Desatento

Cerca de 27 frases e pensamentos: Desatento

O dia de não trabalhar não é o dia de se distrair – literalmente, ficar desatento. É um dia de atenção, de ser atencioso consigo e com sua vida. A pergunta que as pessoas se fazem no descanso é “o que vamos fazer hoje?” – já marcada pela ansiedade. E sonhamos com uma longevidade de 120 anos, quando não sabemos o que fazer numa tarde de domingo!

Nilton bonder

Amar você

Amar você é mergulhar em águas turbulentas
E me deixar levar, sem receio, desatento.
É permitir que a vida transcorra docemente
Na certeza de que você é minha somente...

Amar você é resistir aos contratempos
É permitir que a correnteza me carregue
Porque o tenho sempre em meus pensamentos
Enquanto a vida, em seu ritmo, prossegue.

Amar você é me atirar em meio à vida
Despreocupado com o que possa surgir.
Amar você é a loucura mais querida
Que me envolve e que vem me consumir.

Amar você é a maior felicidade
Que arde dentro de meu coração.
Amar você é a loucura sem alarde
É dengo, é chamego, é paixão!

Te amo minha flor

Carlos Correia

Dos desafios que te levam a mim.

Me domina, vai.
tenta,
com teu jeito desatento e pessimista.
me segura, de corpo inteiro,
e me derrete com teus olhos, sem me tocar,
me faz te sentir apenas com tua respiração próxima a minha.

você consegue alcançar a parte em mim que é submissa a você?
Faz com tuas mãos o arrepio sucumbir a dor e falta de sensibilidade.
Faz meu grito calar-se com o gemido do deslizar das tuas mãos em mim.
E me segura e me tenha em mente e corpo, como se tem a si mesmo.

Você consegue dominar a si mesmo, dear?
Se disser que sim, eu te dou meu corpo inteiro,
para que maneje e controle minhas crises que resultam em pura poesia.

Me segura, me domina e me toma como o ultimo fôlego após o beijo, o último suspiro após matar a saudade, me toma com a intensidade do sentimento que faz se desfazer sobre mim.

Voraz

Caffèmia, Blasfêmia

A dor de uma saudade.

O desatento e inconformismo consomem minha alegria – a melancolia me domina...
No vídeo da TV tudo vejo e nada entendo; o entusiasmo das coisas que me atraiam, não tem o significado de antes: me desestimulam e aborrecem...
Que fazer?
Não sei!
O desassossego orgânico me assusta e incomoda...
Alguém observa meu comportamento e pergunta: que lhe preocupa?
Como um ator improvisado, assimilo um falso sorriso e respondo: tudo bem, tudo bem!
Embora tentasse me mostrar tranqüilo e alegre, meu sofrimento transparecia...
Sento em minha poltrona e tento repousar ou dar umas cochiladas tranqüilizantes a fim de esquecer as agruras.
De repente, o “terrim-terrim” do telefone me tira de supetão da poltrona. Apanho o fone, atendo, e uma voz melodiosa vinda do outro lado da linha, atingia meus tímpanos e se alojava no coração – era minha querida filha Regina. Lá do longínquo Mato Grosso do Sul contatava-se comigo.
Por uns minutos, dialogamos alegremente.
O desespero e a respiração amainavam e tudo voltava ao normal – verdadeiro lenitivo.
O relógio controlador da TELESC contava os minutos.
Neste ínterim, a oportunidade me proporcionou num gesto maravilhoso, um gostoso e benéfico bate-papo com meus queridos e adorados netos Alexandre e Rodrigo, meu amigos de coração. Gostaria de lhes contar muita coisa – talvez até uma historinha do Chiquinho e Benedito inventada na hora e ouvi-los a sorrir.
O tempo pôs fim à conversa.
Meus olhos ofuscaram-se com as lágrimas brotadas.
Passei o fone a minha esposa Ondina para que ela usufruísse do mesmo prazer.
Já reconfortado, retorno à minha poltrona e faço um “check-up” dos meus sentimentos e observo meu estado de graças. O mal-estar que se apoderara do meu corpo como carrapato, havia desaparecido e me senti forte e rejuvenescido.
Em análise clínica, concluí que meu mal era psicológico: nada mais era do que a DOR DE UMA SAUDADE.



