Doente

Cerca de 354 frases e pensamentos: Doente

A verdade é um remédio para a alma, mas existem pessoas que só com o cheiro do remédio não experimentam e continuam doente...

Johnnie Melo

As más companhias sempre trazem mais infortúnios que alegrias.

O Cervo Doente

Admire a Vida!
Não é porque existe uma árvore doente em seu jardim,
que todas as outras perderam a beleza.

Kléber Novartes

Meu ideal seria escrever uma história tão engraçada que aquela moça que está doente naquela casa cinzenta quando lesse minha história no jornal risse, risse tanto que chegasse a chorar e dissesse -- "ai meu Deus, que história mais engraçada!". E então a contasse para a cozinheira e telefonasse para duas ou três amigas para contar a história; e todos a quem ela contasse rissem muito e ficassem alegremente espantados de vê-la tão alegre. Ah, que minha história fosse como um raio de sol, irresistivelmente louro, quente, vivo, em sua vida de moça reclusa, enlutada, doente. Que ela mesma ficasse admirada ouvindo o próprio riso, e depois repetisse para si própria -- "mas essa história é mesmo muito engraçada!".

Que um casal que estivesse em casa mal-humorado, o marido bastante aborrecido com a mulher, a mulher bastante irritada com o marido, que esse casal também fosse atingido pela minha história. O marido a leria e começaria a rir, o que aumentaria a irritação da mulher. Mas depois que esta, apesar de sua má vontade, tomasse conhecimento da história, ela também risse muito, e ficassem os dois rindo sem poder olhar um para o outro sem rir mais; e que um, ouvindo aquele riso do outro, se lembrasse do alegre tempo de namoro, e reencontrassem os dois a alegria perdida de estarem juntos.

Que nas cadeias, nos hospitais, em todas as salas de espera a minha história chegasse -- e tão fascinante de graça, tão irresistível, tão colorida e tão pura que todos limpassem seu coração com lágrimas de alegria; que o comissário do distrito, depois de ler minha história, mandasse soltar aqueles bêbados e também aqueles pobres mulheres colhidas na calçada e lhes dissesse -- "por favor, se comportem, que diabo! Eu não gosto de prender ninguém!" . E que assim todos tratassem melhor seus empregados, seus dependentes e seus semelhantes em alegre e espontânea homenagem à minha história.

E que ela aos poucos se espalhasse pelo mundo e fosse contada de mil maneiras, e fosse atribuída a um persa, na Nigéria, a um australiano, em Dublin, a um japonês, em Chicago -- mas que em todas as línguas ela guardasse a sua frescura, a sua pureza, o seu encanto surpreendente; e que no fundo de uma aldeia da China, um chinês muito pobre, muito sábio e muito velho dissesse: "Nunca ouvi uma história assim tão engraçada e tão boa em toda a minha vida; valeu a pena ter vivido até hoje para ouvi-la; essa história não pode ter sido inventada por nenhum homem, foi com certeza algum anjo tagarela que a contou aos ouvidos de um santo que dormia, e que ele pensou que já estivesse morto; sim, deve ser uma história do céu que se filtrou por acaso até nosso conhecimento; é divina".

E quando todos me perguntassem -- "mas de onde é que você tirou essa história?" -- eu responderia que ela não é minha, que eu a ouvi por acaso na rua, de um desconhecido que a contava a outro desconhecido, e que por sinal começara a contar assim: "Ontem ouvi um sujeito contar uma história...".

E eu esconderia completamente a humilde verdade: que eu inventei toda a minha história em um só segundo, quando pensei na tristeza daquela moça que está doente, que sempre está doente e sempre está de luto e sozinha naquela pequena casa cinzenta de meu bairro.

Rubem Braga

Somente uma mente doente perde tempo tentando inutilmente ofuscar mentes brilhantes.
O recalque é tão intenso quanto o amor,
Porém é um sentimento á serviço do mal e por isso fadado ao ridículo.

Evelyne Freitas

Só numa sociedade doente mesmo pra se condenar alguém por ler muitos livros.

Markus Zusak

Ainda que eu fosse um doido
Ainda que eu fosse um lunático
Ainda que eu fosse um doente
Mas que eu estivesse com você
Que eu estivesse ao seu lado
Que eu fosse um homem apaixonado
De coração puro e abençoado.

