Depoimento para Mae

Cerca de 3762 depoimento para Mae

Mãe menina escutei de alguem quando os vi chorar: no sofrimento é que crescem.
Hoje, mãe moça aos 77 anos preciso crescer nas horas que choro escondida.

Anna Maria Temporal

GRANDIOSIDADE
(poeminha do amor de mãe)

Lamentar-se em pranto na praia
Não polui o mar...
Pois que toda aquela água
São tão somente lágrimas
De uma mãe que também chora
Na mesma proporção...
Do amor que tem pra dar.

Bruno Bezerra

Toda vez que eu chamo por ela e a minha boca pronuncia “mãe” me sinto seu filho. Porque mãe é também o nome de Deus que vive nos lábios e o coração de todos os meninos. E pra provar que elas são sublimes nos dão dois presentes. Raízes e Asas. Raízes para nos mostrar qual é o lugar onde pertencemos, que a nossa família é o que de mais importante temos.E asas para voarmos pelo mundo, nos sentindo livres e capazes de fazer qualquer coisa.
Sopra no meu pensamento a eterna gratidão a minha mãe, eu sou um filho amado e isso por si só valeria a pena ter vivido até agora, porque nesse exato momento também penso naqueles filhos que não foram amados, porque todos nós se nascemos já fomos filhos e todo bebê precisa de um colo.
Para aqueles que não tiveram o colo de uma mãe, alguém que os protegesse e que mostrasse o quanto os amava só com um olhar a vida nos dá a oportunidade não de nos revoltarmos, mas de um ato grandioso...seja pai ou mãe e ame seu filho, com o amor nos temos o poder de concertar o mundo, a raça humana existe não para destruir, mas para amar.O ciclo da vida não pode ser detido.A alma retorna ao corpo até encontrar seu caminho definitivo.
Nem todos os filhos nascem de um ato de amor, nem todos os filhos são planejados, nem todos os filhos são desejados e nem todos os filhos são amados. Porque nem todas as mulheres entendem que elas têm o poder de gerar uma vida, e nada absolutamente nada na vida de um mortal é mais grandioso do que isso.E se não pudermos gerar filhos com o corpo podemos amá-los com o coração.
Meus filhos nasceram junto comigo, quando minha mãe me deu a luz, deu a luz também aos filhos que eu vou ter...

André Luis Aquino

A rua é a mãe de muitas crianças; o lixo é o berço de muitos bebês; nossa indiferença, o infanticídio.

David Saleeby

Existe uma imagem tão bela que nenhum pintor jamais conseguiu transpor para um quadro: a mãe com o bebê nos braços.

Willian Jennings Bryan

Quando Seth quer entrar no quarto da mãe dele:
"-Mãe tá descente? Se não vou precisar fazer anos de terapia!"

Seth Cohen

Mãe, quando eu comecei a escrever esta carta, usei a pena do carinho, molhada na tinta rubra do coração ferido pela saudade.

As notícias, arrumadas como perólas em um fio precioso, começaram a saltar de lugar, atropelando o ritmo das minhas lembranças.

Vi-me criança orientada pela sua paciência. As suas mãos seguras, que me ajudaram a caminhar.

E todas as recordações, como um caleidoscópio mental, umedeceram com as lágrimas que verteram dos meus olhos tristes.

Assumiu forma, no pensamento voador, a irmã que implicava comigo.

Quantas teimas com ela. Pelo mesmo brinquedo, pelo lugar na balança, por quem entraria primeiro na piscina.

Parece-me ouvir o riso dela, infantil, estridente. E você, lecionando calma, tolerância.

Na hora do lanche, para a lição da honestidade, você dava a faca ora a um, ora a outro, para repartir o pão e o bolo.

Quantas vezes seu olhar me alcançou, dizendo-me, sem palavras, da fatia em excesso para mim escolhida.

As lições da escola, feitas sob sua supervisão, as idas ao cinema, a pipoca, o refrigerante.

Quantas lembranças, mãe querida!

Dos dias da adolescência, do desejar alçar vôos de liberdade antes de ter asas emplumadas.

