Depoimento de Despedida

Cerca de 577 depoimento de Despedida

Ela pediu um abraço e lhe deu um sorriso; queria se sentir amada uma última vez. Sabia que ia sentir muita falta daquele carinho. Nunca teve dúvidas de que aquele abraço era o melhor lugar do mundo, mas precisava tentar se encontrar longe dali e descobrir quem ela realmente era. Sempre acreditou que a felicidade das pessoas está longe de onde elas crescem - e ela tinha crescido. Não sabia se algum dia voltaria para aqueles braços, mas estava levando consigo a certeza de que poderia voltar sempre que precisasse. Era difícil demais se despedir daquela senhora que lhe deu o melhor de todos os presentes e que daria a própria vida para protegê-lo, porque aquela era a senhora mais especial do mundo. Mas chega um dia em que todo mundo se vai, e aquele era o seu... Foi o dia mais triste de toda a sua vida. Apenas “boa sorte” e algumas lágrimas... E, assim, ela partiu.

Ela vai aonde for preciso para encontrar todos os seus sonhos. E se não encontrá-los, saberá que os braços daquela senhora sempre estarão abertos para lhe receber de volta, e finalmente entenderá que as melhores conquistas das pessoas são os dias que elas passam com suas famílias.

Edilson Costa

...nunca diga "Nunca" exceto quando tiver certeza que o "Nunca Mais" é pra sempre

Adalto Mello

Chega um momento que chega. O outro precisa viver a própria vida, que lhe é singular. Assim sendo, que não emanemos energias negativas sobre uma vida que não nos pertence. Afinal, ao outro também cabe decidir se quer ou não permanecer ao nosso lado.

JOÃO D'OLYVEIRA

Pés meus
ora na grama
verde pisavam
gélidos, frigidos
tornaram-se
Teus lábios quentes
vermelhos, doces
aqueciam minh'alma
aqueciam minha boca
boca hoje sem cor
sem vida, sem dor
Luz branca, branca luz
fizeste de mim pó
cinzas de mim mesmo
as águas de meu rio
correram
direção alguma tomaram
foram-se apenas
Pôr do sol que não assisti
mar que não me banhei
cama não me deitei
passou-se por mim
algo, vida minha seria
caso me pertencera
lagrimas não ( mais ) hão de cair
dor que ficara
não levei
fui-me, apenas
sem pena, apenas fui.





_Despedida

Charlie Veiga

Na prateleira daqueles poucos, mas ainda sim alguns anos, não tardou em se planejar. O único erro foi não ter partido.

Alessandro Lo-Bianco

Um amigo está sempre perto de nós, de alguma forma jamais parte.

Edigleide Rabelo

Mala pronta


A minha mala segue sob o armário
embalada por um plástico amarelo
desses de por lixo, sabe?
Ela segue aguardando o dia em que me encherei de sonhos
e partirei na viagem tão desejada.
Segue aguardando... Empoeirada!
Esperando ansiosa que eu desembarque na próxima estação
segue aguardando o meu retorno
cheia de sonhos, cheia de planos.
Prontos para saírem enfim, do papel.
Espera embarcar comigo um dia
e explorar o mundo de opções
espera que eu chegue um dia
e nunca mais parta.
Espero chegar um dia
o dia de enfim desarrumar a mala
e por fim de vez nessa história.
Espero poder contar a meus filhos e netos
todas as memórias e aventuras vividas
espero ver neles o mesmo brilho nos olhos
que um dia eu vi na vida.
Essa é a história de um homem e sua mala
espero que compreenda.
Pois, não pretendo me demorar!
Estava mesmo de passagem
não pretendia ficar.
Espero que não se ofenda
pois, agora, preciso partir
tenho de ir e desarrumar a mala
tenho que me estabelecer e constituir família.
Meu cão está só, me espera faminto
as flores em meu jardim também não tem quem as regue
tem de ser eu, sou eu quem faz isso
por isso, tenho de partir.
Tenho que fazer a mala...
E refazer-me antes de ir
tenho que desfazer o que fiz
e preparar a sala para acomodar-lhe
- café, chá, leite e bolachas crocantes -
Espero que entenda, mas tenho mesmo que ir!
Antes riremos um pouco, rir iremos de todas essas mazelas
nos abraçaremos feito se abraçam os casais em despedida
antes de eu partir, nos abraçaremos, feito quem se despede da vida.
Mas não choraremos, chorar não iremos
enxugaremos as lágrimas um do outro
e pela última vez, nos abraçaremos forte.
Será o ponto alto de nossa despedida...
Você me entregando a mala feita,
um pote de sobremesa acondicionada em um vasilhame plástico
e duas ou três mudas de plantas arrancadas com todo carinho de seu quintal.
Então eu direi até logo e acenarei com a mão direita
me despedindo pela décima segunda vez.
De longe, você só observará a minha partida
pelas costas, você verá
eu e a mala, desaparecer no horizonte.

