Declaração de uma Mãe para seu Filho

Cerca de 5157 frases e pensamentos: Declaração de uma Mãe para seu Filho

pingos pousam no brilho
a mulher cresce
nasce o filho

Goulart Gomes

Mar infinito
três vezes bendito
traz meu filho...

Eugénia Tabosa

O orgulho... é filho da ignorância.

Giuseppe Baretti

Homenagem a nós

Que vida louca levamos nós, mães modernas, mães do século 21, mães de filhos únicos, ou de muitos filhos que se tornam únicos pelo pouco tempo que conseguimos ter para cada um...
Que vida louca temos nós, que acordamos ao raiar do dia e saímos para o trabalho delegando a outras, que em casa deixam seus filhos também, que sejam as mães que nossos pequenos não tem ...
Que vida louca temos nós que somos mães por telefone em tempo integral, que fazemos de nosso horário de almoço um momento para checar a lancheira, arrumar uniforme, fazer “Maria chiquinhas” e ter tempo de lembrar as antigas mães e mandar seu filho escovar os dentes...
Que vida corrida temos nós, cheia de horários marcados com momentos de ser mulher, mãe, amiga, esposa, profissional, namorada... somos muitas e as vezes não conseguimos ser tudo...
Vivemos uma rotina que rotina mesmo quase não tem , pois o dia é sempre um mistério para aquelas que tem filhos, afinal nunca sabemos se o dia que começou é o dia marcado para a dor de garganta chegar, ou para a prova surpresa de matemática, ou para briga com o amiguinho na escola, ou para pesquisa sobre o relevo que ele esqueceu de te avisar...
Sabemos apenas que vivemos assim....
Acordar... trocar de roupa para o trabalho, esperar pacientemente que sua secretária do lar não falte, olhar seu filho dormindo por mais alguns minutos e ter vontade de ficar com ele só por hoje um dia inteiro, sair de casa, despedir-se do filho e dar muitas ordens a empregada que a deixam perdida... ir para o trabalho, ser profissional, ser mulher moderna, ser guerreira, lutar pra vencer, fazer a diferença no mundo profissional...
Ligar ao longo do dia para marcar pediatra, fugir correndo do serviço para assistir a apresentação da escola no dia das mães, procurar alguém para buscar seu filho na escola porque hoje apareceu uma reunião e não tem como ir, e sempre acabar contando com a sua mãe para te fazer esse eterno favor...
Correr, preocupar-se, desdobrar-se vencer o dia, e ainda chegar em casa checar a tarefa, supervisionar o banho, fazer mil e uma perguntas sobre o dia de seu filho, sentir-se culpada por não ser mais presente, brincar, dar atenção, cantar uma música, ler uma história, assistir pela bilionésima vez o filminho da Disney e acabar adormecendo ali, na caminha de solteiro ou do lado do berço, cansada, mas realizada por ter sido por mais um dia MÃE...

Juliana Nunis

As mães também erram

Quando eu era pequena aprendi tanta coisa com a minha mãe! Cresci ansiosa... Acreditei que um mundo lindo me esperava de braços abertos. Não cresci acreditando no príncipe encantado, minha mãe foi honesta em relação a isso. Mas cresci acreditando nas pessoas, como elas podem ser boas e generosas. Cresci pensando que um dia alguém iria fazer de tudo pra me fazer feliz.

Criança acredita em cada coisa, não?
Por isso minha filha, vou te contar como as coisas realmente são.

Engraçado, quando a gente é criança a gente aprende a acreditar que existe um cara velhinho tão bom, mas tão bom que sai distribuindo presentes no Natal pra todas as crianças. Quer dizer, pra todas não. A gente aprende que só as crianças que fizeram por merecer ganham os presentes.

