Dedicatorias Bodas de Ouro

Cerca de 755 dedicatorias Bodas de Ouro

BRASIL


Essa é a nossa nação
tem ouro que vale cobre
impera a corrupção
e o rei nada descobre
o herói virou vilão
e apenas o cidadão
começa e termina pobre.

Guibson Medeiros

Nada de pó
Nada de estrada
Nada de ouro
Nada de graça

Eis
Que
Sou
O

Que
Abraça
E
Desata

A
Prostituta
Que
Surgiu
Soneto

A
Rima
Indigente
Que
Dançou nua
E
Acordou
Gente
No
Puteiro

Me desculpem os teóricos
Em
Morada
De
Poeta
O
Barro
Não
Precisa
De
Oleiro.

Laís Xavier

Pergunte a um pássaro se ele quer uma gaiola de ouro cravejada de diamantes,ele responderá que prefere a sua liberdade e nunca a trocará por riqueza nenhuma...

Marilis Márcia Chalupe

Somente através de muita procura e mineração são ouro e diamantes encontrados, e o homem pode encontrar cada verdade conectada com o seu ser se ele cavar fundo dentro da mina de sua alma. E que ele é o criador de seu caráter, o moldador da sua vida, e construtor do seu destino, ele pode provar sem erro: se ele cuidar, controlar, e alterar seus pensamentos, traçando seus efeitos sobre si mesmo, sobre outros, e sobre sua vida e circunstâncias; se ele ligar causa e efeito por meio de prática paciente e investigação, utilizando cada experiência sua, mesmo a mais trivial, como meio de obter
conhecimento sobre si mesmo. Nessa direção, como em nenhuma outra, está a lei absoluta que "Aquele que busca achará e àquele que bate abrir-se-lhe-á"; pois somente pela paciência, prática e incessante insistência pode um homem entrar através da Porta do Templo do Conhecimento.

James Allen

Pote de ouro...

Estou com saudades de quem eu sou quando com você...
Aquela química que rola quando estou com você , saudades dos sorrisos tão livres, eu estou com saudades de mim...
Você me torna melhor, eu consigo ver o mundo mais vivo, eu tenho esperança, eu sonho acordada... Eu estou sentindo falta de que sou , quando estou com você...
Eu sou melhor, como se um mundo se abrisse no seu sorriso, como se o impossível, pudesse se tornar real... Que poder é esse que sua presença tem? Que mistério é esse que me deixa em busca do pote de ouro...
Eu quero a liberdade de seu sorriso, sorrindo pra mim. Eu estou com saudades de quem sou, quando com você, leve, solta, eu!
Você é meu anjo, você é meu herói, você pode me libertar... Eu sinto que você veio me buscar. Estou pronta me leva, eu me rendo a você...
Leva-me para seu mundo, me faz viver um sonho... Deixa-me voar com você...
Eu quero colorir, compartilhar, sonhar, tudo com você... Eu posso!
Você completa em mim o que me falta... Sinto-me plena.
Eu estou pronta pra nunca mais sentir saudades de quem sou, por que agora estarei com você... e eu só terei motivos para ir além...

felicity Secret

Ouro verdadeiro sempre reluz, mas quando se trata de pepita provavelmente o melhor é nem reparar em sua falsa beleza embora esta seja muito astuciosa ao tentar se parecer com o ouro.

Tiago Curralo

A vida é simplesmente uma jóia diamantada, revestida de ouro, moldada de prata, com toque especial de latão.

Joao de Paula

O mistério da Rua 23

Ouro Preto, 1950. Numa manhã cinzenta, Alice saiu de casa cedo, e muito apressada. Chegou à velha estação que ficava num bairro distante, na Rua 23. Por motivos pessoas ela havia brigado com sua família e naquele momento queria repousar em um lugar distante. O que ela não imaginava é que a viagem seria tão surreal. Logo ao adentrar aquele trem sombrio, ela logo percebeu que não havia mais nenhum passageiro além dela, havia apenas o maquinista.


Alice não conseguia entender porque não havia mais ninguém naquela rua. Para conseguir ficar tranquila, ela apoiou a cabeça na poltrona e começou a ler um livro. Minutos depois, o jovem maquinista, alto, de boa aparência, e olhar um tanto misterioso, perguntou:
- para onde iremos senhorita?
– Hoje você será minha única passageira. Nos olhos dele havia um brilho diferente e um ar misterioso, enquanto pronunciava aquelas palavras para a jovem Alice, que respondeu balbuciando as palavras.
– É, é, podemos ir para qualquer lugar, onde eu tenha paz.


O trem fez seu barulho peculiar e, então tomou partida. Por mais que, já se passasse mais de trinta minutos, a impressão que Alice sentia é que a Rua era a mesma, havia arvores secas, as casas abandonadas, parecia uma rua esquecida pelo tempo, pelas pessoas. Mas, afinal ela queria mesmo ir para um lugar onde ninguém a incomoda-se, um lugar para que ela pudesse pensar melhor na vida.


Uma hora depois, o trem parou, e o maquinista de voz suave, eu diria até um pouco apaixonante, perguntou:
- Podemos parar aqui, senhorita? E ela respondeu:
– Podemos sim. Mas, aquele sim, não foi tão seguro, pois, a rua ainda era a mesma, e um tanto assustadora. O jovem, bem educado parou o trem e ajudou-a a descer. Naquele instante, ela fitou seu olhar, nos olhos verdes do jovem, e franzindo um pouco os lábios, ela indagou:
- Por que o jovem disse que hoje eu seria sua única passageira? E ele logo respondeu:
- porque você é especial, este lugar sombrio se ilumina com sua presença. Naquele instante ela se arrepiou. E ele continuou a falar.
– Na verdade, minha doce Alice. E ela indagou:
- como sabe meu nome? Não me lembro de ter te falado.
– Isso não importa, a verdade é que eu te espero há muito tempo, aqui nesta mesma rua.

