Despreocupada

Cerca de 13 frases e pensamentos: Despreocupada

Gaia

Você sabe como eu sou despreocupada
que me encerro neste quarto e me permito
todas as divagações, as fantasias
obsessões, perseguições, todos os dias
você sabe que eu me viro de inventos
que eu me reparto e dou crias
que eu mal me resolvo e me aguento
carrego pedras no bolso
e enfrento ventanias.

Você sabe como eu sou desorientada
raciocínio pelo instinto e cometo
fugas de túnel de ladra de galeria
uso malhas e madras manhas e lenhas
e percorro superfícies
em que você escorregaria

Mas você sabe como eu sou de subsolos
de subterfúgios, de subversos subliminares
como eu sou de submundos
subterrãneos, de sub-reptícias folias
meio de circo, meio de farsa
ervas, panfletos, fluídos, presságios
quebrantos, jeitos, gírias, reviras
de sensações e cismas, filosofias

de como eu sou de estradas, andanças, pressentimentos
atmosférica e vadia
gato da noite, de crises, guitarras
ouros e danças e circunstâncias
de vinho azedo e companhia.

Que eu sou de todas as misturas
todas as formas e sintonias
e enfrento esse aperto, essas normas
forças, pressões, imposições, o poderio
os intervalos, o silêncio da maioria.

Você sabe de toda minha luta
mesmo quando a intenção silencia
que eu não cedo, não desisto
a todo custo,, a toda faca, a todo risco
eu sobrevivo de paixão e de anarquia.

Você sabe bem de minha fraude
Você conhece as minhas alquimias.

Bruna Lombardi

Você sabe como eu sou despreocupada, que me encerro neste quarto e me permito todas as divagações, as fantasias, obsessões, perseguições. Todos os dias você sabe que eu me viro de inventos, que eu me reparto e dou crias que eu mal me resolvo e me agüento... Carrego pedras no bolso e enfrento ventanias

Bruna Lombardi

Teu amor

Ao cair da tarde, sentado em uma pedra eu observava os pássaros que voavam despreocupadamente.

Da mesma pedra eu via o sol que apressadamente partia,
Dividido entre o sol e o céu, entre a pedra e os pássaros eu vi nuvens que deslizavam mansamente prenunciando a chegada das estrelas que embelezariam meu céu.

Em meio a tanta coisa maravilhosa que eu via não pude deixar de pensar em ti.
Descobri que o teu amor faz parte de toda esta atmosfera.

O que mais me encanta no teu amor é que ele não me neutraliza...
Ele não me escraviza, me liberta.

Eu não preciso deixar de pensar em mim para lembrar de ti,
Eu não preciso temer nada, pois ele me dá segurança,
Eu não preciso fugir, pois ele me dá abrigo e paz.

Teu amor é paz, é força, é graça serena, é flor que desabrocha e traz vida perene.

O teu amor me encanta, me fascina e por isso eu digo:
Teu amor é tudo que eu mais preciso.

Tony Fraga

É, tem razão. Talvez eu realmente seja esta pessoa despreocupada e distraída ao mesmo tempo que você se perde em meio as suas importantes preocupações; reclamar se o tempo está ensolarado ou chuvoso, quem será o campeão da corrida ou daquele jogo de futebol ou se sua roupa está boa o suficiente para ir àquele lugar, em formular aquela frase de efeito propagativo para postar em redes sociais, em se preocupar com seu cabelo ou seus meros outros detalhes, no que falar e com o que as pessoas irão pensar de você após ter dito aquilo, se a comida está sem sal ou muito salgada, se a água do chuveiro não está quente o suficiente hoje ou a Net resolveu não colaborar essa semana.
É, tem razão. Talvez eu realmente seja esta pessoa despreocupada e distraída. Ou talvez eu apenas tenha optado por me preocupar com coisas das quais realmente valem a pena se importar.

Beatriz Bicalho

A: Você me faz rir. Você faz rir... você ri. Você é uma gargalhada despreocupada, insensata e infinitamente agradável. Que não sabe a hora de parar. Chega e vai sem aviso. Orgástica. Delisgada às consequencias do seu começo e fim, da busca por você. Mesmo que elas demorem 9 meses para aparecer... Não, eu não sei o que pode ser melhor. Mas eu não conto mais comigo. Cansei. E que seja sua a responsabilidade.

Cinthia Lages

Hitler e o nazismo as fotos em família

Uma rotina alegre e despreocupada
No final da tarde voltavam para seus lares
abraçavam a família como se tivessem passado o dia na empresa

As fotos surpreendem por não
demonstrar o monstro sádico que era em
suas ações

Muitos hoje são como ele e esses muitos
não são perversos e nem sádicos,
são assustadoramente normais.
essa normalidade é muito mais aterradora do que todas
as assomadas juntas

Marcia lailin

Ultimamente eu to assim quietinha, tranquila, despreocupada...
com quem entra, com quem sai, com quem some, com quem muda, com o que pensam, com o que falam.
Ultimamente eu to deixando rolar...
de um lado, do outro, pra frente ou pro fim? É, to deixando rolar!
Sem muito me apegar, sem muito me importar, sem muito falar...
Meu lema é apenas observar.

Natalia Felix

Tão ingenua, tão meiga, tão calma. Tão despreocupada, tão rica… de sorrisos, de abraços de afeto e de carinho. Tão si, tão ti, tão tua…

Carla Orlandini

Questão de opinião.
Sou como um pássaro, vivo sempre voando despreocupada,
pois sei que para tudo há uma solução, exceto para a morte.
Sou uma abelha: posso ser doce, mas também sei ser amarga,
depende do ponto de vista de quem me observa.
Sou como o vento, posso proporcionar uma leve brisa de verão,
mas também posso gerar destruição.
Sou como a lua, vivo mudando de fases,
mas nunca deixo meu brilho interior se apagar.
Sou igual ao universo, vivo em expansão,
mas não sei aonde irei chegar e o que o futuro me reserva.
Sou um ser único, inigualável,
com qualidades e defeitos que nunca serão imitados por outros seres.
Sou diferente de tudo, depende da sua questão de opinião.
Sou como o sol, disposta a iluminar o caminho de quem me observa.
Sou como as estrelas, distante, mas sempre perto observando o que se passa.
Sou uma metáfora, alguém a ser desvendada,
sou diferente a cada dia, sou alguém desconhecido para mim mesma.
Sou um ser humano, a cada dia sou de um jeito,
vivo buscando algo que não sei o que é.
Sou como todos da minha espécie, alguém único,
capaz de mudar tudo ao meu redor dependendo do meu humor.
Sou um ser capaz de desvendar os mistérios do universo,
enfim, sou um ser humano a cada dia
disposta a mostrar as minhas qualidades e defeitos independente de opiniões.
Autora do livro de poesias Vida.
Editora Zerocriativa.

Michelle Zanin

Quando a saudade invade
Licença não quer pedir
Ela vem despreocupada
E sem ter para onde ir
Acha que tem o direito
De poder mim invadir

verniorrsousa

E queria voltar ao tempo em que quando criança a vida era toda despreocupada.

Juliani Melo

É que essa cara despreocupada foi o tempo quem fez.
Da minha pouca idade, só Deus sabe o que eu passei.

Dias de Truta

Status: to feliz to despreocupada..com a vida eu to bem :)

Desconhecido