Dizeres para Bodas de Ouro

Cerca de 913 frases e pensamentos: Dizeres para Bodas de Ouro

Para você, revelo humilde: o que importa é a Senhora Dona Vida, coberta de ouro e prata e sangue e musgo do tempo e creme Chantilly às vezes e confetes de algum carnaval, descobrindo pouco apouco seu rosto horrendo e deslumbrante. Precisamos suportar. E beijá-la na boca.´ De alguma forma absurda, nunca estive tão bem.

Caio Fernando Abreu

As coisas boas da vida não tão brilhando que nem ouro e nem aparecendo na televisão

Marcelo D2

Ele fixaria em Deus aquele olhar verde-esmeralda com uma
leve poeira de ouro no fundo. E não obedeceria porque gato
não obedece. Quando a ordem coincide com sua vontade,
ele atende mas sem a humildade do cachorro, o gato não é
humilde, ele traz viva a memória da liberdade sem coleira.
Despreza o poder porque despreza a servidão. Nem servo
de Deus. Nem servo do Diabo.
Lembro agora daquela história que ouvi na infância e
acreditei porque na infância a gente só acredita. Mais tarde,
conhecendo melhor o gato é que descobri que jamais ele teria esse comportamento, questão de caráter. Dizia a história
que Deus pediu água ao cachorro que lavou lindamente o
copo e com sorrisos foi levá-lo ao Senhor. Pedido igual foi
feito ao gato e o que ele fez? Escolheu um copo todo rachado,
fez pipi dentro e dando gargalhadas entregou o copo na mão
divina. Conheço bem o gato e sei que ele jamais se comportaria conforme aquela antiga história. O cachorro, sim, bem-
-humorado faria tudo o que fez ao passo que o gato ouviria
a ordem divina mas continuaria calmamente deitado na sua 14
almofada, apenas olhando. Quando se cansasse de olhar,
recolheria as patas no calor do peito assim como o chinês
antigo recolhia as mãos nas mangas do quimono. Elegante.
Calmo. E mergulharia no sono sem sonhos, gato sonha menos do que o cachorro que até dormindo parece mais com
o homem. Outro ponto discutível: dando gargalhadas? Mas
gato não dá gargalhadas, é o cachorro que ri abanando o
rabo naquele jeito natural de manifestar alegria. Os meus
cachorros — e tive tantos — chegavam mesmo a rolar de rir,
a boca arreganhada até o último dente. O gato apenas sorri
no ligeiro movimento de baixar as orelhas e apertar um pouco os olhos como se os ferisse a luz, esse o sorriso do gato.
Secreto. E distante. Nem melhor nem pior do que o cachorro
mas diferente. Fingido? Não, porque ele nem se dá ao trabalho de fingir. Preguiçoso, isso sim. Caviloso. Essa palavra
saiu de moda mas deveria voltar porque não existe defini-
ção melhor para um felino. E para certas pessoas que falam
pouco e olham muito. Cavilosidade sugere cuidado, afinal,
cave é aquele recôncavo onde o vinho fica envelhecendo em
silêncio, no escuro. Na cave o gato se esconde solitário, porque sabe do perigo das aproximações. Mas o cachorro, esse
se revela e se expõe com inocência, Aqui estou!

Lygia Fagundes Telles

Algum dia

Ninguém nunca te disse
Como ser tão imperfeito
Você tem tão pouca chance
De alcançar o seu destino
É fácil fazer parte
De um mundo tão pequeno
Onde amigos invisíveis
Nunca ligam outra vez

Talvez até porque
Ninguém ligue pra você

Se você quer
Que eu feche os olhos
Pra alguém que foi viver
Algum dia lá fora
E nesse dia
Se o mundo acabar
Não vou ligar
Pra aquilo que eu não fiz

Faz muito pouco tempo
Aprendi a aceitar
Quem é dono da verdade
Não é dono de ninguém
Só não se esqueça que atrás
Do veneno das palavras
Sobra só o desespero
De ver tudo mudar

Talvez até porque
Ninguém mude por você

Dinho Ouro Preto

Rock 'n Roll é preto

Dinho Ouro Preto

O amor que sentimos por um filho é maior de todos os amores que encontramos durante a vida a fora, é maior que tudo.

O Menino de Ouro

Coisas ruins acontecem as vezes com pessoas boas. Não existe um motivo para isso, elas apenas acontecem.

O Menino de Ouro

São fadas, ou vagalumes. Depende do seu ponto de vista

O Menino de Ouro

Não sei o que estou fazendo, mas eu tenho que fazer...

Dinho Ouro Preto

Só os pais podem saber quanto amor sentem por um filho e a alegria que traz à sua vida.

O Menino de Ouro

"A Escola"

Fita o mundo em derredor
E a vida que te bendiz;
Soma as bênçãos que te cercam,
Não te digas infeliz.

Onde estiveres, anota
Ao senso que te conduz:
O sol igual para todos
É fonte jorrando luz.

