Estrada

Cerca de 1940 frases e pensamentos: Estrada

Na estrada só se anda para frente até que encontramos a bifurcação.

Sandra Adriana da Silva

Como dois estranhos,
Cada um na sua estrada,
Nos deparamos, numa esquina, num lugar comum.
E aí? quais são seus planos?
Eu até que tenho vários.
Se me acompanhar, no caminho eu possso te contar.
E mesmo assim, queria te perguntar,
Se você tem ai contigo alguma coisa pra me dar,
Se tem espaço de sobra no seu coração.
Quer levar minha bagagem ou não?

E pelo visto, vou te inserir na minha paisagem
E você vai me ensinar as suas verdades
E se pensar, a gente já queria tudo isso desde o inicio.
De dia, vou me mostrar de longe.
De noite, você verá de perto.
O certo e o incerto, a gente vai saber.
E mesmo assim,
Queria te contar que eu talvez tenha aqui comigo,
Eu tenho alguma coisa pra te dar.
Tem espaço de sobra no meu coração.
Eu vou levar sua bagagem e o que mais estiver à mão.

Tiê

A idade não é chave, nem trinco. A idade é estrada, é ar, é luz, é sol, é lua. E quanto mais o tempo passa, mais livres ficamos internamente.

Rosa Berg

Na estrada da vida, não existe trilha, cada um segue a sua. Nem mesmo os que estão ao nosso lado conseguem caminhar no mesmo caminho.
A vida é um caminho, literalmente, do eu sozinho.

Rosa Berg

Hipérbole

Nos caminhos da imaginação
Onde as estradas dão curvas e se partem em duas
Onde a vida recomeça e se lança no impossível
Estou ali
Aqui
Bem próximo de mim mesmo
Mais próximo ainda de você
Do seu amor que gerado cria a vida de nós dois
Vitória de nossos sonhos
Das noites mal dormidas
Na espera incessante por nós dois

Nosso amor cresce dia a dia formado de uma substância ainda não conhecida.
Desconhecida por todos
Por muitos
O amor...
O amor que nos une
Dá-nos motivos de avançar
De ser eu e você, na luta constante desse amor que o Senhor nos deu.

As palavras são apenas palavras?

De nós fluímos nós mesmos
Parte de nossa esperança
Dessa nossa essência que cria nosso amor
Nosso amor
Ou simplesmente o que somos
Que o senhor fez

A história recomeça
Estendemos-nos no que geramos
Nós em nós mesmos
Mesmo que ainda em outra vida
Em outro sonho
Outro coração
Pois nosso sangue tem nome
Nosso amor.
A Vitória que geramos é mais que eu você,
Somos nós em um momento que nunca existiremos...

Mesmo que por onde as estrelas caminham
Onde os sonhos são tocados
O passo do caminheiro
Em estradas sem passos
Sem destinos ou marcas
Apenas nós naquele sonho que logo lembraremos
Do qual não resistiremos

Ao qual seremos levados pelos ventos da vida
Pelas lágrimas que correm em nossos rostos
À estrada onde a eternidade são nossas sandálias
Onde o fôlego que respiramos estinguirá.

Estarei
Mesmo de lá
Olhando onde olhos não existirão
Onde a distância nos separará
Somente Ela nessa dança
Onde o meu Guia me levanta e me acompanha na próxima música.

A vida que é mais que todos nós
Onde o Senhor amassa o Barro que quer e coloca-nos entre os mais preciosos
Mesmo quando não percebemos
Lá está a estrela que brilha mesmo pela manhã
O Lírio dos Vales
O Leão que nos cerca e protege.

Mais forte que Ele?
Mais alto que Ele?
Mais que Ele?

Estou aqui
Onde a aurora é eterna
E a noite jamais chega
Onde beijo os lábios do meu amor
A mulher amada que me ama
Inicio do que és
Madre que te gera
Da Vitória que és
Que sempre serás
Tens nela a primazia de si mesma
No sonho que logo acordarás para ter

Nesse caminho?

Onde as luzes fluem de onde não sei
Em que as escadas já não têm degraus
Onde a água não mata a sede
Só lá onde nem mesmo existimos
Vivemos nos arcos dos multicoloridos raios de luzes

Dos quais somos formados
Levados
Trazidos
Transformados
Exaltados
Pra sempre

Vejo nos seus olhos
Isto que carregas contigo
Trazes Daquele que não muda
Os sonhos dos sonhos que te fazes rir
Risos dos meus sonhos invisíveis
Irrepreensível é o que trazes contigo
Amor que flui do seu interior

Minha Linda Vitória de Amor...

Rodrigo Pinheiro de Faria

Pela tua ida, sem volta.