Jair Pires
Florianópolis. 14.08.1985

Jair Pires

Errar o mesmo erro é um errar de um humano desatento, ignorante ou imbecil.

Alvaro Granha Loregian

Quando a atração for o evento e a unção for um mero complemento, certamente o povo viverá desatento e será levado por qualquer vento.

João Lopes da Costa Neto

"...enquanto isso,
o tempo passa
dobrando a esquina
desatento ao verso,
que teima esconder
o que o vento
aos quatro cantos,
em forma de amor
silenciosamente declara..."

Reggina Moon

E penso, e sonho e canto. E no entanto me espanto nesse desatento, dessa distração, desse desencontro.

Juliana Félix

Você é tão desligado
Tão desatento aos meus gestos
Te convidando pra ser
Meu namorado.

Sabrina Niehues

O vento, às vezes, é desatento de si mesmo, sopra mais forte, corações escapam... E o mundo gira tão rápido que já não cabe mais nem um abraço. E é assim que duas esperas se perdem sem ao menos terem dado errado.

Rosemary Chaia

Desatento ao que ser real, mas além de tudo nunca e nunca posso chamar-te de normal.

Rakel Carvalho

Quando leve caio em pensamento
queria deslizar suave como o vento
em todo o seu corpo desatento
e te fazer mais que um momento

Henrique Matsumoto

... e quando chegar a hora ele me tirara a guarda e me deixará desatento e me fará desistir. E quando eu houver visto a morte entenderei que meu caminho chegou ao fim. E ao olhar para trás verei trilhas tumultuadas e outras que pouco revolvi. E entre uma e outra saberei que vivi para fazer o tinha feito e desejar e o que tinha que ser. Que outro destino terá tido eu senão de estar onde estive e ter feito exatamente o que fiz ? E quem dirá que o horizonte que me espera a frente não foi o desenrolar óbvio para tudo isso ? Quem dessas coisas dirá o contrario?

Jair de Freitas Junior

Às vezes meio desatento me vejo desarrumado em minha confusão vestindo sonhos não sonhados;
Porém a pergunta que não se quer calar será que meus sonhos se farão realidade para que meus espelhos se despedacem e eu possa-me sentir completo?

Julio Aukay

Como pais atenciosos, para seus filhos, assim é Deus para conosco, e como são desatento os filhos para com os pais, também o fazemos com Deus. Os pais querem o melhor para seus filhos, já Deus; tem o melhor para nós.

Herbert Souto

Eu poeta, desatento perco a noção
Se são seus lábios a produzirem tal vento
... Às vezes acho que sopras amor,
Mas ainda sim, brisa é vento.

Thalles Nathan Da Anunciação Souza

O Caminho.

E até eu, desatento, distraído, de bem com a vida;
percebi que de fato havia sentido na penumbra
de tuas botas a bater ao solo, a sombra não mais lhe seguia.
Era a marca do caminho, o sinal deixado por vossos pés a indicar qual seria o próximo rumo a seguir a fim de lhe encontrar.

E Se encontrei? Acomodado, jamais saberá!
Como um suspiro da criança pobre que só tem a imaginar;
nessa ilha de miséria cerrada, cercada de diamantes a brilhar.
Onde a unica saída é trabalhar, trabalhar, trabalhar.

E para aqueles como eu, desatentos, distraídos, de bem com a vida
vamos logo acordar, fazer, realizar;
para que num futuro próximo estejamos exclusos da intensa prática de lamentar"

Ighor Mattos Granado.

Quem sou eu ?

Sou aquele perdido na multidão
que vive desatento a procura de uma explição
Aquele que anda pra lá e pra cá
sem destino , sem saber onde chegar
caminhando sozinho as vezes a voar
as vezes a viajar
Distraído eu caio , eu levanto , eu continuo
sou novo nesse mundo
a viver , eu vivo A desvendar
procuro o conhecer onde jamais alguém ia procurar
Sem saber onde parar, eu nunca paro
eu vivo a andar
Eu conquisto sozinho o que poucos irão conquistar
Quem sou eu ?
Sou um mistério a entender
o menino quieto em busca do saber

Lucas Antunes da Silva