Declaração de uma Mãe para seu Filho

Cerca de 340 frases e pensamentos: Declaração de uma Mãe para seu Filho

Há aproximadamente sete anos atrás minha vida ganhou um bônus. Eu queria muito, muito mesmo. Fiz cálculos de dias férteis, tomei coisas que falaram que ajudava 'a acontecer' e se tivessem me dito que dançar lambada, à meia noite, na lua cheia, no limite entre dois estados também garantisse o sucesso eu teria dançado. Com saia rodada e tudo.

Sempre quis ser mãe, parecia algo natural no processo da minha vida, mas quando cheguei aos 25 fui invadida por um desejo maior do que podia prever (e mais forte do que podia controlar). Entrava no supermercado e evitava a sessão de fraldas. O dia que me perdi entre as prateleiras e dei de cara com um pacote de Pampers tamanho G na minha frente desandei a chorar. Assim, na frente de todo mundo mesmo.
Andava pela rua e de repente todas as mulheres que passavam por mim tinham barriga redonda e pés em formato de bisnaguinha. Aquilo virou uma perseguição, concluí. Grávidas me perseguiam na rua! Chegava em casa aos pedaços, chorando pro marido, e o choro me dava ânsia. Maldita gastrite.

Que nada. Eu já estava grávida e não sabia.

A menstruação atrasou 1 dia e corri pra farmácia, para comprar um daqueles testes do xixi. Mentira. Eu já tinha uns três testes de marcas diferentes na gaveta da cômoda. Sou prevenida, tá? E não neurótica e absurdamente ansiosa como você está pensando aí.

Aqueles segundos entre o xixi e a bendita 'listrinha rosa adicional' duraram o mesmo tempo de uns dos filmes da trilogia do Senhor dos Anéis. Interessante observar como o tempo é relativo em casos de ansiedade - 1 minuto se transforma em horas, e ainda assim continua sendo 1 minuto.

Bingo. Ela apareceu! Sutil, num rosa pálido, mas estava lá. POSITIVO.

Esse ritual aconteceu na minha vida duas vezes, com 1 ano e 9 meses de diferença. Ambos planejados, ambos extremamente 'ansiados'. Ambos com finais felizes, graças a Deus.

Hoje sou mãe. Não que eu me sinta mais mãe do que quem não tem um positivo pra contar, até porque acredito que os filhos são gerados no coração e não no útero.

E o que eu posso dizer nesse dia cheio de corações, flores, "Como é grande o meu amor por você" e mensagens reaproveitadas ano a ano?
Que ser mãe não era nada disso que eu estava pensando.

Falam tanto em amor, mas de repente essa palavra ficou insuficiente pra definir o que eu sinto pelos meus dois pequenos. Sei lá... isso passa de 'amor'. É uma misto de loucura, paixão, intensidade e superlativos no meio, porque me vejo capaz de fazer coisas (e qualquer coisa) por esses dois seres. É uma conexão tão forte que, o que dói neles dói três vezes mais em mim.

Falam tanto em 'abrir mão', mas o fato de ter me tornado mãe não me anulou como mulher. Amo meus filhos. Mudei/adaptei/controlei muitas coisas depois que chegaram na minha vida. Mas continuo com minhas necessidades profissionais, românticas e fisiológicas (como dormir, fazer xixi de porta fechada e passar um final de semana sozinha com o marido). Querer tudo isso e ser assim não me torna uma mãe ruim ou egoísta. Sou mulher e justamente por isso tive o privilégio de ser mãe. Uma coisa não exclui a outra, aliás se complementam.

Só sei dizer, entre tantas teorias, que a prática tem me mostrado que ser mãe é ser eu mesma. Não me transformei em super mulher e nem em uma pessoa melhor que os outros.

No meu caso, ser mãe é ser exagerada, imperfeita, ansiosa, às vezes cansada, outras disposta, intensa, sonhadora, justa, injusta, esforçada, por vezes preguiçosa, preocupada e apaixonada.

Muito apaixonada.
Mais até do que cabe no meu coração.

