Despedida de Solteira

Cerca de 671 frases e pensamentos: Despedida de Solteira

Nesse circo chamado vida de solteira tem muito palhaço e pouco mágico.

Vanessa Pimentel

Não me vingo, aproveito a deixa. Não sofro, improviso. Não fico solteira, entro em temporada. Não vivo, ensaio. Não morro, fecho a cortina.

Barbara Heliodora

Solteira sim...
sozinha nunka!

JulinhaH

Ressaca hoje, acho que esse lance de ser solteira nos deixa muito louca, a pista ontem estava cheia de bocas, pegadas e bundas masculinas deliciosas.

Fernanda Magalhães

Ser solteira não significa ter que sair por aí dando pra meio mundo, fica a dica amada.

Carolina Bensino

Sou somente sol selvagem;
Solteira, sem solo, solitária, sem sombra;
Sigo sentindo saudade;
Sofrendo, suspirando sentimentos;
Sim! Saciei sua sede, seu sorriso seduz...
Se soubesse, simplesmente sumiria... Sem Sim(s).

Danilla Luane

A Diferença total entre uma solteira e um solteiro é que em tese a solteira só deve procurar os solteiros e os solteiros só devem procurar as casadas.

Suellén Terto

Solteira sim, sozinha nunca, mentindo sempre!

desconhecido

A tentação

Um tarde qualquer de verão, solteira, tento me conformar com a ausência de certas coisas em minha vida, porem tudo que olhava que sentia, e que tocava me lembrava você, nossos amigos em comum me deixavam louca, com tantas esperanças, sem sabe o que fazer, decidi com isso sair de casa, esfriar a cabeça, ser feliz e me acostumar com a idéia de que tudo acabou. Mas quando te vi, tudo desabou, o que eu tentava deixar de sentir por você veio com mais força do que nunca, abalou o meu coração que já estava em estado de choque, tentei disfarçar como sempre, mas a minha transparência incrível falou mais alto, trocamos poucas palavras, e muitos olhares. Confesso que eu já estava enlouquecendo, com o fato de te ver diante a mim e só poder te tratar como amigo e isso eu já nem queria mais.
O vento bateu em tua face, e o que cruzou por mim foi o nosso perfume, perfume de cumplicidade, de amor e de eternidade. A tentação quase me tomou por inteiro, por alguns segundos eu parecia de volta à vida real, e que tudo o que estávamos vivendo era só mais um pesadelo, que sentias por mim tinha voltado, e que o nosso pra sempre não tinha se acabado... Pena que foi só por alguns segundos.

12/12/10

Débora Comis

É melhor estar solteira, cobiçada, pipocada, do que amar e não ser amada.

Rayade Carvalho

Não se iluda, estar solteira é só um estado civil, eu nunca fico sozinha.

Rebeca F

O ruim de ficar tanto tempo solteira é que você vê muitas coisas que não devia. Ou que todas deviam ver, não sei. E acredita cada vez menos em relacionamentos, lealdade, confiança. Tem vontade de ser solteira pra sempre, só pra não ter que passar por tudo aquilo que você já conhece de trás pra frente, ainda que ter alguém faça falta todo dia. Porque ter alguém também faz decepção, de sobra. E eu não tô afim. Vejo todos os dias os caras comprometidos, perdendo completamente a linha por aí. Colocando a namorada no bolso, sem o mínimo de respeito ou consideração, pegando amiga, prima, mãe e depois se declarando nas redes sociais. E me dá náuseas, definitivamente, não é isso que eu quero pra mim. Não tô generalizando. Tô lamentando o que eu mais vejo na minha vida. Lamentando a morte gradativa da minha esperança de amor e coisas bonitas. Esses dias minha amiga ficou, pela milésima vez, com um carinha que namora. Eles tem tipo um rolo, o cara é galinha profissional, mas ele no facebook é encantadoramente apaixonado, figura clássica. Mais tarde, eu tava ficando com um garoto qualquer e ele recebeu uma sms que dizia "Eu te amo demais, mesmo você não acreditando. Espero pelo dia que vamos ficar juntos pra valer.", ele leu, fechou e me beijou, sem esboçar nenhuma reação. Me deu um alívio enorme de estar ali por estar. E eu não consigo parar de pensar na história por trás daquela mensagem. E em como aquela menina devia tá se sentindo naquele momento, no quanto ela devia ter relutado pra escrever aquilo e se rendeu, num gesto de esperança, mais uma tentativa de fazer dar certo, de felicidade a dois. No quanto ela podia ser ou já foi eu. E, principalmente, no meu medo, de um dia, voltar a ser a menina que envia a sms.

