Desconfiança

Cerca de 191 frases e pensamentos: Desconfiança

A dificuldade é formada pela iniquidade e desconfiança em si mesmo.''

Rafa Mendes

Eu tenho muitas duvidas. E isso se torna um grave defeito. Mas a desconfiança, ainda consegue ser maior.

Talita S. Santos.

Não mantenho na minha vida pessoas que tem a DESCONFIANÇA como o centro da relação !!

KÁTIA RUIVA

O ciúme nos relacionamentos certamente indica insegurança e/ou desconfiança.

Daniel Melgaço

No muro da desconfiança nasce, brota e cresce o pé de caos, os frutos são desavenças e brigas.

Gil Nunes

Nunca se esqueça que um verdadeiro amor não se deve a desconfiança, mas sim a sinceridade e o bem estar de ter quem ama ao seu lado.

Leovardo Ricardo.

Faça valer a pena, quando desconfiam que não é capaz!
E tornará a desconfiança incapaz de avaliar!

TyninhaOliveira(Ana Cristina)

Desconfiança Indesculpável



O Rei fez um grande banquete e a todos convidou.
Preparou um indulto para a sua presença,
E prometeu perdoar todos os seus devedores,
E admiti-los para sempre como amigos em seu reino.

E como prova do quanto estava disposto a fazê-lo,
Enviou o seu próprio filho amado que não tinha pecado
Para quitar a nossa dívida com o Rei e com seu reino
Por meio de um sacrifício sangrento de si mesmo.

Agora, eis a grande questão interposta:
Quem permanecerá na dúvida desconfiando
Da bondade e amor do Rei por todos nós?
Quem desconfiará de suas reais intenções
Ao fazer o convite para nos achegarmos à sua mesa?

Seria possível haver uma maior prova de amor
Do que aquela que já nos foi dada no Calvário?

Duvidar de tão preciosa graça assim concedida
É por certo o maior de todos os pecados.

Silvio Dutra

Palavras

Com uma palavra bruta nasce magoa
Com uma palavra mentirosa nasce desconfiança
Com uma palavra de animo nasce força
Com uma palavra honesta nasce fidelidade
Com uma palavra de carinho nasce amizade
Com uma palavra de fé nasce esperança
Com uma palavra de amor nasce união
Sejam elas como for, tem o poder
De mudar toda uma historia entre duas pessoas
PALAVRAS, saiba como e quando usa-las

Amaury Oliver

" O Ciúmes é uma doença do amor causada pelo vírus da desconfiança"

Priscilla Carvalho Tourices

Terrível mundo que engole tudo
Sobre ti valores se perdem, e
Desconfiança nasce e cresce.
Onde está a tua credibilidade,
Onde repousa sua crença em tempos bons?
Como a força de um tufão,
Que devasta e destrói,
Passa carregando e esmiuçando demasiadamente,
Há em ti uma compulsividade sem limites.
Teu ego te alimenta e a nudez te faz notório.

E hoje não há nada a ser mais deixado,
Esse tem sido nosso legado!

Gustavo Mendes Fiúza

Uma liderança pacata, mole e sem conhecimento, que trata ainda seus liderados com desconfiança, é ofensiva e seus dias estão contados ao fracasso.

