Estou Cansada

Cerca de 1083 frases e pensamentos: Estou Cansada

No fim.
Cansada de gente que não caga,
Que não sofre, que não tem fraquezas, que não briga, que vive em um eterno conto de fadas, a vida é bela quando quer, no mais ela sabe ser bem feia...
Ser feliz cara, vai muito além de aparentar ser feliz!
Quando só se vive pra " ser" o que os outros impõem, a gente acaba esquecendo o que quer, quem é!
Vivemos em sociedade, é obvio que devemos respeitar o espaço e opiniões dos outros, mas é importante respeitar também aquilo que nos faz bem de verdade, porque por mais que precisemos de outras pessoas, no fim, no fim mesmo, a gente nasce e morre só!

Del Dias

O dia em que a lua se cansou

Na noite em que a lua se cansou
ela deitou-se no céu
escondeu-se nas nuvens
e desapareceu na escuridão!
Nesse dia...
Numa quinta-feira à noite
às vésperas do fim do mundo:
A lua...
Minguante
alaranjada
já quase sem brilho
e cansada do dia-
-Apagou as luzes
e foi dormir.

J.W.Papa

Quiçá pudesse eu um
dia estar envolvido
em teus braços, e
neles descansar meu
cansaço de tanta espera.
Mas isto são quimeras
diante de tudo que
espero de ti, pois o
que tenho a te oferecer
é o amor mais puro e
infinito o mais bonito
feito pela criação e
está em meu coração,
que lhe dou por toda
a minha vida...

Ubirajara Huffel

Eu falo uma vez, falo duas, falo três... depois a voz vai sofrendo de mal chamado cansaço. Aí eu me calo. E nem adianta perguntar o porquê do meu meio sorriso.

Andreza Filizzola

Desistencia não vem por cansaço de tanto lutar, mais vem de Ganhar tantas lutas e não ser reconhecido.

Dioni Anselmo

— Que foi?
— Sei lá. (Cansaço, escola, amor, confusão, solidão, medo, bipolaridade, trabalho, saudade, quero um abraço, preciso de você, quero ficar sozinho, não quero ver ninguém, pare a música, troca de estação, minha mente está uma bagunça, nostalgia, me deixa só, não quero ouvir sua voz, preciso de um tempo, me esquece, quero sumir, preciso gritar, preciso te ver, eu te amo, eu não vivo sem você.)

Maxsander Barros

Vou caminhando sem caminho
Em cada passo vou levando meu cansaço.
O que me espera uma terra, um desencontro
A cidade, a claridade.
E essa estrada não tem volta
Lá se solta o fim do mundo
Um fim incerto que me assusta
Longe ou perto se prepara
Ninguém pára para pensar
Para olhar a dor que chora a morte
De um valente lutador.
Quem foi já não sou.

Elis Regina

"Há uma época em que as desilusões, o cansaço da luta e uma íntima convicção de que afinal a vida não vale tão grandes esforços convertem-se, para determinados espíritos, numa nuvem que aumenta aos poucos, até obscurecer todo o horizonte. O jogador sente então que a partida está definitivamente perdida e examina, sem saber o que fazer delas, as cartas que ainda lhe restam nas mãos. Não é exatamente este o sentimento dos velhos, ou melhor, daqueles que lutaram a vida inteira por uma tranquilidade que sempre se sentiram cada vez mais distantes? [...] Só um deserto se abria agora ao seu olhar, não um deserto como o que trazem em si aqueles que envelhecem felizes, mas uma longa e triste extensão sem alma e sem calor para ser relembrada."

Lúcio Cardoso

No cansaço de caminhar ainda sim quis o limite dos pulsos, nunca desistir para não enxergar o que se perdeu;
Mais um gole calculadamente para a redenção ao que não se ache assim tão mal, exercitar os olhos do coração para ouvir os sentimentos quando houver saída de emergência;

Julio Aukay

A dor e o cansaço são passageiros, mas a gloria e eterna.

Luciano e outros

FALANDO DE AMOR

Faço versos
Sobre o amor
Repito
Ínsito
E reflito
Refaço
Sem cansaço
A mesma frase
Numa única
Ânsia
Repetir com um milhão de versos
Que o amor não se cansa
Quanto mais se dar
Mais real será
E nunca acabara
Sempre se tem para dar

Conceição Pearce

DESABAFO

Quero da vida
A brisa suave
Que me acalente
O cansaço
De viver ao relento.
Trago minh’alma cansada
De uma longa jornada,
Trago cicatrizes profundas
De uma vida errante
Que outrora vivi.
Estou cansado
Da truculência da vida,
De pessoas que, sem ter consciência,
Glorificam a violência,
Depois choram as conseqüências.
Quero viver
Em outras paragens
Onde seja normal
Viver sem o mal,
Onde não se tenha
De sofrer tanta dor
Em nome do amor.
Quero fugir desta selva
De lobos famintos
Em devorar sentimentos,
De pessoas vazias
Que dia após dia
Vivem sua real hipocrisia
Como se fosse simples fantasia.