Dos dias da juventude que idealizavam anseios muito além do que você, lutadora solitária poderia me oferecer.

Lágrimas de frustração que você enxugou. Lágrimas de dor, de mágoa que você limpou, alisando-me as faces.

Quantas vezes ouço sua voz repetindo, uma vez mais: “tudo tem seu tempo, sua hora! Aguarde! Treine paciência!”

E de outras vezes: “cada dia é oportunidade diferente. Tudo que você tem é dádiva de Deus, que não deve desprezar.

A migalha que você despreza pode ser riqueza em prato alheio. O dia que você perde na ociosidade é tesouro jogado fora, que não retorna.”

Lições e lições.

A casa formosa, entre os tamarindeiros assomou na minha emoção.

Voltei aos caminhos percorridos para invadi-la novamente, como se eu fosse alguém expulso do paraíso, retornando de repente.

Mãe, chegou um momento em que a carta me penetrou de tal forma, que eu já não sabia se a escrevera.

E porque ela falava no meu coração dorido, voei, vencendo a distância.

E vim, eu mesmo, a fim de que você veja e ouça as notícias vibrando em mim.

Mãe, aqui estou. Eu sou a carta viva que ia escrever e remeter a você.

Entre as quadras da vida e as atividades que o mundo o envolve, reserve um tempo para essa especial criatura chamada mãe.

Não a esqueça. Escreva, telefone, mande uma flor, um mimo.

Pense quantas vezes, em sua vida, ela o surpreendeu dessa forma.

E não deixe de abraçá-la, acarinhá-la, confortar-lhe o coração.

Você, com certeza, será sempre para ela, o melhor e mais caro presente.

Autor (Equipe de Redação do Momento Espírita a partir do cap. XVI do livro Pássaros Livres do Espíri

De mãe!
Certa vez perguntaram a uma mãe qual era seu filho preferido,aquele que ela mais amava.E ela deixou entrever um sorriso,respondeu:
"Nada é mais volúvel que um coração de mãe".E como mã lhe respondeu:o filho predileto,aquele a quem me dedico de corpo e alma é o meu filho doente até que sare
O que partiu,até que volte
O que está cançado,até que descanse
O que está com fome,até que se alimente
O que está com sede,até que beba
O que está estudando,até que aprenda
O que está nu,até que se vista
O que nao trabalha até que se empregue
O que namora,até que se case
O que casa até que conviva
O que é pai,até que os crie
O que prometeu,até que cumpra
O que chore,até que cale
E já com o semblante bem distante daquele sorriso completou:
O que me deixou,até que o reencontre
Parabems pelo seu dia.

Desconhecid

A certeza que amar enlouquecia, corroía, dava medo, dava um ciúme filho da mãe, dava uma saudade idiota de mulherzinha romântica, uma vontade besta de estar junto o tempo todo como uma mulherzinha sem vida própria.

Tati Bernardi

Eles não são meus amigos, eles são mais do que melhores amigos, eles são meus irmãos que a minha mãe não me deu, mas a vida me deu.

Agnes Figueiredo

Não sei se viro menina, se viro mãe, se viro todas. Se viro artista, se viro vento ou viajante. Viro santa ou viro doida. Quem sabe viro onça. Viro a mesa, viro o jogo, viro a página, viro a vida do avesso e viro outras. Sim, eu me viro.

Yohana SanFer

Uma mãe levou seu filho ao Mahatma Gandhi e implorou: “por favor, Mahatma, peça ao meu filho para não comer açúcar”. Gandhi, depois de uma pausa, pediu: “me traga seu filho daqui a duas semanas”.

Duas semanas depois, ela voltou com o filho. Gandhi olhou bem fundo nos olhos do garoto e disse: “não coma açúcar”.

Agradecida – mas perplexa – a mulher perguntou: ” por que me pediu duas semanas? Podia ter dito a mesma coisa antes!”

E Gandhi respondeu: “há duas semanas atrás, eu estava comendo açúcar”.

Mahatma Gandhi

Faltando pouco para eu completar meu décimo sétimo ano de vida minha mãe resolveu que eu estava deprimida, provavelmente porque quase nunca saía de casa, passava horas na cama, lia o mesmo livro várias vezes, raramente comia e dedicava grande parte do meu abundante tempo livre pensando na morte.

