Depoimentos para Colegas de Sala de Aula

Cerca de 57 depoimentos para Colegas de Sala de Aula

Um milagre chamado amizade

Zé estava voltando para casa, vindo da escola,
um dia, quando ele percebeu que o garoto
andando na frente dele tinha tropeçado
e deixado cair todos os livros que ele estava carregando,
uma bola de futebol e um pequeno radinho.
Zé ajoelhou-se ajudou o garoto a pegar
os seus objetos que estavam esparramados pelo chão.

Já que eles estavam indo na mesma direção,
Zé ajudou a carregar um pouco os objetos.
Enquanto eles caminhavam,
Zé descobriu que o nome do garoto era Toinho,
que ele adorava vídeo game, futebol e história,
que ele estava tendo muita dificuldade com as outras matérias,
e que ele tinha acabado de terminar com sua namorada.

Eles chegaram à casa de Toinho primeiro
e Zé foi convidado a entrar para tomar um suco
e assistir um pouco de televisão.
A tarde passou agradavelmente com algumas risadas
e um papinho de vez em quando,
até que Zé decidiu ir para casa.

Eles continuaram a se encontrar na escola,
almoçavam juntos de vez em quando,
até que ambos se formaram no primeiro colegial.
Eles ficaram na mesma escola,
onde eles continuaram amigos ao passar dos anos.
Finalmente, o tão esperado ano do terceiro colegial chegou,
e 3 semanas antes da formatura,
Toinho pediu para Zé se eles poderiam conversar um pouco.
Toinho lembrou Zé do dia, anos atrás,
quando eles se conheceram.

Toinho perguntou:
- Você nunca se perguntou porque eu estava
carregando tantas coisas para a minha casa naquela dia?
Eu estava limpando o meu armário na escola
porque eu não queria deixá-lo uma bagunça para
a próxima pessoa que o fosse usar.
Naquele dia, eu tinha escondido alguns dos calmantes
da minha mãe e estava indo para minha casa para cometer suicídio.
Mas, depois de termos passado aquele dia juntos,
conversando e rindo, eu percebi que se eu tivesse me matado,
eu teria perdido aquele momento
e tantos outros que estariam por vir.
Então, você está vendo Zé,
que quando você me ajudou a pegar aqueles livros do chão aquele dia,
você fez muito mais do que somente me ajudar.
Você salvou a minha vida....

Cada pequeno "oi", cada pequeno sorriso,
cada pequena ajuda é capaz de salvar um coração machucado.
Mande essa mensagem para seus amigos.
Com essa mensagem também vem a mensagem,
da pessoa que o mandou, dizendo que VOCÊ é especial.

Há um milagre chamado "Amizade".

Você não sabe como ela aconteceu ou quando começou,
mas você sabe a alegria que ela traz
e percebe que a "Amizade" é um dos dons
mais preciosos que o ser humano possui.

Amigos são jóias preciosas, realmente,
e duram até a eternidade.

Eles nos fazem sorrir e nos encorajam para o sucesso.
Eles estão sempre ali para nos ouvir, para nos elogiar,
e estão sempre de corações abertos para nos receber.

Mostre para os seus amigos o quanto você se importa com eles,
o quanto você os valoriza e o que eles significam para você.

Desconhecido

Uma vida sem amigos é uma vida vazia. O mundo é muito maior que a sala e a cozinha do nosso apartamento. A arte proporciona um sem-número de viagens essenciais para o espírito. Amar é disparado a coisa mais importante que existe.

Martha Medeiros

Um diia lembraremos de uma sala, um lugar que criou amigos, que criou confiança, alegria todas as tardes.
Um dia lembraremos de um sorriso, aquele que abriu espaço para o crescimento de grandes amizades. Lembraremos de alguem gritando, ou uma pessoa chorando, lembraremos de uma despedida, de um carinho a mais no diia de uma partida.
Vamos olhar para traz, veremos que sorte para nos não faltou, nos conheçemos, isso é o que importa!
Temos que aprender a conviver com a saudade, mesmo que seja ruim, temos que aprender a conviver com a vida, aquela que nos traz as melhores pessoas, e que infelizmente tem de leva-las, tornando o contato um pouco mais raro, porem muito valioso !

Luciana P. de Souza

Feliz, felicidade? era a época de colégio que não volta mais, com os amigos na sala e nos jogos.... ai sim eu ERA feliz.
hoje o que sobrou foram só os amigos que continuam conosco, mas a felicidade foi embora junto com o passar dos anos.

Bruno Carneiro - pretão

tenho uma colega de clase invejosa na sala de aula
ela chama vc de metida?se ela chamar vc de metida
fala assim sou mesmo por que algum problema?
ela chama vc de patricinha?fala somente isso tácom enveja olha q enveja mata em

ariele alencar

15 maneiras de ficar popular na sua sala de aula!!!