Daí, tiro dois pensamentos que mudaram a minha concepção de vida e com certeza, a de muitas pessoas. Primeiro, acreditei que existia alguém tão bom, mas tão bom que realmente se preocuparia com outras pessoas de maneira tão altruísta. Bobagem. Hoje sei que isso não isso não existe. A verdade é que ninguém é capaz de fazer qualquer tipo de sacrifício pra levar alegria pra alguém. Mesmo que isso seja relativamente pequeno e fácil, simplesmente... não importa.

Com essa historinha de Papai Noel aprendi a segunda lição: “os esforços são sempre recompensados.” Bobagem. Não se iluda. Mesmo que você faça o impossível pra agradar ou conquistar alguém, esse alguém não valorizará nada do que você fez. Não importa se você dedicou anos a essa pessoa, não importa se você chorou várias vezes porque foi ferida e mesmo assim perdoou. Não importa as noites que você passou em claro, nem as noites que você passou velando ou esperando a tal pessoa aparecer ou simplesmente ligar. Nada disso importa. Enquanto você sofria e pedia pra Deus pra esse alguém te notar, esse alguém estava se divertindo, bebendo, ou até mesmo dormindo, como um anjo. Enquanto isso, o seu sono parecia nunca te trazer tranqüilidade. E daí se você já dormiu dentro de um carro? E daí se não dormiu de jeito nenhum mesmo sabendo que amanhã era mais um dia de trabalho? Aí vai mais uma lição: tudo que você fez, você fez porque quis. Então não espere que alguém te valorize por isso.

Quando alguém te falar: “pode vir, estarei esperando você”... não se iluda. Provavelmente esse alguém disse por dizer. E você acreditou?

E se disserem: “vou te fazer feliz”, não acredite. Nem na frase e nem na intenção. Pior que isso só se disserem: “vou fazer de tudo pra mudar”. Aí sim, você pode desacreditar de vez.

Eu realmente acreditava que quando alguém dizia algo é porque realmente queria dizer esse “algo”. Mas não caia nessa. Se ele diz: “é tão bom ter alguém do lado, ir ao cinema ou desabafar, ou simplesmente chegar do trabalho e ter alguém te esperando...” provavelmente em três semanas ele dirá: “Você é ótima. Mas não estou preparado para um relacionamento sério. Isso não faria bem nem pra mim e nem pra você. O problema não é com você, é comigo.” E quer saber? O problema é realmente com você. Desde quando devemos acreditar no que escutamos? Você foi a ingênua. Acreditou porque quis. Ele estava no papel dele, logo, o problema é com você.

O fato é que você está por conta própria.
Ninguém estará ao seu lado quando você precisar, ou mesmo quando não precisar.
Muitos vão mentir pra você. Acontece. Aprenda a lidar com isso.
Não se esforce por ninguém. Ninguém te valorizará por isso. É tempo perdido.
Não espere ouvir “eu te amo” ou grandes demonstrações de amor. Isso só acontece em novela.

As pessoas irão te machucar.
Muitos nem sabem o que é amor.

Tudo bem, “amor” é uma coisa muito grandiosa, não é pra pequenos espíritos. Então, não espere isso de um homem nunca. Também não espere que ele se sensibilize com os seus sentimentos, isso não vai acontecer.

Quando você tiver algum sonho, esqueça. Se depender somente de você, pode ser que realize, mas se depender de outro... esqueça.

Vestido de noiva? Esqueça.
Flores? Esqueça.
Reconhecimento? Esqueça.

Aliás, não se esqueça das flores. Ocasionalmente você as ganhará. Quando ele te trair ou quando ficar com muito medo de perder você, é provável que ele te dê algumas. Mas para demais ocasiões, esqueça.

Você nunca será importante pra ele.
Nunca será a razão de viver dele.
Ele nem fará questão que você faça parte da vida dele.

E quando você quiser algo, mas muito, muito mesmo... algo muito importante pra você... conte pra ele. Peça pra ele... e você verá que... era melhor ter esquecido.

Não digo que homem não é uma coisa boa. É bom que você encontre um. Mas não se abra, não mostre seus sentimentos, não diga que sente saudade, não diga que ama, não conte seus sonhos, não chore no ombro dele. Não é para isso que ele quer você.