Tainah Ferreira

O amor universal é tão simples e traz uma sensação tão incrível! Quando você passar a olhar um adulto e se ligar que este adulto já foi um inocente um dia, já foi uma criança, você passa a tolerar muitas coisas e até mesmo perdoa-lo... Aceita-lo do jeito que é... Faça este exercício gente é maravilhoso e a alma agradece. Desperta um sentimento maternal, - e mãe sempre perdoa um filho.

Alexia Garcia

Quem nunca passou noites acordadas, por um chorinho, uma febre, uma pilhazinha com carga maior...quem nunca experimentou a sensação de um alguém fazer xixi em você ou até coisa pior...quem nunca se viu rindo e comentando de bobagens que só a você interessa...quem nunca juntou um objeto jogado mil vezes sabendo que seria a milésima primeira vez a ir ao chão... quem nunca tirou de si pra dar a outro...... quem nunca sentiu a dor da agulhada de vacina, no bracinho que não era o seu...quem nunca sacrificou tempo...quem nunca disse um não titubeando e querendo dizer sim...quem nunca chegou a emprestar o próprio corpo como moradia, abrindo mão de toda a estética...ou quem nunca adotou como seu, o sangue de outrem...quem nunca, nunca...coisas de mãe!

Débora Fernandes

"A CASA DA MÃE ROUSSEF"

"Foram os bravos portugueses, cruzando mares bravios e desconhecidos em naus que, por sua fragilidade, mais se assemelhavam a cascas de nozes,com as velas enfunadas com o símbolo da CRUZ de CRISTO. Descobriram Pindorama, NOSSA TERRA! A estrela vermelha de um comunismo mumificado, não há de ser nossa bandeira!"


Senhores leitores,


A matéria que hoje posto, é de gravíssimo e real conteúdo. Sua INTRODUÇÃO foi escrita por Oswaldo Colombo Filho - conhecido e respeitado por todos os que se dedicam aos estudos e principalmente ao aprofundamento das questões brasileiras, por sua erudição e conhecimentose pontuais e profundos, bem como pela sabedoria em escolhê-la para ser postada.

É longa, mas deve ser lida por todos quantos pretendem livrar o Brasil de um triste futuro e não desejam que seus descendentes deles se envergonhem.

É com prazer, mas triste por reconhecer as verdades todas aqui expostas e causadas pelos súditos do PT: massa de manobra pura .
O Reizinho de Pindorama, bem como sua ’quadrilha de muitos’ imaginam poder perpetuar-se no poder, colocando no augusto lugar de seu soberano tupiniquim a Senhorinha Roussef, para manter-lhe quente o assento do trono .

Alerta, brasileiros ! Abram bem os olhos: tudo o que falam os ainda poderosos, carece de supedâneo. Mentem, traem, e prometem - o que jamais pretendem cumprir.

Abemos todos : em palavras de mentirosos, não podemos crer .

Finalizo minha apresentação: pouco tem vindo à tona sobre a atuação deletéria, mesmo criminosa dessa gente que, esconsamente, tem tentado tirar até mesmo a dignidade de nosso povo através do assistencialismo e peleguismo. Esses seres desmerecem a cidadania brasileira. São o rebutalho da Nação.

Lula tem tentado despudoradamente aliciar membros dos demais Poderes (V. as Recomendações lulianas aos ministros do STF para decidirem ser (sic)constitucional o PNDH3 - flagrantemente inconstitucional.

Felizmente há ainda criaturas íntegas e juízes que honram a negra toga envergam. JUSTIÇA SERÁ FEITA, POIS ESTÁ ACIMA DOS rotos poderes desse reizinho que muito nos tem envergonhado.
Mirna Cavalcanti de Albuquerque

I PRÓLOGO

Oswaldo Colombo Filho


O colunista do Jornal Folha de S.Paulo, Fernando de Barros e Silva, foi de um virtuosismo extraordinário. Desde o título de seu artigo (*), e pela perfeita síntese que deu a todo caso Erenice Guerra e que envolve única e exclusivamente o cerne do Governo Lula; sendo que o presidente, em sua contínua e tosca retórica aos crentes e fanáticos que lhe dão ouvidos insiste em afirmar serem calúnias desferidas contra ele; seu Governo: e à sua imagem de homem humilde que ascendeu ao Poder. Delírios de quem se apega desmedidamente ao Poder e ainda insiste que fundou este país em 2003. Antes dele nada existiu e nada se fez. Pródigo desvario de quem pensa que também é Pedro Álvares Cabral e sairá de Brasília apenas de caravela.