Segurou as minhas mãos, e corremos pela estrada. Era madrugada, e o sol nasceria a qualquer momento. Subimos o morro, e nos sentamos em uma pedra. Estava frio, e me aqueci com teus braços em volta de meu corpo. Conversamos sobre o futuro, sem sabermos que o futuro já não nos pertencia. E quando os primeiros raios de sol apareceram, meus lábios foram tocados pelos teus e minha boca sentiu o teu gosto doce.
Sempre, cada momento, foi maravilhoso. Até a hora em que tínhamos que nos separar.
À tarde, deitada em minha cama, ouvi o telefone tocar. Foi quando recebi a ligação que encheu meus olhos de lágrimas. Eu não entendia o que estava acontecendo, e eu não poderia fazer nada para algo mudasse... Fui até o hospital, e lá lhe encontrei deitado sobre a cama.
Minha mão não queria abrir a porta do quarto, mas o coração pediu. Ver-lhe ali, deitado, imóvel, foi à última coisa que eu queria e a última vez que lhe vi. A vida ou a morte? Quem é mais injusta?
Aproximei-me da cama, e toquei teu rosto com as mãos. Teus olhos se abriram, e dele caíram uma lágrima. Tu tentaste falar, mas não conseguiste. Acho, que tentaste dizer que me amavas, e se não era isso, prefiro pensar que era... Ali, naquele quarto, queria lhe falar várias coisas que eu nunca tive coragem de dizer, olhando em teus olhos, queria lhe falar... Mas a enfermeira chegou, me puxou pelo braço, e a única lembrança é minha mão se soltando da tua.
Sentei na sala de espera, e subitamente veio a lembrança de tu dizendo: “A gente se reencontra!”. Apertei minha mão sobre a cadeira, fechei os punhos, minha vontade era de voltar correndo ao quarto e gritar tudo aquilo que estava preso. Mas as pernas já não respondiam, e o médico chegou avisando de que eu nunca mais teria a chance de lhe falar. Já não importava o quanto eu corresse, eu nunca mais poderia.
No último dia que vi teu corpo, ele já não era o corpo que eu amava: não se mexia, não me tocava. – Chovia, e fiquei sentada na chuva até todos irem embora. Olhava para aquela terra, e minhas lágrimas se confundiam com as gotas da chuva. O nosso tempo havia acabado! E naquele frio, a única coisa que poderia me aquecer eram os meus próprios braços, que no auge da loucura, eu imaginava serem teus.
Meu amado, hoje eu já não sei onde tu estás, e, ainda hoje eu sei menos do que nunca quando iremos nos reencontrar. A única coisa que me sobraste é teu livro sobre a cabeceira da cama, que na escuridão da noite, eu abro, leio, e sem motivos, coloco as páginas sobre meu nariz, para tentar sentir o teu cheiro – que já não existe. Ainda durmo abraçada nos travesseiros. E ainda choro, todas as noites, sentindo a tua falta.

Gabriella Beth Invitti

Mas o pobre vê nas estrada
O orvaio beijando as flô
Vê de perto o galo campina
Que quando canta muda de cor
Vai moiando os pés no riacho
Que água fresca, nosso Senhor
Vai oiando coisa a grané
Coisas qui, pra mode vê
O cristão tem que andá a pé

Luiz Gonzaga

Diante de mim havia duas estradas;
Eu escolhi a menos percorrida
E isso fez toda a diferença.

Daniel Humpfrey

Os Sentimentos podem oscilar indo até seus extremos perigosos. Nessa estrada é imprescindível respeitar as sinalizações da Mente.

Alvaro Granha Loregian

"Medo da indefinição de ñ saber o q será de amanhã. Medo de ñ gostar do destino pq a estrada às vezes é confusa, escura, solitária, triste."

Elenita Rodrigues

"Em algum lugar, em alguma estrada, um belo pôr do sol, não importa onde, não importa quando, o que importa, estar lá com alguém que ame"

Ronald Parada

Dois amigos estavam juntos quando, na estrada, encontraram um urso. Um dos homens, apavorados, sem pensar no companheiro, subiu depressa a uma árvore, escondendo-se ali. O outro, vendo que não timha saída possível, sozinho contra o urso, percebeu que só lhe restava atirar-se ao chão e fingir que estava morto, pois ouvira dizer que o urso jamais toca num cadáver.

E ali ficou, enquanto o urso se aproximava e cheirava-lhe a cabeça, resfolegando. Ouviu bem seu nariz, seus ouvidos, seu coração, e como o homem se conservasse morto e afastou-se dali.

Quando o urso já estava bem longe, o companheiro desceu da árvore e perguntou o que o animal cochichara para o amigo.

- perguntou -, disse - porque observei que ele chegou com a boca bem perto do teu ouvido.


*** >>> Ora - respondeu o outro -, não me disse segredo algum. Apenas recomendou-me que fosse cauteloso quando estivesse em companhia daqueles que, diante de uma dificuldade, abandonam os amigos em apuros.