Helgir Girodo

Sua desconfiança além de te estragar, ta estragando a nossa história também. Não dá pra viver em cima do muro, sem saber pra qual lado descer, com medo que qualquer tempestade me derrube pro lado oposto do seu. Mas você nem percebe isso, não é mesmo? Sempre tão vidrado nos seus argumentos, me deixando de lado, me fazendo esperar mais um pouco. Acontece, que eu não sei se eu suporto mais uma semana de espera, você longe, pedindo um tempo para pensar. Meu sentimento por você não é pouco, e nunca foi. Nisso você tem que acreditar. Faz assim, não pensa muito, se entrega e só. Usa o tempo ao nosso favor, você do meu lado, eu ganhando a sua confiança. Quer pensar? Então pensa aqui comigo, me sentindo, me tocando, nos meus braços. Uma semana longe é muito tempo, o seu silêncio ecoando dentro da minha cabeça me enlouquece. Eu quase louca, quase tua e, completamente apaixonada. Mas você não acredita. Então me fala, o que eu faço para você acreditar nos meus sentimentos, o que eu faço para você confiar um pouco mais em mim, em você, em nós juntos? Me fala, porque tudo o que eu faço ainda parece pouco para você. Já tracei mil caminhos, já inventei mil planos, já beirei a insanidade tentando encontrar um jeito de me aproximar de você, sem fazer barulho, sem te assustar. Você pode até negar para você mesmo, se fazer de durão, mas no fundo a gente sabe, que é do meu lado que você encontra paz, que é nos meus braços que você gosta de ficar, seus olhos te denunciam, não tem mais como negar. Então por favor, para de complicar a nossa história, para de querer encontrar explicação para tudo, essa sua mania de pensar ta cansando nós dois. Você sabe que eu sou incondicionalmente tua, então me tira desse castigo, vem pra ficar, ou vai de vez. Mas não me deixa aqui, esperando por notícias, que só você sabe se um dia vão chegar.

Amanda Sanches

Ciúmes não é sinal de desconfiança. É sinal de amor, de proteção, de medo de perder. Mas ciúme, como tudo nessa vida exige equilíbrio: ciúme demais desgasta, não demonstrar ciúme desgasta mais ainda. Tem que ter medida, controle, equilíbrio.

Bárbara Flores

A desconfiança que agente tem das pessoas é o que faz com que estas desconfiem de agente.

Meza Jaime

Relacionamentos tornam-se jogos quando não nos entregamos por inteiro, por mera desconfiança da reciprocidade. Confiar na lealdade, na fidelidade e até na idade! Tornam-se jogos quando não acreditamos na probabilidade do outro nos amar mais do que nós mesmos. Que feio! É como se duvidássemos da capacidade do outro de amar. Como se só a gente soubesse amar. Muitas vezes, a vontade de ligar no dia seguinte é sufocada pelas experiências passadas. A vontade de procurar é mensurada pelas malditas vezes que não nos procuraram. A atenção oferecida é ligeiramente abandonada só porque ainda não deram sinal de vida pra gente. O que nos mostra que sempre quando achamos que aprendemos com algo, na verdade estamos reproduzindo a dor da dor. Isso não é aprender coração, é sofrer novamente. Só espero que um dia a gente possa voltar a ser gente.

Geraldo Vilela Mano Júnior

A desconfiança é um excelente contraceptivo.

Damnus Vobiscum

A desconfiança vem átona, cuidado para não se ferir.

Vildo

O "novo" traz um desafio, é um pacote de medo, ânsia, desconfiança, esperança, aflição e grandes expectativas... decepções também vem junto! E a resposta interminável da pergunta: crer ou não crer? O "não fazer" traz uma grande frustração, ou seja, poderíamos ao menos ter tentado o que queríamos ganhar, pelo inútil medo de arriscar. PRONTO PARA O NOVO?

Ionan Brito

Maldito o Homem que Confia no Homem

Este título não é para incentivar a desconfiança entre as pessoas, e nem sequer para proferir maldição a quem quer que seja.
Nós veremos o significado correto desta expressão, no contexto em que foi proferida por Deus em Jeremias 17.5.

