VOA

Olhando a valsa no teu corpo ereto e virtual,
Com as pernas rodadas pra fora do quadril,
Os joelhos na posição dos pés, é fenomenal,
Nas direções que pulsam emoções no perfil,
Trás na missão da afabilidade o brilho facial.

Traço marcante no teu olhar de tanta alegria,
Show de alvedrio em vôos é a minha bailarina,
Transmitindo o amor em passos com simetria,
Dançando em cada partícula do ar com regalia,
O canto não para e mexe com a alma cristalina.

Haja tanto honor. É a bailarina a mais zelosa flor,
Também chora, sofre e tem como prêmio o palco,
Na magia dos pés e do corpo ela também tem dor,
Voando sem asas, sorrindo sem balizas quão floco,
Desenhando a liberdade estampada no rosto (amor).

Sobressai do límpido riso a mais bela figura dançante,
Num salto na ponta dos pés transmite a paz e ânimo,
É o coração de ouro num petit jeté de lado, é confiante.
Postura forte, elástica de amor nos tornozelos faz arrimo,
Traduzindo em pirouettes, ela gira, gira, gira é arrasante.

É a mais suntuosa expressão da paz entre todos os humanos,
Enquanto danças, imaginas o mundo sem as bestiais guerras,
Esquece de si no bailado que se eterniza nos braços da terra,
Movimentando com leveza o sopro da vida que nunca encerra,
E levas a charge de Deus com aplausos, e o teu poeta venera.

Com carinho à bela bailarina - VivianViVencci

Erasmo Shallkytton

É PRECISO ENTENDER....

olhava para o céu tentando avistar uma estrela no céu
deturpado com os meus pensamentos incessantes e ao mesmo tempo inconstantes.
esperando apenas receber um simples abraço, um simples jesto do seu amor por mim.
as impetulancias da vida, me fez acredita que é dificil se apaixonar, dificil é amar, atos, palavras, nada disso as vezes paresse funcionar, uma simples frase que no começo era tão importante agora, virou apenas uma forma de comprimento, te amo, como talvez solucionar esse problema, ou talves será ele um problem insolucionavel, vivo a vida tentando entender um pouco mais desse sentimento, um poucos mais do amor, tentando acreditar que alguem é capaz de amar, ou algo assim....
hoje a noite paresse mais temerosa, não consigo parar de pensar em você, no seu abraço, tentando dormi mas o vento frio bate em minha janela e sinto o mais profundo calafrio, pesadelos, tormentos, tudo uma simples ilusão, a verdade é que sem você, meu céu fica sem brilho, meu vento desaparesse pela infinito, minhas noites são infinitas e sózinhas, meus dias são nublados e intediantes pois você é meu orizonte, você o que tenho buscado a muito tempo, você é o motivo para eu continuar e buscar algo melhor para mim, pois depois que te encontrei, achei a verdadeira paz no coração,a verdade é que não consigo ficar sem você, sem seu abraço, ficar sem te ver por um dia, mesmo que não paressa, sinto sua falta todos os dias, minha vontade; é te levar para um lugar distante e sózinhos podermos simplesmente se abraçar, olhar nos seus olhos e tentar entender a razão desse amor

alexsander moura

A estrela da sua vida

Eu quero
ser a estrela
iluminar
tuas noites
invadir tua janela
antes de deitar...
Eu quero
ser a estrela
que você pára
pra admirar... Me ver
dentro dos teus olhos
antes de te beijar...

Sirlei L Passolongo

Um dia você vai procurar no infinito....
....e verás apenas uma estrela dizendo que fui embora.

DAFNE O.

Vozes D'África

Deus! ó Deus! onde estás que não respondes?
Em que mundo, em qu'estrela tu t'escondes
Embuçado nos céus?
Há dois mil anos te mandei meu grito,
Que embalde desde então corre o infinito...
Onde estás, Senhor Deus?...

Qual Prometeu tu me amarraste um dia
Do deserto na rubra penedia
— Infinito: galé!...
Por abutre — me deste o sol candente,
E a terra de Suez — foi a corrente
Que me ligaste ao pé...

