Estranha

Cerca de 740 frases e pensamentos: Estranha

A Estranha
Eu realmente me sinto estranha, me sinto como nunca mais havia me sentido, e isso "dói" é estranho passar por isso tudo novamente.
Mas é assim mesmo, outrora passa, mas depois volta tudo novamente, eu senti isso há muito tempo atrás, estava até confortada, conformada pensando que isso não iria acontecer novamente..
Mas ultimamente é assim que me sinto, como uma perfeita estranha, sem posição de tornar algo que jamais havia sentido..
Pois dessa vez é pior, é uma dor que vem de lá de dentro..
É algo que não sei se vou aguentar, é lá no fundo da alma..
é pior que das outras vezes..
me sinto um "lixo", me sinto sagaz, isso é bom, mas por outro lado é ruim.
Me sinto imponente, me sinto fria, dói saber disso dá pior forma possível..
mais isso dói, não consigo suportar, e com essa dor me sinto estranha..
você acha que fez algo? Acha que realmente fez alguma coisa pra melhorar? Não, você apenas feriu no que estava curado e agora isso dói, mais do que outras vezes..
É assim que me sinto uma perfeita estranha.

July Barbosa

Não sei, mas algo mudou dentro de mim.

Sinto-me mais viva e ao mesmo tempo estranha, sinto que não conheço mais aquela pessoa que eu era.

Hoje procuro melhorar, melhorar mais do que fui ontem, e melhorar mais amanhã do que sou hoje.

Procuro outros rumos, outros amores, procuro não ser mais aquela de antes, o que passo na vida me faz crescer mais e mais. Amadurecimento é algo aceitável e essencial para o crescimento da alma de um ser.

Sou proveniente pelas minhas escolhas, responsável pelo resultado delas, julgamento dos infiéis é algo que dispenso errar eu erro e com o tempo aprendo.

July Barbosa

De uma forma estranha me encontro em momentos não vividos, sinto saudade do que não sei, do que não vivi...estranho, esse eu que habita em mim !

Leônia Teixeira

Adoro sua cara de sono, você me diz que é estranha, reclama para eu parar de olhar, mas eu amo mais ainda, porque apenas eu posso olhar, sua linda cara de sono ao despertar.

Vanessa Nunes Ferreira

Eu sou estranha, só consigo sentir algo quando sou desprezada, quando tenho atenção, não sinto nada.

Vanessa Oliveira

Hoje acordei com a sensação estranha de tirar poesia da simplicidade da vida.

thay-angel

...um barco no mar, eu na vida, estranha, a passar...um barco a vagar, e eu vivendo, tentando me achar...

ania lepp

Os por quês facebookais
Eu olho um ponto verde e impulsionado por uma força estranha abro a janela por várias vezes. Então eu fecho e abro novamente, e fecho e abro, e abro e fecho e por fim penso por que?
O desejo de prosseguir se confunde com a dor de uma pergunta sem resposta. O por que?
Talvez se soubesses o quão grande é o desejo de estar perto, jamais esperarias que eu abrisse minha janela, assim como nunca fecharias a tua.

Cleverson Modesto

BANDEIRANTE

O sol se põe na terra estranha,
A lua linda e cheia é joia rara.
Índios engravatados pela mata,
Metros lotados de guaranis,
Fantasmas de um passado...
Nas marquises os drogados,
Nos bancos das praças os bêbados,
A floresta se ergue a cada esquina.
Queria ser um bandeirante,
Explorar os seus segredos,
Demarcar os seus segredos,
Apenas para lhe fazer feliz.
Traduzir os segredos das ruas,
Das matanças sem um porque,
Da solidão daqueles que ousam,
Ousam a amar e ser diferente.
Quero explorar seus caminhos,
Despertando o melhor de mim,
Assim explorar outros caminhos,
Outras matas fechadas,
Podendo fazer outros melhores,
Espalhando amor ao meu redor,
Pois amar só gerar mais amor,
Quero ir às lapides onde mães choram,
Guia-las para fora da floresta negra,
Ver os velhos nos asilos e guia-los
Para o sol da clareira...
Quero espalhar trilhas de amor,
Ser um bandeirante futurista,
Mas para isso preciso que me ame,
Assim poderei repartir meu dom mais precioso,
E o Deus não terá uma religião,
Pois ele será apenas o amor.
E todos seremos apenas irmãos.
Deixe-me ama-la e me ame,
Pois com você sou o melhor de mim...
Não me abandone jamais...
Assim viveremos sempre no paraíso...

