Dezembro

Cerca de 140 frases e pensamentos: Dezembro

Já setembremos, outubremos ,novembremos e agora vamos dezembrar!
Mas não deixemos nem um mês de acarinhar, abraçar, aconchegar,ajudar e amar.
Bem vindo dezembro!
Sergio Fornasari

Sergio Fornasari

O mês de dezembro chegou, o mês de todos os prazos, frio, triste, sombrio, o mês que encerra o ano mas sem encerrar as dores, esses mês que é quase excessivo em todas as existências.

Júlio Verne

A família é o alicerce de onde tiramos tudo o que podemos passar de valor para o próximo, é dentro de uma família harmoniosa que aprendemos como superar certas situações embaraçosas que o mundo nos apresenta. Eu tenho uma família maravilhosa, sou muito feliz. Comparo minha família como uma árvore robusta cheia de galhos e cada um deles seguindo sua direção natural, pois sei e todos da minha família sabem que temos uma raiz em comum que é o amor e o respeito entre nós. Construí a melhor família que Deus me permitiu. Eu amo a minha família!

Mônica Bencardino

Melhor lembrança de Natal que tenho... Foi na Alemanha em 2003... Tudo branquinho, frio e iluminado... Por todos os lugares que entrava e saia escutava lindas canções! Não estava ao lado das pessoas que eu queria estar, mas foi bom, cheio de sensações novas... Saia da minha zona de conforto, me libertava dos medos e enfrentava meu eu preso até então em um mundo solitário... Queria estar com quem amava, beijando, vivendo a chegada do Natal... E sabe por que nada disso aconteceu? Porque a pessoa certa achei um ano depois... VOCÊ! Te amo demaissssssss!♥Viva o amor!♥ Viva o Natal!#bemvindoDEZEMBRO!

Paula Tavares

Básico são os outros

Básico é copo d'água sem gelo e uísque Cowboy sem emoção
é solidão abundante e tristeza falseada nas mesas dos bares
básico são os olhares chorosos das pessoas
escondidos por detrás de largos sorrisos de desespero
e o desesperado soluço engasgado no peito
na iminência de rasgar as entranhas de dentro para fora
e transbordar feito fazem os vulcões em cólera.
Básico é o levante furioso dos insetos
disputando os melhores lugares em sua parede favorita
carregando e entremeando os restos mortos de carne
que se encontram caídos no chão
levando-os para as fendas e buracos abertos pelos pregos sujos
que sustentam os engordurados quadros com propagandas
de conhaque, cerveja e cachaça.
Básico é uma pitada de raios dourados de meia lua na retina
e uma noite inteira cheia de estrelas num céu à sua escolha.
Básico é não querer ser o que não se é
e sendo, não ser o que se pode.
Básico é sentir a poesia entrando pelas narinas
queimando a pele, alterando a pulsação
feito o vento frio que maltrata o corpo em uma bucólica manhã de inverno.
Básico é não morrer de véspera, por antecipação
ou viver a vida numa pressa desmedida
embalado por um repetitivo e antiquado refrão.
Básico é embriaguez no mês de dezembro
- às vésperas do natal -
sem pessoas nos pontos de ônibus
cães ladrando pelas ruas
e larápios espreitando a melhor ocasião.
Básicos são os tombos que se cai no caminho de volta pra casa
com a gravata retorcida no colarinho da camisa
e a cara amassada de tanto sono.
Básico é a chave da porta da sala
que insiste em não abrir a fechadura do portão
e o movimento do lápis desembestado na folha
e o da borracha, desgovernada na contramão.
Básico são os outros, nós não.

J.W.Papa

INÍCIO


Da venérea doença
que apodrece a alma,
às verdades ao ano prometida.
Na luz daquela vela que iluminava a noite
na escuridão que minha alma perfazia...
Ergui um brinde a vida:
Gotas de champanhe
banharam a morte da (mal) dita flor
que por dentro me consumia.
Morreu a flor
e nasceu um novo dia.

J.W.Papa

Encontro enfim, amor, ternura, cumplicidade.
Boa música tocando a alma.
Uma bebida quente a aquecer
esta fria manhã de dezembro.
E a companhia não poderia ser melhor... a sua!!!

