Ensinamentos de Sócrates

Cerca de 248 frases e pensamentos: Ensinamentos de Sócrates

Crínton, devemos um galo a Esculápio: dai-lo a ele e não vos esqueceis.

Sócrates

"Morrer é uma destas duas coisas: ou o morto é igual a nada, e não sente nenhuma sensação de coisa nenhuma; ou, então, como se costuma dizer, trata-se duma mudança, uma emigração da alma, do lugar deste mundo para outro lugar.
Se não há nenhuma sensação, se é como um sono em que o
adormecido nada vê nem sonha, que maravilhosa vantagem seria a morte!"

Sócrates

A verdadeira mentira é, pois, com todo rigor e justeza da expressão, a ignorância que afeta a alma do que foi enganado.

Sócrates

As três peneiras ...

Um homem, procurou um sábio e disse-lhe: - Preciso contar-lhe algo sobre alguém! Você não imagina o que me contaram a respeito de... Nem chegou a terminar a frase, quando Sócrates ergueu os olhos do livro que lia e perguntou: - Espere um pouco. O que vai me contar já passou pelo crivo das três peneiras? - Peneiras? Que peneiras? - Sim. A primeira é a da verdade. Você tem certeza de que o que vai me contar é absolutamente verdadeiro? - Não. Como posso saber? O que sei foi o que me contaram! - Então suas palavras já vazaram a primeira peneira. Vamos então para a segunda peneira: a bondade. O que vai me contar, gostaria que os outros também dissessem a seu respeito? - Não! Absolutamente, não! - Então suas palavras vazaram, também, a segunda peneira. Vamos agora para a terceira peneira: a necessidade. Você acha mesmo necessário contar-me esse fato, ou mesmo passá-lo adiante? Resolve alguma coisa? Ajuda alguém? Melhora alguma coisa? - Não... Passando pelo crivo das três peneiras, compreendi que nada me resta do que iria contar. E o sábio sorrindo concluiu: - Se passar pelas três peneiras, conte! Tanto eu, quanto você e os outros iremos nos beneficiar. Caso contrário, esqueça e enterre tudo. Será uma fofoca a menos para envenenar o ambiente e fomentar a discórdia entre irmãos. Devemos ser sempre a estação terminal de qualquer comentário infeliz! Da próxima vez que ouvir algo, antes de ceder ao impulso de passá-lo adiante, submeta-o ao crivo das três peneiras porque: Pessoas sábias falam sobre idéias; Pessoas comuns falam sobre coisas; Pessoas medíocres falam sobre pessoas.

Sócrates

Na Grécia Antiga, Sócrates detinha uma alta reputação e era muito estimado pelo seu elevado conhecimento. Um dia, um conhecido do grande filósofo aproximou-se dele e disse:

- Sócrates, sabe o que eu acabei de ouvir acerca daquele teu amigo?

- Espera um minuto - respondeu Sócrates - Antes que me digas alguma coisa, gostaria de te fazer um teste. Chama-se o "Teste do Filtro Triplo".

- Filtro Triplo?

- Sim - continuou Sócrates - Antes que me fales do meu amigo talvez fosse uma boa idéia parar um momento e filtrar aquilo que vais dizer. Por isso é que eu lhe chamei o Filtro Triplo.

E continuou:

- O primeiro filtro é VERDADE. Tens a certeza absoluta de que aquilo que me vais dizer é perfeitamente verdadeiro?

- Não - disse o homem - o que acontece é que eu ouvi dizer que...

- Então - diz Sócrates - não sabes se é verdade.

- Passemos ao segundo filtro, que é BONDADE... O que me vais dizer sobre o meu amigo é BOM?

- Não, muito pelo contrário...

- Então - continuou Sócrates - Queres dizer-me algo mau sobre ele e ainda por cima nem sabes se é ou não verdadeiro. Mas, bem, pode ser que ainda passes o terceiro filtro.

- O último filtro é UTILIDADE...

- O que me vais dizer sobre o meu amigo será útil para mim?

- Não, acho que não...

- Bem - concluiu Sócrates - se o que me dirás não é nem bom, nem útil e muito menos verdadeiro, para quê dizer-me?

Usemos o Triplo Filtro na nossa vida diária, cada vez que formos falar sobre alguém.

Sócrates

O lobo e a lua

Um triste caminho eu sigo, apenas uma companhia eu tenho,
Caminho escuro e frio, seguindo a única coisa que me faz acalmar,
Um brilho intenso, que me guia nas noites escuras,
Em noites que ela não aparece fico só,
Não tenho mais amigos, vivo só,
Onde esta minha alcatéia?
Deixaram-me, ate mesmo o brilho que eu seguia me abandonou,
Só me resta às noites de luar, onde a meu verdadeiro amor surge,
Como num sinal de agradecimento eu hulvo,
Como se fosse troca de carinho ou palavras românticas,
Parece que só existe nos dois,
O mundo sumiu e quem eu, mas amava não liga pra mim mais,
Só o que aprendemos sempre gosta de pessoas erradas,
Ate mesmo você lua me abandona em noites escuras,
Mais mesmo assim sei que numas dessas você volta,
Enquanto isso, eu vagarei nesse mundo tão cheio, porém tão solitário,
Onde os verdadeiros princípios são esquecidos,
Mais a vida de um lobo e assim,
Amando o que não pode tocar, não pode cheira ou beijar,
O único sentimento e olhar e admirar sua beleza intocável,
Continuarei sempre a seguir te ate quando não tiver mais forças para caminhar,
Porque seu brilho e a única coisa que me importa,
Sempre haverá uma lagrima em meus olhos,
A cada gota que se esvai, e uma angustia a mais no coração,
Porque os lobos nunca têm um final feliz,
Apenas morre pelo que brilha,
Ficando apenas na memória da natureza mesmo,
Mesmo assim continuarei a persegui a lua, e seu brilho por que e o que me resta.

Sócrates

o amor é "o impulso apaixonado de uma alma para a Sabedoria e esta é ao mesmo tempo conhecimento e virtude."

Sócrates

Em qualquer direção que percorras a alma, nunca tropeçaras em seus limites.

Sócrates

"Sei o que nada sei"
quando me perguntam nada sei"
quando nada me perguntam sei"

Sócrates

Aproximei-me de um homem que era considerado sábio .E pensei comigo que eu era mais preparado que ele. Ninguém sabe mais do que o outro , mas ele acredita que sim , ainda que não seja verdade . Eu não sei mais do que ele ,e sou consciente disso . Por isso , sou mais sábio que ele.

Sócrates