André Zanarella 12-02-2013
http://www.recantodasletras.com.br/poesias/4786368

André Zanarella

01 – ESTRANHA SENSSAÇÃO
Sinto que o meu corpo perde um pouco de forças, de vida, um pouco da razão de viver, sinto em minha vida que estou perdendo você, sinto esta força que sai de mim como uma ESTARNHA SENSSAÇÃO de esta morrendo um pouco. Sinto o vigor que havia em me acabar-se, estou envelhecendo, a juventude se vai, já sinto os olhos cansados, minhas pernas já não suportam o peso do meu corpo, meu andar esta mais lento, sinto que estou morrendo, morrendo de vontade de te ter outra vez, então vem e devolve a minha vida, e não deixa que eu sinta esta ESTRANHA SENSSAÇÃO de te perder e MORRER.
02 – NÃO HOUVE TEMPO
Não tive tempo de dizer do meu amor, não tive tempo de falar um pouco mais, não tive tempo de sentir o teu calor, não tive tempo de pensar como se faz, com a saudade que ficou não tive tempo. Não tive tempo de sentir os teus beijos, de afagar os teus cabelos, escutar os teus anseios, não tive tempo, não tive tempo de sentir o teu abraço, de sentir o teu olhar, não tive tempo de falar dos nossos planos, sonhar os nossos sonhos, não tive tempo de te escutar, não tive tempo de olhar teu corpo lindo, não tive tempo, quero este tempo que não tive só pra você, pois não tenho tempo de pensar naquele tempo, que não tive de te AMAR.
03 – CAMINHOS
Pelos caminhos que trilhei, passei por vidas tristonhas, vivi vidas medonhas, mas nunca desanimei, tive amores felizes, outros sofridos ou calados teve o coração partido e às vezes do peito arrancado, às vezes caminhos sem volta, pensava eu que morria, com o corpo envolto em penumbra, mas uma luz acendia, vivi gostos e fui feliz, também teve traição, e mesmo no peito ferido, nunca fiz ingratidão, agora neste relato, quero a te declarar, pintarei novo retrato de peito aberto pra amar, e traçar novos caminhos, mas nunca os que já trilhei, pois prefiro viver sozinho do que amar quem amei.
04 – PERPETUO
Perpetuo na minha vida é teu amor para me, vivo com esta ferida tentando encontrar o fim, finda os dias, finda as noites, os anos vem e se vão, e perpetuo é este amor que sangra meu coração. perpetuo é o teu cheiro, perpetuo teu gosto é, perpetuo vou vivendo e aos poucos morrendo com tua imagem mulher. Perplexo neste jardim, um jardim que cultivei com flores do coração, dos momentos que amei só restou ingratidão, e neste jardim imaginário, que sempre cuidei sozinho, pensava colher as flores, mas hoje só colho espinhos que sangram as minhas mãos e me coloca em estupor, sofrendo morro calado, PERPETUO COM O TEU AMOR.
05 – UM DIA UM ADEUS