João Vitor Rocha

Aquilo que dói
Calunga/Rita Foelker

Você é uma pessoa doente ou saudável?
Vou fazer outras perguntas pra ajudar a responder esta:
Quantas vezes num dia você ri gostoso?Quantas vezes num dia você suspira de prazer?Quantas vezes num dia você pensa um bom pensamento?Quantas vezes num dia você procura aprender algo novo?Quantas vezes você enxerga alguém que não você mesmo e o seu problema?
Eu sei que, quando falei de doença, você pensou nas doenças do organismo físico, úlcera, lumbago... Se fosse isso, não precisava nem pensar pra responder. Mas eu pergunto se você está doente do sentimento, doente da emoção, doente da vontade, enfim, doente da alma.
Se você vive aborrecido, é um sintoma. Se nunca sorri, se responde bruscamente, se "se mata" de pensar na dificuldade até ficar esgotado, você está doente. Se nunca para de trabalhar, nem de pensar em trabalho, você está doente, assim como aquele que nunca quer trabalhar.
Doente vem de doer. Se você tem pensamentos, emoções e hábitos que doem, você está doente. Se você tem relacionamentos que doem, você está doente.
- Mas por que o Universo me pôs doente?- Será que Deus é perverso, que não vê o sofrimento que eu passo?
É que se não doesse, você não mudava. Se não doesse, você ia simplesmente levando a cara fechada, a amolação, o aborrecimento, a encrenca com o companheiro. Então o Universo conta com a providência sábia da dor, que mostra que você precisa alterar seus padrões de emoção e sentimento e seus hábitos.
O que é que dói, meu filho, minha filha? O que é que te maltrata, que você carrega como um fardo pesado, como um porco-espinho espinhando por dentro?E vai carregar até quando?

CalungaRita Foelker

Quem não gosta de samba
bom sujeito não é
É ruim da cabeça
ou doente do pé.

Dorival Caymmi

Sempre ligado, sempre sabendo o que quer. Sempre bom da cabeça, nunca doente do pé

Marcelo D2

Já fingi que estava doente para faltar à aula e assistir televisão durante a manhã inteira, pixei muros, quebrei janelas de vizinhos e corri pra de baixo da cama. Dancei em aniversários de 15 anos e curti à beça. Tive várias crises de bronquite na infância, com a mesma freqüência com que amei e "desamei" meus amores imaginários. Fugi de casa e voltei antes do meu programa favorito começar. Dei os nomes para os oito cachorros e os dois papagaios que tive e que ficaram comigo menos de um mês cada. Cantei durante tardes inteiras as mesmas músicas. E senti uma felicidade intensa quando ouvi minha sobrinha pronunciar meu nome pela primeira vez. Já fui mandado para fora da sala sem ter culpa de nada e tendo culpa também (e essas foram muitas). Tirei nota baixa e levei "bomba". Discuti com minha professora de matemática porque achava ela uma chata, mas hoje percebo que eu não fui tão legal quanto pensei que tivesse sido. Eu falei: "tipo assim", "então" e "né" em cada frase pronunciada. Me apaixonei por minha melhor amiga do parquinho e acho que ela também se apaixonou por mim e ambos nos apaixonamos pelos personagens do filme Um amor para recordar (foi um barato!). Curti "pakas" Legião urbana, chorei com minha turma ouvindo Vento no litoral, Giz e Hoje a noite não tem luar e pulei ao som de Vamos fazer um filme, Faroeste caboclo e Eduardo e Mônica. Já quis aprender a tocar violão, piano, sax e bateria. Já quis aprender a falar inglês, espanhol e alemão e essa fase ainda não passou, mas decidi primeiro rodar um pião, soltar uma pipa e encher um pote de bolinhas de gude. Vivi a emoção de passar no vestibular e a frustração de não conseguir enfrentar até o fim a facu. Senti falta da velha escola. Fiz a lista do primeiro dia do ano, aquela das cem coisas que você não pode deixar de fazer, refleti sobre a vida em meus aniversários. Já decidi meu futuro pelo menos umas mil vezes. Tentei mudar, acho até que melhorei, mas eu sou assim. Escrevi um livro. Plantei uma árvore. Perdi a chave de casa, perdi amigos, oportunidades, perdi a vontade de tudo! Mas logo em seguida dormi e quando acordei quase tudo pareceu estar no mesmo lugar. Passei noites inteiras navegando na internet e assistindo filmes sem graça, daqueles que quando terminam você diz: - Não acredito! Decidi conquistar a garota dos meus sonhos, eram quase quatro da manhã, liguei para dizer que te amo - eu disse - mas acho que ela não me ouviu. Já quis fazer uma tatuagem e já morei sozinho. Já senti aquele frio na barriga. Esperei o telefone tocar. Caí na gargalhada no ônibus, em reuniões e em outros lugares muito impróprios lembrando de situações vividas. Já passei pelo mico de estar no cinema com duas amigas e ouvir um monte de "psiu" e "silêncio, por favor," eram para elas chorarem mais baixo. Ganhei uma farda, parei com a bola. Ouvi uma música e li uma frase e pensei em alguém. Já tive um grande amor, e por amor eu sorri, chorei, zanguei, dei o meu melhor, por amor eu abri mão. E depois tive que começar tudo do zero, de novo. Virei um dia no bar, chega fiquei mole, era bebida pra lá e pra cá, mas esse bico de garçom definitivamente não era pra mim. Fiz melhores amigos. Conheci novos lugares, novos estilos musicais, novas maneiras de ver a vida. Arrumei um emprego, abri minha própria empresa e decidi ganhar menos para dar mais as pessoas que estão ao meu lado. Fiquei triste por descobrir que uma pessoa não acreditou em mim, mas tudo bem, eu também não acredito em todo mundo. Tentei aprender a cozinhar e é claro minhas visitas adoram quando eu ligo para pedir pizza ou qualquer coisa que já venha pronta. Tentei ler um jornal inteiro, mas fiquei entediado. Fui acampar em turma, viajei só, vi o pôr-do-sol e percebi quanto tempo perdi apenas admirando a lua. Vi uma estrela cadente e consegui fazer um pedido. Já apostei a última ficha e perdi e isso aconteceu mais de uma vez. Me arrependi de coisas que fiz e de tantas outras que eu devia ter feito. Estive em situações nas quais agi e me senti um idiota, um burro. Um dia acordei me achando o homem mais lindo do mundo, mas ai olhei no espelho e percebi, que bobagem! Não tentei muitas coisas por medo de não conseguir e já tentei outras até demais. A razão sempre foi minha única esposa até eu descobrir que a vida é curta demais para casar-se com uma só. E quase sempre quando vou fazer a limpeza do meu quarto, coisa que eu quase nunca faço encontro rascunhos de sonhos e projetos que por um ou outro motivo foram deixados pra trás, então com coragem e entusiasmo os levo para minha oficina da realidade. E quando me perguntam se eu passaria por tudo isso de novo, respondo: - Não desistiria da casa na árvore.

