Frases de Dostoievski

Cerca de 119 frases de Dostoievski

A mentira é o único privilégio do homem sobre todos os outros animais.

Dostoiévski

Conhecemos um homem pelo seu riso; se na primeira vez que o encontramos ele ri de maneira agradável, o íntimo é excelente.

Fiodor Dostoievski

A maior felicidade é quando a pessoa sabe porque é que é infeliz.

Fiodor Dostoievski

Tenho de proclamar a minha incredulidade. Para mim não há nada de mais elevado que a ideia da inexistência de Deus. O Homem inventou Deus para poder viver sem se matar.

Fiodor Dostoievski

Às vezes o homem prefere o sofrimento à paixão.

Fiodor Dostoievski

Quanto mais gosto da humanidade em geral, menos aprecio as pessoas em particular, como indivíduos.

Fiodor Dostoievski

Não há assunto tão velho que não possa ser dito algo de novo sobre ele.

Fiodor Dostoievski

Compara-se muitas vezes a crueldade do homem à das feras, mas isso é injuriar estas últimas.

Fiodor Dostoievski

A falta de liberdade não consiste jamais em estar segregado, e sim em estar em promiscuidade, pois o suplício inenarrável é não se poder estar sozinho.

Fiodor Dostoievski

Todas as mulheres sabem que os ciumentos são os primeiros a perdoar.

Fiodor Dostoievski

Decididamente não compreendo por que é mais glorioso bombardear de projécteis uma cidade do que assassinar alguém a machadadas.

Fiodor Dostoievski

Todos somos responsáveis de tudo, perante todos.

Fiodor Dostoievski

Um ato de confiança dá paz e serenidade.

Fiodor Dostoievski

Não há ideia nem fato que não possam ser vulgarizados e apresentados a uma luz ridícula.

Fiodor Dostoievski

A vida é um paraíso, mas os homens não o sabem e não se preocupam em sabê-lo.

Fiodor Dostoievski

A melhor definição que posso dar de um homem é a de um ser que se habitua a tudo.

Fiodor Dostoievski

Não será preferível corrigir, recuperar, e educar um ser humano que cortar-lhe a cabeça?

Fiodor Dostoievski

A verdadeira verdade é sempre inverosímil.

Fiodor Dostoievski

Podem ter a certeza de que não foi quando descobriu a América, mas sim quando estava a descobri-la, que Colombo se sentiu feliz.

Fiodor Dostoievski