Declaração para Amiga

Cerca de 2399 frases e pensamentos: Declaração para Amiga

DECLARAÇAO DO AMOR Deixa-me navegar no infinito dos teus olhos

Cicinio Bernardo Muindague

A mais pura e linda declaração de amor de Deus pra mim... foi em forma dos meus filhos ...sei que são "jóias" raras e únicas Dele, que me "emprestou"...
mesmo sabendo disso... não consigo amar menos...

<3 Dé e Déia <3 #AmorEterno #RiquezasSemPreço "

Ni Aragues

Minha declaração de amor...

Olhando de retrospectiva tudo fica mais fácil de resolver: por que disse sim? por que disse não? por que isso? por que aquilo? Olhando daqui não teria feito nenhuma escolha trocada... errada?

Retrospectiva... ficar remoendo, no baú das memórias remexendo? Que nada... olhe pra frente... siga somente em frente... será igual ou diferente... que diferença faz se você olhar pra trás? O que passou, passou... e 'águas passadas não movem moinhos'...

Passado: claro, nunca deixará de existir no rolo de filme da história do Universo... está lá... você e eu em prosa e em verso... está lá em um lugar que só com a memória a gente consegue alcançar... o que está feito, está feito... não dá pra mudar.

Cena um quinquilhão e alguma coisa: nossa história... que hoje é só memória... mas foi a nossa história - você e eu aconteceu... e isso também ninguém pode mudar, nem apagar, nem trocar de lugar...

Presente: muito obrigada por ter se feito tão presente, por ter me feito sentir tão diferente... tão gente... muito obrigada por ter comigo compartilhado... contracenado nas cenas boas, nas ruins segurado-me em seus braços... muito obrigada pelos muitos abraços.. pelos sorrisos, pelas gargalhadas altas madrugadas... pelos banhos de chuva... pelas flores... pela estrada... encantada.

Se eu mudaria algo do que entre nós aconteceu? Nenhuma vírgula - curti cada momento, compartilhei e comentei... você e eu... 'que seja esterno enquanto dure', já dizia o poeta.

Rosangela Calza

Uma declaração de amor do jeito que eu sei fazer:
Foi num mundo de tanta violência e tão pouco amor,
Onde não reconheço mais meu pai e nem minha mãe,
E vejo nos olhos do meu irmão tanto medo,
No sorriso de meu vizinho tanta desconfiança,
E num gesto de meu inimigo tanto rancor e nenhum perdão.
Foi num mundo de muitos deuses e poucas crenças,
Muita ciência e pouca humildade.
Um mundo de grandes e pequenos
Fortes e fracos,
Ricos e pobres.
Foi num mundo como este quer te encontrei e te amei.
E quero fazer de ti minha inspiração, minha vida.
Eu te amo até essa eternidade virar pra sempre.

Professor Galvão

Dona do meu texto!

Este texto é uma confissão, declaração, um desabafo.
As palavras escritas são normalmente mais belas que as ditas, pois são permanentemente belas, enquanto o falar perde-se no tempo.
Contudo, quando o dizer, constante na memória, nos transporta a um mesmo ambiente, um mesmo impacto da primeira vez, desfaz-se a necessidade de papel.
Admira-se mais que a construção elaborada das palavras a sensação que elas nos trazem.

Mesmo assim escrevo!!!
Quero sobreviver ao tempo em alguma parede de quarto, delicadamente recortado e colado por atenciosas e ternas mãos.
Quero que sorriam para mim quando eu for lido, e quero ser constante fonte de inspiração.

Mesmo assim escrevo!!!
Pois é mais fácil se livrar de convenções sociais, bloqueios pessoais, ou medo! Medo de mal interpretação. Medo de desistir de dizer. Pois as palavras ainda poderão ordenar-se, procurando um melhor sentido.

Mesmo assim escrevo!!!
Por não poder deixar de escrever. Por saber que serei bem vindo.
Escrevo para você. olhos amigos, donos deste texto, portanto, deste escritor.
Escrevo para que você sorria, e para que me faça sorrir.
Escrevo pelo interesse de poder lê-la como resposta.
E,finalmente, Escrevi a mensagem que gostaria de ter dito.

Leonardo Corrêa

Não há declaração de amor mais sincera do que o olhar de um animal para o seu dono.