Kléber Novartes

A noite já está chegando
venha lua, me ajude!
liberte minha alma doente
e meus pensamentos insanos,
liberte meus desejos mórbidos
e aceite meu gosto pela morte

nasci para viver na escuridão de minha mente
que ninguém consegue entender, nem eu mesmo....
eu prometo que vou tentar,
mas não conseguirei livrar o que sobra de minha vida,
da minha alma gótica...

sempre viverei no meu mundo
acreditando que sou normal,
embora muitos achem o contrário,
prometo que não irei enlouquecer ninguém com minhas idéias
por isso tranco-me dentro de meu ser...
porque vc não entenderia....

o que nem eu mesmo entendo....

Aline Di Iório

A amizade " Amizade é um laço lindo que contruimos, sem amozide agente fica triste e doente, pois não temos com quem desabafar e nem dividir a alegria, as tristezas...
Em fim posso lhe dizer que ter amigos é um dom!
Um dom muiitoo especial, se você não tem amigos, faça!
Se você tem amigos, faça mais e viva feliz =D "

Renata Soares da Silva

Quando não se ousa amar sem reservas é que o amor já está muito doente.

Goethe

"A TERRA ESTÁ DOENTE PORQUE OS VALORES DOS HOMENS ESTÃO."

Flávio Marcondes Velloso

Minha alma esta doente, me sinto em coma, coma induzido pela tristeza profunda que sinto.

Barbara Kriss

Quer ter amigos? Dê uma festa! Quer saber quem são seus verdadeiros amigos fique doente.

Márcio Santos

"Você procura por alguém que cuide de você quando está doente, que não reclame em trocar aquele churrasco dos amigos pelo aniversário da sua avó, que jogue “imagem e ação” e se divirta como uma criança, que sorria de felicidade quando te olha, mesmo quando está de short, camiseta e chinelo."

Mario Quintana

não há como o compreender o sedento nem as sua ações, reduzido ao pó caído e desolado ao relento permanece aquele que um dia prometeu a luz ao mundo está em queda e apenas os seus resto aqui estão e é como a escória um peso sem valor. Aquele que prometeu ser forte acima de tudo e lutar até morrer caiu perante o primeiro de todos os rebeldes gritos desesperados ecoam de sua pobre alma procurando por um deus que não pode ouvi-ló em seu interior as chamas do inferno ardem um veneno chamado angústia corrompe cada vez sua inocência no mais profundo de todos os abismos lançado foi um lugar sujo úmido onde a luz do sol nunca ousou transpassar e as lágrimas da triste lua não pode cair onde as sombras prevalecem ali as horas e as semanas são iguais. Aquele cordeiro que um dia manchou a terra com o seu sangue hoje derrama o cálice da sua ira sobre min e o seu resplendor ofusca minha existência.

UmGritoDeSocorro

Certa vez eu tive um sonho. Sonhei que uma alternativa não anulava a outra, que a bondade era sempre reconhecida e o companheirismo prevalecia.
Que coisas materiais não nos prendiam, nossos ouvidos eram libertos de frases preconceituosas e imbecis, auto estima vinha de berço.
Crianças não ficavam doentes nem passavam frio/fome/abandono.
Ser mãe não era uma questão de DNA e pai e mãe eram sempre um porto seguro.
As pessoas reclamavam menos e se doavam mais, o apoio substituía a crítica, cor da pele só representava quantidade de melanina.
Um sonho que ultrapassou as barreiras do sono e me faz companhia nas noites frias.

joana paes