Hazel Grace

Uma das maiores forças do universo reside no amor de mãe.

Bruno Bezerra

In... Verdades...

Amor de mãe é gratuito.
Amor de pai tem seu preço...
O resto, é apenas apreço?

Francismar Prestes Leal

Eu tenho um pai, uma mãe, um irmão que me pentelha, uma irmã que me debocha e eu tenho a mim mesma, que agüenta eles. Porque é isso que nós fazemos: aguentamos a nossa família por amor.

Isadora Lustosa

Minha avó
Marieta Cardoso Joanol

Mulher de garra, mãe, amiga, avó, bisavó, esposa...
com dedicação criou seus filhos...
os ensinou a trilhar o caminho do bem...
e seus filhos tiveram filhos, e os filhos dos filhos também...
e todos sempre terão orgulho de falar
dessa mulher, que com muita garra
lutou, contra o tempo, contra a saudade,
contra a doença, contra o cansaço dos anos..
minha avó de cabelos alvos como a neve,
trazidos com a experiência da vida,
minha avó cheia de paciência, que a todos servia...
minha avó, mulher prendada, que cozinhava, que sorria...
Esta era minha avó, um pouco Isnardi, um pouco Cardoso
e com o passar do tempo, um pouco Joanol...

Vó descanse em paz ao lado do vô.

Paula Joanol

Saudades da minha mãe

O mundo gira
E tudo num piscar de olhos pra traz fica
E como lembrança
Esvai-se unica esperança
Que o tempo de min descarna
Que quando dou por min nada tenho
Se não este mundo ofuscado de que me detenho
E vejo como frágil somos
Que basta tirar nos algo e naufrágam ai mundos e sonhos
Tanta coisa fica pra traz
E a saudade de ti manifesta se cada vez mas
É vontade incontrolavel
É amor inseparavel
Este sentimento que sinto por ti mãe
Que me descontrai
Quando me sinto aconchegado pelo teu calor
É so assim que sou feliz
Pena é do destino que assim quis
E consigo levou todo meu amor.

Thierry Anes dos Santos Afonso

E eu disse hoje pra mim mae
Eu nao quero ganhar nemhum presente no meu aniversario pois voce ja deu ele que é seu amor de mae

Roger Bueno

Como é mesmo que a minha mãe dizia? - A vida voa na sua cara, esbarra no seu rosto, suja sua vaidade, corrompe suas certezas e você não pode fazer nada. A não ser lavar o rosto e começar tudo de novo. - Pois é. Jogar fora, destruir. Acabar com tudo o que não foi bom, reunir as ferramentas e concertar o que foi feito errado, e com o que sobrou, reconstruir. Erga suas paredes que a dúvida e a solidão marcou de buracos e rachaduras, abra as portas da liberdade e as janelas do perdão. É difícil eu sei, mas tanto quanto necessário. Feito isso, coloque os tijolinhos amontoados um a um: o que representa a força de vontade, o que representa a esperança, o da verdade, o da paciência, principalmente o do amor próprio. Use ele como alicerce. A partir de agora, esqueça o teto de vidro! Forre uma camada de carinho e amizade no lugar pra te proteger das tempestades futuras. No chão, um piso firme e seguro, baseado em companheirismo e confiança. Essa é a verdadeira base para a caminhada que vem pela frente. Sabe, recomeçar é sempre possível quando colocamos de lado as dúvidas... Mas sinto lhe informar, minha cara, que a casa que você construiu não valerá de nada se não fizer uma faxina na alma também. Geralmente, virar a página não é suficiente, e o esforço é ser em vão se mantemos os mesmos personagens. Portando, se for preciso um novo livro, não exite em escrever. Reveja os conceitos, avalie as amizades, elimine definitivamente os fantasmas do passado. Corrija os defeitos, aprimore as qualidades. Corra atrás do que é importante pra você! Acima de tudo realize seus sonhos, e não esqueça: Vencer a maior de todas as batalhas, é quando você luta contra você mesmo.

Janine Lamenha