O cavalo estafado do Beduíno
Sob a vergasta tomba ressupino
E morre no areal.
Minha garupa sangra, a dor poreja,
Quando o chicote do simoun dardeja
O teu braço eternal.

Minhas irmãs são belas, são ditosas...
Dorme a Ásia nas sombras voluptuosas
Dos haréns do Sultão.
Ou no dorso dos brancos elefantes
Embala-se coberta de brilhantes
Nas plagas do Hindustão.

Por tenda tem os cimos do Himalaia...
Ganges amoroso beija a praia
Coberta de corais ...
A brisa de Misora o céu inflama;
E ela dorme nos templos do Deus Brama,
— Pagodes colossais...

A Europa é sempre Europa, a gloriosa!...
A mulher deslumbrante e caprichosa,
Rainha e cortesã.
Artista — corta o mármor de Carrara;
Poetisa — tange os hinos de Ferrara,
No glorioso afã!...

Sempre a láurea lhe cabe no litígio...
Ora uma c'roa, ora o barrete frígio
Enflora-lhe a cerviz.
Universo após ela — doudo amante
Segue cativo o passo delirante
Da grande meretriz.
....................................

Mas eu, Senhor!... Eu triste abandonada
Em meio das areias esgarrada,
Perdida marcho em vão!
Se choro... bebe o pranto a areia ardente;
talvez... p'ra que meu pranto, ó Deus clemente!
Não descubras no chão...

E nem tenho uma sombra de floresta...
Para cobrir-me nem um templo resta
No solo abrasador...
Quando subo às Pirâmides do Egito
Embalde aos quatro céus chorando grito:
"Abriga-me, Senhor!..."

Como o profeta em cinza a fronte envolve,
Velo a cabeça no areal que volve
O siroco feroz...
Quando eu passo no Saara amortalhada...
Ai! dizem: "Lá vai África embuçada
No seu branco albornoz... "

Nem vêem que o deserto é meu sudário,
Que o silêncio campeia solitário
Por sobre o peito meu.
Lá no solo onde o cardo apenas medra
Boceja a Esfinge colossal de pedra
Fitando o morno céu.

De Tebas nas colunas derrocadas
As cegonhas espiam debruçadas
O horizonte sem fim ...
Onde branqueia a caravana errante,
E o camelo monótono, arquejante
Que desce de Efraim
.......................................

Não basta inda de dor, ó Deus terrível?!
É, pois, teu peito eterno, inexaurível
De vingança e rancor?...
E que é que fiz, Senhor? que torvo crime
Eu cometi jamais que assim me oprime
Teu gládio vingador?!
........................................

Foi depois do dilúvio... um viadante,
Negro, sombrio, pálido, arquejante,
Descia do Arará...
E eu disse ao peregrino fulminado:
"Cam! ... serás meu esposo bem-amado...
— Serei tua Eloá. . . "

Desde este dia o vento da desgraça
Por meus cabelos ululando passa
O anátema cruel.
As tribos erram do areal nas vagas,
E o nômade faminto corta as plagas
No rápido corcel.

Vi a ciência desertar do Egito...
Vi meu povo seguir — Judeu maldito —
Trilho de perdição.
Depois vi minha prole desgraçada
Pelas garras d'Europa — arrebatada —
Amestrado falcão! ...

Cristo! embalde morreste sobre um monte
Teu sangue não lavou de minha fronte
A mancha original.
Ainda hoje são, por fado adverso,
Meus filhos — alimária do universo,
Eu — pasto universal...

Hoje em meu sangue a América se nutre
Condor que transformara-se em abutre,
Ave da escravidão,
Ela juntou-se às mais... irmã traidora
Qual de José os vis irmãos outrora
Venderam seu irmão.

Basta, Senhor! De teu potente braço
Role através dos astros e do espaço
Perdão p'ra os crimes meus!
Há dois mil anos eu soluço um grito...
escuta o brado meu lá no infinito,
Meu Deus! Senhor, meu Deus!!...

São Paulo, 11 de junho de 1868

Castro Alves