O episódio do mensalão foi um divisor de águas. De um lado a máscara caiu e assumiu-se a bandalheira do que era para ser assumido já que a sociedade não reagiu em 2006. Sarney foi o grande vitorioso naquelas eleições, e pelo visto, também o será nas próximas. Aos leigos pode parecer heterogênea a formação do atual "partidão" a eleger Dilma; mas não é. O "lulo - petismo - fisiológico" é algo que vai desde o ex- PT até o PMDB de Sarney passando por Collor, Renan, Jader, chegando até Maluf - é um grande acordão "pseudo- político" em torno do cofre forte nacional, e que em 2010 o Estado político pega-trouxa locupletará sobre a nação a "carga fiscal" extraordinária e talvez sem paradigma em nossa história, - é a despedida do Governo Lula que se elegeu criticando a alta carga da herança maldita de FHC, e que era mais baixa. Só não vê e ouve a verdade quem não quer.


Em torno desse "partidão" gravita, como cortina de fumaça, a mais ridícula e desarticulada oposição política que este país já teve; além de puxadores de votos necessários à conquista do Congresso Nacional pelos situacionistas para efetiva tomada do Poder e possível alteração da Constituição, refaz-se o elo perdido com a queda do mensalão. Também, não vê isto quem não quer. Prova disto é a promiscuidade, lascividade da Justiça eleitoral para com o horário político diante das apresentações circenses; mulheres sem moral, ao lado de outras com falsa ética que já mandaram o povo "relaxar e gozar", em momento de grande aflição quando aeroportos estavam cheios e com evidente angustia diante dos maiores acidentes aéreos que este país sofreu. Trata-se da nossa ’Bin Laden’ e que angaria votos dos paulistas... Que vergonha sentiria Guilherme de Almeida e tantos outros que por este chão lutaram e orgulharam.

Em pior escala estão os fanáticos, e verdadeiramente fanáticos ensandecidos, surdos à razão; à moral; ao mínimo senso de justiça - os eleitores do "lulo - petismo - fisiológico".


É um fenômeno que muitos tentam classificar e distinguir da outra quase metade da nação. Eis aqui então mais uma versão: - São normalmente chamados de - "", de Os ignorantesforma geral e irrestrita. Pessoalmente eu acho evasivo, e uma ofensa aos verdadeiros ignorantes sem opção a outro estágio ou ascensão social. Portanto, onde se concentram tais eleitores (?):- # Os analfabetos propriamente ditos; # os analfabetos funcionais (um para cada cinco brasileiros ou 20% da população).

# Os ignorantes ativos - a pior de todas as ’castas’. Se dentre esta "fauna" houvesse características como pelagem, esta seria parda; se houvesse distinção entre predador e presa estes seriam tão apenas as "sábias" hienas que comem fezes, riem e nem sabem de que ou por quê.

Medíocres nas suas limitadas sapiências e com respostas óbvias postas em suas bocas ou impostas em seus micros cérebros. Vivem tais quais as amebas - concernentes tão apenas a instintos primários e cuja visão é simples, pois o horizonte está sempre ao alcance. Jamais se expõe ao risco da pergunta, da competência e da idéia própria. A mediocridade é o lema sem que saibam disso. São irresolutos, impensantes, mas não se consideram assim. O coletivo sempre é o melhor; pois neste ambiente de cumpanheiros se nivela por baixo e é onde caiu a juventude estudantil brasileira na era Lula.