Marcia Bandeira

Doce dezembro,mais um ano indo sim.
Areia branca da praia, lua ardente e marfim.
Ouço ondas e risos, lua prateada de cor
Há clausuras interiores, mas ainda há versos para flor...
Há "contentamento contente" para quem anda no amor.

Quero o divino pra mim. Poesia, afago, beleza, sonhos de um futuro bom e feliz, Deus minha" eternal Fortaleza".
É melodia que toca, vendo a lua tão brilhante, átomos indecifráveis "reluzem" mais que mil diamantes.
É uma renovação sem fim, essa luz que ilumina, há uma atmosfera de encanto, "sentido"
redescobertas de sonhos, renascimento de vida ...

Katiana Santiago

Dezembro com jeito de dezembro: Lugares enfeitados, panetones nas prateleiras e as mesmas velhas conjecturas de fim de ano.

Luanna Ribeiro

Em um Dezembro de 2004 eu esperei vc aparecer no meu caixa... e nada de vc! E para minha surpresa, vc estava em outra loja!
Pensei por um minuto que nunca mais iria te ver de novo e num misto de raiva e amor, pensei ter perdido a grande chance de ficar com você!
Bobagem a minha!
DEUS foi fiel e nesse meio tempo, preparou nosso encontro meses depois, num Abril quente de fim de verão...
Eu agradeço à DEUS todos os dias pelo presente que ele me deu...VC!
Te amo demais! #mágico!

Paula Tavares

Curioso pensar que um aniversário possa nos deixar tão "pra baixo" como esse aí que acontece dia 25/12.

Talvez seja porque, por mais que tenha a decoração, as luzes, os presentes, as comidas, as bebidas, as músicas, os convidados; falte um detalhe importante nessa festa toda: o aniversariante.

Tainah Ferreira

09 de Dezembro 2008

Hoje foi um dia MARAVILHOSO, aquele que eu falei o Du, então hoje eu fiquei com eli, hahahahahahahahahahahahaha,
foi assim. Eli tinha pedido pra ficar comigo no msn, ai eu falei pra genti ir com calma, nós tinhamos marcados de ir a praia, mais naquele dia não deu muito certo, então desmarcamos o que foi chato por que eu fiquei o dia todo em casa sem fazer nada. Nos vemos hoje no treino, foi bem engraçado mas foi legal, tinhamos marcados de sair hoje pelas 2 horas da tarde, a genti ia se encontra na praia. Eu cheguei um pouquinho mais cedo, por que tinha vindo de ônibus, ai fiquei olhando o mar ou mechendo no meu celular, ai eu avistei eli, tinha me dstraido tanto que eli ja tava bem perto, haha. Eli mi deu um "Oi" e um beijo no rosto eu achei meio estranho o beijo no rosto, não estranho da parte deli, da minha parte, acho que foi por que nunca tinha chegado tão perto deli e então deve ter sido isso mesmo.
Fomos até o Cristo, subimos e fomos para um lugar aonde dá pra ver as pedras e o mar, ficamos conversando por 1 hora, até que não teve mais assunto, haha, eli me pergunto "e ai jana e agora" ai eu só dava risada, tava até um pouquinho nervosa, ai eli fico meio sem jeito de me pergunta uma coisa ai eu fazendo cócegas deli "a ta com vergonha" ai eli "a eu so timido" "mais timido que você" ai eu "aa eu so sim hahhahahha" e sempre dando risada ai eli meio sem jeito pergunto "posso te dar um beijo?" ai eu como não sou boba disse qe simm, e ai ficamos.
Uma grande história de comédia com um pouco de amor hahahahaha, deu tudo certo eli até falou que eu beijo bem o que concerteza me decho sem jeito, foi bom o dia euacho que nunca tinha me sentido tão a vontade com uma pessoa assim.
Eu não quero uma coisa séria, mais tambem não quero magoar ninguem o que as vezes me deicha preocupada!!!