Linartt Vieira

Não jogue espinhos pela estrada, porque na volta poderá estar descalço.

corey Taylor

Uma Estrada Chamada. Voce!

Aqui em meu mundo, cada tic-tac do relógio, sinto a necessidade de ter você.
A cada pensamento, percebo que e em você que lembro.
Fecho os olhos e consigo sentir o toque de suas mãos, sua respiração ofegante, sua voz grossa em meu ouvido e palavras de pura Paixão, Desejo...
Nossos corpos, embalado num frenético vai-vem, nos perdemos em nossas fantasias e a cada movimento nos libertamos para um mundo onde não existem regras, medos, proibições... Enfim, vivemos e sentimos cada momento como se fosse o único e ate o ultimo, sem pudor algum.
Nessa Estrada, me perco, pois existem segredos nela, em que me levam a fantasiar e assim me entrego.
Maravilhosos desejos, sensações de prazer mutuo, cumplicidades...
Beije-me, Sinta-me, afaga-te em meus braços e percorre esse caminho, pois nele se sentira livre e juntos seguiremos para a nossa liberdade comum, porque e nesse momento que nos mostramos que o existe amor, paixão e a cada dia aumenta, mas e, mas.
Meu Corpo, Minha Alma, Meu pensamento, senti você a todo instante e no seu corpo encontro não somente amor, mas uma paz, sim, e em seus braços que adormeço e me sinto segura, com você consigo chegar ao impossível.
Você e, mas que um homem, um amigo, um companheiro... Você e o meu ideal, nesse momento, nesse exato momento, e aqui que você esta, ao meu lado, incendiando o meu corpo do jeito que mais gosto e me guiando para que a minha estrada seja percorrida com sucesso.
Não deixarei que meus medos, faça-me perder você, não deixarei que o tempo nos faça esquecer-se de cada momento vivido, pois foram esses momentos, esses carinhos, que construímos não só uma amizade, mas uma paixão.
Você e a pessoa que me fez sentir viva, e mostrou que se e possível sim, chegar aonde queremos, e você e a razão da qual minha vida tenha motivo para ser IMPORTANTE.
Já te falei hoje?

EU TE AMO MEU ADORADO HOMEM.

Adriana Fernandes Pereira

O amor é como uma estrada longa e desconhecida: sabe-se onde ela começa, mas não se sabe onde ela vai chegar.

Driely Rocha de Santana

A vida da gente é mistério
A estrada do tempo é segredo
O sonho perdido é espelho
O alento de tudo é canção
O fio do enredo é mentira
A história do mundo é brinquedo
O verso do samba é conselho
E tudo o que eu disse é ilusão

Paulo Cesar Pinheiro

Dance com os Anjos,brinque com as estrelas,siga sempre cantando e as estradas do Universo te conduzirão à festa no Cosmo!

Maykira

Nesta estrada da vida as paredes rodeiam em minha existência.
Deito-me no escuro e a mente em pânico se manifesta.
Caído como não se houvesse o amanhã.

Fabio Garcia

A vitória sorri somente para aqueles que não param no meio da estrada.

Paulo Roberto

Na luz da tua estrada
(Maria Corina Araújo)

As vezes sonhava com dias distantes
paisagens, que pareciam nunca chegar aos meus olhos
Ao longo do caminho, o sol me queimava a pele, me ardia os olhos...
A chuva, me deixava com frio, molhava minha alma, com lágrimas que não acabavam mais...
O vento, este secava minhas roupas, mas soprava areia em meus olhos...
O céu, ah o céu, me punia com sua ausência de estrelas...
Certo dia porém, em uma curva, deparei-me com uma pequena estrada, ela não me mostrava lugar a que chegar, somente tocou meu coração com sua simplicidade...
Resolvi caminhar por ela, e ao pisar senti o chão parecer agradável, me acolhia...dois passos e percebi que o vento trazia-me cheiro de rosas, e eu inebriada com tal perfume continuei em tão curioso caminho, vi coisas nunca antes vistas, senti aromas nunca antes experimentados, arvores tão altas que poderiam me lavar as estrelas e seus troncos poderiam me servir de abrigo.
O sol, este, em sua magnitude, não queimava mais minha pele, ao contrário, me aquecia me abraçava, aguçava o prazer de ver tudo a minha volta.
A chuva insistia em cair mansa, fazendo crescer a minha volta, lindas flores, trazia vida, não pranto, vinha do céu como promessa de um lindo dia.
A noite não me assustava mais, por que a lua e as estrelas eram tantas que me ensinavam o que era imensidão, não me sentia só...
Esta estrada me levou a felicidade, mostrou que caminhar não é o mais importante, mas o caminho que escolhemos, sim...
Obrigada por segurar minha mão...

Maria Corina Araujo