Dezembro

Cerca de 217 frases e pensamentos: Dezembro

“Orgulho? Não, apenas cansei de ir atrás, cansei de dar amor a quem não me ama, cansei de ser trouxa, simples.”

Sales, Anderson Marinho. Grajaú-ma 17 de Dezembro de 2014

“No início tudo são flores todos suportam, mas só quem ama de verdade aceita os espinhos hão de vir.”

Sales, Anderson Marinho. Grajaú-ma Dezembro de 2014

“Tá difícil pra quem quer amar de verdade, se o mundo está se tornando de mentira.”

Sales, Anderson Marinho. Grajaú-ma 19 de Dezembro de 2014

“Eu que tanto amei, tanto gostei, tanto esperei. Eu que um dia tive medo de te perder, de te querer, de te esquecer. Eu que tive tudo, senti muito, fiz de tudo pra te ter. Eu que acabei me pegando aqui novamente, sem você.”

Sales, Anderson Marinho. Grajaú Ma. 22 de Dezembro de 2014

“É difícil você desistir daquilo que tanto pedias em oração. Mas é preciso, pois a vida não te dar outra opção.”

Sales, Anderson Marinho. Grajaú Ma. 23 Dezembro de 2014

“Meu maior medo é de amar novamente, querer extremamente, demonstrar que tenho sentimentos verdadeiros, e depois ser trocado, ser abandonado como antigamente.”

Sales, Anderson Marinho. Grajaú Ma. 27 Dezembro de 2014

“Se pudéssemos escolher entre ser sentimental ou frio, eu escolheria não ter te conhecido.”

Sales, Anderson Marinho. Grajaú-ma Dezembro de 2014

“Doeu como se tivessem arrancado meu coração, mas sarou, abrindo todas as portas pra nova paixão.”

Anderson Marinho Sales - 09 de Dezembro de 2014

“Nunca deixarei de amar de verdade por causa de relacionamentos em que fui o único a amar. Mas foi preciso passar por esses sofrimentos, pois com eles aprendi que devo conhecer verdadeiramente a quem direciono tanto Amor.”

Sales, Anderson Marinho. Grajaú Ma. 25 de Dezembro de 2014

Essa história de que dezembro me traga... que 2014 seja... Pra mim não cola! Todo dia é dia 1°, todo mês é janeiro e todo ano é ano novo. Tem que acordar, pegar o coração na mão, colocar o cérebro pra funcionar, levantar agradecendo, trabalhar com seriedade, estudar com vontade e deitar agradecendo de novo, descansar o cérebro, colocar o coração no lugar, sentir e refletir o dia todo e durmir. Tem que sorrir o dia todo, tem que ter bom humor e principalmente, tem que ser seria e chata quando tem que ser. Se tem uma coisa que eu aprendi é que nada nem ninguém me traz algo e que não adianta pedir que algo seja de tal forma. TEM QUE BATALHAR pra ter e ser.
Termino o ano no dia em que se inicia o mes de dezembro. 9kg a menos, uma promoção no trabalho e mais um semestre fechado na faculdade sem DP. Dezembro nao veio p me dar nada... dezembro veio pra me deixar com orgulho, pra me deixar relaxada. EU CONSEGUI, consegui concluir mais uma fase, o jogo não terminou.
Leetícia Silva.

Leetícia Silva

Melhor lembrança de Natal que tenho... Foi na Alemanha em 2003... Tudo branquinho, frio e iluminado... Por todos os lugares que entrava e saia escutava lindas canções! Não estava ao lado das pessoas que eu queria estar, mas foi bom, cheio de sensações novas... Saia da minha zona de conforto, me libertava dos medos e enfrentava meu eu preso até então em um mundo solitário... Queria estar com quem amava, beijando, vivendo a chegada do Natal... E sabe por que nada disso aconteceu? Porque a pessoa certa achei um ano depois... VOCÊ! Te amo demaissssssss!♥Viva o amor!♥ Viva o Natal!#bemvindoDEZEMBRO!

Paula Tavares

Em um Dezembro de 2004 eu esperei vc aparecer no meu caixa... e nada de vc! E para minha surpresa, vc estava em outra loja!
Pensei por um minuto que nunca mais iria te ver de novo e num misto de raiva e amor, pensei ter perdido a grande chance de ficar com você!
Bobagem a minha!
DEUS foi fiel e nesse meio tempo, preparou nosso encontro meses depois, num Abril quente de fim de verão...
Eu agradeço à DEUS todos os dias pelo presente que ele me deu...VC!
Te amo demais! #mágico!

Paula Tavares

Parece que foi ontem que estava na praia comemorando a chegada de 2013... O ano voou, ás vezes tenho a impressão que o tempo passou correndo pela minha frente e eu somente tive tempo de ficar sentada olhando e sentindo uma brisa no meu rosto, brisa que por vezes foi suave e leve, por outras pesadas e doeu como uma tapa na cara.