J.W.Papa

Sentia meu coração batendo forte e lentamente, latejava a cada passo que eu dava em sua direção: Era um cataclismo interno. Cada passo em sua direção significava você recuando dois. Mas que diabos de amor é esse? Eu parei, paralisei e apenas fiquei a te observar. Você recuou mais dois passos e percebeu minha indiferença ao não me aproximar nenhum. Estranho que eu não dedique mais o meu tempo à você, não é mesmo? Recuou mais um: nada fiz. Você aproximou-se um passo, dois passos: Eu permaneci paralisada. Por um súbito impacto me notei a um centímetro de você, podia sentir a respiração quente esvaindo-se dos teus lábios gelados - você tremia e seu coração acelerava mais e mais a cada instante: eu estava ali apenas olhando em seus olhos como um gesto de despedida: Eu te amo, mas eu não te quero mais. Eu me amo: eu mereço mais do que esse efêmero sentimento que você tem à me oferecer. Passar bem, meu amor.

Jéssica Calaça Lima

Nos bares, nos hotéis,
nas camas, nossas chamas.
Nossos planos, nossos danos.
Tudo foi... efêmero?
Você nem disse adeus,
simplesmente foi embora
levando meu sentimento,
saiu porta afora.
Meu diga, meu bem,
me explica por favor:
Qual foi o meu defeito,
não tenho mais valor?

Jéssica Calaça Lima

Ou vai, ou fica. Sem meios termos, sem meios-sentimentos: De inconstante já me basta!

Jéssica Calaça Lima

De repente as coisas ficaram entorpecidas: você se afastou, e eu decidi não ir atrás. Você foi e voltou, foi novamente e agora voltou; como se todo esse tempo me evitando fosse apagado, e tivéssemos dado continuidade de onde paramos - como numa fita de videocassete. Você me confunde, me transborda, embaça o que já havia clareado. Ou vai, ou fica. Sem meio termos, sem meios-sentimentos. Eu te amo, meu bem, mas não te quero mais. De inconstante já me basta.

