Depoimento de Despedida

Cerca de 765 depoimento de Despedida

'DESPEDIDA'

LÁGRIMA
TRISTEZA
ADEUS
NOSSO AMOR NÃO DEU!

MÁGOA
SAUDADE
NOSSO AMOR NÃO DEU!

CANÇÃO,RECORDAÇÃO
LUGARES QUE PASSEAVAMOS JUNTOS
E QUE FICARÃO MARCADOS NA LEMBRANÇA
CADÊ VOCÊ?
NOSSO AMOR NÃO DEU!

AINDA ME LEMBRO DE SEU SORRISSO LINDO
AINDA ME LEMBRO,VOCÊ DANÇANDO PRA MIM
CHORO!
SOFRO!
NADA MAIS TEM GRAÇA PRA MIM
NOSSO AMOR NÃO DEU!

TENTEI,
VOCÊ NÃO ME QUIS
NÃO SEREI MAIS FELIZ

JAMAIS ME ESQUECEREI DE VOCÊ
NOSSO AMOR NÃO DEU!

EDUARDO POETA

Tudo é partida, partícula complexa é a vida, até a não vivida, tudo é despedida, e a saudade é sem definição.
Porém, a vida é presente, e quem por ela passa contente alcançou sua “floração”.
Tudo é morte, mas nem tudo morre, e é preciso conceber a separação!

Cada luto tem seu tempo, seu sofrer, sua “obsessão”.
Todo fim é um começo, e apela o despertar da solidão.
Recomeçar é morte, é vida, é água, é fogo e não há sorte, que preserve a emoção.

Deveras ciclo suave, estamos de passagem, tudo é uma enorme paisagem, no mar afora das ilusões, e como vislumbra nossas percepções…

E a vida pede passagem, ela é carruagem, que de aluguel vai morando nos corações!
Katiana Santiago

Katiana Santiago

SAUDADE PRECOCE

Demétrio Sena, Magé - RJ.

Bastará seu silêncio como despedida;
vestirei esse flanco perfeito pra mim;
seu olhar delineia o começo do fim,
mas não posso entendê-lo como fim da vida...

Se terá que ser não, responderei que sim;
já me parte a certeza de sua partida;
caio nesta saudade que não tem saída,
numa dor de quem quebra uma rocha no rim...

Calarei o que sinto e seguirei sem drama;
ruminar as vivências em tristes lembranças
é a sina indelével daquele que ama...

Solidão é meu mundo sem teto nem chão;
velhas asas me chamam pra outras andanças
onde os pés buscam sonho de nova paixão...

Demétrio Sena - Magé-RJ.

Despedida; é uma mistura de saudade com solidão, surge um nó na garganta, lágrimas nos olhos, sensações estranhas no corpo e aperto no coração.

Joelson Souza

Que tiste, essa semana nossas conversas diversas vezes soaram em tom de despedida, assim como essa música que vc ofereceu para o rei... espero que seja somente impressão, ora sua, ora minha... até oq sou sincera em lhe dizer que hj seria impossível para mim ficar sem o teu toque, o teu cheiro, sem o brilho intenso das estrelas, sim, pois quando não são na sua cia, elas não reluzem tanto... quero isso tudo pra sempre!!!
Pra relembrar, ouça Fã de Christian e Christiano...
Ontem não tive oportunidade de de desejar um finde maravilhoso pra vc e pea family, espero que seja assim, repleto de sorrisos e bons momentos! Te...!!!; Bjos

Clarice Lispector

Já não tenho em mim
o gosto amargo da partida...
Sinto-me leve com a despedida,
pois não mais há motivo pra ficar!

Levo comigo o teu sorriso
numa marca de batom
e deixo pra ti o meu cheiro
que ficou no edredom...
Lembranças de uma noite
em que o dia não amanheceu,
porque o que brilhava estava em nós,
éramos o sol!

Robson Ruas

Um adeus é a metade da morte. É uma despedida que dói, uma incerteza de um reencontro, é uma saudade permanente, é uma lembrança marcada para vida.
65.

Hupomone Vilanova

Se a dor não for maior que a necessidade, até a solidão
será melhor que a despedida!