Consciências vilipendiadas pela ausência de maturação política pós-mensalão que deveria ocorrer no seio de cada família num autêntico processo educacional de introspecção de valores. Tivemos mais de cinco ou seis anos, formaram-se milhões de eleitores em classes sociais capazes de educar, mas em completo analfabetismo político e assim de valores morais e de cidadania. Vagueiam pelo modismo e pela conveniência do meio; sendo assim dispensam-se do pensamento próprio e agir em prol do próximo; calam-se os valores éticos quando se trata de arrazoar pelo coletivo "é tudo farinha do mesmo saco"; "intriga da oposição"... Convivem bem com o abstratismo e o ’achismo’ nada embasado na realidade ou em arrazoamento lógico e experiente. Conselhos, nem pensar. E assim seguem:- EU VOTO PORQUE O REI LULA MANDOU; MEU COLEGA DISSE; O CARA DO BOTECO FALOU QUE ELA É LEGAL; COLEGA DA FACULDADE ME DISSE... ETC.. Por terem a mediocridade como atitude misturam-se a tudo e convivem em qualquer situação, estão nos escritórios, fábricas; universidades, meios culturais e até em igrejas.

# Obviamente há ainda há casta dos imorais em essência ou excrecência social. # E os toscos, obtusos que acham que política não lhes interessa e na hora do voto anulam ou em sinal de pretenso, hipotético sinal de protesto (tão desejado pela situação governista), votam em vadias; palhaços; e depois dizem com soberba: "é assim mesmo o que fazer". Outra bela e soberba demonstração de Uma visão de futuro capaz de levar este país ao primeiro mundo tal qual a Venezuela ou Bolívia já conquistaram.


Se reportássemos isso a uma análise regional, ou até por Estados, sobrepondo a cada um deles as características da ’fauna’ que forma o lulo-petismo-fisiológico - exclamaríamos em um diálogo imaginário:

- Caso perdido.

- Este Estado aqui não tem mais jeito.

- Eles perderam a nau da história. Estão do mesmo jeito há um século.

- É peso morto não dá para navegar rumo à prosperidade. O que vamos fazer?

- Quem sabe possamos recortá-lo do mapa. . . e depois colocá-lo em cima de uma caravela; e devolver para Portugal. À noite, sem que ninguém nos veja para não nos que não nos envergonhemos; e colocamos um bilhetinho pedindo desculpas pelo estrago que "alguns bolsistas fizeram".

- Bolsistas, como assim?

- Claro! - Bolsas Família - Sarney ao Maranhão; da família Collor a Alagoas; de Jader ao Pará, e assim por diante; Jucá a Roraima; Lobão; Renan. Afinal que famílias que você pensa que explora aquelas terras e povo e as mantem em estágio de capitanias hereditárias até hoje? Página 3 de 5 Oswaldo Colombo Filho "A Casa da Mãe Rousseff"

- É verdade, mas precisaríamos de toda esquadra de Cabral. . .

- É melhor chamar a de Colombo também para dar uma mão, senão vamos ter que ficar com alguns deles por aqui...


Exatamente assim funcionou o mandato do presidente Lula da Silva. Um coronelismo a nível nacional instalado em Brasília, tão logo ele descobriu que não havia herança maldita alguma; e passou a misturar partido, governo e estado, e tudo isso numa miscelânea em todos os níveis, e em cruzamento em todos os Poderes da República.


Hoje vejo e ouço alguns falarem que as Instituições Republicanas estão preservadas, e que NÃO estamos em igual estágio à Venezuela ou Bolívia? Não sei se com isso deveria me sentir feliz ou preocupado, pois se não estamos, em outro sentido estão dizendo que já estamos indo ao inferno.


O mais inocente dos cidadãos acredita que o mensalão acabou? O nepotismo? A repartição de poderes? Vide o exemplo do caso "Erenice Guerra"; uma provável vítima do chamado "fogo amigo". Dilma Rousseff não pode negar responsabilidade sobre sua fiel escudeira, todo político sabe que Erenice ficou na Casa Civil para guardar território, até Lula cedeu e se arrepende. Ele queria naquele cargo Miriam Belchior (ex- esposa de Celso Daniel - primeiro casamento). É possível que Lula e Dilma venham a público e digam que não sabiam que a bolsa família "dos Guerra’s" era tão polpuda, mas é uma tese indefensável (aos cidadãos inteligentes dotados de QI acima da ameba).