O pior de tudo é que eu aprendi muito com a minha mãe. Infelizmente nada daquilo era verdade. Agora eu te mostrei as coisas como realmente são. E quer saber?

Mesmo sabendo de tudo isso, você vai encontrar um homem. Vai dizer que o ama e vai amá-lo de verdade. Vai fazer carinho, vai cuidar e tentar fazer de tudo pra que ele seja o homem mais feliz do mundo. Vai se esforçar, e muito. Mais do que você agüentaria. E nos seus momentos frágeis, você vai se acolher no colo dele, e vai deixar que ele a veja chorando.

Você vai fazer tudo o que eu fiz. E vai até pensar que eu me enganei. Mas um dia você verá que eu tinha razão.

Homens são homens. Nada mais que isso. Eles nascem, crescem, reproduzem e morrem. Não espere grandes feitos nos intervalos. Tente seguir meus conselhos e você sofrerá menos que qualquer outra mulher desavisada.

Espero que você passe esses ensinamentos adiante. E de mãe pra mãe... pra neta. Porque os tempos mudam, já os homens...

Hazel Ly

(minha mãe pediu-me uma redação como presente de dia das mães)



Versos trocados
Pensei em várias formas de começar essa redação... Na verdade, acho que nunca fiquei tão nervosa quanto a fazer um texto antes. Parece que deu um branco na minha mente, as palavras parecem simplesmente terem sumido. Escrevi e reescrevi várias frases soltas, mas parece que nenhuma delas traduz em palavras realmente tudo o que eu quero te dizer... Mas então, no auge desse meu nervosismo de não saber usar frases e palavras, surgiu em minha mente algo que eu tenho certeza que seria um ótimo começo. Com certeza que você deve conhecer meus próximos versos;
“Amar é lindo, gostar também, amar o mundo inteiro, e a nós também...” Mas eu aposto que já deves estar pensando: por Deus, eu aqui esperando A redação da minha filha, que já faz textos excelentes, que só tira dez nessa matéria, mas ela vem até mim com esse textinho mixuruco de pré-escola... Pois é mãe, acontece que eu não consigo ver nada melhor do que esse texto para, no dia de hoje, transmitir tudo que sinto por ti. Acontece que hoje, com meus dezessete anos, jovem, muito jovem é claro, vejo nestes versos algo muito além de uma simples rima. Hoje vejo com outros olhos o que há onze anos atrás eu escrevi num pedacinho de papel.
Amar é lindo. O amor, o amor é o mais belo e raro sentimento que existe, é uma dádiva que o ser humano possui, de conseguir amar e ser amado. E isso mãe, eu devo a ti. Tu me ensinaste a amar, me ensinaste a respeitar, me ensinaste a dar valor à vida, aos amigos, aos familiares. E o mais importante de tudo: tu me deste amor. O amor mais singular que existe no mundo, o amor acolhedor, o amor que ensina, que provoca risos, lágrimas, que faz com que eu me sinta especial, protegida. Nos teus braços e no aconchego do teu colo eu sinto o verdadeiro amor, aquele que não existe em lugar algum da terra. Sinto amor em tuas palavras doces, em teus conselhos (que ultimamente têm me ajudado muito mais do que sequer tu imaginas.), em tuas broncas, sim, e por que não? Se brigas comigo é porque me amas, e queres o meu bem. Está certo que na hora posso não gostar muito, mas logo passa, pois o amor que me dás em seguida cobre qualquer tipo de irritação.
Gostar também. Mãe, tu me ensinastes a gostar das coisas mais inexplicáveis da vida. Conhece alguém, além de nós duas, que acorda, e vai pra geladeira comer aquela comidinha fria que sobrou do almoço? Ou que adora comer doce com salgado? Mas ainda mais importante, tu me ensinastes a gostar do doce da vida, e, também, a saber lidar com o amargo, com as dificuldades, me ensinou a gostar da vitória, a gostar de aprender, de buscar o novo, me ensinou a gostar de aproveitar cada fase que passo, e que ainda vou passar. Ensinou-me a sentir o gosto da vida, com suas doces e acolhedoras palavras.