Rosicarmen Xavier

Grito-lhe em silêncio
Em uma declaração
E em um segredo oculto
Chamo-te para me despertar
Em indecências suaves
Para quê as minhas loucuras
Encontre a chama
De nossos desejos;

Julio Aukay

Declaração de amor

Amor! Sempre ouvia dos amantes
Os que sem saber mau uso do mesmo faziam
palavras raras e florescentes cuspiam
mas quando vi os teus gestos rutilantes
o sol do verão transformou-se em brisa
e das entranhas da paixão nasceu Isa

mulher que Deus amou e me enviou
para que do amor que há entre nos os dois
nasçam rios de agua pura que correra depois
e alimentara relações de quem sonhou
um dia ter na vida aquele alguém
que tanto o ama e ele o ama também

eu! Amar-te-ei com a força do universo
renegando o distante só para te ter por perto
cantando de amor num silêncio desperto
para que sintas harmonia em cada verso
amar-te-ei na alegria e na tristeza
pois eu amo o nosso amor! Minha fortaleza

Laguna de Jesus

Acho linda a declaração universal dos direitos humanos. Tem que ser lida por cada cidadão como a mais bela obra de arte literária escrita pelo dedo do próprio Criador. Mas incomodo-me furtivamente quando penso que exigimos tanto nossos direitos a ponto de deixarmos à espreita as nossas responsabilidades.

Jackson da Mata

A verdadeira declaração de amor, é quando o coraçäo fala e você responde com um beijo e sorri com os olhos.

Lu Lena

Uma declaração de amor irrestrito
Viver é acalentar sonhos e esperanças, fazendo da fé a nossa inspiração maior.É buscar nas pequenas coisas, um grande motivo para ser feliz!
Meu coração é meu guia. Meu instrumento é a palavra.
E minha inspiração é você.
Você é minha música...minha rima e meu tom...
Você é minha inspiração...que fez renascer meu coração...
Te amo!

Professor Galvão

Declaração de bens

Declaro...
Meu Deus
Minha vida
Minha família
Meus amores
Meus amigos
Minhas dores
Meu recanto
Meus encantos
Meus defeitos
Minhas qualidades
Meus açoites
Meus vermes
Meu sono
Meus sonhos
Meus olhos
Minhas vontades
Meu espírito
A cada anoitecer
A cada amanhecer
Minha presença em carne.

veramedeiros

Pra ele:

Juro-te que não é uma declaração de amor, mas é que sonhei contigo na noite passada. E sei lá, me deu vontade de dizer que não consigo amenizar essa saudade nem separando-a em sílabas. Não, não estou me declarando, contudo perguntaram-me a definição de estrelas cadentes e eu só conseguia descrevê-las de um jeito. Do nosso jeito. O jeito como cada vez que o teu coração encostava ao meu, eles tocavam o céu, e assim as estrelas caíam. É estranho, porque apesar de não te querer pra sempre, eu te quero bem, e muito. E esse não é mais um verso de amor, uma vez que digo te adorar para não dizer que te amo, e tento me amar mais a cada dia para não deixar este sentimento escapar a alheios. Das oportunidades perdidas, descobri que amor é tipo colher flores. Não que eu gostasse de colher flores, mas eu sabia que se as arrancasse, não seriam mais as mesmas. E da nossa primavera não se aproveita nem meia estação. Por isso que amor é verbete proibido, e cada um propaga suas palavras e isola o que sente por dentro e descobre a força no vento contrário, e não seguindo na mesma direção, enfim. E a vida é feita de ventos contrários, não é? Onde quinze semanas são brisa e o resto é tempestade, e eu te perdi nessa atmosfera infindável, aprendendo com as circunstâncias que não somos senhores do tempo, nós somos finitos. É difícil compreender a efemeridade das sensações, a culpa do engano, o desejo da carne. Nunca foi uma declaração de amor. Porque pra te ter por perto eu precisei congelar por dentro, e as emoções resultaram em estalactites no céu da minha alma. Não que eu me orgulhasse da criatura em que me transformei, entretanto aprendi da pior maneira que o amor não é justo, é egoísta. Perde-se na trama dos pensamentos, focam os objetivos num plural. A queda é imensuravelmente mais dolorida do que pular de um prédio de seis andares. Cada estrofe é um passo desregulado e sem ritmo e eu não entendo o porquê de insistir no inexistente, na valsa sem som que ecoa quando o acaso te traz pra perto. Descobri que me encontro num rosto que nunca vejo, contudo conheço as mil facetas que traz, as linhas firmes que almeja. E não é uma declaração de amor, uma vez que se por acaso, algum dia, se eu bater na tua porta é porque errei de endereço.
No sonho, não me recordo ao certo, nós éramos bêbados e felizes. Você apostava em nós e eu desejava a gente. E poxa, como é que se respira mesmo? E é isso, são os enigmas sem sentido, os labirintos da tua alma repletos de paraísos desconhecidos que me instigam, e eu até atrevo a me perder por essas terras, amor. E isso não é uma declaração de amor. É perceber que eu era boa com palavras até precisar caminhar no sentido contrário a elas só para ter certeza da minha força, ou das sobras dela. É te esquecer por um segundo e recordar do que nunca pareceu fazer sentido nas outras horas do dia. É te querer não querendo, evitar ouvir as batidas do teu coração justamente por decorar os trechos acelerados. É sentir o silêncio pro conforto da minha arritmia. Me despe e não se despede, aprende que na despedida eu me torno perecível ao resto do mundo e insensível aos outros dias. Aprende que se por acaso isso tudo parecer uma declaração de amor, é mera coincidência. O que não significa nada pra ti é o meu fim distribuído em pequenos fragmentos, e ou eu te mato agora ou continuo me deteriorando aos pouquinhos. E “se dessa vida nada se leva”, por que eu ainda insisto em te levar comigo? Eu não entendo, realmente não entendo. Ninguém nunca disse adeus e a esperança ainda é superlativa. Ainda acredito em tudo que eu não disse, mas jurava que tu compreendias.
Mas se eu voltasse, nunca me permitiria partir novamente.
E pela primeira vez te vi à toa e pensei: “Por favor, não sinta a minha falta”.