A chuva que esta caindo mim traz tristeza e alegria, lembro do nosso tempo, vivo este momento e não sentindo sua presença, ela mim traz melancolia, os pingos que molham o chão e assim desaparecem é como este amor , que no teu coração mim esquece, procuro na chuva fria que agora esta caindo, viver a fantasia do nosso amor que foi lindo, mas a tristeza insistente não que mim deixar sorrir, por isso fico carente e mim consolo em dormir, tento em vão adormecer, mas o sono não quer chegar, mim sinto sozinho nesta cama chamando quem não mim ama sem ter alguém para amar ou um ombro pra chorar. Cansado e de corpo suado, por fim o sono já vem, e entro em sono profundo sonhando com este mundo, sonhando com este alguém, o sonho me deixa ver, as coisas que já passamos e não consigo entender até que ponto chegou. Neste sonho tão bonito, relembro os carinhos teus, e acaba-se um sonho em agito de UM DIA UM ADEUS.
06 – MUDANÇA
Como tudo na vida muda, eu mudei e vou mudar, mudei sem tua ajuda mudei meu jeito de amar, no passado fui vencido por um amor tão vulgar, tive o peito ferido e o coração a sangrar, mudei, pois sei que venço, mudei o jeito de andar, mudei a forma que penso, e as lutas vou ganhar da traição mim livrei, na doença sou doutor, nesta vida sou um rei mesmo sem o teu amor, mim jogou na escuridão e ficou na claridade, trocou meu coração por sua vulgaridade, hoje te digo mudei e vou ser sempre assim, mas a te eu avisei que ia ter o melhor pra mim, por tantas noites tristonhas, sozinho mim lamentava, mim transformava risonho feliz com tua chegada, da fome e da solidão já venci e vou a luta preparei meu coração para uma grande disputa, e nesta mudança repentina não terei medo de nada, continuarei na rotina em uma nova estrada, sonhei com você uma vivencia uma vida feliz e de esplendor, você não teve paciência e só mim deu desamor, por isso agora te digo que a mudança é assim, quando se acaba a esperança todo amor tem um fim, sei que seu amor foi passageiro, pois você vivia banalidade pode viver teu roteiro e com suas amizades.
07 – EFEITOS DO AMOR
Quando agente esta amando não consegue enxergar, o caminho que esta tomando por que só sabemos amar, só conseguimos ver beleza onde outros ver terror, e não ligamos a pobreza o que importa é o amor, hoje te falo com franqueza e se mim falas tudo aceito, se hoje não ver riquezas eu te mostro teus defeitos, defeitos tem no sorri defeito eu tenho em falar, teu defeito foi partir meu defeito foi ficar, fiquei sempre esperando que teu defeito acabasse você deixou-me ansiando que esta crise parasse, e com todo este efeito veja só o que restou pra nosso amor não tem jeito só sobrou pra nos a dor, o que procurou ao partir não encontrou no caminho, por isso deixe-te ir e fique aqui sozinho, sofri com tua ausência e continuei a sofrer, chorava por sua presença só mim faltava morrer, mas sabia que um dia tu poderias voltar e sorrindo pediria vamos de novo amar, e nessa união sem ciúmes, veja só como te aceito, tu vives com meus costumes eu vivo com teus defeitos.
Carlos Augusto.