luanna

Estou tão feliz solteira, que mesmo com esse frio, não sinto falta de mais nada além do meu edredom.

Joyce Xavier

Solteira... Porque a vida com S é mais gostosa!

Marcela Neiva

Sem tempo a perder

Meu nome é Beatriz, tenho 45 anos,
solteira, sem filhos, relativamente
bem-sucedida profissionalmente.
Depois de sair de um relacionamento
de mais de quinze anos, há dois
namoro Miguel. Um pouco mais novo
que eu, ele também tem nível
superior, se veste bem, é inteligente,
embora não necessariamente
bonito. Temos uma boa relação,
saímos bastante. O sexo é bom e ele
é um cara agradável, de bom papo
e bastante companheiro. Mas
reclama além da conta. Reclama de
falta de romance, me cobra beijos
apaixonados, se irrita que nunca lhe
escrevo, que pouco lhe telefono e
quer que eu fique o tempo todo
abraçando-o e dizendo que o amo.
Me acusa de não ser carinhosa e por
vezes me taxa de ser fria,
pragmática, objetiva e sistemática.
Reconheço que gosto dele, é uma
boa companhia, frequentamos bons
lugares, dele recebo bons presentes,
mas acho que essas coisas que ele
me pede não precisam acontecer a
todo momento num relacionamento.
Já fiquei por quase duas décadas
com uma outra pessoa e não acho
que ser melosa ou me comportar
como uma adolescente vá resolver
qualquer coisa. Se duas pessoas já
estão juntas, pra que ficar
comemorando datas? Para não me
aborrecer, me calo e evito brigar,
mas ele não para de reclamar, me
lembrando uma criança que quer
tanto um determinado brinquedo.
Faço tudo para agradar, mas para
ele nunca basta. Quero buscar
minhas coisas, evoluir
profissionalmente, comprar uma
casa, recuperar o meu tempo
perdido no longo convívio com o
antigo namorado. Para mim a vida
tem que ser real. Não tenho tempo
para poesia.
Beatriz Lira, RIO DE JANEIRO – RJ.