Nós aprendemos do décimo sétimo capítulo de Jeremias, que nada agrada mais ao Senhor do que se guardar a Sua Palavra. Ela deve ser o referencial da vida, tanto de grandes quanto de pequenos, tanto de ricos quanto de pobres.
A exigência feita aos reis e príncipes de Judá para que não comerciassem no dia de sábado, como se vê no final deste 17º capitulo, é apenas um exemplo destacado pelo Senhor quanto ao respeito e obediência que os judeus deveriam ter pelos Seus mandamentos, porque a guarda do sábado era uma das principais exigências no Antigo Testamento.
Quantos líderes, em muitas igrejas espalhadas em toda a face da terra, dirigem suas vida e o povo debaixo do cuidado deles, pelos seus próprios critérios e não pelos previstos na Palavra de Deus?
Eles costumam afirmar que obedecem a Palavra, mas na prática o que ocorre é algo muito diferente disto, e esta é a razão de não se ver a presença do Senhor entre eles.
O povo de Israel havia dado ouvido aos falsos profetas, e não deram crédito à Lei do Senhor e nem aos profetas que lhes anunciavam os juízos da Lei contra o pecado.
Assim, permaneciam debaixo da maldição da Lei, que afirmava ser maldito todo aquele que não guardasse os seus mandamentos.
Daí o “maldito o homem que confia no homem”.
Os judeus estavam confiando na força do Egito, e das demais nações com as quais pensavam em se coligar para tentar deter o poder de Babilônia.
Era isto que os falsos profetas lhes aconselhavam, para que não tivessem que se arrepender de suas más obras, e ao mesmo tempo se livrarem da opressão da nação inimiga.
Por isso o Senhor declara no verso 5 deste 17º capítulo de Jeremias:
“Assim diz o Senhor: Maldito o varão que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do Senhor!”
E nos versos 7 e 8:
“7 Bendito o varão que confia no Senhor, e cuja esperança é o Senhor. 8 Porque é como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro, e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e no ano de sequidão não se afadiga, nem deixa de dar fruto.”
E o motivo disto, como temos fartamente comentado é o que Ele afirma no verso 9:
“Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o poderá conhecer?”
Ora, se o coração humano é enganoso e perverso, em razão de possuirmos uma natureza decaída no pecado, que está naturalmente indisposta contra a vontade de Deus, então não será nele que acharemos as respostas de vida eterna e abençoada.
Não será consultando e sendo guiado pelo sentimento do coração que toparemos com a verdade relativa à nossa condição e necessidade.
Então devemos confiar no Senhor e buscando direção nEle e na Sua Palavra, porque Ele afirma no verso 10:
“Eu, o Senhor, esquadrinho a mente, eu provo o coração; e isso para dar a cada um segundo os seus caminhos e segundo o fruto das suas ações.”
Devemos ter a mesma humildade do profeta, que apesar de estar na plenitude do exercício de um ministério com a marca da chamada de Deus, reconhecia que necessitava do Senhor para tudo, até mesmo para andar nos Seus caminhos, e não se desviar deles, e ser curado e livrado (v. 14).
Somente o Senhor é a fonte de águas vivas (v. 13) então não será nenhum homem que poderá saciar a nossa sede de justiça.
Jeremias não havia pedido ao Senhor que trouxesse qualquer mal sobre os judeus, mas eles estavam atribuindo a ele todo o mal que lhes estava sucedendo, e consideravam como suas próprias maldições todos os juízos que estava proferindo contra o pecado deles.
Todavia, ele lhes falara da parte do Senhor, com temor e tremor, de maneira que lhe pediu que fosse o Seu refúgio no dia da calamidade como vinha sendo até então, e que não fosse achado tal como eles, digno de estar sob o espanto das ameaças de Deus.