carlos augusto

Acho estranha essa época. Mulheres se comportando cada vez mais como homens. Homens mal educados. A boca recheada de palavrões. Só faltam cuspir no chão, mijar em pé e coçar o saco, se tivessem um. Pior é escutar que não conseguem relacionamentos bons. Se o cabra não for gay, aprendam mulheres: homens gostam de mulheres, não de homens com aparência de mulheres. Homens, fora os masoquistas, fogem de mulheres assim. Essa inversão de valores deixa muita gente só. Hoje em dia, se o cara é gentil demais, é fresco, não serve. Se é bruto, não serve também. Felizes os tempos que cada um cumpria o seu papel.

Swami Paatra Shankara

IMPOTENTE

Hoje se apossou na minha entranha uma estranha
Sensação de marasmo, de marasmo sem limite,
De prostração infinita, de verdadeira apatia.
De parada geral mesmo, de aguda paralisia.
Sinto-me tonta. Tento abrir os olhos.
Mal consigo ver pequenos pontos cintilantes
Que faíscam ao redor da minha cabeça.
Que horas são? Onde estou? Quem sou?
Tento inutilmente pensar.
Minha mente flutua, meu pensamento mergulha.
Falta-me a razão, a lógica, a coerência.
O que será isto?
Será depressão, acaso doença?
Será a loucura, a famosa demência?
Que confusão é esta que me meti até então?
Estou enlouquecendo, só pode ser.
Como explicar as divagações, contradições
E utopias que ora habitam o meu ser?
Por que me sinto assim, parada, completamente
Catatônica, estagnada, se de dúvidas estou
Enraizada e de inquietude totalmente tomada?
Estou tonta. Sinto-me frágil, insegura.
Devagar, até andando, mas quase parando.
Impotente, cambaleante, quase caindo.
Sonolenta, amortecida. Quero gritar, não consigo.
Sequer faíscas enxergo. Sequer as perguntas me indagam.
Sequer as respostas respondem. Suspiro. Um único!
Seria á o último? Será que a vida ainda me resiste?
Sei lá, mas que é louco, é louco, pois não estou triste
Nem um pouco e até sinto-me melhor, meio contente,
Vejo poucas coisas na minha frente e uma luz diferente.
Há pessoas falando, chorando, um padre já confortando,
Flores e luzes velando! Velando, eu disse isto?
Meu Deus, será que velam eu? Sei lá, só sei que daqui
Eu já posso ver! E até mesmo começo a entender!
Tudo o que me afligia, o marasmo que sentia,
Era eu mesma acabando, era a morte do meu
Ser humano neste plano chegando, era a vida
Em um outro plano começando e me preparando!
Guria da Poesia Gaúcha

Lavando a Alma,
Página 43
1989

Guria da Poesia Gaúcha

Eu gosto de sentir isso,
Essa coisa pulando aqui dentro do meu peito.
Essa coisa estranha batendo desse jeito.

Borboletas no estômago ficaram para trás,
E esse bicho estranho se remexe muito mais.
Acho que já não dá para voltar atrás.

Braian Thomas

SAUDADE, que palavra estranha.
Dizem que essa palavra não tem tradução em outras línguas só existe na língua portuguesa.
Os mais letrados estão totalmente enganados, nem em português se pode traduzir que significa SAUDADE.
Alguém pode traduzir a falta do seu cheiro.
Alguém pode traduzir a falta de seu sorriso lindo e delicioso.
Alguém pode traduzir a falta de seu olhar amoroso, zangado, apenas um olhar.
Alguém pode traduzir a falta de um toque, um carinho, um toque leve de dedos, apenas seu toque.
Alguém pode traduzir a falta de ouvir sua voz, doce, meiga, ao telefone, cortante, apenas sua voz.
Alguém pode traduzir a falta da sua presença, mesmo que de longe, apenas sua presença.
Alguém pode traduzir à dor de se sentir SAUDADE, a dor dói.
Alguém pode mesmo traduzir que é SAUDADE?
Só existe alguém que pode traduzir o que é SAUDADE.
Meu coração.

Jorge Taveira

A vida é mesmo estranha,um dia vc tá feliz,alegre,animado e derrepente se ver tomado pela tristesa que acaba com seu astral.Mais é ai que vc tem que ser forte,tenta superar o que ti causa a tristesa,e seguir com sorriso no rosto ea felisidade na alma e que seja um dia após o outro,de muita alegria e muita paz,viva lá vida e vibe boa no cotidiano.

Lostvilla

TRISTEZA SEM FIM
(Edson Nelson Soares Botelho)

Esta estação do ano tão estranha

Em mim: Folhas caindo de tristeza

Árvore da vida entrando em ruína

As aves em seu último voo de despedida

O dia terminando no castigo da noite

Céu escuro anunciando a solidão

O repouso da morte e da incerteza

Deitado sobre a cama mortuária

Morrendo aos poucos de tristeza

As cinzas do amor e da mocidade

Fazem o amor mais forte

Vivo e tão perto da morte

Um amor imutável e destrutivo

Plantei e nunca vou colher

Edson Nelson Soares Botelho

Já faz tanto tempo que eu estou vivendo assim... Tão estranha, tão fora de mim!

Sabrina Niehues

Que estranha dádiva...
Andar pelo mundo,
criar laços de amizades
e fantasiar o perfeito.

Henrique Denner - Tosho Gakushu

Estranha essa mascara que aparenta ser mais verdadeira do que a própria face de algumas pessoas...

Marcelle Figueiredo

Coisa estranha é quando as pessoas ambicionam possuir o nada que tempos.

Jeferson Guerreiro