Depoimentos de Mãe para Filho

Cerca de 5860 depoimentos de Mãe para Filho

Mãe é o amigo mais verdadeiro que temos quando a dificuldade dura e repentinamente cai sobre nós; quando a adversidade toma o lugar da prosperidade; quando os amigos que se alegram conosco nos bons momentos nos abandonam; quando os problemas complicam-se ao nosso redor, ela ainda estará junto de nós, e se esforçará através de seus doces preceitos e conselhos para dissipar as nuvens de escuridão, e fazer com que a paz volte aos nossos corações.

Washington Irving

O amor de mãe é o combustível que capacita um ser humano comum a fazer o impossível.

Marion C. Garretty

A solidão é a mãe da sabedoria.

Laurence Sterne

A disciplina é a mãe do êxito.

Ésquilo

A miséria de uma criança interessa a uma mãe, a miséria de um rapaz interessa a uma rapariga, a miséria de um velho não interessa a ninguém.

Victor Hugo

O amor entre marido e mulher é uma grossa bandalheira. É abjeto que um homem deseje a mãe de seus próprios filhos.

Nelson Rodrigues

Perder um pai ou uma mãe, senhor Worthing, pode ser considerado um infortúnio; mas perder ambos parece descuido.

Oscar Wilde

A adversidade é nossa mãe; a prosperidade é apenas uma madrasta.

Barão de Montesquieu

A ociosidade é a mãe da filosofia.

Thomas Hobbes

A desconfiança é a mãe da segurança.

Madeleine Scudéry

Se a guerra é uma coisa horrível, não seria o patriotismo a ideia-mãe que a nutre?

Guy Maupassant

Persistência é a irmã gêmea da excelência. Uma é a mãe da qualidade, a outra é a mãe do tempo.

Marabel Morgan

Nenhuma influência é tão poderosa quanto aquela de mãe.

Sarah Josepha Hale

Uma mãe perdoa sempre: veio ao mundo para isso.

Alexandre Dumas

"Não sou nenhum anjo. Sou filho da vida."

Bob Marley

Reconstruindo o mundo

O pai estava tentando ler o jornal, mas o filho pequeno não parava de perturbá-lo. Já cansado com aquilo, arrancou uma folha - que mostrava o mapa do mundo - cortou-a em vários pedaços, e entregou-a ao filho.

“Pronto, aí tem algo para você fazer. Eu acabo de lhe dar um mapa do mundo, e quero ver se você consegue montá-lo exatamente como é”.

Voltou a ler seu jornal, sabendo que aquilo ia manter o menino ocupado pelo resto do dia.

Quinze minutos depois, porém, o garoto voltou com o mapa.

“Sua mãe andou lhe ensinando geografia?”, perguntou o pai, aturdido.

“Nem sei o que é isso”, respondeu o menino. “Acontece que, do outro lado da folha, estava o retrato de um homem. E, uma vez que eu consegui reconstruir o homem, eu também reconstruí o mundo”.

Paulo Coelho