Reinaldo Ribeiro - O Poeta do Amor

A despedida entre verdadeiros amigos nunca existirá, pois os nossos verdadeiros amigos não estão apenas no nosso dia a dia, mas estão no mais profundo sentimento da alma, independente de distância, circunstâncias e problemas amizades verdadeiras continuam a crescer.

Lucas Ben David

Despedida

Hoje estou partindo
Para uma nova chegada
Em algum lugar qualquer
Por entre as nuvens sumindo
Dando uma nova largada
Para o que der e vier

Fui sombra sem muito brilho
No transcorrer de meus dias
Com poucos me dando a mão
Segui sozinha o trilho
Como qualquer um faria
Nas coisas do coração

Porem, não sei onde vou
Porque a meta não tracei
Escolho quando chegar
A vida que me driblou
Lá atrás eu a deixei
Quando decidi voar

Meu novo mundo começa
Agora, neste momento,
Decisão por mim tomada
Não faço nada com pressa
Deixo longe o pensamento
Vou seguir por nova estrada

Assim, o novo caminho
Que pretendo encontrar
Desejo que seja o certo
E com uma taça de vinho
Vou com certeza brindar
Com quem estiver por perto

Paola Rhoden

Evinha linda voz anos 70

Rumo
Estrada turva
Sou despedida
Por entre
Lenços brancos
De partida
Em cada curva
Sem ter você
Vou mais só

Corro
Rompendo laços
Abraços, beijos
Em cada passo
É você quem vejo
No tele-espaço
Pousado
Em cores no além

Brando
Corpo celeste
Meta metade
Meu santuário
Minha eternidade
Iluminando
O meu caminho
E fim

Dando a incerteza
Tão passageira
Nós viveremos
Uma vida inteira
Eternamente
Somente os dois
Mais ninguém

Eu vou de sol a sol
Desfeito em cor
Refeito em som

Perfeito em tanto amor
versão clássica
Feito com ♥ em Belo Horizontestudio sol

Evinhsla

E agora dói como uma despedida,dói por não haver nada que eu possa fazer,cada segundo..e o tanto que eu me doei.você nunca vai saber o quanto eu te amei porque você nunca esteve comigo nos momentos em que precisei me segurar para não chorar na frente de estranhas ou quando li alguma coisa que me lembrou você e fiquei com o pensamento distante tentando te encontrar.foi exatamente por tudo isso que tomei minha decisão. Te amo ainda e talvez nunca deixe de amar,mas eu não renuncio a nada mais porque você nunca vai fazer o mesmo por mim,então só te desejo felicidades.eu vou tentar ser feliz por mais que dos,longe de você.

Renata eleuterio

Dos sentimentos...

Procuro um ponto de partida
e nada me vem
parto para a despedida
Que é o que me convém

Dilato anseios nas voltas dos ponteiros
aponto segundos e minutos inteiros
afio a lâmina que conduz este sentimento
não importa quem se corta

Em uma briga de razões covardes
o meu sentir aguçado revela o peso do meu querer
O meu coração amassado revela o meu sofrer...

Rosival Evangelista

O choque da bela vida com o chão frio de sete palmos, terrível despedida; o da dor, desesperança na humanidade, alívio.

Juscelino Vieira Mendes

Despedida

Gostaria de te dizer tudo que hoje sinto
Tudo que já modificou dentro de mim
Desde a nossa despedida
Como as tempestades que voam longe para o deserto
Muitos sentimentos se mantiveram intactos
Mas realmente hoje senti algo especial quando vi teu sorriso
Já se passou tantos anos,
Mas os sentimentos brotam pelos portais do tempo
E se transformam de uma maneira minuciosa
Nunca acreditei quando falavam que nós deveríamos ser namorados
Hoje me pego questionando o mesmo, será?
Acho que o bonito "da gente" é que sabemos o valor desta amizade.
Teu sorriso foi um presente neste dia de tantos infortúnios
E como antes, nosso abraço foi perfeito
Um sorriso tão sincero e espontâneo
Um sorriso que me trás boas lembranças

Anderson Dagen

...Espero que na
Nossa despedida
Haja pelo menos
Um esboço de saudade
Em sua face