Busca-se esconder o óbvio, e que metade da população não pode, não quer, ou não se interessa em ver; porém a outra metade pode ver. Lula, ao se pronunciar após a demissão de Erenice (pois ela jamais se demitiria), e com sua verborragia natural, disse que em se tratando de cargo público "a pessoa não pode errar".


O presidente tem toda razão, isto é inquestionável, Erenice não tinha o direito de fazer uso de seu alto cargo e se beneficiar através de atos ilícitos em prejuízo dos cofres públicos. Também não tinha o direito e assim prevaricou, quando em exercício da função pública ajudou seus parentes, tal qual o palhaço Tiririca diz que fará se eleito com sua família, e o TSE nada faz, e se isso não for falta de decoro, mudemos o nome TUDO aquilo que ocorre na vida pública nacional, desde campanha política até a "zona da Casa Civil". Sugestão para combinar com o ’cumpanheiro’ Sarkozy - "la sai fare général "; ou libéré general.


A Sra. Erenice jamais deveria abusar do seu cargo, e ali no próprio andar onde funciona o Gabinete da Presidência, ter utilizado os computadores para acessar e elaborar o "dossiê" sobre o ex- Presidente Fernando Henrique Cardoso e sua esposa Sra. Ruth Cardoso. É indignante, deveria pelo menos ter usado o computador de sua casa. Porém, isso comprova mais uma vez e que desde o tempo de José Dirceu e que Lula não sabia de nada, e que provavelmente "continua a não saber" - tudo continua a acontecer na "Casa Civil"; e ao lado do seu gabinete; e a imprensa continua sendo caluniadora. Não é fantástico? Então por que Erenice foi demitida?

Inventou-se agora, e a mando da presidência, uma Comissão Interna da Casa Civil para investigar a própria Casa Civil (?). É um ato próprio "casa da mãe Joana". Pode até ser próprio da crença democrática e republicana de imbecis sem arrazoamento moral algum e que creem que este é um homem que possa se rotular de ser o mais ético e moral da história desse país, e que aceitem ainda como digna representante a "mãe Rousseff" dos beócios brasileiros, mas não da totalidade dos cidadãos brasileiros; posto que aqui também seja meu chão; aqui criei minha família e tive uma mãe decente e como outra qualquer nasceu analfabeta e por esforço próprio faleceu dona de uma cultura invejável e criou dois filhos honestos que para isso provam em atos e não se embebedaram jamais e muito menos todos os dias para falar em público; tal outro dia quando democraticamente falou babando em "extirpar um partido da oposição". Instituições no Brasil se pronunciaram? Onde? Já estamos na Venezuela ou Cuba.
Pelo menos se os militares ou Vargas fizeram isto nunca o foi através de um pau d’água, aos berros, e em praça pública.


Entendo que a justiça é o caminho e não o objetivo e eu não posso trilhar este caminho a guiza de quem comandou assaltos e sequestros e disto ainda se orgulhar, não faz parte das minhas aspirações e do meu ’eu’. Não tenho a percepção, se artística ou comunista for, de Chico Buarque de Holanda que "política é assim mesmo, às vezes é necessário por a mão na m..." (roubar no mensalão), pois sei que honestidade não tem meia dose e não sou patrocinado a peso de ouro por estatais quando saio de Paris e resolva passear no Rio. Não vivo pela conveniência dos canalhas; mas sim pelo registro da passagem engrandecedora dos vitoriosos em espírito nesta vida. Nada maior do que esta grandeza de valor - a do dever cumprido, para com os seus, para com o próximo, e para com Deus acima de tudo. Durmo tranquilo.


O presidente tem razão não se pode errar, persistir é pior ainda. Errou também quem indicou e manteve a Sra. Erenice em seu cargo, e que venha a público dar explicações claras sobre sua participação, pois os recursos roubados eram meus e de milhões de pessoas que são honestas e para isto concorreram e não para estarem à mercê de qualquer gatuno e família, mesmo que seja a o do Tiririca como o TSE já está sendo avisado enquanto este ainda é candidato.