Jéssica Calaça Lima

Nestes poucos e dolorosos dias que você partiu para eternidade mamãe Sisi confabulando com minha dor cheguei a uma simples conclusão que nunca sabemos onde está uma despedida. Maravilhosa e cruel à vida! Tudo pode acontecer... Separar-se contém sempre a hipótese da despedida. Por isso, uma dor sempre se infiltra em cada afastamento.
Ainda que para ir ali pertinho e logo voltar... Um simples "até já" pode conter inimagináveis “nuncas”...
Tenho descoberto nestas mais de 50 horas que você partiu deste mundo minha mãe, que nada é mais importante que a atenção que damos para aqueles que amamos. Ao receber a noticia que você não estava mais aqui na “escola terra”, a vontade de ti abraçar foi tão grande que senti você em meus braços e meu coração se encheu de esperanças e mais certezas, que um dia voltaremos a estarmos juntas e com nossas almas mais preparadas e dispostas a viverem a plenitude do amor e da compreessão.
Em tão poucas horas que você fez a viagem mamãe consigo perceber como perdi tempo com brigas e discussões bestas... Com sua partida minha “mamita bebota”, Consigo perceber agora neste exato momento mamãe (28/01/214 as 4:42) tentando organizar,avaliar e expressar meus sentimentos em palavras que precisamos da destruição para renascer e se regenerar, por que o que pensamos ser destruição não passa de uma transformação. As minhas lágrimas de tristezas são inevitáveis minha florzinha mamãe, no entanto sinto que sofrer é uma opção, depois das 3 maiores despedidas de minha vida ( papai avô Tobias, Mamãe avó Dilma e agora a mamãe Sisi) consigo perceber que a separação representa um estado momentâneo que não significa o corte de uma relação ou ruptura de um vinculo afetivo, mas uma interrupção necessária para seguirmos o nosso próprio trajeto, na minha humilde opinião de alma atrasada que precisa e quer muito evoluir, definitivamente não existe perda! Como disse um grande filósofo: “ na natureza nada se perde tudo se transforma”. Segundo os ensinamentos espíritas que há muitos anos eu tento aprender e usar na minha vida (infelizmente a maioria das vezes sem sucesso) é preciso apreendermos a nos despedir do apego, aprender o desapego das coisas, das pessoas, dos costumes,das vontades, creio que desapego não é desprezo, e sim aceitar de boa vontade, essas transformações em nossas vidas, designadas por Deus.
O conhecimento espiritual que durante anos venho tentando absorver mostrou-me a necessidade do fim, que na realidade não é fim e sim o recomeço, ou um novo começo! A REGENERAÇÃO...O corpo orgânico morre, porém a alma liberta-se, e torna-se espírito livre, portanto, para mim, MORRER SIGNIFICA UMA NOVA VIDA! COMO ESCREVEU KARDEC “O QUE CHAMAIS DESTRUIÇÃO NÃO PASSA DE UMA TRNSFORMAÇÃO ...
Mamãe fica tranquila aí onde você está, que esta dor que eu estou sentindo vai passar, e logo vai dar espaço para recordar as lindas pérolas que nos deixaste... Te amo muito e sempre te amarei até o amor não conseguir lembrar dos começos e dos temporários finais....

Ana Tereza de Araújo Bulcão

OS RELACIONAMENTOS E OS CICLOS DA VIDA

Em qualquer relacionamento haverá um momento de chegada e outro de partida. Isto é fato no ciclo natural da existência humana. Assim, nos relacionamentos (amorosos ou não), perceba e aceite o momento de findar o que "já deu o que tinha que dar". Jamais se torne proprietário do sentimento alheio, apenas do seu. Permita que aquela pessoa que já teve grande sentido em sua existência vá agora participar de outras relações. Permita-se também, sem traumas, ao mesmo processo. É um direito conquistado por todos nós: vida em abundância. Afinal, a beleza da vida consiste em nos encontrarmos com as pessoas e, nesses encontros (extensos ou não), trocarmos experiências positivas. Depois, praticarmos o "desamarre", para nos abrirmos a outros relacionamentos. Que sejamos, então, parceiros do outro; jamais posseiros!

JOÃO D'OLYVEIRA

DOS PAIS PARA O MUNDO
Quando a vi com aquela mala me olhando na porta. Fiquei fiquei ali calado tentando me situar no tempo, eu não queria acreditar que o meu bebê agora era uma mulher decidida e preparada pra enfrentar o mundo sem mim. Dentro de pequenos flash de memória, a vi me olhando pela primeira vez, com aqueles olhinhos inocentes que mal conseguiam fixar em nenhum lugar, lembrei daqueles primeiros passos que não seriam possivel se não fossem os bracinhos pra cima pra manter o equilibrio, lembrei daquele sorriso sapeca de quem aprontou e pede desculpa, lembrei de quando ouvi pela primeira vez a palavra papai vinda de um filho, foi ali que que entendi que só sabemos o que sente um pai, quando nos tornamos um. Lembrei daquele boletim, que recebi orgulhoso onde as notas me mostraram que estava no caminho certo. Lebrei das brincadeiras, dos machucados, das lições de vida. Foi então que me vi ao mesmo tempo orgulhoso e desesperado, No mesmo tempo que queria abençoa-la queria pedir pra ficar, Ela abriu os braços e me disse: te amo papai, sempre estarei contigo. Ela se virou ,seguiu em direção a porta e seguiu seu caminho, fiquei ali parado por horas como se ela fosse voltar e me dizer que ficaria. Quando lembrei frase que meu pai me disse: Criamos nossos filhos pro mundo, orei por ela sem saber se eu chorava de saudade ou alegria. Cai na real minha princesa agora era uma rainha, agradeci a Deus ter conseguido cumprir a missão de cuidar desse anjo e a felicidade em minha vida agora era completa.