Lazaro André

"Para aqueles que amamos, um 'adeus' nunca é definitivo; na verdade, a despedida é apenas um 'até breve', 'a gente se vê', nem que por enquanto seja apenas em sonhos, orações e lembranças, que no começo são dolorosas; mas, com o tempo, o que era só sinônimo de dor se torna uma reflexão e se passa a permitir um sorriso de gratidão pelos momentos vividos, um sorriso necessário para continuar por quem só queria nossa felicidade. Seguir e ser forte é a melhor homenagem póstuma que podemos fazer. Uma alegria é sentida quando refletimos o tamanho do privilégio por ter compartilhado uma vida com alguém tão especial. O amor nunca morre. Ele não permite encerramentos, perdas, nem ciclos fechados. E nem mesmo o Céu é o limite. O amor vai aonde tiver que ir: ele sempre alcança o que muitos consideram impossível. O amor é o que mantém uma união, um elo e um laço, e não uma presença física. O amor não precisa de um olhar, de um toque para continuar existindo. O sentir tem essa função e cumpre bem seu papel. O coração enxerga cada detalhe, mesmo de olhos bem fechados..."

Andressa Badin Castro

Despedida
Triste é a despedida...
De dois corações partidos...
Triste é a despedida...
Se enganam os que pensam que na despedida parte também o amor...
Que tudo morre...
Que nada resta...
Enganam-se os corações partidos!
Para o amor não existe despedida...
Para o amor não existe partida...
Os corpos se foram...
Mas ficou o sonho...
Sonho vivo de ser feliz...
De renascer em outros braços a felicidade...
Que em vida...
Não foi vivida...
Adormecerei agarrado a saudade..
Querendo apenas sentir a tua magia e encanto...
Hoje, a dor me consome o peito...
Sufoca meus desejos...
Faz meus olhos chorar...
Busco recordações dos momentos em que você foi todo meu encanto.
E amanhã...
Somente o desencanto...
De um amor...
Intenso...
Imenso...
infinito...
Tatuado no peito...
Onde a dor da saudade e me faz lembrar...
Nossa despedida...

Neide Souza

À DESPEDIDA AO TEATRO

Um dia, quis ser ator de teatro
E voar tão alto
Onde não se pode enxergar
Quis ser filho pródigo da arte
Quis subir ao palco
E subestimar o mundo
Como criança infame
A concepção pecadora de enlear tal arte
Me valeu sorrisos irônicos
De cruéis comediantes
Que se esquivam em virtudes ensaiadas
Hoje o teatro vaia minhas pretensões
E eu, tão pouco mudado
Tenho apenas alto os meus sonhos
Interpreto na vida o trágico sentido
Que exaspera o pensamento
No porvir que é motejante encalço do silêncio
E deixa tolas as vaidades incessantes
Num remediar meus costumes inconscientes

Ah! minh´alma teatral e desonesta...
Quer ser arte e não ser artista
Quer ser fonte e não ser nascente

Ah! minh´alma teatral e desonesta...
Já me priva meu anseio
E padeço estupidamente
Numa cidade sem sonhos

Esmeraldo

A despedida

Me despeço do sorriso tímido, quase proibido, que surgia nas piadas mais idiotas.
Me despeço dos olhos cor de jabuticaba, e os devoro com apenas um piscar.
Me despeço do cheiro de roupa limpa e dos cabelos lavados.
Me despeço do toque dos dedos, que escorriam sobre meu corpo, sem nenhuma licença.
Me despeço da voz que me dizia frases sem nexo, mas, que se juntas, entre o que me dissera ontem e hoje, faziam certo sentido.
Me despeço das horas em que não fazíamos nada, porém, fazíamos nada juntos.
Me despeço das músicas intituladas como nossas.
Me despeço do chão da sala, porque, ao me deitar lá, sinto o frio e nada consegue me aquecer outra vez.
Enfim, me despeço de mim, pois, nunca existi sem você, e as lembranças e esperanças de um futuro, era o que mantinha minha alma viva dentro desta casca ensurdecedora. Já que o inverno se instalou definitivamente, resolvi deixa-lo seguir e conquistar tudo o que almejava. Não mande notícias, mande um adeus.

P.K.

Pietro Kallef