MANOEL DE ALMEIDA ( Copyright 2010 - Direitos Autorais Biblioteca Nacional - Rio de Janeiro, RJ)

Avaliando o cansaço

Chega uma hora, uma bendita hora, em que acontece algo que, embora não aparente de imediato, pode ser a melhor notícia da temporada, a mais promissora, desde que não nos estreite os olhos, nem congele o coração: a gente se cansa.
De algumas coisas. De um monte delas. Das ilusões.
De se apertar pra caber em autoimagens que, na maioria das vezes, não têm nada a ver com a gente. Cansa de ficar à mercê da felicidade que parece acontecer só de fora pra dentro.
Nem todo cansaço é ruim.
Há cansaço que destranca. Há cansaço que liberta. Há cansaço que é quase descanso, um pouquinho só dali. Há cansaço que é lume, depois de tanto suposto incansável breu. Há cansaço que cria espaço para harmonizarmos nossos passos com o caminho da nossa alma outra vez, o ego momentaneamente vencido. Há cansaço que sorri para as nossas dores, conhecedor da mágica capaz de fazê-las afrouxar: soltar.
Nem todo cansaço é ruim.
Há cansaço que cria intervalos preciosos, férteis de transformação. Há cansaço que nos torna mais parecidos com nós mesmos, de novo ou pela primeira vez, e mais próximos do lugar em nós onde pulsa o que nunca se cansa. Há cansaço que nos leva ao instante, em que, exaustos, reverenciamos a vida e dizemos para ela mais ou menos assim:
- Entrego o meu cansaço, farta de perceber que, por mais que eu tente, não tenho controle com relação a tudo àquilo que, de verdade, importa. Eu me rendo à sua sabedoria, que me habita, embora tantas vezes eu esqueça. Por favor, me ensina a simplesmente fluir com você. Por favor, me ensina a simplesmente fazer florir as sementes que você me confia. Por favor, me ensina a simplesmente ser.
De preferência, sem muito cansaço.

Ana Jácomo

Vida...
Entrego-te o meu cansaço, farta de perceber que, por mais que eu tente, não tenho controle com relação a tudo aquilo que, de verdade, importa. Eu me rendo à sua sabedoria, que me habita, embora tantas vezes eu esqueça. Por favor, me ensina a simplesmente fluir com você. Por favor, me ensina a simplesmente fazer florir as sementes que você me confia. Por favor, me ensina a simplesmente ser. De preferência, sem muito cansaço.''

Ana Jácomo

Reflexão seria algo vasto e frio para este momento de cansaço e solidão. Esta paz que se foi quando um dia eu ousei em teimar com meu coração. Prefiro não pensar nisso, mesmo sabendo que a certeza mais pura de minha vida se deixou levar pelo mais puro e simples medo de ser feliz. Quando me sinto só, não vejo outra forma de não pensar mais e mais em você.

Tive em meus braços a certeza, a luz.. conduzi em meu pranto a mais perfeita companhia que alguém poderia sonhar, compartilhei a felicidade em todas as oportunidades que tivemos... mesmo assim não fui sábio em perceber que você era sem dúvida a certeza mais certa que meu coração poderia encontrar.

Quando olho para trás eu vejo aquele sorriso fácil correndo pelas ladeiras, sinto a mais cristalina e sincera carismas que alguém poderia sonhar em ter.

Estava ao meu lado todo este tempo a razão e a clareza de uma vida alegre e mesmo assim, digo, infelizmente, não fui capaz de dizer não ao medo que um dia assombrou o meu caminho. A solução dos nossos problemas encontrava-se todo este tempo em minhas mãos e por ironia do destino suportei minha indecisão em troca de seu aprendizado.

Gostaria de ser o senhor dos tempos neste momento para voltar a algum lugar do passado e resgatar nossos momentos e levar a seu coração a certeza que o sonho tornou-se realidade, que a verdade que existia em nossos corações seria transparecida de forma gradual a magia que aproximava dois corações.... seu nome ao meu.... por toda nossa vida, até o dia que nossas almas quisessem ir ao encontro do papai do céu...tudo isso seria possível através do amor, aquele que permanece em meu coração.