A Sra. Dilma Rousseff, senão prevaricou; pecou por gravíssima incompetência, não pode simplesmente "lavar as mãos". Como poderá dirigir uma nação se nem vê o que ocorre dez metros adiante. Errou mais uma vez o chefe da nação que teve mais um Ministro da Casa Civil envolvido em fragoroso escândalo de corrupção incorrido ali, também a poucos metros de sua sala o que nos leva a crer que o covil tem lugar certo e não indeterminado.
Por muito menos do que isto Richard Nixon, o presidente da nação mais poderosa e rica do mundo veio a público e renunciou e aqui nada ocorre. Nos falta Justiça.


Dizem que as Instituições estão preservadas? Onde? No Brasil? E mais uma piada?

A rigor nem as vejo. O Congresso está em recesso, e a Justiça - "" diria:- "Vargasa lei; e a mim correspondem rigorosamente a uma parte do nosso hino "deitado(s) em ora a lei";berço esplêndido", não cumprem os papeis constitucionais designados.


Nestes tempos difíceis e de baixíssimo padrão moral, Lula da Silva, o ovo da serpente, - delirante em manter o Poder em mãos seguras (a ele) e a qualquer preço, e sabe-se lá quais e tantos motivos que têm para tanto denodo; se esquece de que ainda deveria estar cumprindo a "instituição presidência da república" e que a bem da verdade jamais respeitou.

Busca na eleição de sua pupila esconder sob o tapete da impunidade e do obscurantismo todos os erros acumulados em seus oitos anos de Governo. Transforma agora num "gran finale" seu mandato aos seus seguidores, para que não o decepcionem nas urnas e que estes produzam o mesmo e crasso erro de 2005 quando o reelegeram.

Lula por si só, foi, é, e sempre será um grande erro, e por ser um grande e estúpido erro jamais se converterá em uma verdade.


Oswaldo Colombo Filho

Membro fundador

Colombo Filho "A Casa da Mãe Rousseff"



II A CASA DA MÃE ROUSSEFF (*)


A queda de Erenice Guerra é a primeira baixa do governo Dilma Rousseff. Parece estranho, mas isso é verdade em pelo menos dois sentidos. Primeiro, há indícios de que a artilharia contra a ministra foi estimulada por aliados da candidatura petista, em busca de espaço na futura administração.

Segundo, e mais importante, porque Erenice Guerra deve sua vida política nos últimos oito anos e o cargo que ocupou até ontem exclusivamente a Dilma Rousseff. Lula relutou antes de confirmar Erenice como ministra quando Dilma se lançou candidata. Acabou cedendo ao apelo, mas fez de Miriam Belchior, a quem preferia no cargo, a coordenadora do PAC.


Não é plausível que Lula ignorasse a parentela pendurada no Estado que a titular da Casa Civil trazia a tiracolo. Onde estava o serviço de inteligência do Planalto? Ocupado com dossiês a respeito de quem?

Até para um leigo parece óbvio que os negócios da família Guerra não resistiriam a um raio-x elementar. Só o sentimento de onipotência e a convicção da impunidade explicam que tamanha lambança tenha sido praticada no interior do Planalto, tão perto da Presidência. Não há, neste episódio, nenhum ministro do PMDB, nenhum deputado fisiológico da base aliada, nenhum braço periférico do aparelho estatal. O cenário é a Casa Civil e os personagens são crias de Dilma. E até o enredo, é bom lembrar, há muito deixou de ser estranho ao PT.


Quando o escândalo estourou, Dilma logo correu para separar sua campanha do governo: "Não vou aceitar que se julgue a minha pessoa baseado no que aconteceu com o filho de uma ex-assessora".


A primeira reação de Erenice, por sua vez, foi confundir governo e campanha, atribuindo as denúncias a manobras "em favor de um candidato aético e já derrotado". São declarações contraditórias, mas movidas pela mesma conveniência. No momento em que se separam, Dilma e Erenice parecem se confundir numa única farsa.


FERNANDO DE BARROS E SILVA - SÃO PAULO -Folha de S.Paulo.

Fernado Barros Silva OSWALDO COLOMBO FILHO e Introdução Mirna Cavalcanti de Albuquerque

Eu Posso Ser um Filhos da Puta , Mas Sua Mãe teve você pelo Cú..