Eidson Santana

Você foi uma pessoa, e agiu como quem vive, e sente, se impõe, viveu. Viveu e transformou tudo, como todos fazem, em um cisco, que se torna em vão perante o universo. E nada era capaz de conter seu brilho interior, você sempre foi maior, sempre era o maior.Como uma estrela, meu céu sempre foi tua saída, e quando partiu, deixou rastros como uma estrela cadente, mas desta vez ela só riscou fora a fora, e sem deixar rastros, sumiu. Talvez tudo tivesse um tempo determinado, uma hora exata, um único dia, e em poucos minutos tudo pode acabar, por que aquele tempo, que nunca, nunca saberemos qual é, acaba. E então, surgirão duvidas, e as perguntas clichês, que nem um tempo indeterminado apagará. Se eu pudesse agradecer agora, eu diria que foi muito bom poder amar alguém como você,mas é impossível agradecer por um único dia, pois todos os outros iriam me afrontar, e me lembrar de como eu pude esquecer de você. Eu nunca esqueceria desse menor tempo que tive. Esses longos dias, que se tornaram tão curtos quando acabou. E esse é o sentido no fim, quando vivemos um dia, 24 horas parece conter um enorme infinito, mas quando ele acaba, parece ter acontecido em meia hora, e quando esse dia é um dos melhores, assim como todos ao seu lado foram, parece durar menos.De todos os desejos que fiz, você não esteve em nenhum desses, mas depois de topar com você, desejei cancelar tudo,e fazer listas de coisas com você. Eu cancelei a esperança, porque na minha cabeça tudo que eu queria, desde um beijo a um passeio muito improvável, iriam acontecer. Obrigada por um tempo incrivelmente pequeno, que durou o suficiente no presente do meu passado, e que agora faz total falta, como se todos esses anos se resumissem em um único dia. A voc~e toda prosperidade aonde quer que esteja.

Ganesha

Não quero nada de sofisticado,
quero sorver todas as coisas simples da vida.
Pequenos instantes me encantam,
um olhar, sorrisos sem graça, mãos que se encontram,
sussurros ao pé do ouvido,
um abraço forte de despedida e o outro de bom dia.
Não quero o mundo inteiro
me contento se tiver apenas você!

Renata Nunes

Estou indo para a Guerra

Estamos em uma estação de trem
Espero por aquilo que poderá levar para o meu fim
Em minha mente nada mais tem
Queria muito ficar, mas isso não depende apenas de mim;

Estamos aqui, cara a cara
Parados, sem nada dizer
Enquanto a chuva cai e molha minha mala
Penso se conseguiremos viver;

Fomos treinados nos campos de batalha
Aprendemos muito bem a atirar,
Mas minha emoção é falha
Não fui treinado para te deixar;

Não sei me despedir de ti
Nunca fiz questão de aprender isso
Mas, meu bem, eu preciso ir
Isso é um dever dos homens, não apenas um compromisso;

Estou indo para a Guerra
Mas desejando um dia vivo voltar,
Estou indo para a Guerra
E te deixo aqui, com muita dor, a me esperar;

Estou indo para a Guerra
Vou em nome da nação,
Estou indo para a Guerra
Levam-me o corpo, mas fica-lhe meu coração.

Crischarles D. Arruda

A morte não é o fim, mas o começo de algo que vai além da nossa compreensão.

Inoema Jahnke

Saudade de hoje.

De quando trocamos palavras.
De quando trocamos segredos.
De quando trocamos países.
De quando trocamos olhares.

Andando por esses países
perdi-me apenas no segredo das palavras do teu olhar.
Que bom que nos encontramos nessa esquina do destino.

Que seja eterno enquanto dure.

Pedro Aquino Cunha