Janaina de Moraes

Oscar Niemeyer ainda vive!
Hoje, 5 de dezembro, é em teoria o aniversário de morte de Oscar Niemeyer, e há muitos comentários a respeito do falecimento do gênio. Um ano sem Oscar? Eu não acredito nisso. Certa vez, li em algum lugar uma frase que dizia: “a pessoa morre quando seus feitos forem esquecidos”. Oscar nunca vai morrer. A cada linha curva, a cada estrutura ligada totalmente com forma, a cada detalhe imprevisível, bate o coração de Oscar. A Arquitetura é mais do que cabe em uma vida. Assim como o amor, a Arquitetura é eterna.

Niti Sirtoli

Cântico do Calvário - À memória de meu Filho morto a 11 de dezembro de 1863

Eras na vida a pomba predileta
Que sobre um mar de angústias conduzia
O ramo da esperança. Eras a estrela
Que entre as névoas do inverno cintilava
Apontando o caminho ao pegureiro.
Eras a messe de um dourado estio.
Eras o idílio de um amor sublime.
Eras a glória, a inspiração, a pátria,
O porvir de teu pai! - Ah! no entanto,
Pomba, - varou-te a flecha do destino!
Astro, - engoliu-te o temporal do norte!
Teto, - caíste!- Crença, já não vives!
Correi, correi, oh! lágrimas saudosas,
Legado acerbo da ventura extinta,
Dúbios archotes que a tremer clareiam
A lousa fria de um sonhar que é morto!

Fagundes Varela

Quem dera um dia poder voltar a ser feliz como era antes daquele terrível dezembro, a que bom seria se eu pudesse continuar a ver tudo com a inocencia de uma criança e pudesse voltar a viver apenas o presente sem ter que me preocupar com o futuro e nem com a volta de meu passado a como seria maravilhoso ver novamente o meu verdadeiro sorriso de felicidade.

Little Sunshine

Naquela manha de Dezembro eu nasci.
Ja estava em mim o dom de cantar e dancar.
Mas o mais importante , o amor estava comigo. Deus me disse que colocaria em mim a missao para melhorar o mundo em meu redor.sim eu vou fazer isso.Nao quero sair dessa vida sem ter feito algo bom.

Monica Michael Holst Jackson

Demétrio Sena, Magé - RJ.

Desde quando nem me lembro,
Rio de Janeiro a dezembro.
Chorar pra quê?

Demétrio Sena - Magé-RJ.

E que todas as boas intenções que pairam, utopicamente, sobre dezembro tornem-se um dia, de fato, realidade. Que todas as luzes que brilham frenéticas nessa época do ano sejam luzes no fim do túnel e sirvam como direção a quem de guia necessitar. Que os ventos que predizem a chegada de mais um ano sejam os bons ventos perfumados da primavera e que, nesse período, desabrochem junto às flores os nossos melhores sentimentos!

Vem dezembro, vem manso, toca teus sinos em sintonia com o pulsar dos corações enfastiados, faz dessa melodia um acalento a quem pouco ou nada crê na vida, renova a esperança em quem espera um dia ‘o milagre’ acontecer. Seja esse milagre! Que o Natal seja mais que uma troca de presentes e comida farta, mais que um bom e esquecido velhinho descendo pela chaminé, que seja fé. Somente fé.

Seja muito bem-vindo, senhor Dezembro! Pode entrar, a porta está aberta!

Simone Emanuelle Oliveira

Dezembro chegou!!! E com ele vem a esperança de um novo ano que está tão pertinho... Vem recordações de um ano que está no fim. Coisas boas... coisas ruins... Aprendizagem!! Dezembro mês de limpar as gavetas, mês de reflexão... Admito, continuo acreditando em Papai Noel, a única diferença é que agora eu posso o reconhecer um pouquinho em cada pessoa. Sempre é possível fazer o bem a alguém porque não começar em Dezembro, o mês da mágia??? Repense seus valores!!!

Jiba Vanessa Dias

As Chuvas

Nas mãos dos ventos as chuvas amorosas
Vinham cair nos campos de dezembro
E de repente a vida rebentava
Na força muda que as sementes guardam

Nas ramas verdes rebentava a luz
E a doçura transformava
A terra e o gado na pastagem tenra,
Na alegria dos rios renovados

Cheiro de mato e currais suspenso
No ar que os dedos do inverno vão tecendo
Mais uma vez nos campos de dezembro

E nos trovões a tarde acalentada,
Cantigas de viver que a chuva traz
Numa clara certeza repetida

H. Dobal-PI