Depoimentos para Colegas de Sala de Aula

Cerca de 1030 depoimentos para Colegas de Sala de Aula

Colégio Público
O cotidiano de um colégio público
É sempre igual
Repetitivo, monótono
Paradoxal

Aquela briga logo após o último sinal
Sempre se inicia por um motivo banal
A cobiça do namoradinho alheio
Ou uma desavença no futsal

É intervalo, e no sanguão,
A galera se senta
É hora da refeição
Arroz com ovo ou polenta
O bom mesmo é mingau
Mas aí a fila é bem lenta

A cancha, pequena e ensolarada
É o palco do Show da mulecada
Dribles, gols, arremessos e saques
É no esporte que surgem os destaques

Algumas meninas, ainda menores de idade
Logo cedo se deparam com a maternidade

Muitos, mal concluem o ensino médio
Saem por aí, pixando a parede dos prédios

Poucos sabem o nome da bibliotecária
Poucos pensam em seguir carreira universitária

O que fica é amizade
Aqueles que a gente nunca esquece
Algum ainda se vê, outro desaparece

O cotidiano de um colégio público
É sempre igual
Repetitivo, monótono, e,
Paradoxal.

Guilherme Serafim

E quando a Marissa vai pro colégio público:
Seth: "E essa foi a ultima vez em que ela foi vista.

Seth Cohen

As vezes penso que não sou nada. Não sou popular no colégio e nunca fui a melhor aluna da turma, não tenho uma beleza que chame a atenção das pessoas, e nem tenho nada que me destaque dos outros em uma multidão. As vezes me sinto invisível e sozinha, mesmo tendo várias pessoas ao meu redor. As vezes me pergunto se vai ser sempre assim, se talvez o meu papel seja só ajudar as pessoas com as suas vidas e assim ver a vida passar, talvez meu papel seja ser espectador da minha própria vida. As vezes me dá vontade de acabar com tudo isso e sumir, uma última opção. Mas é aí que eu lembro que fazendo isso estaria jogando fora tudo o que uma pessoa um dia fez por mim, que sofreu e deu sua própria vida para que eu tivesse uma vida, e vejo que de alguma forma eu sou especial e se não estou satisfeita com minha vida é por minha culpa.

Rhayane Bastos

Como...
Garotinha inocente de
colégio ainda sinto Borboletinhas
se agitando no meu estômago
cada vez que tu me olha

Menina dos Olhos

E o tênis que tinha luizinha no colégio geral tinha
Você prometeu comprar trabalhando numa cozinha
Meu coroa com um fusquinha, Mc Donald's só casquinha
Nunca fui de panelinha, mas pegava as patricinha

Cone Crew Diretoria

Qualquer formatura de colégio, hoje, é mais produzida do que os shows que os Beatles fizeram.

Humberto Gessinger

No meu colégio São Bento
Tudo quero aprender.
Quero ter amizade
Amor e verdade para crescer
Quero ter amizade
Amor e verdade para crescer

Começo pequeninho
E vou de mansinho
Sem perceber.
E com carinho da titia
Vou estudando com alegria.

Pulo e grito olá. olá!
Como o São Bento
Melhor não há. Não há!
Pulo e grito olá. olá!
Como o São Bento
Melhor não há. Não há!"

Betânia Palmeira

Meu maior sonho? É colocar meus filhos num colégio público bem legal!

Diogo Uzêda

A espera e você me notar.
Tem dias que eu chego em casa do colégio com uma vontade de passar o dia na cama só chorando. Queria ser aquela menina que você sonha em um dia namorar, aquela que você sente desejos em beijar em estar junto para sempre. Como posso ser essa garota sem nem ao menos sou bonita e você nem sabe que eu existo? Queria que você me notasse e percebesse que sou eu quem você sempre quis que sou eu a sua garota perfeita dos sonhos...

Jessy Mikaelly

27-10-08

Hoje eu fui pro colégio como sempre... Não teve nada muito importante, a unica coisa boa era que eu vi a vanessa que tinha casado e ão aparecia no colégio a 1 semana ai conversamos um pouco, foi bom. ")
Mas tarde eu fui pra minha aula de violão com a carol ela ta me passando uma musica do Jota Quest (só hoje)
legalzinha até to pegando bem, ela até fico brava pq eu tava conseguindo faze a pestana melhr que ela tipo não com muita velocidade lógico mais o som melhor, hahahaha, mais lógico el num fco brava msmo só brincadeira, hehe, ai eu cheguei em casa jantei, tomei banho e to aqui esperando meus pais irem dormir pra mim gravar uma musica no computador, haha. Amanha eu tenho treino i tem que acorda cedo, faze o que neh ai depois colégio e aula de violão de novo, haha, ai amanha eu vo te pegado melhor a musica. ")

Janaina de Moraes

O Tênis Vermelho

Um garoto caminhava pela rua a caminho do colégio. Procurava obsessivamente muros onde pudesse se esconder e observar as pessoas que passavam. O motivo era a vergonha que então sentia pelo tênis que estava usando e que comprara com sua mãe havia dois dias.