O mistério só aumentava, e aos poucos o medo que Alice sentira, se misturava ao encanto que aquele rapaz lhe proporcionava. Ele era romântico, misterioso e sensual, tratava-a como uma verdadeira princesa e a cada minuto ele a prendia, com seus gestos, suas palavras e seu olhar estonteante. A rua mais parecia um cenário de terror, mas aos poucos a luz brilhava iluminando aqueles corações. Naquele instante, o medo deu lugar a uma vontade imensa de beijar aquele jovem que a esperava há tanto tempo. E no instante em que seus lábios se tocaram, uma luz brilhou mais forte, e ela, então abriu os olhos devagar e viu apenas um senhor, perguntando:
- para onde iremos senhorita?

Todo aquele mistério havia acabado, mas para ela foi tudo muito real, não parecia ter sido um sonho, afinal a rua continuava muito vazia, mas onde estaria o jovem maquinista que a levara para um sonho. Naquele momento ela escorou a cabeça novamente, e fechou os olhos como se esperasse o jovem voltar para leva-la novamente para o seu mundo.

Luzia Medeiros

“Nem Ouro e nem Prata, mas sim o que é simples, pois o que é simples é de Deus.”

Herbert Alexandre Galdino Pereira

Amiga é um ouro de amizade para outra,nunca pode se esquecer que uma amiga sempre lhe acompanha em horas difíceis ou boas!!!!!!!!!!!

MagicMystic

Dou valor demais a certas pessoas, pago preço de ouro por meras bijuterias.

Evinhaa Limaa

Reden ist silber aber schweigen ist gold. (falar é prata, mas calar é ouro)

Jean Marcelo Maul

A balança comercial dá valor ao dinheiro. O ourive dá valor ao ouro. E as pessoas te dão valor quando te perdem.

Vagnner Ériu

Família é um cordão de ouro que guardamos dentro do coração.

Bia Castro

Anota isso: ninguém nasce em berço de ouro, até porque eles lutaram para estar lá.

João Gabriel

Evolução...

Como chegar ao fim do arco íris... Lá tem meu pote de ouro que é você...
Dizem-me quantas montanhas eu precisarei escalar, para alcançar seu coração. Até quando eu vou precisar escalar?
Eu quero saber se você vai estar lá no topo, quando eu subir você vai estar?
Por que preciso lutar por amor se o amor não é uma guerra, não o amor não é uma luta, não!
Pra que tantas barreiras para viver esse amor, que me impulsiona a ser melhor, a evoluir...
Eu venho de longe em busca de um sonho que sonhei, sonhei com você... Estou aqui por você também... Eu vim de longe por um sonho de amor...
Eu vim pela miragem de um sonho com você... E nesse caminho estou a evoluir, a me reconhecer, estou seguindo em direção do sol, para achar o meu pote de ouro, meu tesouro que é você. Eu sonhei com nosso beijo... Eu vim ate aqui, eu amadureci ao longo desse caminho até você...
Por quantas pedras eu ainda terei q pisar descalça, para te provar que vim por nós. Para te dizer que nunca... Nunca vou desistir de meu sonho de amor...
Não importa o caminho se ele me levar até você... Não importa o quanto vai demorar. O importante que mesmo antes de te ver... Eu sei vale a pena... Amar-te.

felicity Secret

Quando morremos somos todos iguais....viramos o mesmo pó....o rico nao vira pó de ouro....pense nisso antes de menosprezar alguem!!

Joyce l.Tarouquela

Todo domingo pé de amor
O amor é de ouro
Bate na dor
A dor é valente
Bate na gente
A gente é forte
Recomeça com a sorte
A sorte é grande
E acabou a revanche.

Ana Paula Brito

Menina moça feita de ouro, dos olhos cristalizados com diamantes, acetinada do jeito que dá gosto de olhar, pele de pêssego, sorriso lustroso, caminha cantando e dança sonhando. Quão bela és, olha de um jeito desejoso, sorri um pouco mais e se joga na relva como quem não tem problemas, se joga e se envolve com a natureza, embevecida com toda a delicadeza do mundo dada a si, presentinho guardado no fundo do coração, em uma caixinha dourada e fitas rosadas. Com todo o amor do mundo rega as rosas que plantou, beija-as com o doce amor, mas essa rosinha linda dos olhos verdes é toda sentimental, chora pelo teu amor, se não vier a tarde passa à noitinha chorando, rosinha pequena, não chores, cuidarei de ti. Se você não tiver todo amor do mundo, toda a doçura e as palavras certas para aconselhar não poderá ter uma pequena florzinha, mas a rosa da moça mora dentro do coração que necessita de cuidado todos os dias, um afago depois do café da manhã, um chamego no fim da tarde e um beijo na testa antes de dormir, sorria pra disfarçar o amor que carecia. Desenhou a carícia doce feita debaixo dos azulejos e atrás das cortinas, navegou pelos mares da ternura e chegou ao céu, pegou a caneta e tatuou com o mel nas nuvens, na maresia marcou com fôlego o que a ânsia de querer e de ter, escondeu os ombros marcados com o beijo, guardou o pano por amor a quem te via como era por dentro, pela face simplesmente embelezada, feita de maquiagem natural, tua beleza interior que nascia e renascia todos os dias, corava a face de um jeito vergonhoso, soltava um riso engraçado e bobo e já enrubescia , usava vestidos dos anos 50 e tiaras coloridos, que encanto de menina, bela de qualquer maneira. Enfeitava-se por amor a tudo, que dava a ela asas angelicais, flutua pela epiderme, tateia o que vê, junta, cola e não desgruda.

Layara Sarti