Respirando, dia e noite,
Gastando ar e mais ar,
Pelas bênçãos que assimilas
Nada precisas pagar.

Toda mata é um quadro lindo
Em tela verde e formosa;
Ninguém explica na Terra
A beleza de uma rosa.

Águas claras rolam perto,
Caminha...podes colhê-las;
Tens a noite iluminada
Por lampadários de estrelas.

Atravessas mares, montes,
Primaveras encantadas;
Desfrutas árvores, frutos,
Cidades, campos estradas...

Terra!... Eis a escola bendita,
O lar tantas vezes meu!...
Não te digas infeliz
Na escola que Deus te deu.

CASIMIRO CUNHAF.C.Xavier - Momentos de Ouro

Tudo faz parte da grande caixa de mistérios
que gostaríamos de espiar, mas não podemos.
Coisas ruins acontecem com pessoas boas
não existe um motivo, elas só acontecem ...
A dor vai embora e no tempo certo
será substituída pelas lembranças do passado,
você esquecerá a dor e começará a lembrar
apenas das alegrias.

Filme: O menino de ouro

Nós humanos por alguma razão achamos difícil nos desprender do passado,
eu não estou dizendo que não há espaço para lembranças,
o que estou dizendo é que, não se pode viver o hoje no passado
porque se não seu futuro será exatamente igual ao ontem.
Também não se pode viver no futuro porque se não
o hoje apenas passa por você.
O modo de ser verdadeiramente feliz
é se contentar com o presente.

Filme: O menino de ouro

Você crê que Maria pede por você a Deus, hoje, da mesma forma como pediu nas Bodas de Caná?
Então pegue o que mais necessita neste momento, coloque nas mãos dela e diga:

Mamãe, pequeno sou.
Pega-me no colo pois estou triste.
Sinto-me impotente diante da minha dificuldade, e não sei que atitude tomar.
Estou sem recursos.
Leva-me em seu colo até a solução do meu problema.
Faz-me enxergar.
Serena meu coração, enxuga minhas lágrimas, ameniza minha dor.
A senhora é tão boa, Mãe.
Quero receber de Jesus, através das suas mãos, a cura para a minha dor.
Não rejeite o meu pedido.
Obrigada Mãe.
Amém.

Patrícia Assmann

Bodas de Bodes.

Era doce.
Amargurou.
Amar, durou?

Francismar Prestes Leal

Amar de verdade é ter a impressão de comemorar bodas todos os dias.

Rafael Estevan

Iniciam uma nova história de amor, dessas que ainda não dá para avaliar se acabará em festa de bodas ou consulta à terapeutas, mas ainda assim, bonita.

Maiara E. Ribeiro Dias

Bodas de amor quanto tesouro pode um casal alcançar , quanta saudade , como é bom recordar...sendo amado e tendo alguém para amar.

Sidnei Piedade

Sou Coordenador Administrativo ,45 anos, casado desde os meus 16 anos, já fiz bodas de prata,e foi um festão, tenho 4 filhos lindos 3 biológico e 1 adotivo, e 2 netos. Adoro conzinhar, e escrever. Cinema? que beleza!! gosto muito...
Tenho uma história bastante verdadeira, trabalhei na roça até os meus 32 anos, levantava todo dia muito cedo uma hora da madruda,e foram 20 anos assim, não aguentava mais aquela vida, até que um dia ousei, acreditei fui pra cima e consegui, estudei, lutei e agora estou aqui com muita alegria.
Tenho pra mim em 1° lugar Jesus Cristo e meu grande amigo o Espirito Santo, depois minha esposa e filhos e consecutivamente meu pais irmão e amigos.
Gosto muito de liderar minha equipe. Sou palestrante e adoro falar e contar minhas experiências. Conselhos acho que os bons não tem dinheiro que paga, pois pode mudar uma vida. Amo minha esposa, afinal estamos juntos a 28 anos. Tudo é possivel ao que crer.
Gosto muito de ouvir e ler.
Abraços.

Paulo Samuel - Meu perfil

Mateus 22.2, 10-14: “O reino dos céus é semelhante a um rei que celebrou as bodas de seu filho... E, saindo aqueles servos pelas estradas, reuniram todos os que encontraram, maus e bons; e a sala do banquete ficou repleta de convidados. Entrando, porém, o rei para
ver os que estavam à mesa, notou ali um homem que não trazia veste nupcial e perguntou-lhe: Amigo, como entraste aqui sem veste nupcial? E ele emudeceu. Então, ordenou o rei aos serventes: Amarrai-o de pés e mãos e lançai-o para fora, nas trevas; ali haverá choro e ranger
de dentes”. Esta situação é semelhante à dos peixes ruins apanhados na rede do reino. A falta da veste nupcial provavelmente representa a falta de justiça que excede à dos escribas e fariseus. O homem mal vestido foi atraído pelo poder do reino, atraído do mundo para a sala
do banquete, tal como o peixe apanhado pela rede, mas esse homem não estava preparado para o reino e, por isso, foi lançado fora.

Pr. John Piper