Todas as noites, todas as manhãs... sempre! Perdi aquilo que todos procuramos, algo que preenchia meu coração de forma integral, como um gás invadindo uma sala em frações de segundo; ao meu ver, creio que a derrota não é apenas um prato que se come frio, sua ausência impacta em minha vida e em meus desejos. Se pude-se voltar ao dia 05 de janeiro de 2008, com certeza estaria confortável em saber que eu teria essa chance de trazer tudo que um dia você sonhou ao seu presente.

Teu corpo junto ao meu comprovava as leis da física.. a química que nos envolvia, nossos momentos.... eram fantasias regadas a prazer carnal e claro sentimental... mesmo não tendo nada assumido, era possível perceber que a amizade era algo importante, mas por detrás deste, existia o calor do coração incendiando ao nosso redor o caminho que talvez poderia nos unir...

Mesmo tendo em meu âmago a certeza da felicidade, mesmo tendo em meu coração a certeza de estar sorrindo, mesmo.... lhe perdi... lhe perdi para a mais justa e certa declaração que eu poderia sofrer... a declaração de quem foi mais sábio em entender que você era única e como tal, deveria ser atacada o mais breve possível pela flecha de um amor correspondido.. te perdi... não para sicrano ou beltrano... te perdi para mim mesmo...

A derrota me ensinou a dar valor aos bens intangíveis, no caso, amor, alegria, tristeza, enfim, me deu clareza em entender que um de nós está bem... mesmo com um discurso lindo e motivacional como esse, choro... choro por ter deixado escapar a certeza de um amor sincero, sem interesses concretos... choro por ter perdido a melhora amiga que eu poderia sonhar em ter...a pessoa que me acompanhava a todos os lugares.... uma pessoa que nunca reclamou em dar a mão para mim, mesmo eu estando errado... uma pessoa que sempre me ligou para falar qualquer coisa, pelo puro e simples desejo de contar algo de seu dia....

Estou chorando não por que você foi embora, mas por minha inocência em não acreditar em uma pessoa tão maravilhosa como você, poderia se encantar por mim....

Gostaria de deixar uma mensagem a todos os navegantes que estão no mar a ver navios, a espera de um amor:
- Ser feliz não é ter o carro do ano, ser rico ou coisa do gênero... ser feliz é você acordar todas as manhãs e agradecer a Deus por ter colocado em seu caminho a pessoa mais certa que você poderia encontrar... ser feliz é você sorrir para alguém sem cobrar algo em troca... ser feliz não é estar na multidão e ser ovacionado por que não lhe conhece... ser feliz é você olhar para o momento e saber que hoje, ontem e sempre, você sempre será a pessoa mais importante para esta independente do que aconteça...

Eu vou te esperar.... sempre (B.Magnoli 21/09/2009)

Bruno Magnoli

Às vezes o sofrimento lhe ensina alguma coisa.
E às vezes ele só vem para diagnosticar o cansaço e receitar algumas lágrimas e um recomeço.
Assim assim.

Patrícia Assmann

'Sejamos simples e calmos'. Porque esse cansaço não é no corpo, porque não é físico; é mental. Deixemos que passe o tempo, porque é provável que ele vá levar essa rotina consigo, pra longe daqui. Deimos tempo para as coisas, para que elas se ajustem e as pessoas se adptem às novas mudanças. Porque no fundo é uma questão de saber ver, eles estão só olhando; e ver é compreender com os olhos, o coração e a mente; porque ver com os olhos se tornou banal demais e as lentes estão começando a embaçar com essas felicidades inventadas que mudam de versão a cada pessoa que escutamos.

Taynná

Tenho pouco menos que meia vida e o meu pensar pesa uma eternidade.
Meu corpo pede cansaço, minha alma pede descanso.
Sinto falta daquilo que me é inédito;
Sinto falta de sentidos aguçados, não apenas inquietos.
Tenho pouco mais de duas moedas e não posso partir. Não posso encontrar.
Meus ouvidos pedem pássaros.
Passos, laços, cascos!
Minhas pernas pedem pressa, minha mente pede calma.
Tenho pouco menos da metade de mim.
Tenho só aquilo que não me parece inédito,
Encontro só aquilo que me é interdito:
Um pouco mais da metade de mim;
Pouco mais do inteiro de mim.

Giovana Savieto

No auge do meu cansaço e desanimo, vejo o quanto Deus me ama . Nâo desiste de mim.

Roni Alves

Do cansaço recorrente e das poucas coisas de que tenho certeza, admito, assino e repito como um mantra: velha demais pra ilusões, nova demais pra desistir.
O pensamento é turbulento, o coração é calejado, mas o fim da linha é um sonho alcançado e a ousadia é a força motriz, e eu sei que não teria paz um minuto sequer na vida se desistisse de acreditar e seguir assim.

Yohana SanFer