Brooks75

Os pais educam os seus filhos incomcientemente, os filhos não fazem realmente tudo oque a mae ou o pai os dizem para fazerem, mas os filhos fazem sim muita coisa que os pais nunca os dizem para fazerem, que os pais fazem ou fizeram.

Fernando nhabomba

Mae,

Que ao dar a bençao da vid entregou a sua....

Que ao lutar por seus filhos esqueceu de si mesma...

Que ao vibrar com sua vitorias, esqueceu seu proprio mérito...

Que ao receber injustiças, respondeu com seu amor...

E ao lembrar eu so tenho um desejo!!!

DEUS PROTEJA MINHA MAE POR TODA A VIDA!!!!

Bruna Nunes Primo de Almeida

Algumas pessoas vão me entender
Existem coisas que não se podem responder
Hey mãe, o seu filho quer saber.
Por que tudo é “matar ou morrer”?
Acho que estou perdido
Em um sono profundo

Bruno La Roza

Aos olhos cheios de afeto
da mãe que o viu pequenino
seja qual for sua idade
o filho é sempre um menino

Soares da Cunha

Mãe é paciência e generosidade.
Paciência de esperar seu filho nascer
Generosidade de doar seu corpo para concebe-lo;
Mãe é força e determinação;
Força para dar a luz e trazer ao mundo se bem maior,
seu filho.
E determinação para cria-lo errando sempre mais com a melhor das intenções de acertar.

Lana Araujo

Filhos, tios, sobrinhos, avós, amigos, colegas, conhecidos, chegamos no principal que é a mãe, ou seria a mão de Deus. Tradução de Amor, dedicação, lealdade, atenção e se falar tudo, talvez ainda seria pouco para o que realmente significam. Mulher se não fosse tão bom e divino não seria Mãe. Parabéns !

Adriano Matias

Mesmo que haja rejeição dos filhos pelo amor de mãe, a tristeza se encobre no seu silencio.

Erasmo Shallkytton

A filosofia é a mãe de todas as ciências, ela só pariu, espalhando alguns genes para cada filho.

Alan 'elfo

Que tenhamos a capacidade de sermos mais irmãos, mais amigo, mais filho, mais mãe. Que tenhamos o desejo de sermos mais HUMANOS e de, além disso, o desejo de ser mais FELIZ!

Adriana Araujo Leal

Os clamores de algumas pessoas contra o pecado são como os de uma mãe contra o filho a quem repreende, mas que logo beija e acaricia.

John Bunyan em "O Peregrino"

Filho: Mamãe meu coração ta doendo passa pomada?
-Com uma certa preocupação a mãe pergunta -
mãe: Seu coração filho? Como assim? O que aconteceu?
Filho: Não aconteceu nada mamãe , começou a doer do nada, mas ta doendo muito, passa a pomadinha!
Mãe: Não tem como passar pomada no coração filho, o que você tava fazendo quando começou a doer?
Filho: Eu tava conversando com minha amiguinha lá no balanço da escolinha, Aí ela me contou que gostava do Hugo aquele meu amigo que vem sempre aqui em casa. Aí quando ele passou perto dela ela levantou do balanço e foi atrás dele e me deixou sozinho, aí meu coração começou a doer e ta doendo até agora
A mãe assustada não sabia o que dizer ao filho e então simplesmente o abraçou e sussurrou no ouvido dele: -
Mãe : Filho você conhece o amor ?
- O filho meio sem entender perguntou-
Filho: O amor? mas você sempre disse que o amor era uma coisa boa, e então porque ele está machucando meu coração?
Mãe: Não são todos aqueles que sabem valorizar o amor e quando esse amor se oferece para alguém e esse alguém não dá valor o amor fica triste e volta para sua casinha que é o coração e pro amor entrar de novo no coração deixa um machucado bem grande nele. E esse machucado que fica no coração se chama DECEPÇÃO.

Maxwellton

E quantas mãe ainda irão chorar,
seus filhos vão a guerra sem poder voltar
e você fica em casa,vendo tudo se acabar,
sendo mimado por seus pais,querendo grana pra gastar.

Dênis Pacheco