Amar ao mudo inteiro. Amar a vida, amar a família, amar a mim mesma. Mostrar esse amor. Toda vez que tu vinhas como uma leoa defender-me, ou que vinha voando toda vez que eu gritava ‘’manhêêê’’... Toda vez que deixaste de fazer algo pela minha felicidade, ou então que se sacrificaste para ver um sorriso em meu rosto. Todas as vezes que bolastes aquela surpresa, toda vez que correste atrás de mim para me encher de beijinhos e carinhos. Toda vez que dividiste comigo tuas angustias, teus medos, tuas felicidades. Todas as vezes que estavas do meu lado quando eu passava pelas mesmas coisas. Mostraste teu amor toda vez que me destes a mão e disse pra eu não me preocupar que tudo ia passar que logo as coisas voltariam ao normal. Mostrastes e mostras teu amor todo dia que chegas em casa cansada, e ainda assim vem a minha procura, carinhosa e meiga. Mostras teu amor dia a dia, e me ensinas a amar da mesa forma.
E amar a nós também. Neste último verso, quero fazer na verdade aqui um pedido de desculpa. Por todas as vezes que não quis te ouvir, que fiquei chateada contigo, que bati o pé, todas as vezes que por algum motivo te decepcionei, quero pedir desculpas pelas grosserias, pelas cenas, pedir desculpas por muitas vezes exigir tempo demais teu, por as vezes pensar que vives em minha função. Quero pedir desculpas por muitas vezes não te dar o valor que realmente mereces, por não demonstrar o amor que sinto. Mas saiba de uma coisa; eu te amo, e muito. Amo mais que conseguiria amar qualquer outra coisa, qualquer outro alguém. A ligação que temos, é forte demais. É o mesmo sangue, a mesma carne. E nunca mãe, nunca quero que tenhas duvida alguma do meu amor por ti. Meu maior sonho, é que um dia, possas olhar pra mim já crescida, e pensar: “Que orgulho tenho da minha filha” E é por isso que tento melhorar a cada dia que passa, por isso que quero sucesso na vida, por isso que me esforço pra fazer a diferença. Para dar orgulho a quem me ensinou a ter garra, a ir a luta, a não desistir nunca.
Agora, espero que toda vez que lembrares daqueles meus versinhos, daquelas mal traçadas linhas de onze anos atrás, veja o seu significado com outros olhos. Sei que não existem palavras suficientes pra descrever tudo que sinto por você, e mesmo que houvesse, ainda assim não seriam suficientes. Nosso amor é transcendente, está acima de tudo aqui. Espero que com essas palavras tenha conseguido te mostrar apenas uma fração de tudo que por ti sinto, de tudo que a ti sou agradecida. Escrever-te estas letras significam para mim muito mais do que te dar qualquer outro presente, pois isto aqui, vem do coração, vem com sinceridade, vem com amor. Feliz dia das mães. :)

Kathlen Heloise Pfiffer

A Solidão e Sua Porta
Quando mais nada resistir que valha
a pena de viver e a dor de amar
E quando nada mais interessar
(nem o torpor do sono que se espalha)
Quando pelo desuso da navalha
A barba livremente caminhar
e até Deus em silêncio se afastar
deixando-te sozinho na batalha

Arquitetar na sombra a despedida
Deste mundo que te foi contraditório
Lembra-te que afinal te resta a vida

Com tudo que é insolvente e provisório
e de que ainda tens uma saída
Entrar no acaso e amar o transitório.

Carlos Pena Filho

SONETO DO DESMANTELO AZUL

Então, pintei de azul os meus sapatos
por não poder de azul pintar as ruas,
depois, vesti meus gestos insensatos
e colori as minhas mãos e as tuas,

Para extinguir em nós o azul ausente
e aprisionar no azul as coisas gratas,
enfim, nós derramamos simplesmente
azul sobre os vestidos e as gravatas.