“1 O pecado de Judá está escrito com um ponteiro de ferro; com ponta de diamante está gravado na tábua do seu coração e nas pontas dos seus altares;
2 enquanto seus filhos se lembram dos seus altares, e dos seus aserins, junto às árvores frondosas, sobre os altos outeiros,
3 nas montanhas no campo aberto, a tua riqueza e todos os teus tesouros dá-los-ei como despojo por causa do pecado, em todos os teus termos.
4 Assim tu, por ti mesmo, te privarás da tua herança que te dei; e far-te-ei servir os teus inimigos, na terra que não conheces; porque acendeste um fogo na minha ira, o qual arderá para sempre.
5 Assim diz o Senhor: Maldito o varão que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do Senhor!
6 Pois é como o junípero no deserto, e não verá vir bem algum; antes morará nos lugares secos do deserto, em terra salgada e inabitada.
7 Bendito o varão que confia no Senhor, e cuja esperança é o Senhor.
8 Porque é como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro, e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e no ano de sequidão não se afadiga, nem deixa de dar fruto.
9 Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o poderá conhecer?
10 Eu, o Senhor, esquadrinho a mente, eu provo o coração; e isso para dar a cada um segundo os seus caminhos e segundo o fruto das suas ações.
11 Como a perdiz que ajunta pintainhos que não são do seu ninho, assim é aquele que ajunta riquezas, mas não retamente; no meio de seus dias as deixará, e no seu fim se mostrará insensato.
12 Um trono glorioso, posto bem alto desde o princípio, é o lugar do nosso santuário.
13 Ó Senhor, esperança de Israel, todos aqueles que te abandonarem serão envergonhados. Os que se apartam de ti serão escritos sobre a terra; porque abandonam o Senhor, a fonte das águas vivas.
14 Cura-me, ó Senhor, e serei curado; salva-me, e serei salvo; pois tu és o meu louvor.
15 Eis que eles me dizem: Onde está a palavra do Senhor? venha agora.
16 Quanto a mim, não instei contigo para enviares sobre eles o mal, nem tampouco desejei o dia calamitoso; tu o sabes; o que saiu dos meus lábios estava diante de tua face.
17 Não me sejas por espanto; meu refúgio és tu no dia da calamidade.
18 Envergonhem-se os que me perseguem, mas não me envergonhe eu; assombrem-se eles, mas não me assombre eu; traze sobre eles o dia da calamidade, e destrói-os com dobrada destruição.
19 Assim me disse o Senhor: Vai, e põe-te na porta de Benjamim, pela qual entram os reis de Judá, e pela qual saem, como também em todas as portas de Jerusalém.
20 E dize-lhes: Ouvi a palavra do Senhor, vós, reis de Judá e todo o Judá, e todos os moradores de Jerusalém, que entrais por estas portas;
21 assim diz o Senhor: Guardai-vos a vós mesmos, e não tragais cargas no dia de sábado, nem as introduzais pelas portas de Jerusalém;
22 nem tireis cargas de vossas casas no dia de sábado, nem façais trabalho algum; antes santificai o dia de sábado, como eu ordenei a vossos pais.
23 Mas eles não escutaram, nem inclinaram os seus ouvidos; antes endureceram a sua cerviz, para não ouvirem, e para não receberem instrução.
24 Mas se vós diligentemente me ouvirdes, diz o Senhor, não introduzindo cargas pelas portas desta cidade no dia de sábado, e santificardes o dia de sábado, não fazendo nele trabalho algum,
25 então entrarão pelas portas desta cidade reis e príncipes, que se assentem sobre o trono de Davi, andando em carros e montados em cavalos, eles e seus príncipes, os homens de Judá, e os moradores de Jerusalém; e esta cidade será para sempre habitada.
26 E virão das cidades de Judá, e dos arredores de Jerusalém, e da terra de Benjamim, e da planície, e da região montanhosa, e do e sul, trazendo à casa do Senhor holocaustos, e sacrifícios, e ofertas de cereais, e incenso, trazendo também sacrifícios de ação de graças.
27 Mas, se não me ouvirdes, para santificardes o dia de sábado, e para não trazerdes carga alguma, quando entrardes pelas portas de Jerusalém no dia de sábado, então acenderei fogo nas suas portas, o qual consumirá os palácios de Jerusalém, e não se apagará.”. (Jeremias 17.1-27)

Silvio Dutra