Despedida Infantil

Cerca de 1295 frases e pensamentos: Despedida Infantil

É as vezes sou meio infantil, as vezes sou ignorante, mas de uma coisa ninguém pode reclamar, eu faço e falo o que vem na cabeça, não sou falso.

Daniel Ernani

Certa vez, a menina entrou em metamorfose. E, da inconsciência infantil, nasceu agressões à mente fraca e ao coração que, constantemente, passou a apertar-se.

Certa vez, a menina triste arrancou a própria carne, transfigurando-se em uma idealização que ela nunca alcançaria! E, da inocência, fumegou-se o sofrimento trazido pelas lágrimas, agora, diárias.

Certa vez, a menina furou a candura com seus ossos agigantados. E, ao invés da lição, ah, a garota agarrou-se ao errado que, de uma forma incrível!, dava-lhe prazer.

Mateus Guilherme

Engraçada: “Muito infantil” Quieta: “Deve ser emo” Fofa: “Simpática demais, deve ser falsa” Sincera: “Aff, que grossa”. Eaí, decide né?

Melissa Aguiar

existem 3 tipos de amor :

Amor infantil :

''eu te amo porque você me ama .''

Amor Adolescente :

''eu te amo se você me amar .''

Amor Adulto :

'' eu te amo independente de você me amar .''




'' ''eu te amo independente de vc me amar '' .... independente do que os outros digam , independente das merdas que vc fez no passado .... porque o amor é isso , é amar a outra pessoa independente de qualquer outra coisa , se vc não é capaz de perdoar e recomeçar outra vez , de se dar uma nova chance ... então não é amor !!

Michelle Halls

Homem que brinca com sentimento de Mulheres, é digno de ser definido como um Imaturo, Infantil e sem Firmeza de caráter!

Bruno Toddy

Estava aqui editando um vídeo de um aniversário infantil de 1997, quando começaram a passar fatos, momentos em minha mente como se fosse um filme.
Me lembro bem que no final dos anos 70, década de 80, as pessoas eram mais felizes com menos. Os padrões de beleza não eram nem corpo sarado para homens nem a ditadura da magreza para as mulheres.
Não existia bullying, apanhava, batia, ganhava apelido, colocava apelido. Havia mais respeito ao ser humano.
Hoje, a vaidade excessiva impera. Magreza, corpos sarados, abdome definido, roupas da moda, afetados querendo afetar a todos.
Será que vale a pena um corpo sarado, bronzeado, da cor do pecado, roupas da moda, badalado nas redes sociais, porém rachado, mal formado, sem conteúdo? Claro que todas as regras tem excessões, mas confesso que prefiro ficar sozinho a ficar simplesmente com um rostinho bonito sem conteúdo.

Daniel Batista Junior

Infantil, Mas Ruim...

Bu, bu, bu, buu...
Sei mais que você! -
Disse, ignorante...

Francismar Prestes Leal

E se meu texto ficar tão decorativo, tão infantil e tão meloso que te faça achar graça e não achar fofo? E se você me conseguir me perder, e eu vou te dar um murro. Eu, uma menina tão complicada amando um cara cheio de confiança, que fim seria? Dispenço previsões.E aí, a gente briga, você manda eu procurar qualquer um, mas eu não quero procurar qualquer um, só me resta sair de cena e voltar a qualquer hora te falando que eu amo você, mesmo acreditando ou não. Se sentiria orgulhoso ao menos de saber que depois de meses em escrever algo depressivo, você conseguiu me trazer a paz finalmente? Você acharia meloso ou fofo? Me conte como seria sua vida comigo, fale de nossos futuros filhos ou da nossa casa?!

LaylaPeres

Brinco com coisas sérias
E amadureço o que me for infantil
Confundo as coisas para sempre eu pensar
Somente assim não serei vazio

Fernando R. Couto

Perto de você eu me sinto como uma criança . Me sinto boba,e muitas vezes até infantil...Talvez seja assim que você me veja.Aí eu fico aqui,tentando me fazer de gente grande perto de você.Consigo ? Tenho certeza que não.
Olho nos seus olhos e minha tentativa logo se perde,me sinto como criança mais uma vez...não conseguindo expressar nem metade do que quero te dizer.Tento arranjar conversas de gente grande pra falar com você,mas minha tentativa é em vão...Quando vejo já estamos brincando...E aí minha tentativa se perde novamente.Quando me dou conta já estamos rindo como crianças,carregando um sentimento puro como crianças carregam...

Bruna Cohen

E não me venha com aquele discurso infantil; não me diga que não me merece! Porque se de alguma coisa eu sei nessa breve existência chamada vida, é que merecemos quem nos ama. E não me venha com paredes e barreiras fisícas ou sociais. Eu me disponho a quebrá-las; me empenho em fazer com que elas caiam por terra. Subo ao olimpo do mundo pra te alcançar, embora você se faça inalcançavel por puro capricho.