1º)Seja amigo(a) de todos e não seja nunca injusta.
2º)Conheça pelo menos 2 turmas inteirinhas.
3º)Não brige e não discuta so se realmente for necesario.
4º)Nunca seja mandada para o s.o.i .
5º)Não seja mal-educado.
6º)Não seja amigo de otários .
7º)E não seja otário.
8º)Não desobedeça os funcionários.
9º)Seja legal e CONSCIENTE.
10º)Não chegue nem um pouco perto de falar palavrões.
11º)Não seja invejosa(o).
12º)Não tenha nenhum dos sete pecados capitais.
13º)Não seja medroso.
14º)Seja boa(o) na educação física.
15º)Seja sempre firme.

SIGA ESSES EXEMPLOS PARA NÃO SE DAR MAL!!!

Fernanda Souza

Dentro de uma sala de aula adquirimos conhecimento, protocolamos amizades e definimos irmãos.

Amanda Pupin de Camargo

Não sou uma pessoa de amigos, enquanto os outros vão para a escola no primeiro dia de aula pensando em ver os amigos, eu vou pensando em quem eu vou odiar pelo resto do ano. Eu sou assim, não consigo agradar, não consigo despertar desejo em ninguém, apenas vivo no meu mundo, sozinha, vou ficar sozinha pelo tempo que der, porque eu não sou muito de ver verdade nas palavras que me são ditas, pra mim tudo perdeu a cor, tudo é um poço de falsidades, eu apenas não consigo mais ver felicidade em nada.

Isadora Vasconcelos

Na faculdade faz frio demais, passou até passou um urso polar tomando Coca-Cola aqui na sala...

Alex Osório

Sempre me dei bem com despedidas, contando as vezes que mudei de colégio. Meus amigos nunca duraram mais que três anos, digo em presença material mesmo, porque alguns levo para sempre. Hoje eu entendo a minha frustração em lidar com amizades quando elas começam a crescer, porque nunca sei direito em que ponto elas podem terminar. Ouço constantemente frases como “você é tão frio” ou “porque nunca demonstra o que sente”, e confesso que também não sei responder. Talvez esse seja o meu jeito, ou talvez foi isso o que sobrou de mim. Quando falo em sobras, me refiro aos desencontros e as angústias em levar prazo de validade em tudo o que aparece na minha vida. Quando, na verdade, o prazo de validade está em mim.

Matheus Silva

No meu colégio São Bento
Tudo quero aprender.
Quero ter amizade
Amor e verdade para crescer
Quero ter amizade
Amor e verdade para crescer

Começo pequeninho
E vou de mansinho
Sem perceber.
E com carinho da titia
Vou estudando com alegria.

Pulo e grito olá. olá!
Como o São Bento
Melhor não há. Não há!
Pulo e grito olá. olá!
Como o São Bento
Melhor não há. Não há!"

Betânia Palmeira

Um garoto adolescente, excluído do colégio e sem muitos amigos, se apaixona perdidamente pela garota mais legal que ele conhecera até ali. Ela, no entanto, namora um garoto mais velho e bem babaca, e não liga muito para nosso protagonista. Ele vai até seu confessor, uma das únicas pessoas com quem tem intimidade para fazer esse tipo de pergunta, seu professor de literatura. E diz: Por que algumas pessoas se apaixonam pelas pessoas erradas? Ao que o professor responde: Charlie, nós aceitamos o amor que achamos que merecemos.

Quem viu uma das pequenas pérolas do cinema do ano passado, As Vantagens de Ser Invisível, reconheceu o diálogo acima na cena entre Logan Lerman e Paul Rudd. É uma das frases que valem o filme (e o livro no qual ele foi inspirado). Aqueles momentos em que você para e pensa: não é que é assim mesmo?

Quantas vezes você já não saiu de um namoro que, seis meses depois, soava deslocado, fora de sentido? Como eu pude me apaixonar por esse cara? Jura que eu passei tanto tempo com uma mulher assim? Pois é, passou. Às vezes foi por conformismo mesmo. Por não conseguir olhar para fora de si e imaginar novas aventuras que valessem a pena, por fechar uma janela para o resto do mundo por preguiça (ou medo, muito medo) de ter que se esforçar mais do que o confortável para buscar a felicidade em outra pessoa.

Mas às vezes o problema está mais a fundo. Porque medo a gente reconhece e, munido de uma boa lanterna contra o escuro e o desconhecido, a gente eventualmente enfrenta. Mas auto-estima é um problema daqueles que cola e não desgruda mais. Que está tão colado, tão fundo, que a gente nem percebe que a maior parte das nossas ações é decidida não apenas por nosso poder de escolha, mas pela imagem que fazemos de nós mesmos. Matricular-se na academia, voltar a estudar, mudar de emprego estão sempre condicionados ao “eu me acho capaz disso?”.