E afogados em nós, nem nos lembramos
que no excesso que havia em nosso espaço
pudesse haver de azul também cansaço.

E perdidos de azul nos contemplamos
e vimos que entre nós nascia um sul
vertiginosamente azul. Azul.

Carlos Pena Filho

SONETO

O quanto perco em luz conquisto em sombra.
E é de recusa ao sol que me sustento.
Às estrelas, prefiro o que se esconde
Nos crepúsculos graves dos conventos.

Humildemente envolvo-me na sombra
que veste, à noite, os cegos monumentos
isolados nas praças esquecidas
e vazios de luz e movimento.

Não sei se entendes: em teus olhos nasce
a noite côncava e profunda, enquanto
clara manhã revive em tua face.

Daí amar teus olhos mais que o corpo
com esse escuro e amargo desespero
com que haverei de amar depois de morto.

Carlos Pena Filho

Para Fazer um Soneto


Tome um pouco de azul, se a tarde é clara,
e espere um instante ocasional
neste curto intervalo Deus prepara
e lhe oferta a palavra inicial
Ai, adote uma atitude avara
se você preferir a cor local
não use mais que o sol da sua cara
e um pedaço de fundo de quintal

Se não procure o cinza e esta vagueza
das lembranças da infância, e não se apresse
antes, deixe levá-lo a correnteza

Mas ao chegar ao ponto em que se tece
dentro da escuridão a vã certeza
ponha tudo de lado e então comece.

Carlos Pena Filho

Obrigado Senhor!
Obrigado , Senhor , pela mãe que você me deu ...
... por todas as Mães do mundo
... pelas mães brancas , de pele alvinha ...
... pelas pardas , morenas ou bem pretinhas ...
... pelas ricas e pelas pobrezinhas ...
... pelas mães - titias , pelas mães -vovós , pelas madrastas -mães ,
... pelas professoras - mães ...
... pela mãe que embala ao colo o filho que não é seu ...
... pela saudade querida da mãe que já partiu ...
... pelo amor latente em todas as mulheres , que
desperta ao sentir desabrochar em si uma nova vida ...
... pelo amor , maravilhoso amor que une mães e filhos ...
Eu lhe agradeço , Senhor !

Charlesk

Somos todas mães adotivas, sejam elas geradoras ou postiças...A verdade é que a mãe biológica dos nossos filhos é a vida.

Paloma Muniz

Poesia para as mães

Mãe forte valente
Não tem medo do que vem pela frente
Mãe corajosa, atenciosa e amorosa
Mãe você é a luz da nossa vida
Você nos traz calor e alegria
Quando estou com medo só penso em uma pessoa... mãe
Quando vi você pensei comigo...
Essa vai ser minha mãe minha luz e meu abrigo, meu aconchego e meu sentido da vida
Porque sem você ninguém pode vir ao mundo
Mãe é uma pessoa especial dentre todas as pessoas do mundo
Mãe é alegria, amor, confiança e calor.

Vinicius Felipe Ghietti

O amor entre marido e mulher é uma grossa bandalheira. É degradante que um homem deseje a mãe dos seus próprios filhos.

Nelson Rodrigues

No momento em que uma criança nasce, a mãe também nasce. Ela nunca existiu antes. A mulher existia, mas a mãe, nunca. Uma mãe é algo absolutamente novo.

Rajneesh

A disciplina é a mãe do sucesso.

Ésquilo

Manhã de frio -
Com o agasalho, visto
Saudades de minha mãe.

Paulo Franchetti

A pobreza e a esperança são mãe e filha. Ao se entreter com a filha, esquece-se da mãe.

Jean Paul

A necessidade é a mãe das artes, mas também a avó dos vícios.

Jean Paul

A dívida é a mãe prolífica de loucuras e crimes.

Benjamin Disraeli