Desculpa, moço, é que eu interpreto pro meu mundo até o que você não diz..

E isso não é uma declaração de amor.

Amanda Seguezzi

''Atrevida declaração''

Perdão, oh, flor, mas quero dizer-lhe,
Que já não me contenho de desejo,
Chego a estremecer quando lhe vejo
Ao passar distraída ao lado dele,
Sei que há uma diferença entre nós,
Que faz do meu destino mais atroz.

Abraçar-lhe, sei-o eu que não posso,
Pois o que sou diante de si?
Nada, eu há muito já compreendi,
É por isso que sozinho me esforço
Para poder chegar um dia ao teu encalço
E ser maior que este ser tão falso.

Um dia hás de me enxergar na escuridão
Em que tu te cegaste, e te fizeste,
Verás que meu amor te fará menos agreste,
E assim me darás de corpo e alma teu coração,
Peço-te desculpas por esta atrevida declaração
Que não pude calar em minha mera ilusão.

Lucas santana

Não espere uma declaração de amor. Não espere uma declaração de guerra.

Lucas Michels

"Tem horas que nossa maior declaração de afeto está em admitir nossas fraquezas."

Flávia Abib

Flávia Abib

A GUERRA É FRONTEIRA DA REALIDADE

No salto do pensamento tudo é declaração de paz,
pensar ato de rebeldia,
lutar pelo país isso insensato pois não foram os soldados...
que criaram o conflito,
enquanto políticos safados bebem e comem e vivem, outros,
morrem sem ao menos saber pelo porquê morrem,
o irônico dessa metáfora que são mesmas pessoas colocam no poder...
esses políticos representantes do povo, bem,
representar um povo ou manda lo para morte.
qual diferença de assassinos, tudo pela liberdade e a soberania...
do nosso país, lutaremos por nossas família.
tudo são apenas palavras que matam cada um de nos,
no fato de viver um sonho de liberdade morremos,
vemos o maldade em atos de riqueza,
no final tudo jogo de interesses,
dinheiro fácil,
apenas um pensamento no qual perco pensando.
por celso roberto nadilo

Celso Roberto Nadilo

Assim estará

Por sentimentos ou palavras
Te apresentei o amor
A declaração de amar
É estar contigo onde for

Por fazê - lá sorrir
Senti-me notável
Coração virou presa
De um instinto vulnerável

Quando valeu a atenção
Das paginas da vida
Assinei com minhas lagrimas
Os poemas que te fazia

Colhi meus sentimentos
E como flores te trazia,
Que nasciam em meu coração
Em terras de nostalgia

Quando embora foi o tempo
Consigo foi minha alegria
Fez nascer nos meus olhos
A enxergar o que eu não via

Triste realidade
Que o tempo fez saber
Falso foi o sorriso
Se me lembro faz doer

Dor no presente
No coração que desata
De braços abertos
O futuro te aguarda

Como estará
Quem desprezou
Esquecendo os carinhos
Que um dia te adornou

Como o sol sem o brilho
Assim estará
Quem não plantar o amor
Também não colherá

O triste encontra a alegria
E esquece a dura verdade
O alegre encontra a tristeza
E conhece a dor da saudade

E sempre há alguém
Chorando estará
Ao lembrar-se de um amor
Que um dia não soube cuidar

Ednilson Emmanoel Cintra

Se declarar nada mais é que se expor, nem toda declaração tem sua recíproca.

Igor Raposo

Declaração de um poeta


Os versos de um poeta
Quase sempre na hora certa
São flechas tão diretas
De um coração que não se aquieta

Desejo que ele chegue logo, correndo
E entenda o sonho ainda escondido
Tem sempre sentido as palavras que remendo
Revelando o amor tão puramente sentido

César Mach