E no amor não é diferente. Eu me acho capaz de amar mais do que isso? De viver um amor de verdade, arrebatador, gigantesco, fundo e completo? É o famoso “Ela conseguia coisa melhor” que um amigo fala pro outro quando conhece o novo namorado da fulana. Ela até poderia conseguir alguém que a tratasse melhor, que a amasse mais, que fizesse a abraçasse bem forte ao invés de virar pro lado na hora de dormir, que a respeitasse mais, que, quem sabe, vai saber, até a admirasse. Que ficasse sorrindo de bobeira na hora em que ela trocasse de roupa. Que repetisse, de vez em quando só pra lembrar, que ela é a mulher mais incrível que ele já conheceu na vida. Mas nós aceitamos o amor que achamos que merecemos. E quem acha que merece tudo isso, né? Alguém mais feliz.

Vana Medeiros

Não sou de acumular amizades, mudo de colégio em cada ano e assim, me desapego sem ao menos dar conta. Por mais que eu fico odiando a solidão em toda minha existência, eu não escapo dela.

Layla Péres

Quem nunca comeu bolacha no refeitório do colégio e saiu falando "farofa" perto dos amigos não sabe o que é felicidade.

VitorCurioso

Bom Mesmo são aqueles amigos que te aturam no colégio a semana toda , e ainda fazem questão de ficar junto contigo no fim de semana -

NilzaB

Sinto falta das coisas que perdi. Do lugar onde eu nasci, do colégio em que estudei, amigos vão sem se despedir.
Sinta falta dos bons momentos que não poderei reviver. Sinto saudade do tempo que passou e que não voltará mais.
Das pessoas que o tempo me levou, das amizades que foram desfeitas,das risadas que foram dadas.
Sinto falta dos sonhos sonhados que hoje em dia se tornaram desilusões. Sinto falta inclusive de quem eu era, contraditório ou não, é como se hoje em dia eu não fosse a mesma pessoa daquele tempo.

Sinto saudades de tudo que marcou a minha vida!
Quando vejo retratos, quando sinto cheiros, quando escuto uma voz, quando me lembro do passado, eu simplesmente sinto saudades.
Sinto saudades de coisas que tive e de outras que não tive mas quis muito ter!
Sinto saudades do presente,que não aproveitei de todo, lembrando do passado e apostando no futuro.
De repente a gente vê que perdeu ou está, perdendo alguma coisa.Morna e ingênua que vai ficando no caminho...'

Rafael Di Souza

Eu heeim, sabe aquela saudade? Pois é, não aquela que eu tenho dois amigos de infância, do colégio, das risadas com pessoas que já me esqueceu...
Mas sim aquela saudade? Sebe aquela saudade? Não ha que eu tenho de comer pizza, tomar sorvete, correr em direção ao mar, rolar na grama e sair me cosano toda, de ver o por do sol, apostar corrida, jogar traque de massa nos amigos, pedir penico, brincar de pique esconde, chutar a latinha, fazer melança na cozinha...
Sabe? Assistir aquele filme de terro no cinema e só você gritar e todo mundo te olhar, é se lambuzar com comendo cachorro - quente, e rir lembrando da vida da gente...
Sabe agora? A MINHA SAUDADE É JUSTAMENTE DE TODOS ESSES
MOMENTOS AO TEU LADO... NAMORADO!

Barbara Cleide

Um encontro de Paulo Freire e Ariano Suassuna e a aula-espetáculo dada por Ariano sobre a amizade:

Outra boa história, desta vez protagonizada por brasileiros, também traduz muito bem o significado da amizade. Ela é narrada pelo mestre paraibano Ariano Suassuna em suas famosas aulas-espetáculo, em que o escritor conta “causos” deliciosos a respeito de suas amizades. Um deles tem como personagem o educador Paulo Freire, um amigo queridíssimo de Suassuna. O escritor revela que, certa vez, encontrou Freire num evento e, muito saudoso – fazia muito tempo que não se viam -, correu em desabalada carreira para abraçá-lo, e o fez de forma efusiva, festiva e carinhosa. Como era um evento de grande porte, vários fotógrafos e cinegrafista da imprensa presenciaram o encontro, mas não tiveram tempo suficiente de escolher os melhores ângulos registrar as imagens espontâneas e comoventes dos dois mestres. Pediram então a Suassuna que repetisse a cena do abraço fraternal. Perplexo com a solicitação, o criador de "O Auto da Compadecida" – famoso pelo senso de humor e pela sinceridade – rebateu em seu sotaque inconfundível: “Ó ómi, onde já se viu? Então será possível representar amizade e afeto? Só se eu fosse ator! Como não sou, não posso fazer a cena de novo, não. Vocês me desculpem.” Nessa oportunidade, Suassuna deu uma aula-espetáculo sobre a amizade, sentimento desprovido de qualquer representação, fingimentos e farsas.

Gabriel Chalita, in Pedagogia do Amor

A maioria daqueles que chamamos de amigos mal conhece a sala de visitas de nossas vidas .

Lia Paes.

"Compre uma flor, enfeite seu espaço, sua sala. Presenteie uma flor a um amigo. É muito simples ser feliz."

Johnny De Carli