Junior Rodriguez

Posso ser ingênua, mas não ser besta.
Posso ser infantil, mas não ser criança.
Posso ser sincera, mas não falar demais.
Posso ser errada, mas estar certa.
Posso ser estranha, mas ser normal.
Posso ser chata, mas não rabugenta.
Posso gostar, mas não amar.
Posso odiar, mas adorar.

Carolline Milici

Chego a ser infantil certas horas em reação aos comportamentos de pessoas mendazes que para mim vivem de forma umbráticas!!!

Nilson Matos F. Junior

Há muito mais mistérios envolventes à Psique humana do que imagina nossa infantil Psicologia.

Josafá Miguel

Matemática Infantil?

Meu amor
Por você é maior
Que o mundo, vezes dois!

(Verídico; e eu sempre respondo: "pra sempre, pra sempre...").

Francismar Prestes Leal

Crer em deuses capazes de livrar-nos de todos os males que nós mesmos criamos é o cúmulo da infantilidade.

Paulo Ricardo Zargolin

“Tudo aconteceu muito de repente. De alguma maneira eu odiava aquele jeito desastrado e infantil. Impliquei com o modo de andar e falar. Era como se eu não conseguisse não me incomodar com aquele sorriso lindo e aquele cabelo cor de jabutic
aba que passava por mim mais rápido do que as outras pessoas...
Eu sempre gostei de ser entendedora das pessoas, mas aquele tom de pele, aquela suavidade de movimentos me detinha a habilidade, me deixava confusa e sem chão. Era como se mesmo sem conhecer aquela alma profundamente, eu sabia que ela não era igual as outras, era uma alma diferente, uma alma compatível com a minha.
Se escondia atrás dos olhos verdes. Eu queria ficar longe mas alguma coisa me empurrava pra perto, me deixava com uma incerteza, uma fraqueza, uma vontade inexplicável.
Nunca senti algo tão forte antes. Era estranho sentir essa saudade inesgotável de uma pessoa que eu mal conhecia.
Depois de trocar as primeiras palavras, os primeiros sorrisos escancarados, o primeiro contato de corpos e almas, todo meu conceito mudou em um instante, eu não fazia ideia que existia alguém no mundo capaz de me deixar daquela maneira: "caçando detalhes por ai"...
Perdia o sono, perdia a voz, perdia a noção de certo e errado, tempo e espaço.
Eu tentava me afastar ou simplesmente parar de pensar naquela pessoa que parecia um vento, e passava por mim me afagando os cabelos, espalhando seu cheiro em volta de mim.
De alguma maneira eu não me imaginava mais sem aquilo. Mesmo conversando por horas falando de assuntos banais, anormais...
Em alguns dias eu já sabia: Aquilo era tudo que eu queria pra sempre.
E de repente, aquela pessoa que eu não gostava, aquele jeito que eu não admirava em ninguém se tornou minha maior fraqueza, minha fonte de força por demonstrar tanto carisma e pureza.
Me senti perdida. Como pude ser tão fraca em deixar alguém mudar a minha vida em menos de um mês ?
Eu não podia estar apaixonada, eu não devia estar apaixonada. Logo agora que havia me acostumado em espalhar pedaços do meu coração por ai, logo agora que aprendi a amar só a mim, logo agora.
Minhas forças e minhas tentativas de ficar longe não obtiveram sucesso. E isso foi uma das melhores coisas que aconteceu em minha vida (...)”

Andrezza Guedes

DERROTADO E FELIZ

Demétrio Sena, Magé - RJ.

Depois de ler para Júlia, um clássico infantil que narra a história do pai coelho e seu filho, que trocam declarações de amor mensurando medidas e distâncias*, romântica e descaradamente resolvo plagiar: Digo para minha filha, que o meu amor por ela é maior do que o mundo. Não; do que o mundo, não. Na verdade, maior do que a via láctea.
Como que a incorporar o coelhinho da história, ela me olha pensativa. Orgulhosa, nem me pergunta o que é via láctea. Tira sua cabeça do conforto de meu colo, senta, e com voz tão doce como desafiadora, mostra quem manda nessa questão.
- Olha, pai; eu te amo mais do que o céu! Não, do que o céu, não! Eu te amo mais do que tudo aquilo que os coelhos disseram, e mais do que tudo isso que você ia dizer depois de mim!
Derrotado e feliz; tão feliz quanto aquele coelho pai, não falei mais nada. De fato, a minha filha me ama muito... E também é muito competitiva.

* Referência à fábula ADIVINHA O QUANTO TE AMO, de Sam Mc Bratney

Demétrio Sena - Magé-RJ.

Que o medo de ser ridicula e infantil não invada minha ética, mesmo que eu já esteja calejada, que eu já não tenha cheiro de menina, ou que já tenha recebido cartas de má respostas, cartas que cobram, cartas de mentirinha, e até cartas devolvidas.

Texto Uma carta de amor para o destinatário certo

Srta Fê

Eu agradeço por você ser imaturo, infantil e me fazer sofrer constantemente. Eu sou um ser mais sábio, forte e prudente graças as doídas lágrimas que você fez escorrer pelo meu rosto.

Dhieferson Lopes