Levantou apressada. Ligou a televisão para saber do trânsito, ver a previsão
do tempo. Ligou a cafeteira, dobrou os lençóis, abriu as janelas, tomou suas
pílulas. Sorveu apressadamente o café, engoliu a torrada. Vestiu-se, ajeitou o
cabelo, conferiu o relógio. Desceu as escadas, entrou no seu carro e para o
trabalho rumou. Terminado o expediente, juntou suas coisas, voltou para
casa. Era sexta-feira e precisava preparar o jantar para quando seu namorado
chegasse. Pensando em algo rápido, optou pelo bom e velho macarrão.
Mediu a quantidade de água, partiu a massa em duas partes iguais, dosou
cuidadosamente o sal; geometricamente partiu a cebola, fatiou os tomates e
pegando a tesoura na gaveta, abriu, conforme indicado no rótulo, a
embalagem do molho pronto. Misturados os ingredientes, feita a comida e
ligeiramente cansada, se deitou até que a campainha tocasse.
Me chamou atenção no relato de Bia – e assim ela pede que a chame – o
conjunto de reclamações que ela faz, pois nas centenas de cartas por mim
recebidas, o que ocorre é o contrário: as mulheres se ressentem exatamente
daquilo que em Miguel incomoda Beatriz. Em quase totalidade, elas querem
alguém com tais atributos: gentileza, romantismo, poesia, bom humor,
inteligência e se bom de papo for, melhor ainda; reclamam que eles não
conseguem dizer que as amam, que se esquecem das datas e, incapazes de
escrever um simples bilhetinho num rascunho qualquer, não demonstram
carinho. Estudiosos, cientistas, artistas, músicos, escritores, psiquiatras,
todos, em sua seara, campo de estudo, atuação e expertise, podem falar e
tratar do amor. Dependendo da ótica e do prisma pelo qual se recaia a
análise, podem ser verificados diversos desdobramentos, o que nos leva a
crer não existir regras ou manual de instruções para o relacionamento em
matéria de amor. Mas fato é que o casal deve estar em harmonia, coadunado
em interesses, alinhados em gostos, afinidades, prazeres, estando o mais
próximo possível daquilo que chamo sintonia fina. Fazer tudo para agradar
guarda uma considerável diferença com ser agradável. Não se sabe se Bia
põe na conta de Miguel os erros do passado e o tal tempo perdido que ela diz
amargar do antigo namoro, mas baseado em seu relato – no qual em
momento algum ela diz amar Miguel -, não se pode negar haver um
excessivo pragmatismo, certo objetivismo e racionalidades que engessam o
namoro, criam fissuras internas e tiram o prazer de ambos. Beatriz, cansada
por já ter visto e vivido tais coisas por duas décadas, se tranca e evita o que
para ela será desgaste; e Miguel, ávido por levar novidades à sua amada,
romântico de mão cheia, sofre com o que entende ser falta de reciprocidade e
desamor, frieza e desinteresse.
Ironia ou não, o significado do nome de nossa leitora remete às coisas que
ela de certa forma não preza: Beatriz, originado do latim, significa “aquela
que faz os outros felizes; e a Lira, belíssimo e erudito instrumento musical,
como o próprio nome já diz, remete à melodia, música, à poesia e lirismo.
Talvez Bia – que deve urgentemente se decidir - precise entender que o bom
e velho macarrão pode ser enriquecido com mais aroma, pequenas pitadas de
alecrim, manjericão e um azeite especial; que os temperos podem sim, ser
cortados assimetricamente sem comprometer o sabor do encontro ou
significar perda de tempo aos namorados. Talvez a bela taça seja mais
aproveitada à mesa que na estante e que as celebrações podem, sim, ocorrer
na sexta-feira, em casa, após mais um dia de trabalho, bastando apagar a luz,
acender as velas, pegar aquela antiga (mas bonita) toalha na gaveta. E que
para Miguel, com certeza fará toda a diferença encontrá-la de braços abertos
e sorriso iluminado na porta que deitada assistindo à televisão. A vida lá
fora, sem qualquer prejuízo aos planos e projetos, pode esperar.

Marco Santiago

Morar nessa cidade é pedir pra morrer solteira só pode. T.T

desconhecido

Moça Nordestina.

A nordestina é faceira
bonita formosa e bela
se a menina for solteira
ainda é moça donzela
se bulir, fizer besteira
é na base da peixeira
Que o cabra casa com ela.

Guibson Medeiros

Eu prefiro ser a garota solteira, que está sempre sozinha, do que fazer o papel da namorada que é traída e se acha a mulher mais amada do mundo.
Não adianta ter ciumes, postar indiretas no face, implorar amor, afastar todas do seu namorado, ou trancar ele dentro de um cofre, quando um alguém quer pra valer não tem nada que impeça.

Boa noite, que Deus continue abrindo e iluminando os nossos caminhos. :D

Amanda Emília

Eu prefiro ser a garota solteira, que está sempre sozinha, do que fazer o papel da namorada que é traída e se acha a mulher mais amada do mundo.
Não adianta ter ciumes, postar indiretas no face, implorar amor, afastar todas do seu namorado, ou trancar ele dentro de um cofre, quando um alguém quer pra valer não tem nada que impeça.

Amanda Emília

Sim sou solteira para os que não sabem, mas tenho a breve mania de respeitar quem me respeita.

Érica Pandolfo