Paula Eicke

E todo ano é assim: quando ele chega a gente já sabe que teremos festas, e das boas!
Ele chega malandro, só no sapatinho e com aquela cara de quem sabe que demorou pácas. Mas é um bom sujeito, sangue bom e a gente perdoa.
Perdoa pois sabemos que ele vem mais pra se despedir do que pra ficar. E quando vai, deixa uma saudades daquela, uma sensação de quero mais, de ficaporfavor!
Ele chega no final anunciando que daqui à pouquinho tem gente nova no pedaço, e bate aquele saudosismo , aquela sensação de missão cumprida ou de uma nova chance... Porque Dezembro é assim mesmo: este carinha vestido de purpurina, com jeitão de festa, mas ao mesmo tempo um velhinho pronto pra partir desta pra outra, cheio de fé e esperanças.
E a gente então comemora, que é pra ter motivos de sobra pra querer que ano que vem ele volte de novo!

Mell Glitter

Curioso pensar que um aniversário possa nos deixar tão "pra baixo" como esse aí que acontece dia 25/12.

Talvez seja porque, por mais que tenha a decoração, as luzes, os presentes, as comidas, as bebidas, as músicas, os convidados; falte um detalhe importante nessa festa toda: o aniversariante.

Tainah Ferreira

Básico são os outros

Básico é copo d'água sem gelo e uísque Cowboy sem emoção
é solidão abundante e tristeza falseada nas mesas dos bares
básico são os olhares chorosos das pessoas
escondidos por detrás de largos sorrisos de desespero
e o desesperado soluço engasgado no peito
na iminência de rasgar as entranhas de dentro para fora
e transbordar feito fazem os vulcões em cólera.
Básico é o levante furioso dos insetos
disputando os melhores lugares em sua parede favorita
carregando e entremeando os restos mortos de carne
que se encontram caídos no chão
levando-os para as fendas e buracos abertos pelos pregos sujos
que sustentam os engordurados quadros com propagandas
de conhaque, cerveja e cachaça.
Básico é uma pitada de raios dourados de meia lua na retina
e uma noite inteira cheia de estrelas num céu à sua escolha.
Básico é não querer ser o que não se é
e sendo, não ser o que se pode.
Básico é sentir a poesia entrando pelas narinas
queimando a pele, alterando a pulsação
feito o vento frio que maltrata o corpo em uma bucólica manhã de inverno.
Básico é não morrer de véspera, por antecipação
ou viver a vida numa pressa desmedida
embalado por um repetitivo e antiquado refrão.
Básico é embriaguez no mês de dezembro
- às vésperas do natal -
sem pessoas nos pontos de ônibus
cães ladrando pelas ruas
e larápios espreitando a melhor ocasião.
Básicos são os tombos que se cai no caminho de volta pra casa
com a gravata retorcida no colarinho da camisa
e a cara amassada de tanto sono.
Básico é a chave da porta da sala
que insiste em não abrir a fechadura do portão
e o movimento do lápis desembestado na folha
e o da borracha, desgovernada na contramão.
Básico são os outros, nós não.

J.W.Papa

INÍCIO


Da venérea doença
que apodrece a alma,
às verdades ao ano prometida.
Na luz daquela vela que iluminava a noite
na escuridão que minha alma perfazia...
Ergui um brinde a vida:
Gotas de champanhe
banharam a morte da (mal) dita flor
que por dentro me consumia.
Morreu a flor
e nasceu um novo dia.

J.W.Papa

Encontro enfim, amor, ternura, cumplicidade.
Boa música tocando a alma.
Uma bebida quente a aquecer
esta fria manhã de dezembro.
E a companhia não poderia ser melhor... a sua!!!

Marcia Bandeira

Doce dezembro,mais um ano indo sim.
Areia branca da praia, lua ardente e marfim.
Ouço ondas e risos, lua prateada de cor
Há clausuras interiores, mas ainda há versos para flor...
Há "contentamento contente" para quem anda no amor.

Quero o divino pra mim. Poesia, afago, beleza, sonhos de um futuro bom e feliz, Deus minha" eternal Fortaleza".
É melodia que toca, vendo a lua tão brilhante, átomos indecifráveis "reluzem" mais que mil diamantes.
É uma renovação sem fim, essa luz que ilumina, há uma atmosfera de encanto, "sentido"
redescobertas de sonhos, renascimento de vida ...

Katiana Santiago

E que Dezembro traga com o vento os sorrisos que, por descuido, se perderam em Novembro.
Que o Sol brilhe forte, mas não mais que nosso olhar. Que as luzes de Natal alegrem, mas que possamos alegrar ainda mais. Que os fogos de artifício estourem no ar, mas que nossa esperança nos permita continuar a caminhar, a fim de sermos ouvidos e vistos como eles: iluminados, grandes e memoráveis.
Que o amor e a paz estejam presentes em todos os dias. E que o seu amor chegue, se ainda não chegou. Mas se ele já está, que permaneça. E que você encontre a paz em si mesmo. E que todos os dias você se olhe no espelho e sinta-se a mais especial das pessoas.

Luana Camargo