A cor do calçado era vermelha e o menino se encantou logo que o viu pela primeira vez. A mãe elogiou e disse que o tênis ficava ainda mais bonito em seus pés...

O primeiro dia de uso foi na escola. Para a tristeza do garoto, o tênis não agradou aos colegas, que logo começaram a zorra. O menino escutou todos rirem dele calado, pois não encontrava força para reagir. Apenas uma frase ficou em sua mente, como um eco infinito:

- Você é mesmo muito esquisito!

Na volta para casa, as lágrimas eram maiores que seus passos. Quando a mãe soube do ocorrido, lamentou a tristeza do filho e teve que lidar com a situação de não poder fazer algo, afinal carecia de dinheiro e o tênis foi comprado depois de muita economia.

No dia seguinte, o menino não teve outra escolha a não ser ir ao colégio com o tênis vermelho, e foi daí que a história começou a ser contada. Entre um muro e outro, foi interrompido por um senhor sentado na calçada que tinha barba e cabelo bem grandes e brancos. O senhor perguntou o que se passava e o garoto desabafou. Comovido, o senhor se lembrou do seu passado, quando todos os colegas fizeram piada do boneco de pelúcia que ele carregava escondido dentro da mochila. Mas o que ninguém sabia era que o boneco era a única lembrança deixada por sua falecida mãe, que tanto fazia falta...

Na época, sua tristeza foi consolada por um morador de rua que ficava em frente ao colégio, dizendo que "o mal do homem é criticar aquilo que ele não sabe o motivo da existência". Por isso, o senhor se achou na obrigação de dizer algumas palavras ao menino, na condição de morador de rua que se encontrava. Então ele pensou por um instante e citou o pensamento oriundo de sua reflexão:

- Todos nós somos um pouco estranhos. A normalidade não existe, a não ser na mente iludida dos ignorantes. A vida é mais que os risos da crueldade, que os risos da escuridão. Esses foram os risos que você ouviu, risos sem luz; sem verdade. Pergunte a si mesmo: eu sou estranho ou os outros é que são normais demais?

O garoto pensou e em seguida respondeu com segurança:

- Os dois.

A resposta foi validada pelo senhor:

- Exatamente. Os outros são normais demais porque não se conhecem, porque preferem ser um padrão social. Já você é estranho porque eu também sou e porque todos somos, porém só alguns sabem e entendem esse segredo. Parabéns pela sua estranheza que te faz sábio!

O senhor então foi embora e levou junto a angústia do menino, que estranhou o sorriso que ficara em seu rosto...

tiago oliveira

Sou daquelas que chegava no colégio, largava a mochila e ia jogar 3-1 com os meninos no ginásio! (LINHA!) Odiava pular elástico! --

Letícia Beppler

Não sou de acumular amizades, mudo de colégio em cada ano e assim, me desapego sem ao menos dar conta. Por mais que eu fico odiando a solidão em toda minha existência, eu não escapo dela.

Layla Péres

Nada é para sempre,o colégio não é pra sempre,meus cabelos pretos não serão pra sempre,assim como meu amor por você não será pra sempre.Acho que meu coração exagerou quando te escolheu,pois agora meu amor por você é tão grande que até a pessoa mais amorosa não entenderia!te amo!

Barbara maximiano nogueira

Eu heeim, sabe aquela saudade? Pois é, não aquela que eu tenho dois amigos de infância, do colégio, das risadas com pessoas que já me esqueceu...
Mas sim aquela saudade? Sebe aquela saudade? Não ha que eu tenho de comer pizza, tomar sorvete, correr em direção ao mar, rolar na grama e sair me cosano toda, de ver o por do sol, apostar corrida, jogar traque de massa nos amigos, pedir penico, brincar de pique esconde, chutar a latinha, fazer melança na cozinha...
Sabe? Assistir aquele filme de terro no cinema e só você gritar e todo mundo te olhar, é se lambuzar com comendo cachorro - quente, e rir lembrando da vida da gente...
Sabe agora? A MINHA SAUDADE É JUSTAMENTE DE TODOS ESSES
MOMENTOS AO TEU LADO... NAMORADO!

Barbara Cleide

Se colei ou se estudei o importante é que o colégio eu terminei e na faculdade eu não entrei, e o cursinho pagarei :(

Everton Oliveira

Quem nunca comeu bolacha no refeitório do colégio e saiu falando "farofa" perto dos amigos não sabe o que é felicidade.

VitorCurioso

Eu nunca tinha sido o garoto mais popular do colégio , até que mudei de turma ...

Roger Lopes

É bom saber que você nunca está sozinho ,que pessoas maravilhosas do Colégio Pedro II podem te ajudar com um simples abraço e um simples sorriso.

Naatyzica

Continuem no colégio aprendendo a teoria que eu vou dando umas aulinhas práticas por onde vou passando...

Nilson Queiroz